Moçambique

2,538 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,538
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Moçambique

  1. 1. Moçambique, oficialmente República de Moçambique, é um país localizado na costa oriental da África Austral, limitado a norte pela Tanzânia, a noroeste pelo Malauí e Zâmbia, a oeste pelo Zimbábue, a leste pelo Canal de Moçambique e Oceano Índico, e a sul e sudoeste pela África do Sul e Suazilândia. No Canal de Moçambique, tem fronteiras marítimas com as Comores, Madagáscar, a coletividade departamental francesa de Mayotte e as ilhas Juan de Nova, Bassas da Índia e Ilha Europa, pertencentes às Ilhas Esparsas das Terras Austrais e Antárticas Francesas. Esta antiga colónia e província ultramarina de Portugal, obteve a sua independência a 25 de Junho de 1975. Faz parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, da SADC, da Commonwealth, da Organização da Conferência Islâmica e da ONU. A sua capital e maior cidade é Maputo. Bandeira desde 1975 a 1983 Bandeira desde 1974 a 1975 Bandeira de 1983 Bandeira de 1983 à atualidade
  2. 2. A Bandeira de Moçambique é composta por três faixas horizontais com as cores verde, preta e amarela, de cima para baixo, separadas por estreitas faixas brancas; sobreposto às faixas, junto à tralha, encontra-se um triângulo isósceles de cor vermelha, dentro do qual há uma estreladourada de cinco pontas, sobre a qual se cruzam uma arma e uma enxada. O significado das cores, segundo a constituição da República de Moçambique, é o seguinte: Vermelha – a luta de resistência ao colonialismo, a Luta Armada de Libertação Nacional e a defesa da soberania; Preta – o continente africano; Verde – a riqueza do solo; Amarela-dourada – a riqueza do subsolo; e Branca – a paz. A estrela representa a solidariedade entre os povos, a arma AK-47 simboliza de novo a luta armada e a defesa do país, o livro faz lembrar a educação por um país melhor e a enxada, a agricultura. É a única bandeira no mundo a incluir a ilustração de um fuzil moderno. Emblema da republica Brasão de armas da República Popular de Moçambique(1975-1983) Brasão de armas da República Popular de Moçambique (1982-1990) O emblema da República de Moçambique foi estabelecido após a independência dopaís de Portugal. Devido às ligações do
  3. 3. movimento de independência nos anos 1970com o comunismo internacional do perído da Guerra Fria, o brasão é baseado nos elementos gráficos do antigo brasão de armas da União Soviética. O brasão de armas de Moçambique tem como elementos centrais um livro aberto sobre o qual se cruzam uma arma e uma enxada, estando o conjunto disposto sobre o mapa de Moçambique como se estivesse a ser olhado a partir do Oceano Índico. Por baixo do mapa está representado o mar e por cima o sol nascente, de cor avermelhada sobre um campo dourado delimitado por uma roda dentada. À direita e à esquerda deste conjunto encontram-se, respectivamente, uma planta de milho, com uma maçaroca e uma planta de cana de açúcar e, entre elas, no topo uma estrela vermelha fimbriada de ouro. Por baixo encontra-se uma faixa presidencial vermelha com os dizeres “República de Moçambique”. O significado destes símbolos, segundo a constituição da República de Moçambique, é o seguinte: O livro simboliza a educação; A arma simboliza a luta de resistência ao colonialismo, a Luta Armada de Libertação Nacional e a defesa da soberania; A enxada simboliza o campesinato; O sol nascente simboliza a nova vida em construção; A roda dentada simboliza a indústria e o operariado; As plantas simbolizam a riqueza agrícola; e A estrela representa a solidariedade entre os povos.
  4. 4. Eis o mapa Moçambique está situado na costa oriental da África Austral, limitado a norte pela Tanzânia, a noroeste pela Zâmbia e Malawi, a oeste pela Suazilândia e pelo Zimbabwe, a sul e oeste pela África do Sul e a leste pelo Canal de Moçambique. A norte do rio Zambeze o território é dominado por um grande planalto, com uma pequena planície costeira bordejada de recifes de coral e, no interior, limita com maciços montanhosos pertencentes ao sistema do Grande Vale do Rift. A sul é caracterizado por uma larga planície costeira de aluvião, coberta por savanas e cortada pelos vales de vários rios, entre os quais destacando-se o rio Limpopo.
  5. 5. Clima O clima do país é húmido e tropical, influenciado pelo regime de monções do Índico e pela corrente quente do canal de Moçambique, com estações secas de Junho a Setembro. As temperaturas médias em Maputo variam entre os 13-24 °C em Julho a 22-31 °C em Fevereiro. A estação das chuvas ocorre entre Outubro e Abril. A precipitação média nas montanhas ultrapassa os 2000 mm. A humidade relativa é elevada situando-se entre 70 a 80%, embora os valores diários cheguem a oscilar entre 10 e 90%. As temperaturas médias variam entre 20 °C no Sul e 26 °C no norte, sendo os valores mais elevados durante a época das chuvas. Demografia Moçambique tem uma população de 20 579 265 de acordo com o censo de 20076 , o que representa um aumento de 27,8% em relação aos 16 099 246 enumerados no censo de 1997. Ainda segundo o censo de 2007, a população urbana totalizava 6 282 632, equivalendo a 30% do total; e a taxa de masculinidade era de 48,7 como resultado de um total de 9 897 116 homens e 10 682 149 mulheres. 30% da população concentra-se nas cidades, e a restante nos campos. As principais cidades são Maputo (1 178 116 habitantes), Matola (671 556) e Beira (431 583). Antes da independência (1975), a população total de Moçambique passou de 6 603 651, em 1960, para 8 168 933, em 1970. Em 1960, a população branca era de 97 268 pessoas. Em 1975 viviam em Moçambique cerca de 200 mil portugueses, na sua maioria ligados à função pública, empresas portuguesas e internacionais, mas também à agricultura e pequeno comércio. A
  6. 6. comunidade indiana, em 1975, ligada ao comércio estima-se entre 20 e 30 000 habitantes. Por alturas da independência existia uma pequena comunidade chinesa de cerca de 4000 pessoas, concentrada em Maputo e na Beira, dedicando-se sobretudo ao pequeno comércio. Os negros constituíam cerca de 98% da população. Os mestiços seriam cerca de 0,5% do total. Subdivisões Moçambique está dividido em 11 províncias: 1. Niassa (capital: Lichinga); 2. Cabo Delgado (capital: Pemba); 3. Nampula (capital: Nampula); 4. Zambézia (capital: Quelimane); 5. Tete (capital: Tete); 6. Manica (capital: Chimoio); 7. Sofala (capital: Beira); 8. Inhambane (capital: Inhambane); 9. Gaza (capital: Xai-Xai); 10. Maputo (capital: Matola); 11. Cidade de Maputo (capital: Maputo)
  7. 7. As províncias estão divididas em 128 distritos, os distritos subdividem-se em 394 postos administrativos e estes em 1042 localidades, o nível mais baixo da administração local do Estado9 . Em Moçambique foram criados até ao momento, 53 municípios, 10 dos quais em Abril de 2008 e mais 10 em Maio de 2013. Cultura Moçambique é reconhecido pelos seus artistas plásticos: escultores (principalmente da etnia Makonde) e pintores (inclusive em tecido, técnica batik). Artistas como Malangatana, Gemuce, Naguib, Ismael Abdula, Samat e Idasse destacam-se na área de pintura. A música vocal moçambicana também impressiona os visitantes. A timbila chope foi considerada Património Mundial. Línguas De acordo com o artigo 10 da nova Constituição , de 2004, "Na República de Moçambique, a língua portuguesa é a língua oficial". No entanto, consoante o Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em 1997, ela é língua materna de apenas 6% da população, número que, na cidade de Maputo, chega aos 25%, apesar de cerca de 40% dos moçambicanos terem declarado que a sabiam falar (em Maputo, 87%). O artigo 9 da Constituição diz ainda: "O Estado valoriza as línguas nacionais como património cultural e educacional e promove o seu desenvolvimento e utilização crescente como línguas veiculares da nossa identidade". Em Moçambique foram identificadas diversas línguas nacionais, todas da grande família de línguasbantu, sendo as principais (de sul para norte): XiTsonga, XiChope, BiTonga, XiSena, XiShona, ciNyungwe, eChuwabo, eMacua, eKoti, eLomwe, ciNyanja, ciYao, XiMaconde e kiMwani.
  8. 8. Mercê da considerável comunidade asiática radicada em Moçambique, são também falados o urdu e o gujarati. Culinária Moçambique é reconhecido por seus dotes culinários. Tem muitos pratos típicos. A maioria são pratos principais. Aqui vem uma lista de alguns pratos: Amêijoas com Leite de Coco Arroz de Coco e Papaia Bifinhos com Caju Bolo Catembe Bolo de Caju e Batata Bolo de Castanha de Caju Bolo de Figos Bolo de Mandioca Bolo do Maputo Caldeirada de Cabrito Camarão com Alho Camarão Tigre Grelhado Camarões Fritos Caranguejo Recheado Cacana Caril de amendoim Caril de Camarão Caril de caranguejo Caril à Indiana Caril à Moçambicana Caril de Galinha Caril de Galinha com Amendoim Chiguinha Chima de Arroz Creme de Mandioca Delícias de Camarão Doce de Amendoim Doce de Batata
  9. 9. Feijoada de Marisco Fofos de Arroz Galinha à Cafreal Galinha Abafada Galinha com Amendoim e Caju Galinha à Manduca Galinha com Caju Verde Guisado de Caranguejo Matapa (folha de mandioca ou couve com amendoim) Molho de Piri-piri Patê de Miúdos Pato com Bambu Peixe à Lumbo Sobremesa de Abacate Sopa Rica de Mariscos Xima Cacana Matapa Tihaka Tihove Xiguinha Mbambane Mucap Desporto O jogador português Eusébio (nascido em Moçambique antes da independência) foi avançado da selecção Portuguesa no Campeonato do Mundo de 1966, levando Portugal às semifinais. A atleta Maria de Lurdes Mutola ganhou duas medalhas olímpicas nos 800 metros, uma medalha de bronze nas Olimpíadas de 1996, em Atlanta e uma medalha de ouro, nas Olimpíadas de 2000, na Austrália. Os desportos mais populares de Moçambique são basquetebol, futebol e atletismo. A jogadora de basquetebolClarisse Machanguana jogou na WNBA. A selecção moçambicana de futebol disputou quatro vezes a copa das nações africanas, mas nunca disputou uma taça do mundo. Feriados Data Nome em português Notas
  10. 10. 1 de Janeiro Dia da Fraternidade universal Ano novo 3 de Fevereiro Dia dos heróis moçambicanos Em homenagem a Eduardo Mondlane 7 de Abril Dia da mulher moçambicana Em homenagem a Josina Machel 1 de Maio Dia Internacional dos Trabalhadores Dia do trabalho 25 de Junho Dia da Independência Nacional Proclamação da independência em 1975 (de Portugal) 7 de Setembro Dia da Vitória Em homenagem à assinatura dos Acordos de Lusaka 25 de Setembro Dia das Forças Armadas de Libertação Nacional Em homenagem ao início da luta armada de libertação nacional 4 de Outubro Dia da Paz e Reconciliação Em homenagem ao Acordo Geral de Paz 25 de Dezembro Dia da Família Natal Nome: República de Moçambique Presidente: Armando Emílio Guebuza Primeiro-Ministro: Alberto Clementino António Vaquina Sistema Político: Democracia Multipartidária Data da Independência: 25 de Junho de 1975

×