Atendimento em primeiros socorros basicos

54,397 views

Published on

Noções necessarias para atendimento em situações de acidentes e traumas

Published in: Health & Medicine
0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
54,397
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
184
Actions
Shares
0
Downloads
2,449
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Atendimento em primeiros socorros basicos

  1. 1. Enfª Ana Eugênia L. Hollanders
  2. 2. <ul><li>Vítima: Nome que se dá à pessoa que sofreu o acidente </li></ul><ul><li>Socorrista: Individuo que auxilia a vítima de modo a impedir o agravamento das suas lesões e, se possível, fazê-la melhorar. O socorrista não cura ninguém, não dispensa nunca um médico ou enfermeiro, é um bom colaborador deles. </li></ul><ul><li>Curiosos: Pessoas que sofrem influência indireta do evento. Participam passivamente. Podem ser bastante úteis em tarefas simples. (sinalizando o transito(isolando a área do acidente) e acionando o serviço de emergência) </li></ul>
  3. 3. O atendimento imediato prestado a uma pessoa vitimada por algum acidente, visando, principalmente, o não agravamento de seu estado. Os primeiros socorros não substituem o atendimento médico. Consistem apenas em um suporte básico à vida, até a chegada do socorro profissional (caso seja necessário), entretanto a sua correta execução pode significar a diferença entre a vida ou a morte.
  4. 5. <ul><li>Tenha conhecimento do que faz e inspire confiança - ao abordar a vítima, fale sempre com segurança, observando seu estado de consciência. E não faça nada mais do que o rigorosamente o essencial para controlar a situação até a chegada do socorro qualificado. </li></ul><ul><li>Se a vítima estiver consciente, perguntar seguidamente: NOME, DIA, ENDEREÇO , TELEFONE de Referencia. </li></ul><ul><li>Caso comece a trocar idéias ou não se lembrar, observar e removê-la o mais rápido possível para socorro especializado. Caso a vítima tenha sede, não oferecer líquidos para beber, apenas molhar a boca com gaze/pano úmido. </li></ul>
  5. 6. Em alguns instantes o socorrista deve observar a situação e começar a decidir com calma, mas rapidamente, o melhor a fazer.
  6. 7. <ul><li>Ter espírito de liderança, </li></ul><ul><li>Ser educado, ter bom senso, compreensão, tolerância e paciência; </li></ul><ul><li>Saber planejar e executar suas ações; </li></ul><ul><li>Saber delegar funções; </li></ul><ul><li>Saber promover e improvisar com segurança; </li></ul><ul><li>Ter iniciativas e atitudes firmes; </li></ul><ul><li>Ter, acima de tudo, o espírito de solidariedade humana, o “Amor ao Próximo”; </li></ul><ul><li>Criatividade; </li></ul><ul><li>Reconhecer suas limitações. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Coloque dispositivos de advertência (triângulo, pisca –alerta, folhagens, tochas pelo menos 50 metros antes do local. </li></ul><ul><li>• Peça a outras pessoas para parar e ajudar; </li></ul><ul><li>• À noite, use roupas claras ou tenha sempre a mão um pedaço de tecido claro; </li></ul>
  8. 9. <ul><li>• Art. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública: </li></ul>
  9. 10. A avaliação da vítima pode ser dividida em primária e secundária. É através dela que vamos identificar as condições da vítima e poder eliminar ou minimizar os fatores causadores de risco de vida.
  10. 11. <ul><li>• Respiração e manutenção da coluna vertebral </li></ul><ul><li>• Circulação </li></ul><ul><li>• Avaliação neurológica </li></ul>
  11. 12. <ul><li>• Estado de choque </li></ul><ul><li>• Fraturas </li></ul><ul><li>• Objetos encravados </li></ul><ul><li>• Deslocamento de articulação </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Mantendo a respiração </li></ul><ul><li>Mantendo a circulação </li></ul><ul><li>Cessando hemorragias </li></ul><ul><li>Impedindo o agravamento da lesão </li></ul><ul><li>Prevenindo o estado de choque </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Batidas e atropelamentos </li></ul><ul><li>Escorregões em pisos molhados </li></ul><ul><li>Quedas provocadas por desequilibrio, chão molhado produtos líquidos ou com cascas e folhas </li></ul><ul><li>Quedas de escadas, rampas, </li></ul><ul><li>Esbarrões em pontos extras, terminais de exposição e caixas </li></ul><ul><li>Instrumentos de corte ( facas, serras) </li></ul><ul><li>Picadas, mordidas de animais </li></ul><ul><li>Queimaduras </li></ul>
  14. 16. Cessando hemorragias
  15. 17. Mantendo as áreas com suspeitas de fratura ou luxação protegidas e imobilizadas
  16. 18. Protegendo as áreas queimadas
  17. 21. <ul><li>palito, </li></ul><ul><li>elástico, </li></ul><ul><li>curativo, </li></ul><ul><li>lápis, </li></ul><ul><li>borracha, </li></ul><ul><li>chiclete, </li></ul><ul><li>chocolate “Kiss” </li></ul><ul><li>e chá de camomila. </li></ul>
  18. 22. <ul><li>Para lembrar de “ escavar” nos outros todas as qualidades que eles têm... PALITO </li></ul><ul><li>ELÁSTICO Para lembrar de ser flexível, já que as coisas e as pessoas nem sempre são da maneira como você quer que sejam. </li></ul><ul><li>Para ajudar a curar aqueles sentimentos feridos, tanto os seus como os dos demais. CURATIVO </li></ul><ul><li>LÁPIS Para que você registre diariamente tudo de bom que lhe acontece (e são muitas coisas)... </li></ul><ul><li>Para você se lembrar que todos nós cometemos erros e que temos a oportunidade corrigi-los... BORRACHA </li></ul><ul><li>CHICLETE Para lembrar-se de “ grudar” em tudo aquilo que é importante e que você pode esquecer... </li></ul><ul><li>CHOCOLATE “KISS” Para que você se lembre que todo mundo precisa de um beijo e um abraço, diariamente... </li></ul><ul><li>CHÁ DE CAMOMILA Para que, no final do dia, descanse, relaxe e reflita sobre o que falta na sua caixinha de primeiros socorros. </li></ul>
  19. 23. <ul><li>Isso! </li></ul><ul><li>Pensem bem antes de tomar uma decisão e ... </li></ul><ul><li>Sejam felizes! </li></ul>

×