Sistema Digestório Carmo

2,233 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,233
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistema Digestório Carmo

  1. 1. S IS T E M A D IG E S T IV O Função sistema digestivo Constituição sistema digestivo Digestão Deglutição Movimentos Peristálticos Absorção Disfunções do sistema digestivo Prof. Antonio Fernandes – Colégio Nsa do Carmo
  2. 2. SISTEMA DIGESTIVO - FUNÇÃOO organismo humano recebe os nutrientes através dos alimentos. Estes alimentos têm de ser transformados em substâncias utilizáveis, envolvendo vários fenómenos físicos e químicos. Estesfenómenos ocorrem ao longo do tubo digestivo com o auxílio de vários órgãos que lançam nele os seus produtos.
  3. 3. SISTEMA DIGESTIVO (CONCLUSÃO): Tem como função retirar dos alimentos ingeridos os nutriente necessários para o desenvolvimento e a manutenção do organismo , isto é , o tubo digestivo tem a função de transformar alimento em nutrientes e absorvê-los.
  4. 4. Órgãos do trato gastrointestinal
  5. 5. SISTEMA DIGESTIVO - CONSTITUÍÇÃOO sistema digestivo é constituído pelo tubo digestivo e pelos órgãos anexos.
  6. 6. SISTEMA DIGESTIVO  Boca  órgão inicial do tubo digestivo;  onde se localizam a língua e os dentes. Início da digestão do amido – enzima Ptialina ou amilase salivar
  7. 7. Boca e cavidade bucal A boca é formada pelas bochechas, pelos palatos duro e mole e pela língua e os dentes. esmagar triturar Cortar rasgar
  8. 8. Dentes: 8 incisivos Homem adulto 4 caninos 32 dentes 8 pré-molares 12 molares 8 incisivosPrimeira dentição- dentição de leite 4 caninos 8 molares 20 dentes aparecem a partir dos 6 meses de idade
  9. 9. Partes de um dente típico Coroa Colo RaizExistem 20 dentes decíduos e 32 dentes permanentes em uma dentição completa.
  10. 10. Glândulas salivares A saliva lubrifica e dissolve os alimentos e começa a decomposição química dos carboidratos e lipídios Localização das glândulas salivares
  11. 11. SISTEMA DIGESTIVO Faringe  porção do tubo digestivo que faz a ligação entre a boca e o esófago. É comum aos sistemas digestivo e respiratório e se comunica com a boca e com as fossas nasais. Esófago  conduz os alimentos ao estômago.
  12. 12.  EstômagoSISTEMA DIGESTIVO  é um órgão em forma de bolsa, de parede muito musculosa, onde os alimentos permanecem cerca de 2 a 3 horas. Quimificação: ação do suco gástrico sobre os alimentos ------ Quimo (massa pastosa) Enzima Pepsina – age sobre proteínas
  13. 13. SISTEMA DIGESTIVO Intestino Delgado  porção mais longa do tubo digestivo, tem 6 a 7 metros de comprimento, razão pela qual se encontra dobrado várias vezes sobre si.  é formado pelo duodeno (segmento inicial, que se segue ao estômago e que recebe os sucos produzidos pelo fígado e pelo pâncreas) e pelo jejuno-ílio (zona de absorção digestiva).Desembocam dois ductos: um libera o suco pancreático e outro a bile
  14. 14. INTESTINO DELGADO Ocorre a quilificação: ação de diversos sucos que transforma o bolo alimentar em um liquido chamado quilo ----- será absorvido pelas vilosidades suco intestinal (produzido pelas células da parede intestinal): maltase (maltose), sacarase(sacarose), lactase (lactose), peptidase (proteína) suco pancreático (produzido pelo pâncreas): tripsina, peptidase e quimiotripsina (proteínas),amilase pancreática (amido) e lipase (lipídios) Bile (produzido pelo fígado): substâncias que atuam sobre as moléculas de gordura (detergente)
  15. 15. SISTEMA DIGESTIVO – INTESTINODELGADO
  16. 16. SISTEMA DIGESTIVO Intestino Grosso  apresenta um diâmetro maior que o intestino delgado e tem 1,5 metros de comprimento.  não é enrolado, sendo formado pelo cólon ascendente, cólon transverso e cólon descendente. Este último termina no reto que abre para o exterior pelo ânus.
  17. 17. FÍGADO Produz a Bile – fica armazenada na vesícula biliar,
  18. 18. PÂNCREAS Glândula Mista, Produz o suco pancreático – liberado no intestino delgado (duodeno) Produz hormônios – liberado na corrente sanguínea
  19. 19. DIGESTÃO – COMO TUDO ACONTECE… Os alimentos sofrem, durante a digestão, uma ação mecânica e uma ação química. A ação mecânica é desenvolvida pela língua, pelos dentes e pelos movimentos peristálticos que ocorrem ao longo de todo o tubo digestivo. A ação química é provocada pelos sucos digestivos (possuem enzimas) produzidos pelos diferentes órgãos do sistema digestivo
  20. 20. DIGESTÃO NA BOCA… - ONDE TUDOCOMEÇA Mastigação  os dentes trituram e moem os alimentos. Insalivação  os alimentos são misturados com a saliva produzida pelas glândulas salivares. A ação da saliva e dos dentes permite transformar cada pedaço de alimento numa massa em forma de bolo – o bolo alimentar.
  21. 21. DEGLUTIÇÃOO bolo alimentar é empurrado pela língua em direcção à faringe. A úvula distende-se e tapa as fossas nasais, sendo o bolo alimentar empurrado para a faringe.
  22. 22. DEGLUTIÇÃO (CONT.)  Na faringe a a epiglote tapa o acesso às vias respiratórias, seguindo o bolo alimentar para o esófago.  Esta passagem do bolo alimentar da boca para a faringe e esófago dá-se o nome de deglutição.
  23. 23. MOVIMENTOS PERISTÁLTICOS A progressão do bolo alimentar faz-se através de contracções, em ondas, dos músculos da parede do esófago.
  24. 24. DIGESTÃO NO ESTÔMAGO – UMBANHO DE ÁCIDOO bolo alimentar é transformado antes de passar ao intestino delgado. Asparedes do estômago estão forradas por glândulas gástricas que segregam o suco gástrico (contém enzimas, ácido clorídrico, muco). Os movimentos peristálticos permitem misturar os alimentos com o suco gástrico, originando uma mistura líquida – o quimo.
  25. 25. DIGESTÃO NO INTESTINO DELGADO -POR FIM, UM TRAJETO SINUOSO No intestino delgado ocorrem as últimas fases da digestão, mas também as mais importantes. Quando o quimo passa para o duodeno, estimula a secreção do suco intestinal que contém várias enzimas. Também o fígado lança o suco biliar, que não é enzimático, e o suco pancreático produzido no pâncreas.
  26. 26. DIGESTÃO NO INTESTINO DELGADO -POR FIM, UM TRAJETO SINUOSO(CONT.)  Os nutrientes encontram-se agora na sua forma mais simples e em conjunto com as substâncias que não sofreram digestão (água, vitaminas, sais minerais, celulose) formam o quilo.  O intestino delgado é a principal área de absorção dos nutrientes.  A absorção é muito eficiente devido à presença das válvulas coniventes (pregas)
  27. 27. ABSORÇÃO – ULTRAPASSANDO A BARREIRA  Cada uma dessas pregas apresenta pequenas saliências em forma de dedo de luva – as vilosidades intestinais, que por sua vez possuem expansões – as microvilosidades.  Cada vilosidade contém capilares sanguíneos e realiza uma absorção selectiva dos alimentos.
  28. 28. ABSORÇÃO - INTESTINO GROSSO As substâncias não digeridas passam para o intestino grosso misturadas com água. Aqui ocorrerá a absorção da maior quantidade possível de água. No intestino grosso podemos encontrar algumas bactérias que desempenham um importante papel no fabrico de certas vitaminas que depois são absorvidas pelo sangue. Os restos dos alimentos formam as fezes que serão expulsas pelo ânus.
  29. 29. DISFUNÇÃO DO SISTEMA DIGESTIVO Apendicite  Resulta da inflamação do apêndice.  quando o apêndice é obstruído por um fecólito (nódulo duro de fezes) ou por um simples caroço de fruta, inflama, fica inchado e cheio de pus provocando a apendicite.  em casos extremos o apêndice pode rebentar originando uma situação grave que requer intervenção cirúrgica urgente.
  30. 30. DISFUNÇÃO DO SISTEMA DIGESTIVO Úlcera  Aplica-se a qualquer ferida que se forma na pele ou nas membranas mucosas internas do corpo. Embora não existam muitas certezas são apontadas como factores de risco o tabaco, o stress, ingestão em excesso de álcool, de medicamentos anti-inflamatórios (incluindo a aspirina) e a “história” familiar.

×