EQUIPA DE CIENTISTAS IDENTIFICA GENE LIGADO AO CONSUMO EXCESSIVO DE ALCOOL

680 views

Published on

EQUIPA DE CIENTISTAS IDENTIFICA GENE LIGADO AO CONSUMO EXCESSIVO DE ALCOOL

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
680
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

EQUIPA DE CIENTISTAS IDENTIFICA GENE LIGADO AO CONSUMO EXCESSIVO DE ALCOOL

  1. 1. EQUIPA DE CIENTISTAS IDENTIFICA GENE LIGADO AO CONSUMO EXCESSIVO DE ÁLCOOLCientistas identificaram um gene que parece influenciar a quantidade de álcoolque uma pessoa ingere. Eles dizem que a descoberta pode ajudar na busca detratamentos mais eficazes contra o alcoolismo.Num estudo com mais de 47mil voluntários, uma equipa internacional decientistas descobriu que os portadores de uma rara variante do gene AUTS2bebem em média cinco por cento menos álcool do que aqueles que apresentam avariante mais comum.Factor de risco O gene AUTS2, também conhecido como “candidato dois desusceptibilidade ao autismo”, tinha sido previamente relacionado comoautismo e com a desordem de hiperactividade do défice de atenção, mas a suafunção real ainda não está clara, “A diferença que este gene particularproduz é pequena. Mas, ao encontrá-lo, abrimos uma nova era depesquisa.” De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), ouso prejudicial do álcool resulta em 2,5 milhões de mortes por ano.Esse é o terceiro maior factor de risco no mundo para doenças como desordensneuropsiquiátricas, como é o caso do alcoolismo e epilepsia, bem como a doençacardiovascular, cirrose do fígado e várias formas de cancro. Gunter Schumann,do Instituto de Psiquiatria do Kings College, de Londres, disse que acombinação de estudos genéticos e dados comportamentais deve ajudar oscientistas a compreenderem melhor as bases biológicas dos motivos pelos quaisas pessoas bebem, algumas delas em excesso. “É um primeiro passoimportante para o desenvolvimento da prevenção e tratamento doabuso e dependência de álcool”, disse.No estudo, publicado na revista da PNAS (National Academy of Sciences), aequipa analisou amostras de DNA de 26mil voluntários em busca de genes que
  2. 2. parecem afectar o consumo de álcool e depois analisou as suas descobertasnoutras 21 mil pessoas. Numa parte da pesquisa, depois de identificar o AUTS2,os cientistas analisaram o quanto o gene era activo em amostras de tecidos docérebro.O estudo que temos vindo a fazer referência descobriu, então,que as pessoas com a variante do gene relacionada com menorconsumo de álcool tinham uma actividade maior no gene. Cuida da sua Saude Para o seu Bem-Estar§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§ BLOG DOS ESTUDANTES ANGOLANOS NA ARGELIA WwW.angolanos-argelia.tk www.angolanos-argelia.blogspot.comGRATO POR TER BAIXO ESTE ARTIGO APARTIR DO NOSSO BLOG, VISITE-NOS SEMPRE...

×