Catalogao fonte

0 views

Published on

Catalogação Cooperativa
Catalogação na fonte
Catalogação na publicação

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
0
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Catalogao fonte

  1. 1. Universidade Federal do AmazonasInstituto de Ciências Humanas e Letras Departamento de Biblioteconomia Introdução ao Controle Bibliográfico Catalogação Cooperativa Catalogação na fonte Catalogação na publicação
  2. 2. PROCESSO DE CATALOGAÇÃO• Tarefa central de atividade bibliotecária• Eficácia e qualidade do processo• Surge a catalogação: – Cooperativa; – Na fonte; – Na publicação.
  3. 3. PROCESSO DE CATALOGAÇÃO:princípio Livro CATALOGADO 1 VEZ TODAS BIBLIOTECAS= ECONOMIA
  4. 4. CATALOGAÇÃO COOPERATIVA• É feita de forma compartilhada• As Unidades de Informação enviam os dados a uma Central• Elaborará e distribuirá as fichas catalográficas
  5. 5. CATALOGAÇÃO COOPERATIVA• Charles Jewett (1816-1868)- propôs que biblioteca Smithsonian Institution;• Biblioteca Nacional. – Dados bibliográficos de bibliotecas do país; – Coordenação do serviço de catalogação cooperativa; – Catálogo coletivo das bibliotecas cooperantes.• Projeto não realizado
  6. 6. Library of Congress BIBLIOTECA NACIONAL (EUA)• Serviço: distribuição de fichas catalográficas do seu acervo• Ano seguinte: – Recebe registros de outras bibliotecas – Deixa de ser centralizado para cooperativoLibrary of Congress Computador na produção de registros bibliográficos• Formato MARC: impulsionando o processo de catalogação, adaptado para uso em países.
  7. 7. AUTOMAÇÃO REDES DE BIBLIOTECAS• Ação restrita;• OCLC: fornece serviços para + de 50 mil bibliotecas em 84 países;• Serviços: – influência na catalogação; – Preocupa a comunidade bibliotecária – Rapidez de processamento e – Diminuição de custos.
  8. 8. CATALOGAÇÃO COOPERATIVANO BRASIL• Lydia de Queiroz Sambaquy;• Implantou na biblioteca do DASP: serviço de intercâmbio de Catalogação (SIC) Departamento de SIC Imprensa Nacional
  9. 9. MARC• Solução;• Adaptado ao Brasil através do CALCO;• Começou a ser usado pela Biblioteca Nacional;• Biblioteca Nacional + FGV: coordenavam o grupo de bibliotecas usuárias;• Criando a rede Bibliotedata/CALCO.
  10. 10. CATALOGAÇÃO NA FONTE• É feita quando a obra encontra-se em fase de impressão, ficando no verso da folha de rosto da obra.
  11. 11. CATALOGAÇÃO NA FONTE:histórico• Charles Jewett percebe a vantagem de se catalogar um livro uma única vez e antes de sua publicação;• Evitando desperdício de tempo e de recursos;• Justin Winsor: apresentou um projeto para que a ficha catalográfica fosse impressa no próprio livro.
  12. 12. CATALOGAÇÃO NA FONTE:histórico• Após discursões para a implementação da catalogação na fonte;• Apresentou-se o projeto no qual: – As editoras interessadas – Enviariam a prova de seus livros para que fossem catalogados – A um dólar cada
  13. 13. CATALOGAÇÃO NA FONTE:histórico• A catalogação seria apresentada em 3 subprodutos: – Impressão dos registros catalográficos no livro; – Impressão de uma ficha catalográfica a ser enviada a assinantes do serviço; – Publicação da ficha em duas revistas.
  14. 14. CATALOGAÇÃO NA FONTE:histórico• Programa implementado, com pouca duração;• Economicamente inviável;• Pequeno número de assinantes• Library of Congress: idéia de que a ficha fosse elaborada em 24 horas.• Novamente economicamente inviável.
  15. 15. CATALOGAÇÃO NA FONTE XCATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO• Com a Library of Congress o projeto retomou-se;• Nome de: catalogação na publicação.• Programa cataloga apenas livros com maior possibilidade de aquisição;• Bibliotecas do país.
  16. 16. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO• Funcionamento: – Editora envia um exemplar da prova do livro; – Algumas partes: frente e verso da folha de rosto, sumário e um capítulo; – Catalogação é feita em 8 dias; – Enviada para o editor para a impressão no livro. – Versão eletrônica é distribuída para outras bibliotecas, serviços bibliográficos e livreiros em todo mundo.
  17. 17. RESPONSABILIDADE DASEDITORAS• Fornecer um exemplas da edição final do livro catalogado;• Elaboração definitiva, para inclusão novamente no MARC.
  18. 18. PROBLEMAS• Datas de publicação e outros elementos alterados na edição definitiva;• Demora na divulgação da ficha completa;
  19. 19. RECOMENDAÇÕES DA UNESCO• Os programas de catalogação na publicação vinculados à BIBLIOGRAFIA NACIONAL• Motivo: racionalização de esforços. • Bibliografia Nacional; • Catalogação na ABN publicação; • Colaboração com as editoras
  20. 20. • ENVIAR MATERIAL EMEDITORAS TEMPO HÁBIO; • PROCESSAMENTO CATALOGRÁFICO
  21. 21. UNESCO• Recomenda ainda:• Que sejam identificados claramente os registros de catalogação prévia incluídas na bibliografia nacional, utilizando-se de números de controle;• Que se inclua esclarecimento sobre a substituição dos registros da catalogação prévia da definitiva;
  22. 22. Recomendações:• Que se utilizem de ISBDs para a descrição bibliográfica;• Que sejam incluídos o ISBN e ISSN;• Que sejam utilizados sistemas internacionais de classificação como a CDD e CDU para identificação do assunto do documento.
  23. 23. NO BRASIL• Chegou no Brasil por iniciativa de editores com apoio de bibliotecários.• A Câmara Brasileira de Livro (CBL) e o SNEL iniciaram em conjunto nas suas sedes um programa de catalogação.• Continuam oferecendo o serviço com: elaboração de registro catalográfico para impressão no livro.
  24. 24. EDITORAS• Providenciam, elas próprias, a catalogação de seus livros.• Contribuindo para: – Falta de padronização; – Tornando o registro pouco confiável.
  25. 25. BIBLIOTECA NACIONAL• Iniciou o serviço de catalogação na publicação.• Alegando: – Diferenças detectadas nos procedimentos de catalogação na fonte utilizados pelas editoras brasileiras.• Idéia: – reunir em um único serviço; – Fornecimento de ISBN e de catalogação na publicação
  26. 26. • ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas: incorporou ao conjunto de normas a catalogação na publicação de monografias.• NBR 12899- CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO DE MONOGRAFIAS
  27. 27. Lei nº. 10.753- Política Nacional doLivro “Na editoração do livro, é obrigatória a adoção do Número Internacional Padronizado, bem como a ficha de catalogação para publicação”
  28. 28. UNESCO• Instrumento de Controle Bibliográficos: – Implantados a partir da conscientização da comunidade envolvida.• Programa de catalogação na publicação: – Busca de cooperação entre editoras e a agência bibliográfica nacional; – Não sobrecarregar os editores com legislações impositivas

×