PHYLUM 2010 PORIFERA
INTRODUÇÃO <ul><li>Pertencem aos parazoários, pois seguem uma linha evolutiva diferente daquela que deu origem aos demais ...
CARACTERÍSTICAS GERAIS   <ul><li>Pluricelulares </li></ul><ul><li>Filtradores </li></ul><ul><li>Parede corporal com poros ...
 
MORFOLOGIA
ORGANIZAÇÃO CITOLÓGICA <ul><li>  Pinacócitos : Células achatadas que, justapostas, formam a camada dermal. </li></ul><ul><...
saída de água ósculo espículas entrada de água poros átrio (espongiocela) porócito pinacócitos espículas amebócito colarin...
Diferenciação dos amebócitos <ul><li>  Espongioblastos : Células que secretam espongina. </li></ul><ul><li>  Arqueócitos :...
TIPOS ESTRUTURAIS <ul><li>  Ascon : Possui parede fina e possui poros inalantes que se abrem diretamente na espongiocela. ...
FISIOLOGIA   <ul><li>  Sistema Digestório : Ausente, com digestão intracelu-lar. Os coanócitos capturam e digerem o alimen...
<ul><li>  Sistema Cardiovascular : Ausente. </li></ul><ul><li>  Sistema Nervoso : Ausente. </li></ul><ul><li>  Sistema Teg...
REPRODUÇÃO   <ul><li>  Sexuada : Ocorre troca de gametas e o desenvolvimento é indireto com larva ciliada, anfiblástula, a...
<ul><li>  Assexuada por brotamento:  Um novo individuo se ori-gina a partir da esponja “mãe”, ele pode continuar fixo dand...
<ul><li>  Assexuada por fragmentação : As esponjas possuem uma alta capacidade regenerativa, cada pedaço perdido pode orig...
<ul><li>  Assexuada por gemulação : Mais comum em espécies de água doce que passam geralmente por condições ambien-tais ad...
CLASSIFICAÇÃO   <ul><li>  Calcárias : Possuem espículas de carbonato de cálcio. </li></ul><ul><li>  Hexactinélidas : Possu...
ACIDENTES COM ESPONJAS   <ul><li>As esponjas produzem diferentes compostos de ação tóxica irritativa, que as protegem da a...
Obrigada! “ Aqueles que não conseguem se lembrar dos erros do passado estão condenados a repeti-los” George Santayanna [em...
http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ ht...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Filo dos Cnidários

2,961 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,961
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Filo dos Cnidários

  1. 1. PHYLUM 2010 PORIFERA
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>Pertencem aos parazoários, pois seguem uma linha evolutiva diferente daquela que deu origem aos demais filos, logo não apresentam tecidos diferenciados. </li></ul><ul><li>São representados pelas esponjas, sendo conhecidos cerca de 5 mil espécies. </li></ul>
  3. 3. CARACTERÍSTICAS GERAIS <ul><li>Pluricelulares </li></ul><ul><li>Filtradores </li></ul><ul><li>Parede corporal com poros </li></ul><ul><li>São assimétricos ou de sime- </li></ul><ul><li>tria radiada </li></ul><ul><li>Possuem forma e cores varia- </li></ul><ul><li>das </li></ul><ul><li>Podem viver isolados ou em </li></ul><ul><li>colônias </li></ul><ul><li>Sésseis. </li></ul>
  4. 5. MORFOLOGIA
  5. 6. ORGANIZAÇÃO CITOLÓGICA <ul><li> Pinacócitos : Células achatadas que, justapostas, formam a camada dermal. </li></ul><ul><li> Coanócitos : Células flageladas e providas de um colarinho. Revestem a camada atrial. </li></ul><ul><li> Porócitos : Células tubulosas que constituem os poros. </li></ul><ul><li> Miócitos : Células alongadas e contrácteis, que formam esfíncter em torno dos poros e do ósculo. </li></ul><ul><li> Amebócitos : Células que realizam movimentos amebóides e diversas funções, dividindo-se em: </li></ul>
  6. 7. saída de água ósculo espículas entrada de água poros átrio (espongiocela) porócito pinacócitos espículas amebócito colarinho coanócito flagelo
  7. 8. Diferenciação dos amebócitos <ul><li> Espongioblastos : Células que secretam espongina. </li></ul><ul><li> Arqueócitos : Amebócitos que realizam diversas funções: recebem, digerem e distribuem o alimento, além de formar os elementos reprodutores: espermatozóides, óvulos e gêmulas. </li></ul><ul><li> Escleroblastos : Células que secretam as espículas minerais </li></ul>
  8. 9. TIPOS ESTRUTURAIS <ul><li> Ascon : Possui parede fina e possui poros inalantes que se abrem diretamente na espongiocela. </li></ul><ul><li> Sícon : Possui projeções na parede do corpo denomina-das de canais radiais. </li></ul><ul><li> Lêucon : Possui uma parede do corpo mais espessa, a qual é percorrida por um complicado sistema de canais. Alem dos canais inalantes e exalantes também possuem câmaras vibráteis. </li></ul>
  9. 10. FISIOLOGIA <ul><li> Sistema Digestório : Ausente, com digestão intracelu-lar. Os coanócitos capturam e digerem o alimento que é repassado para os amebócitos para ser feita a distribui-ção para o restante das células. </li></ul><ul><li> Sistema Urinário : Ausente, sendo que as excretas são eliminadas por difusão para o meio externo através do osculo. </li></ul><ul><li> Sistema Respiratório : Ausente com respiração aeróbia, sendo realizada por difusão. O oxigênio é capturado diretamente da água pelos coanócitos. </li></ul>
  10. 11. <ul><li> Sistema Cardiovascular : Ausente. </li></ul><ul><li> Sistema Nervoso : Ausente. </li></ul><ul><li> Sistema Tegumentário : Externamente o corpo é reves-tido pela pinacócitos, pinacoderme e internamente por coanócitos, coanoderme. Entre ambas encontramos o meso-hilo, basicamente gelatinoso onde encontramos algumas células imersas. </li></ul><ul><li> Sistema Esquelético : Composto por espículas, as quais podem ser minerais do tipo calcárea ou silicosas e orgâ-nica constituída por uma rede de fibras de espongina. </li></ul>
  11. 12. REPRODUÇÃO <ul><li> Sexuada : Ocorre troca de gametas e o desenvolvimento é indireto com larva ciliada, anfiblástula, a qual é livre. </li></ul><ul><li> Podem ser hermafroditas ou de sexos separados. </li></ul>
  12. 13. <ul><li> Assexuada por brotamento: Um novo individuo se ori-gina a partir da esponja “mãe”, ele pode continuar fixo dando origem a uma co0lonia de esponjas ou pode se desprender formando um novo ser isolado. </li></ul>
  13. 14. <ul><li> Assexuada por fragmentação : As esponjas possuem uma alta capacidade regenerativa, cada pedaço perdido pode originar uma nova esponja. </li></ul>
  14. 15. <ul><li> Assexuada por gemulação : Mais comum em espécies de água doce que passam geralmente por condições ambien-tais adversas. Consiste na produção de gêmulas, que são formas resistentes capazes de aguarda a volta de uma condição ambiental adequada para liberar os arqueócitos do seu interior, que irá se reorganizar em uma nova esponja. </li></ul>
  15. 16. CLASSIFICAÇÃO <ul><li> Calcárias : Possuem espículas de carbonato de cálcio. </li></ul><ul><li> Hexactinélidas : Possuem espículas silicosas </li></ul><ul><li> Desmopôngias : Possuem espículas silicosas, fibras de espongina ou ambas. </li></ul>
  16. 17. ACIDENTES COM ESPONJAS <ul><li>As esponjas produzem diferentes compostos de ação tóxica irritativa, que as protegem da ação de outros ani-mais ou lhes conferem boa capacidade de inibir o cresci-mento de outros animais sobre seu corpo. </li></ul><ul><li>A penetração da toxina na pele humana se deve em grande parte à presença de pequenas espículas do exoes-queleto que ao serem pressionadas perfuram a pele. Ocor-re irritação da pele, resultando em inflamação. Podem sur-gir placas, que dão origem a bolhas ou pápulas, podendo haver intensa coceira ou mesmo dor local aplicar fita ade-siva para retirar as espículas e tratar a região afetada com vinagre. </li></ul><ul><li>♥ Importância econômica : Podem ser usadas como espon-ja de banho. </li></ul><ul><li>♥ Importância farmacológica : Compostos químicos produ-zidos por esses organismos. </li></ul>
  17. 18. Obrigada! “ Aqueles que não conseguem se lembrar dos erros do passado estão condenados a repeti-los” George Santayanna [email_address]
  18. 19. http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/ http://andrezacarvalhobio.blogspot.com/

×