Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De

3,082 views

Published on

Trata-se de slides elaborados para uma palestra cujo público alvo foi os profissionais da Defesa Civil sobre o tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno de 2009: Amamentação em situações de emergência

Published in: Education
  • Be the first to like this

Como Promover O Aleitamento Materno Em SituaçõEs De

  1. 1. Como promover o aleitamento materno em situações de emergência Palestra proferida à Defesa Civil do Município de Rio Claro – SP Ago/2009 Autora: Profa.Dra. Silvia Marina Anaruma Depto de Educação – Instituto de Biociências – UNESP – Campus de Rio Claro
  2. 2. Símbolo da SMAM 2009 Aleitamento Materno: Um papel vital em situações de emergência – Estamos preparados?
  3. 3. Amamentação em todos os momentos. Mais saúde, carinho e proteção - Cartaz produzido pelo Ministério da Saúde
  4. 4.
  5. 5. Atividades previstas para 2009 – Mapa feito em 30.05.2009 (TOMA, 2009)
  6. 6. Olha nós na Campanha:
  7. 7. OBJETIVOS DA SMAM - 2009 <ul><li>Reforçar o papel vital da amamentação em resposta a situações de emergência em todo o mundo </li></ul><ul><li>Enfatizar a necessidade de proteção e apoio efetivos para a amamentação antes e durante as emergências. </li></ul><ul><li>Informar mães, ativistas, comunidades, profissionais de saúde, governos, instituições de ajuda humanitária, doadores e meios de comunicação sobre como prestar apoio efetivo para a amamentação antes e durante as emergências. </li></ul><ul><li>Mobilizar as redes de apoio e propiciar a colaboração entre as pessoas capacitadas em aleitamento materno e aquelas designadas a dar respostas às situações de emergência. </li></ul>
  8. 8. A complexidade do assunto <ul><li>Muito mais complexo do que se imagina </li></ul>
  9. 9. Objetivo desta apresentação <ul><li>Preparar os representantes da defesa civil para as melhores atitudes em situações de emergência com relação à alimentação de bebês e crianças pequenas </li></ul><ul><li>Informar a respeito da literatura mais indicada para o estudo da alimentação dos lactentes e crianças pequenas </li></ul><ul><li>Reforçar o papel do aleitamento materno como o melhor alimento nesta fase </li></ul><ul><li>Sensibilizar o profissional desta área para sua responsabilidade na defesa do aleitamento materno </li></ul>
  10. 10. Mas por que falar em amamentação? <ul><li>Amamentar salva vidas </li></ul><ul><li>Pode fazer a diferença entre a vida e a morte </li></ul><ul><li>Bebês e crianças pequenas são as mais vulneráveis </li></ul><ul><li>Ameniza as condições ruins durante a emergência </li></ul>
  11. 11. Que situações são essas? Condições sanitárias Condições sanitárias ruins Escassez de alimentos Ausência de abrigo Condições climáticas extremas Falta de profissionais habilitados e suficientes
  12. 12. Falta de profissionais habilitados e suficientes O leite materno é o melhor remédio
  13. 13. O que a amamentação pode ajudar? <ul><li>Condições sanitárias ruins </li></ul>Leite materno não tem contaminação e contém água
  14. 14. <ul><li>Escassez </li></ul><ul><li>de </li></ul><ul><li>alimentos </li></ul>Leite é o alimento completo: propriedade imunológica, cicatrizante, antibiótico, anticariogênico, tem proteínas, vitaminas – ferro, minerais, anti-alérgico ...
  15. 15. Condições climáticas extremas Ajuda a estabilizar a temperatura corporal Protege o bebê
  16. 16. Ausência de abrigo A amamentação abriga e protege o bebê
  17. 17. <ul><li>Quando usar outro tipo de alimento? </li></ul><ul><li>Regrinha AFASS : </li></ul><ul><li>Aceitável </li></ul><ul><li>Factível </li></ul><ul><li>Acessível </li></ul><ul><li>Sustentável </li></ul><ul><li>Segura </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Aceitável -A mãe e a família não encontram barreiras culturais ou sociais ou não tem medo do estigma ou discriminação por não amamentar. </li></ul><ul><li>Factível -A mãe (ou a família) tem tempo, conhecimento, habilidades e outros recursos para alimentar a criança de 8 a 12 vezes em 24 horas. </li></ul><ul><li>Acessível -A mãe e a família podem arcar com os custos para compra, preparo e uso dos alimentos de substituição, incluindo ingredientes, combustível, água limpa, sabão e utensílios, sem comprometer a saúde e nutrição dos demais. Ou a família tem acesso a sistema de distribuição gratuita, sem interrupções ou falhas </li></ul><ul><li>. Sustentável –O suprimento é contínuo e ininterrupto durante todo o período que a criança necessitar do leite substituto. O sistema de distribuição não apresenta interrupções ou falhas. </li></ul><ul><li>Segura –A mãe e a família sabem e tem condições de armazenar e preparar de forma correta e higiênica (possuem água tratada na torneira de casa e saneamento básico), oferecer em quantidades adequadas do ponto de vista nutricional, por meio de mãos e utensílios limpos, preferencialmente xícaras. </li></ul><ul><li>(IBFAN – REA, 2009) </li></ul>Quando a fórmula infantil é (AFASS) Aceitável, Factível, Acessível, Sustentável e Segura
  19. 19. Três documentos internacionais para a orientação de AIE para resposta às emergências <ul><li>A estratégia Global para a Alimentação de Lactentes e Crianças Pequenas – Assembléia Mundial da Saúde (2002). Disponível em: www.ibfan.org.br </li></ul><ul><li>Código Internacional de Marketing de Substitutos de Leite Materno (no Brasil: NBCAL). Disponível em: www.ibfan.org.br </li></ul><ul><li>Guia Operacional para a Alimentação de Lactentes e Crianças Pequenas em Emergências. Disponível em: http://www.ennonline.net/pool/files/ife/ops-g-portuguese-2-1-210307.pdf </li></ul>
  20. 20. Mas tornar as idéias concretas para a promoção do Aleitamento Materno é um desafio <ul><li>Há idéias erradas e mitos que afetam a amamentação </li></ul><ul><li>A alimentação artificial também contém riscos </li></ul><ul><li>As doações de leite em pó, mamadeiras e chupetas trazem mais danos do que benefícios </li></ul>
  21. 21. Ações a desempenhar <ul><li>Em primeiro lugar reconheça seu papel, pense sobre como você pode atuar, prepare-se para isso e atue </li></ul><ul><li>Faça todos os esforços para promover, proteger e apoiar a amamentação no dia a dia. Estar preparado previamente para enfrentar uma situação de emergência é a chave para uma resposta rápida e adequada. </li></ul><ul><li>Convença os elaboradores de políticas e os dirigentes dos serviços de saúde sobre a importância de efetivar uma política adequada de alimentação saudável na infância. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Divulgue a Norma Brasileira de Comercialização de alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Mamadeiras e capacite o pessoal da saúde e de ajuda humanitária para que monitorem as práticas de marketing no dia a dia, assim como nas situações de emergência. </li></ul><ul><li>Elabore um plano para evitar as doações de produtos que substituam o aleitamento materno, mamadeiras e chupetas que possam vir a prejudicar a saúde das crianças pequenas nas situações de emergência. </li></ul><ul><li>Procure identificar os principais atores das situações de emergência em seu Estado e ou município e discuta um plano de enfrentamento das emergências em sua região. </li></ul>
  23. 23. Por fim... Proteger, promover e apoiar o aleitamento materno no dia a dia é a melhor forma de se preparar para o enfrentamento das situações de emergência
  24. 24. O que significa... <ul><li>Proteger, promover e apoiar o início precoce </li></ul><ul><li>Amamentação exclusiva durante os primeiros 6 meses </li></ul><ul><li>Continuidade da amamentação com complemento até os 2 anos ou mais </li></ul>
  25. 25. Bibliografia <ul><li>REA, M. HIV e Alimentação Infantil. Encontro Amamentando às segundas. Instituto da Saúde – SES/SP- IBFAN, 23 mai 2009. 20 slides, color. Disponível em: >http://www.isaude.sp.gov.br/smartsitephp/media/isaude/file/LidarcomHIVAids.pdf>. Acesso em: 05 ago.2009 </li></ul><ul><li>SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO. Semana Mundial do Aleitamento Materno . Disponível em: >http://www.spsp.org.br/spsp_2008/materias.asp?id_pagina=539&Sub_Secao=103> </li></ul><ul><li>TOMA, T. Semana Mundial do Aleitamento Materno . Amamentação. A segurança alimentar em emergências.SENAC . SP. Disponível em: >http://www3.sp.senac.br/hotsites/gd4/amamentacao/> Acesso em: 05.08.2009 </li></ul><ul><li>WBW – Word Breastfeeeding Week 2009. Semana Mundial do Aleitamento Materno 2009 . Folheto. Disponível em: > http://worldbreastfeedingweek.org/images/portuguese_2009actionfolder.pdf > Acesso em : 05 ago 2009 </li></ul>

×