Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresent..

3,780 views

Published on

  • Be the first to comment

Apresent..

  1. 1. Piaget e a cognição<br />Carina Barbosa<br />12 Qº<br />&<br />Sara Pinto<br />1896 - 1980<br />
  2. 2. Jean Piaget iniciou a sua extensa biografia no dia 9 de Agosto de 1896 (data do seu nascimento), em Neuchâtel, na Suíça. O seu pai (Arthur Jean Piaget), um calvinista convicto, era professor universitário de Literatura medieval na Universidade de Neuchâtel. Desde criança interessou-se por mecânica, fósseis e zoologia. Jean Piaget foi uma criança precoce, tendo publicado o seu primeiro artigo, sobre um pardal albino, aos 11 anos de idade. Esse breve estudo é considerado o início da sua brilhante carreira científica.<br />
  3. 3. Desenvolvimento cognitivo<br />O desenvolvimento cognitivo ou teoria cognitiva pressupõe que o ser humano é uma estrutura dinâmica que se constrói ao longo do tempo, passando por fases de desenvolvimento diferentes. <br />A inteligência é, então, resultado de um processo de adaptação, no qual interagem as estruturas mentais e a influência do mundo exterior. Piaget defende uma posição interaccionista, isto é , o sujeito desempenha um papel activo no processo de conhecer, ou seja, é um elemento decisivo nas mudanças que ocorrem nas estruturas do conhecimento, da inteligência.<br />
  4. 4. Para a construção da teoria cognitiva, Piaget baseou-se na observação dos seus filhos e também de muitas outras crianças, concluindo que as crianças não possuem a mesma forma de pensar dos adultos normais e que a inteligência de ambos é diferente.<br />O desenvolvimento cognitivo processa-se em quatro etapas ou estádios de desenvolvimento, que são sensoriomotor, pré-operatório, operações concretas e operações formais.<br />
  5. 5. Para melhor se compreender estes estádios recorre-se à explicação de alguns conceitos:<br /><ul><li> Esquema ou estrutura – cada etapa de desenvolvimento é caracterizada pela presença de esquemas que, quando coordenados entre sim, constituem uma estrutura.
  6. 6. Adaptação – a inteligência é uma adaptação ao meio ambiente e faz-se através de dois processos, que são a assimilação e a acomodação.
  7. 7. Assimilação – processo de integração dos dados da experiência nas estruturas do sujeito.
  8. 8. Acomodação – modificação das estruturas do sujeito para se adaptar aos novos elementos provenientes do meio.</li></li></ul><li><ul><li> Coordenação ou equilibração– processo que se desenrola entre a assimilação e a acomodação para que ocorra o desenvolvimento intelectual progressivo.
  9. 9. Organização ou estruturação – o pensamento actua como um todo em interacção e não isolado do meio. A adaptação ao meio conduz à organização do pensamento, e o pensamento organizado estrutura melhor os objectos do meio.
  10. 10. Estádios ou fases – etapas qualitativamente diferentes por que passa o desenvolvimento cognitivo. </li></li></ul><li>Factores de desenvolvimento intelectual<br />O desenvolvimento cognitivo pressupõe, por um lado, a maturação do organismo e, por outro, a acção do meio físico e social. Referindo-se à influencia do organismo e do meio no desenvolvimento, Piaget desenvolve o seu papel em quatro factores para o desenrolar do processo:<br />Hereditariedade, a maturação interna.<br />Experiencia física, a acção dos objectos.<br />Transmissão social, o factor educação no sentido lato.<br />Equilibração, é necessário que os primeiros três factores se equilibrem entre si.<br />
  11. 11. Estádios de desenvolvimento <br />
  12. 12. Piaget distingue, essencialmente, quatro estádios do desenvolvimento humano. Estes estádios vão-se desenvolvendo enquanto somos crianças.<br />
  13. 13. Estádio sensoriomotor:<br />A criança, através de uma interacção física com o seu meio, constrói um conjunto de "esquemas de acção" que lhe permite compreender a realidade e a forma como esta funciona. <br />Esta desenvolve o conceito de permanência do objecto, constrói alguns esquemas sensório-motores coordenados e é capaz de fazer imitações genuínas (adquirindo representações mentais cada vez mais complexas).<br />Nesta idade, a criança possui uma inteligência prática ligada às acções, mais tarde é que vai adquirir uma inteligência representativa.<br />
  14. 14. Estádio pré-operatório:<br />O que marca a entrada no período pré-operatório é a função simbólica ou semiótica, isto é, a capacidade de criar símbolos para substituir ou representar os objectos e de lidar mentalmente com eles.<br />A criança é competente ao nível do pensamento representativo mas carece de operações mentais que ordenem e organizem esse pensamento. <br />Sendo egocêntrica e com um pensamento não reversível, a criança ainda não é capaz, por exemplo, de conservar o número e a quantidade. É neste estádio que se dá inicio à inteligência representativa. <br />
  15. 15. Estádio das operações concretas:<br />É durante este período que a criança começa a ultrapassar o egocentrismo característico do segundo estádio.<br />Conforme a experiência física e concreta se vai acumulando, a criança começa a conceptualizar, criando "estruturas lógicas" para a explicação das suas experiências mas ainda sem abstracção. Ou seja, a interiorização da acção dá lugar a uma operação enquanto actividade mental. <br />A característica essencial da operação é a reversibilidade (capacidade de regressar mentalmente ao ponto de partida), atributo ausente na actividade simbólica do estádio anterior. <br />
  16. 16.
  17. 17. Estádio das operações formais:<br />Como resultado da estruturação progressiva do estádio anterior o adolescente atinge o pensamento<br />abstracto, conceptual, conseguindo ter em conta as hipóteses possíveis e sendo capaz de pensar cientificamente. Aparece assim o raciocínio hipotético-dedutivo.<br />Neste estádio surge um novo tipo de egocentrismo: o egocentrismo intelectual, que leva o adolescente a considerar que através do seu pensamento pode resolver todos os problemas e que as suas ideias e convicções são as melhores.<br />
  18. 18. NOTA:<br />As idades-limite de permanência nas fases que Piaget apresenta, são valores médios. Não se transita de um estádio a outro numa data fixa, podendo variar em função de vários factores, nomeadamente da maturação orgânica. A ordem de sucessão é que é fixa, pelo que não se atinge dado estádio sem se terem percorrido os que o precedem.<br />
  19. 19. FIM<br />

×