Framework para Integração de
Metodologias Ágeis com o
Controle Estatístico de
Processos
ALUNA: Ana Pavan
ORIENTADORES: Pro...
Universidadde La RepublicaUruguay (UdeLaR)
Instituto Computación
PEDECIBA–ProgramadeDesarrollodelasCienciasBásicas
Anodein...
Motivação
• Fragilidade em torno de várias propostas
de integração entre Metodologias Ágeis e
Controle Estatístico de Proc...
Objetivo da Dissertação
Estabelecer um framework de
processos, artefatos e indicadores para
integração natural entre Metod...
Classificação da Pesquisa
Ponto de Vista Classificação Ou seja
Natureza Aplicada
Propor e validar a utilização do
framewor...
6/15
Contexto
Wang (2012): “Porque precisamos CEP em um projeto Scrum”
Autor propõe
Inserir CEP para o time de projeto Scr...
7/15
Contexto
Woods (2010): “Integrando Lean Six Sigma com Agile e Scrum”
Autor propõe
DMADV ajuda a acertar o "produto“, ...
8/15
Contexto
Roriz (2010): “O Scrum pode dar apoio ao Six Sigma?”
Autor propõe
Evoluir o Sistema de Gestão para um modelo...
Metodologia Científica
• Revisão Bibliográfica Sistemática do Framework Scrum;
• Revisão Bibliográfica Sistemática da Estr...
Resultados Esperados
Mapeamento de componentes de processo
e indicadores com as características tanto
de agilidade quanto ...
Mudança de foco
Especializar a proposta e a
experimentação do framework
para o desenvolvimento das
seguintes habilidades e...
EstágioAtual
• Revisão Bibliográfica Sistemática do Framework Scrum
• Revisão Bibliográfica Sistemática da Estratégia Six ...
Classificação da Pesquisa
Ponto de Vista Classificação Ou seja
Natureza Aplicada
Propor e validar a utilização do
framewor...
Cronograma de Atividades
• Revisão Bibliográfica Sistemática (julho e
agosto/2013)
• Taxonomia de Bloom
• IEEE:K-12, Agile...
Referencias
• Cohn, Mike (2005) , Agile Estimating and Planning, Prentice Hall PTR,1st edition.
• Cohn, Mike (2004) , User...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Framework para Integração de Metodologias Ágeis com o Controle Estatístico de Processos

643 views

Published on

Esta dissertação de mestrado tem como principal objetivo estabelecer um framework de processos, artefatos e indicadores para integração natural entre metodologias ágeis e o controle estatístico de processos, experimentando e fundamentando teoricamente a relação entre Scrum e Seis Sigma. No estágio onde se encontra o estudo, foi possível identificar alguns indicadores relacionados ao framework Scrum, que são imprescindíveis para o controle estatístico da qualidade do software produzido. O estudo será concluído quando o mapeamento de componentes de processo e indicadores, com as características tanto de agilidade quanto de controle estatístico, estiver sendo considerado de forma conjunta, extraindo maiores benefícios de cada abordagem e auxiliando na formação de equipes de alto desempenho.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
643
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Framework para Integração de Metodologias Ágeis com o Controle Estatístico de Processos

  1. 1. Framework para Integração de Metodologias Ágeis com o Controle Estatístico de Processos ALUNA: Ana Pavan ORIENTADORES: Prof. Dra. Juliana Herbert e Prof. Dr. Diego Vallespir 1/15 Nível: Mestrado
  2. 2. Universidadde La RepublicaUruguay (UdeLaR) Instituto Computación PEDECIBA–ProgramadeDesarrollodelasCienciasBásicas Anodeingresso: 2012 2/15
  3. 3. Motivação • Fragilidade em torno de várias propostas de integração entre Metodologias Ágeis e Controle Estatístico de Processos (CEP). • Superficialidade de dados reais e falta de dados imparciais para análise das experiências realizadas. 3/15
  4. 4. Objetivo da Dissertação Estabelecer um framework de processos, artefatos e indicadores para integração natural entre Metodologias Ágeis e o Controle Estatístico de Processos, experimentando e fundamentando teoricamente a integração de Scrum com Six Sigma. 4/15
  5. 5. Classificação da Pesquisa Ponto de Vista Classificação Ou seja Natureza Aplicada Propor e validar a utilização do framework integrado. Abordagem do Problema Qualitativa Foco na análise de ambas as abordagens. Objetivos Exploratória e Explicativa Exploração teórica e prática de ambas abordagens e experimentação do framework proposto. Procedimentos Técnicos Pesquisas Bibliográficas, Estudos de Caso e Pesquisa Experimental Levantamento bibliográfico e estudo de casos de ambas as abordagens e experimento do framework em uma organização. 5/15
  6. 6. 6/15 Contexto Wang (2012): “Porque precisamos CEP em um projeto Scrum” Autor propõe Inserir CEP para o time de projeto Scrum, corrigindo assim o mal-entendido sobre as métricas, ajudando aqueles que já perceberam a importância de dados históricos e quer usar métricas para identificar os problemas e encontrar sua causa raiz , melhorando a visibilidade do desempenho do produto e do processo. Pontos problemáticos Dificuldade de realizar; Quais as métricas a serem recolhidas?; como usá-las?; como analisá-las? Pendendo ao CEP Este trabalho sugere Os indicadores do Framework guiariam esta realização, pois haveria uma trilha a ser seguida (como fazer)
  7. 7. 7/15 Contexto Woods (2010): “Integrando Lean Six Sigma com Agile e Scrum” Autor propõe DMADV ajuda a acertar o "produto“, enquanto que o LSS, aplicado ao modelo Scrum, ajuda a acertar "o processo” Pontos problemáticos Levantamento de todos os requisitos antes; envolvimento da equipe em vários projetos; grande dificuldade dos profissionais de Eng. SW em explicar à alta gerência como Scrum/Agile beneficiará a longo prazo. Pendendo às Metodologias Ágeis Este trabalho sugere As trilhas (como fazer) do framework facilitam a explicação à Alta Gerência e o ROI seria mais rápido.
  8. 8. 8/15 Contexto Roriz (2010): “O Scrum pode dar apoio ao Six Sigma?” Autor propõe Evoluir o Sistema de Gestão para um modelo com maior poder analítico, focado em todos os indicadores de Negócio, e não apenas nos indicadores de qualidade, avaliando os benefícios financeiros que o Sistema de Gestão traz para a Organização. Assim, deve utilizar Six Sigma e Scrum seguindo o Sistema de Deming de Profundo Conhecimento. Pontos problemáticos Alto investimento da implantação do Six Sigma. Pendendo às Metodologias Ágeis Este trabalho sugere Utilizando o framework com uma trilha pré-definida (como fazer) de processos, artefatos e indicadores o ROI poderia ser mais rápido.
  9. 9. Metodologia Científica • Revisão Bibliográfica Sistemática do Framework Scrum; • Revisão Bibliográfica Sistemática da Estratégia Six Sigma; • Revisão Bibliográfica Sistemática do CEP • Seleção de projetos de desenvolvimento de software • Estudo dos projetos selecionados: processos, artefatos e indicadores • Classificação e identificação da relação entre os projetos • Proposta do Framework (Ativos de processos alinhados pelo BSC) 9/15
  10. 10. Resultados Esperados Mapeamento de componentes de processo e indicadores com as características tanto de agilidade quanto de controle estatístico, agregando maior valor quando considerado de forma conjunta, extraindo maiores benefícios de cada abordagem e auxiliando na formação de equipes de alto desempenho. 10/15
  11. 11. Mudança de foco Especializar a proposta e a experimentação do framework para o desenvolvimento das seguintes habilidades em crianças em idade escolar: •auto gerenciamento •alto desempenho •capacidade de síntese e análise 11/15
  12. 12. EstágioAtual • Revisão Bibliográfica Sistemática do Framework Scrum • Revisão Bibliográfica Sistemática da Estratégia Six Sigma • Revisão Bibliográfica Sistemática de Casos de Aplicação de Métodos Ágeis em Escolas • Definição de áreas de medição e controle: • Produtividade • Assertividade • Qualidade • Elaboração de catálogo de indicadores para cada área, com: • Objetivo de negócio • Objetivo de medição • Cálculo e unidade de medida • Procedimento de coleta • Intervalos de tolerância e forma de análise 12/15
  13. 13. Classificação da Pesquisa Ponto de Vista Classificação Ou seja Natureza Aplicada Propor e validar a utilização do framework integrado especializando-o para este novo foco. Abordagem do Problema Qualitativa Focar na análise da especialização e experimentação do framework. Objetivos Exploratória e Explicativa Exploração teórica e prática de Scrum, Six Sigma e de Teorias de Aprendizado e experimentação do framework proposto. Procedimentos Técnicos Pesquisas Bibliográficas, Estudos de Caso e Pesquisa Experimental Levantamento bibliográfico e estudo de casos de aplicação de métodos ágeis em escolas, e experimentos do framework em atividades curriculares e extracurriculares. 13/15
  14. 14. Cronograma de Atividades • Revisão Bibliográfica Sistemática (julho e agosto/2013) • Taxonomia de Bloom • IEEE:K-12, Agile Schools e PM for Kids • Teorias de Aprendizado • Planejamento dos experimentos (setembro/2013) • Realização dos Experimentos em Colégios de Porto Alegre (outubro e novembro/2013) • Refinamento do framework e planejamento de novos experimentos (a partir de novembro/2013) 14/15
  15. 15. Referencias • Cohn, Mike (2005) , Agile Estimating and Planning, Prentice Hall PTR,1st edition. • Cohn, Mike (2004) , User Stories Applied: For Agile Software Development, Addison Wesley, 13th edition. • Cohn, Mike (2010), Succeeding with Agile: Software Development Using Scrum, Addison Wesley, 2nd edition. • Hallowell, David L., (2010) “Remover obstáculos para Six Sigma no Desenvolvimento Ágil”, http://www.isixsigma.com/industries/software-it/remove-obstacles-six-sigma-within-agile- development/, February • Kitchenham, (2007) Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering, Version 2.3, EBSE Technical Report EBSE-2007-01 • Kim, Dom, (2011) “Should Scrum integrate with Six Sigma?” http://www.gantthead.com/blog/Agility-and-Project-Leadership/3209/, May. • Page, S. (2007) The Difference: How the Power of Diversity Creates Better Groups, Firms, Schools, and Societies. Princeton University Press. • Rocha, Ana R.Cavalvanti.,Souza, Gleison dos Santos.,Barcellos, Monalessa Perini, (2012), Medição de Software e Controle Estatístico de Processos, MCT, Seretaria de Política de Informática. • Roriz, Heitor Filho, (2010) “Can Scrum Support Six Sigma?”, http://www.scrumalliance.org/articles/161-can-scrum-support-six-sigma, February. • Schwaber, K. (2007) Agile Project Management with Scrum. Microsoft Press. • Wang, Lily, (2012) “Why we need the SPC in Scrum project team”, http://blogs.perficient.com/multi-shoring/blog/2012/05/17/why-we-need-the-spc-in-scrum- project-team/, May. • Woods, Randy, (2010) “Integrating Lean Six Sigma with Agile and Scrum”, http://www.isixsigma.com/industries/software-it/integrating-lean-six-sigma-agile-and-scrum/, October. 15/15

×