Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Avaliação corporal explicad1

627 views

Published on

Avaliação corporal explicad1

Published in: Healthcare
  • Be the first to comment

Avaliação corporal explicad1

  1. 1. AVALIAÇÃO CORPORAL EXPLICADA Aprenda tudo sobre ficha de avaliação corporal utilizada por profissionais da estética e entenda como preencher adequadamente cada campo. BAIXE A FICHA DE AVALIAÇÃO CORPORAL – CLIQUE AQUI Antes de preencher a ficha de Avaliação do seu cliente é necessário preencher a ficha geral de anamnese. Reunindo todos estes dados, você conseguirá analisar e montar de acordo com a situação e necessidade do cliente o melhor tratamento, sendo ele único e personalizado. *Lembrando que aos profissionais da área da saúde cabe criar, selecionar e aplicar os modelos que sejam mais adequados ao tipo de serviço que prestam. HLDG
  2. 2. Hidrolipodistrofia Ginóide (HLDG). Fibroedema Gelóide. Paniculopatia Edematofibroesclerótica. Estas são as diversas terminologias utilizadas para o que a maioria das pessoas conhece como “celulite”. Para saber tudo sobre HLDG, clique aqui Flácida – Geralmente tem início em pessoas acima de 35 anos – ou pessoas que perdem peso muito rápido. Neste caso, pode apresentar também uma flacidez muscular – por isso é comum em pessoas sedentárias. Compacta – HLDG que tem aspecto mais rígido, com mais fibras, dá geralmente em pessoas mais jovens – e neste caso, o contorno corporal e a anatomia estética estão mantidas. Edematosa – é a mais feia de se ver, porque é a que mostra mais “furinhos” e depressões, com uma pele de aspecto estranho e geralmente a pessoa refere dor quando é palpada. Porém é a mais fácil de ser tratada, porque se trata de um tecido congestionado – com muita água. Mista – A forma mista pode unir as características compacta e flácida com a edematosa, ou seja, pode ser uma HLDG flácida-edematosa ou compacta-edematosa. Como você percebe, a HLDG é uma alteração estética complicada de se entender. GRAUS GRAU I • Alteração estética só é percebida quando há movimento ou compressão local • Assintomática • Presença de alterações de relevo, com leves ondulações GRAU II • Presença de alteração de relevo sem contração muscular. Os “furinhos” são visíveis, mas não densos • A temperatura pode ser menor nas regiões mais afetadas • Menos circulação local GRAU III
  3. 3. • Presença de retrações (furinhos) numerosas e visíveis sob repouso • Pode ter alteração de cor (roxa ou vermelha) • Alteração de menor temperatura • Pode haver dor GRAU IV • Presença de macronódulos e retrações, com grandes ondulações • Grande déficit circulatório • Presença de dor intensa no local • Redução térmica na região Localização Colocar qual a localização da HLDG no corpo do cliente. Exemplo: Glúteos, abdome. Coloração do tecido A coloração do tecido pode mostrar se há deficiência circulatória e linfática. Temperatura Fria – Há maior deficiência circulatória e muito provavelmente também uma deficiência no sistema linfático. Quente – Não há comprometimento circulatório. Presença de dor à palpação Se o cliente relatar dor na palpação pode significar que há um grande comprometimento circulatório e linfático local com isso há presença de nódulos de fibrose, que é a explicação para dor na palpação, assim seu tratamento terá que ser especifico.
  4. 4. EDEMA Teste do cacifo Cacifo é o nome de um teste realizado para saber se o cliente possuiedema, se caracteriza pela ocorrência de depressão na pele à compressão, geralmente na estética a compressão é feita pelo polegar no tornozelo. O edema pode ser classificado de acordo com o tamanho do cacifo. Se positivo consiste em edema, se negativo, não há presença de edema. Teste dígito pressão Teste realizado para saber se há edema local, ou seja, onde é realizado a pressão com o polegar comprimindo por 3 ou 5 segundos, a coloração da pele comprimida deve voltar ao normal ao mesmo tempo da compressão, caso não volte no tempo de compressão, há presença de edema na região. Exemplo: Se você pressionar a região com o polegar por 3 segundos, a mesma deve voltar ao normal em 3 segundos, caso contrário, há presença de edema. Sensação de Peso/ Cansaço em MMII A sensação de peso e/ou cansaço nos membros inferiores pode nos indicar deficiência circulatória e/ou linfática. RECEBER GRATUITAMENTE FICHAS DE AVALIAÇÃO
  5. 5. LIPODISTROFIA
  6. 6. Gordura Fazer o teste de palpação e verificar se a gordura é compacta (dura) ou flácida. Distribuição de Gordura Identificar se a gordura do cliente é localizada, ou seja em regiões específicas, ou generalizada, no corpo inteiro e indicar a localização. Exemplo: Localizada | Local: abdome. Biotipo Ginóide – Biotipo geralmente feminino onde a mulher tem quadris largos e cintura fina, dando a impressão de ter um formato de pêra. Andróide – Biotipo geralmente masculino, onde a pessoa com este formato corporalpossuimais abdome do que quadril, dando a impressão de ter um formato de maçã. Normolíneo – São biótipos mais raros, onde a medida de seus ombros, cintura e quadris são aparentemente iguais, dando a impressão de pessoa “reta”, sem curvas, porte atlético. Preencher o peso e altura do cliente, em seguida calcular o IMC e assinalar os resultados. Esses resultados servem para avaliar a saúde do cliente, seu peso, e deixa-lo ciente do risco de comorbidade (doenças) caso haja. Caso apresente alterações o profissional deve indicar ao cliente que procure um médico e um nutricionista.
  7. 7. CÁLCULO DO IMC IMC = Peso / Altura² – Altura em metros Classificação Peso normal Pré-obesidade Obesidade classe I Obesidade classe II Obesidade classe III IMC ADULTO 18.5 a 24.99 25 a 29.99 30.0 a 34.99 35.0 a 39.99 > 40.0 Risco de Comorbidades Baixo Aumentado Moderado Grave Muito grave Para calcular o peso mínimo saudável e máximo saudável: Peso mínimo Altura² x 18,5 kg/m² Peso máximo Altura² x 24,99 kg/m² EXEMPLO M. A., mulher, 29 anos, 1,71m, 75 kg. IMC = Peso / Altura² IMC = 75 / 1,71² IMC = 75 / 2,924 IMC = 25,64
  8. 8. Classificação: pré obesidade (sobrepeso) Risco de comorbidade: aumentado PESO MÍNIMO SAUDÁVEL Pmín= Altura² x 18,5 Pmín=1,71² x 18,5 Peso mín.= 54,09kg PESO MÁXIMO SAUDÁVEL Pmáx = Altura² x 24,99 Pmáx= 1,71² x 24,99 Peso máx. = 73,07 kg Nesse caso, para a cliente estar dentro do peso saudável máximo recomendado, deverá emagrecer 1,93 kg 75kg [seu peso] – 73,07kg [peso máximo saudável] = 1,93 kg No campo “observações” da ficha de avaliação, você pode anotar a classificação e o risco de comorbidade. FLACIDEZ
  9. 9. Utilizar o simbolo de “+” para qualificar a flacidez tissular e/ou a muscular. + leve, ++ moderado, +++intenso, ++++ grave Tissular – Refere-se a flacidez de pele. Muscular – Refere-se a flacidez de músculo. Localização: Identificar os locais onde há flacidez tissular e/ ou muscular e anotá-los em sua ficha de avaliação. Exemplo: Localização da flacidez tissular: Braço / Localização da flacidez muscular: Glúteo
  10. 10. ESTRIAS Cor Rubra/violácea – São as estrias vermelhas, mais recentes Alba – São as estrias brancas, mais antigas Largura Verifique se a estria é fina ou larga e especifique.
  11. 11. Tipo Atrófica – São estrias onde o relevo é no mesmo nível da pele. Hipertrófica – São estrias que o relevo é acima do nível da pele. Quantidade Quantificar as estrias em leve, moderado, intenso e grave. (+ leve, ++ moderado, +++ Intenso, ++++ grave ) Região Relatar e especificar quais regiões possuem estrias. Exemplo: Estria alba – Glúteo RECEBER GRATUITAMENTE FICHAS DE AVALIAÇÃO
  12. 12. ALTERAÇÕES POSTURAIS Caso o cliente apresente alguma alteração postural o profissional deve indica-lo a um médico especialista para se possível, fazer a correção. Caso contrário o tratamento estético pode não atingir o resultado esperado. Ombros Anteriorização (protusão) – São ombros voltados para frente. Nessa alteração posturalé comum principalmente nas mulheres, seios flácidos, caídos e pode apresentar uma protusão abdominal com flacidez da musculatura do abdome e acúmulo de gordura nesta região. Hiperextensão – São ombros voltados para atrás. Nessa alteração postural é comum a pessoa acumular lipodistrofia abaixo das escápulas. Conhecida como “peito de pombo” o cliente também pode apresentar flacidez de musculatura abdominal. Coluna Escoliose – A coluna do cliente possui um desvio, podendo ser em C ou em S. O cliente pode desenvolver maior acúmulo de gordura nos flancos e diferença na altura dos ombros.
  13. 13. Hipercifose – Forma o que é conhecido popularmente como corcunda. Cliente pode apresentar flacidez nas mamas, gordura localizada na região abdominal e flacidez muscular no abdome. Hiperlordose – A região lombar é desviada para frente causando uma “barriga obrigatória” no paciente. Pode apresentar flacidez da musculatura do abdome e acúmulo de gordura localizada em região lombar. Retificação da Cifose Torácica – Curvaturas mais retas ou diminuídas. Cliente pode apresentar acúmulo de gordura localizada infraescapular Retificação da Lordose Lombar – Curvaturas mais retas ou diminuídas. Cliente pode apresentar os glúteos com flacidez muscular e tissular e acúmulo de gordura em região infra-glútea. Quadril
  14. 14. Anteversão – Neste caso a cliente apresenta maior curvatura da região lombar (hiperlordose lombar) com protusão abdominal, fica com o glúteo empinado e pode apresentar flacidez em musculatura do abdome e acúmulo de gordura em região sacral. Retroversão – O quadril fica “encaixado” com as nádegas voltadas para frente do corpo. Neste caso o cliente apresenta a região lombar reta (Retificação da Lordose Lombar) com possívelflacidez muscular e tissular na região glútea e acúmulo de gordura em região infra-glútea.
  15. 15. Joelhos Hiperextensão – Pode haver fragilidade ligamentar e os joelhos se curvam para trás. Neste caso o cliente pode apresentar acúmulo de gordura na região superior do joelho. Joelho Valgo – Joelhos se encostam e os pés não. Neste caso cliente pode apresentar acúmulo de gordura na região interna da coxa, em região de culote e flacidez muscular e tissular e no músculo lateral da coxa. Joelho Varo – Os joelhos são arcados para fora e não se encostam e os pés se encostam. Neste caso cliente pode apresentar acúmulo de gordura na região lateral da coxa e flacidez muscular e tissular na musculatura interna de coxa.

×