Doença de Kawasaki

3,253 views

Published on

Análise Patológica e Aspectos Clínicos da Doença de Kawasaki

Published in: Health & Medicine
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,253
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Doença de Kawasaki

  1. 1. Universidade Do Estado Do Amazonas Escola Superior De Ciências Da Saúde Disciplina De Patologia Especial I DOENÇA DE KAWASAKI ANA CLÁUDIA CUNHA Professor: Augusto Castilho1/12/2011
  2. 2. INTRODUÇÃO 1/12/2011A Doença de Kawasaki trata-se de:• Vasculite aguda e multissistêmica;• Febril e exantemática;• Compromete predominantemente vasos de médio calibre (embora possa afetar vasos de pequeno e grande calibre também) (ROBBINS, 1996; SILVA et al., 2004).• Principalmente: Artérias Coronárias.
  3. 3. EPIDEMIOLOGIA 1/12/2011 1 a. causa de cardiopatia adquirida na criança no Japão e EUA Descendentes de Asiáticos 80% casos: menores de 5 anos, rara em em adultos (BURNS, 1996)  M > F (5:1) Semelhança com a Síndrome do Choque tóxico leva a erros
  4. 4. ETIOLOGIA 1/12/2011 Inconsistência de Definição Etiológica Bacteriana: Estreptococos, estafilococos Viral: Parvorírus, Retrovírus, EBV, HIV Fúngica: Cândida Reação imune caracterizada pela ativação de células T e macrófagos
  5. 5. CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS 1/12/2011 Febre com duração de 5 dias ou mais e 4 dos 5 critérios a seguir: Conjuntivite bilateral, não supurativa; Inchaço de gânglios linfáticos: Exantema polimorfo, sem vesículas; Alteração na mucosa oral ou lábios; Alterações de extremidades.
  6. 6. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/20111. Febre maior que 5-7 dias que não melhora com o uso de antibióticos. A presença de febre com acometimento coronariano, mesmo com menos de 4 critérios, pode ser considerado Kawasaki atípico ou incompleto.
  7. 7. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/20112. Hiperemia ConjuntivalBilateral
  8. 8. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/20113. Alterações na Cavidade Oral
  9. 9. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/20114. Alterações de Extremidades
  10. 10. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/20115. Exantema Polimorfo
  11. 11. DIAGNÓSTICO CLÍNICO 1/12/2011 Linfonodomegalia Cervical
  12. 12. ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES 1/12/2011 Miocardite Derrame Pericárdico Arritmias Acometimento Aórtico e Mitral Aneurismas Periféricos ANEURISMAS CORONARIANOS
  13. 13. 1/12/2011
  14. 14. DIAGNÓSTICO LABORATORIAL 1/12/2011 Leucocitose com Neutrofilia Trombocitose Alterações no hepatograma Hipoalbuminemia FAN negativo VHS aumentado
  15. 15. TRATAMENTO 1/12/2011 AAS: 80-100 mg/kg/ dia até 24-48 h após o término da febre. Contínuo em casos de aneurisma. Gamaglobulina endovenosa: 2g/kg, dose única, em 8-12 h (até o décimo dia de doença) Corticóides: Não responder a IVIG e em caso de gangrena periférica.
  16. 16. PROGNÓSTICO 1/12/2011 Comprometimento Coronariano Diagnóstico e Tratamento Precoces Pior: Sexo masculino, idade inferior < 1 ano, febre persistente.
  17. 17. 1/12/2011OBRIGADA PELA ATENÇÃO!

×