Junho de 2013

224 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
224
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Junho de 2013

  1. 1. Junho de 2013
  2. 2. O Potássio e o Brasil
  3. 3. Três nutrientes essenciais para aumentar aprodução agrícola nacional68.376.081.173.678.4 76.682.4 83.0100.396.8123.2119.1114.7122.5131.8144.1135.0140.435.6 39.1 38.5 37.0 36.6 35.0 36.9 37.8 37.9 40.2 43.9 47.4 49.1 47.9 46.247.4 47.7 47.89.310.511.910.8 12.213.8 14.7 13.716.417.119.122.8 22.820.221.024.622.4 22,40.05.010.015.020.025.030.00.020.040.060.080.0100.0120.0140.0160.092 94 96 98 00 02 04 06 08Produção de Grãos (milhões t)Área Plantada com Grãos (milhões ha)Entregas de Fertilizantes (milhões t)Fonte: ANDA/CONAB/IBGE2009 - estimativa 3
  4. 4. 40100020003000400050006000700080009000198319841985198619871988198919901991199219931994199519961997199819992000200120022003200420052006200720082009201020112012000tonnesConsumo de Cloreto de Potássio no Brasil(últimos 30 anos)CAGR: 7,55%Fonte: IFA, ANDA – considerando um teor de 60% de K2O
  5. 5. $-$100,00$200,00$300,00$400,00$500,00$600,00$700,00$800,00$900,00$1.000,002003AprJulOct2004AprJulOct2005AprJulOct2006AprJulOct2007AprJulOct2008AprJulOct2009AprJulOct2010AprJulOct2011AprJulOct2012AprJulOct2013Evolução dos preços do Cloreto de Potássio no Brasil (FOB no país de origem)Fonte: MDIC/SECEXCrescimentoJan03-Jan13301%5
  6. 6. 601.000.0002.000.0003.000.0004.000.0005.000.0006.000.0007.000.0008.000.0009.000.0001997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012Importação Cloreto de Potássio - BrasilToneladasFonte: MDIC/AliceWeb
  7. 7. 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000OUTROSCHILERÚSSIAISRAELALEMANHABIELORRÚSSIACANADÁImportação Brasileira de Cloreto de Potássiopor País de Origem (toneladas) - 201210,7%9,2%4,8%3,2%7Fonte: MDIC/AliceWeb31,2%21,9%18,9%
  8. 8. Fonte: IFA – Dez/2010 8
  9. 9. -20.000.00040.000.00060.000.00080.000.000100.000.000120.000.000140.000.000160.000.000180.000.000200.000.0001976/77 1979/80 1982/83 1985/86 1988/89 1991/92 1994/95 1997/98 2000/01 2003/04 2006/07 2009/10 2012/13Série Histórica da Produção das Safras Brasileiras (toneladas)9*Fonte: CONAB* Estimativa 2012/13
  10. 10. * Fonte: ANDA** Sindicato da Industria de Adubos e Corretivos Agrícolas no Estado de São Paulo.*** Fonte: MDIC – AliceWebEm 2012, mais de 85% do consumo de potássio foi importado;*Destes, 80% vieram de um oligopólio formado por dois grupos do Canadá eda Rússia;**O potássio foi o 5º produto mais importado pelo Brasil em 2012, o quecorresponde à R$7,03 bilhões de gastos;Em Minas Gerais foi o 4º produto mais importado correspondendo aR$0,80 bilhões de gastos em 2012; ***Nosso empreendimento representará uma diminuição de importações naordem de R$2,74 bilhões na balança comercial.10
  11. 11. Verde Fertilizantes
  12. 12. * Baseado volume de importação em 2011, em 2020 expectativa que seja 23,81% (CRU Int.)**Baseado Ranking Valor 1000 de 2011, versus faturamento estimado do PEA em 2019Empreendimento industrial para produção de Cloreto de Potássio,matéria prima das formulações de fertilizantes, NPK;Investimento total estimado de R$ 6,06 bilhões para produção de 3milhões de toneladas de Potássio por ano (“Mtpa”);Potencial de substituir as importações brasileiras em até 25%*;Em capacidade máxima de operação, estaremos entre as 100 maioresempresas do país por faturamento**;Mais de 85% da população local aprova o empreendimento;Considerando o PIB de Minas Gerais em 2011, o incremento do PIBcom a implementação do projeto representaria 4,6%.12
  13. 13. 13Cristiano Veloso - Fundador, Presidente & CEO13 anos de experiência; Empreendedor Brasileiro. ex Banco do Brasil S/A, CEMIG - técnico em administração (ETFG-SEBRAE);Direito (UFMG), mestre em Direito (UEA, Inglaterra).Pedro Ladeira - Chief Operating Officer25 anos de experiência; ex Diretor de Operações, Processo e Gerente de produção da Holcim Brasil - Engenharia Química(UFMG), MBA pela Fundação Dom Cabral.Milson Mundim - Chief Financial Officer23 anos de experiência; ex CFO na Hidrovias do Brasil, CFO na Kinross Gold Corp. Brazil, Vale, IFC e Tractebel – Economia(UFMG), MBA (Thunderbird, The American Graduate School).Patricia Radino Rouse - Vice Presidente de Engenharia40 anos de experiência; ex Consultora Itaoeste, Votorantim, Paranapanema, Samitri, Carbocloro, Unisais, Paulo AbibEngenharia - Química Industrial (UFRJ), PhD Engenharia Metalúrgica e de Materiais (EPUSP e Royal School of Mines).Ysao Munemassa - Vice Presidente de Exploração41 anos de experiência; ex BP Minerals, VALE, Union Carbide, INCO, Teck Cominco, Newmont Gold, MK Gold – Geólogo (USP).Rubens Mendonça - Vice Presidente de Mina27 anos de experiência; ex Engenheiro de Mina Sênior da Vale; Diretor Brasil da Snowden Mining e na Paulo Abib EngenhariaS.A. – Engenharia de Minas (UFMG), MBA (USP).Derek Fray - Consultor Metalúrgico45 anos de experiência; Professor e Diretor de Pesquisa da University of Cambridge, membro da Royal Society, a RoyalAcademy of Engineering, - PhD Engenharia de Materiais (University of London).
  14. 14. Getúlio Lamartine de Paula Fonseca41 anos de experiência; Ministro Interino Meio Ambiente, Presidente DNAE, Secretário Executivo do Ministério daIndústria e Comércio - Economia (UFMG)Henrique Brandão Cavalcanti49 anos de experiência; Ministro do Meio Ambiente, Ministro Interino de Minas e Energia, Ministro Interino do Interior,Presidente Siderbrás – Engenharia Civil (McGill University)Renato Gomes15 anos de experiência; Diretor do Instituto ABCI (Analistas Brasileiros de Comércio Internacional) - Direito (UFMG),mestre em Direito (London School, Inglaterra), PhD (Georgetown)Richard Garnett45 anos de experiência; Anglo American, Rio Tinto, Hudson Bay Mining and Diamond Fields Resources – Engenharia deMinas, PhD Geologia Econômica (Royal School of Mines, UK), MBA (Cranfield, UK)José Fernando Coura35 anos de experiência; IBRAM, FIEMG, CAEMI Group, SINDIESXTRA, Precon Industrial S/A – Engenharia de Minas (UFOP)Leonardo Moretzsohn30 anos de experiência; EBX Group, Vale S.A , Vale Inco, MMX Minas Rio, Anglo Ferrous Brasil S.A – Economia(Universidade de Brasília), Pós Graduado na COPPE/UFRJ, MBA na Fundação Getúlio Vargas 14
  15. 15. • A Verde controla ~2,8 bilhões de toneladas de rocha potássica com teormédio de ~9% K₂O• Isso representa minério suficiente para produzir anualmente 8 milhõesde toneladas de Cloreto de Potássio durante aproximadamente 36 anos15
  16. 16. 16A melhorlocalização:No coraçãodo cerrado
  17. 17. Distância percorrida pelo Potássio até Uberaba, Brasil (km)TSX: NPK17- 5.000 10.000 15.000 20.000CanadaRussiaIsraelGermanySergipeVerde PotashkmRail Ship TruckVerde FertilizantesSergipeAlemanhaIsraelRússiaCanadá
  18. 18. 18
  19. 19. • Contratos com as melhores instituições de engenharia mundiaisResultado: Rota econômica para produção de potássio a partir de um recurso mineral nãoconvencional19
  20. 20. Operação de Mina aCéu AbertoForno RotativoPlanta Evaporação/CristalizaçãoProduto - Cloreto dePotássio20
  21. 21. Aproximadamente 10 mil hectares (meio Físico), 12 mil hectares (meio Biótico)pesquisadosÁrea situada fora da zona de amortecimento de quaisquer Unidades de ConservaçãoLOCALIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO APROVADA, SEGUNDO:• Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado de Minas Gerais – ZEE• Atlas da Biodiversidade em Minas Gerais Fundação Biodivérsitas• Índice Mineiro de Responsabilidade Social - IMRSEIA-RIMA foi protocolado em 30 de Agosto de 2012, junto à SUPRAM de Uberlândia,MG.* Fonte: SSMA Assessoria e ConsultoriaMais de 85% da população local é a favor da implantação do projeto*21
  22. 22. Produção total de Cloreto de Potássio: 3,0 MtpaFase 1 (2015)0.6 MtpaFase 2 (2017)+ 1.0 MtpaFase 3 (2019)+ 1.4 MtpaInvestimento por fase deprodução (R$ bilhões)1,196 1,464 2,016Investimento TOTAL(exclui capital de reposição, de R$1,384bi)R$ 4,676 bilhões22

×