Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Olheiras

2,280 views

Published on

Origem das olheiras
anatomia e fisiologia da área periorbital
tipos e origens da disfunção
técnicas de tratamento manuais e eletroterapêuticas
dermocosméticos


Published in: Education

Olheiras

  1. 1. Olheiras Como gerenciar... Amanda Hamaue Crefito N°183662F
  2. 2. As olheiras são o aspecto criado pela concentração anormal de vasos sanguíneos ou melanina sob a pálpebra inferior,oqueresultanumtomescurecidoabaixodaregião ocular
  3. 3. Anatomia Periorbital
  4. 4. Pálpebra Inferior • Constituída por duas Lamelas • Anterior (pele e músculo orbicular) • Posterior (tarso e conjuntiva), separadas no bordo pela linha cinzenta, e na pálpebra superior pela aponeurose do m. levantador da pálpebra superior
  5. 5. Função • Protetora a)Função sensitiva dos cílios b)Pestanejo , espontâneo e reflexo) c) Secreções das glândulas palpebrais. • Suporte do globo ocular mantendo-o na sua posição no conteúdo orbitário, através das propriedades elásticas das pálpebras, ligeira retração do globo para a órbita com o encerramento das pálpebras, e ligeiro avanço do globo ao abrir das pálpebras • A pele das pálpebras é a mais fina de todo o organismo, que juntamente com um tecido subcutâneo , permite os rápidos movimentos das pálpebras.
  6. 6. Vascularização Periorbital
  7. 7. Etiopatogênia das Olheiras • Classificação: -Deposição de melanina -Hipertransparência da pele com capilares e músculos visíveis -Alterações de relevo na pálpebra inferior Foto A: olheira com alteração da pigmentação (castanho-claro) Foto B: olheira com alteração da pigmentação (castanho-escuro ou arroxeado) Foto C: olheira com alteração de edema ou inchaço Foto D: olheira com os 2 tipos de alteração (tonalidade da cor + inchaço)
  8. 8. Hiperpigmentação • Hipercromia primaria idiopática cutânea: origem congenita ou idiopática caracterizada por deposito de melanina na epiderme e derme geralmente do sexo feminino com olhos e cabelos escuros • Hipercromia Secundária: hiperpigmentação ocorre após um processo inflamatório ocasionado por uma dermatite trauma ou fricção • Secundaria a condições fisiológicas e patológicas que estimulam o deposito de melanina na pele como alterações hormonais como a amamentação ,gestação periodos pré mentruais ou doenças como lupus eritematoso, artrite reumatoide,tuberculose etc
  9. 9. • Secundaria a drogas fotosensibilizante como arsênico, alcatrões e hidrocarboneto • Secundaria ao uso de cosméticos como maquiagem para o olhos (lápis) com base de KOLL chumbo que é absorvido pela derme e estimula a síntese de melanina pela epiderme • Secundaria a exposição excessiva aos raios UV atrofia a pele aumenta o calibre dos vasos e aumenta o deposito de melanina
  10. 10. Hipertransparencia da pele • Caracterizada por uma pele mais fina com pouco tecido subcutâneo dando um aspecto transparente ao tecido e a hipervascularização local caracterizam este tipo de olheira. • Fatores como : Desidratação, sono , estresse agravam o quadro • Indivíduos com rinite alérgica em períodos de crise ↑mucosa paranasal = estase venosa = edema
  11. 11. Alterações de Relevo • Fotoenvelhecimento com atrofia cutânea • Configuração óssea sulco nasojulgal • Presença de bolsa palpebral: devido ao enfraquecimento do septo orbitário
  12. 12. Eletroterapia
  13. 13. Carboxiterapia • França década de 30 – Estação termal de Royat • Difundiu-se na Europa década de 50 Indicações: • Rejuvenescimento facial • Lipodistrofia Ginóide(celulite) • Gordura localizada facial e corporal • Flacidez de pele facial e corporal • Estrias • Olheiras • Cicatrização pós cirurgias plásticas • Alopécia • Pré e pós operatório de lipoaspiração • Psoríase
  14. 14. Carboxiterapia
  15. 15. Carboxiterapia • Vasodilatação local • Aumento do fluxo sanguíneo • Hipercapnia local • Aumento da PO2 • Efeito Bohr • Distensão tecidual
  16. 16. Luz Intensa Pulsada Policromática, não coerente, não colimada, aplicações dermatologia, angiologia e estética, menor potência, maior área de ação, menor temperatura, modulação por filtros de corte e menor custo.
  17. 17. Luz Intensa Pulsada Fototermólise seletiva, que postula a absorção cutânea de energia luminosa selecionada por cromóforos específicos, sem prejuízo dos tecidos adjacentes Cromóforos alvo: Melanina Hemoglobina Agua
  18. 18. Luz Intensa Pulsada
  19. 19. Luz Intensa Pulsada Melanina Luz absorvida ↓ Aquecimento das estruturas/fototermólise ↓ Destruição da membrana melanossoma ↓ fagocitado Hemoglobina Luz absorvida ↓ Aquecimento das estruturas/fototermólise ↓ Processo Inflamatório mediado e controlado ↓ neocolagenese
  20. 20. Microcorrentes A microcorrente é uma modalidade de terapia não invasiva que usa corrente de baixa amperagem, em microampéres (μA) com alternância de polaridade positiva e negativa a cada 3 segundos caracteriza-se por uma corrente subsensorial pois não atingem fibras sensoriais no tecido. Seus efeitos terapêuticos relacionam-se ao aumento do metabolismo celular, estímulo do processo de reparo e regeneração tecidual, normalização do pH local, aumento da síntese de proteínas (colágeno e elastina)
  21. 21. Microcorrentes • Restabelece a bioeletricidade tecidual • Incremento a síntese de ATP • Aumento da oxigenação tecidual • Aumenta o transporte ativo de aminoácidos • Aumenta a síntese de proteínas • 100hz • 500 µA Normalização • 100hz • 100 µA Nutrição • 1 Hz • 50 µA Bioestimulação
  22. 22. Técnicas de Aplicação • Estática : com eletrodos de borracha ou autoadesivos • Dinâmica: com eletrodos caneta • 5 min em cada em hemiface
  23. 23. Aplicação Dinâmica • Normalização: Regula o Ph da pele e o potencial da membrana celular • Nutrição: faz dilatação dos capilares favorecendo a oxigenação e nutrição tecidual • Bioeestimulação: Estimula mitocôndria na síntese de ATP favorecendo a síntese de proteína (colágeno) .
  24. 24. Radiofrequência Utilizada há mais de 50 anos – o efeito da energia eletromagnética no corpo humano depende da frequência aplicada Baseada no aquecimento tecidual, pela passagem da energia eletromagnética
  25. 25. Efeitos Terapêuticos • Termocontração e desnaturação das fibras de colágeno. • Aumenta a Oxigenação Nutrição • Favorece a troca de metabolitos • Termolesão mediada e controlada • Neocolagênese Superfície da pele 40-42°C - Contração do colágeno 57-61°C
  26. 26. Radiofrequência • Para aplicação da Radiofrequência na região da pálpebra inferior devemos tomar o cuidado de tracionar o tecido para a região do osso zigomático pois se não for realizada esta técnica corremos o serio risco de danos irreversíveis ao órgão.
  27. 27. Radiofrequência Sobre o Zigomático OK!!!!!
  28. 28. Endermoterapia Técnica surgiu em 1970 Louis Paul Guitay Efeitos Fisiológicos: • Hipervascularização • Drenagem linfática • Descongestão tecidual • Tonificação tecidual
  29. 29. EndermoterapiaDrenagem linfática Pressão 20-40 mmHg Lifting Facial Pressão 100-150 mmhg
  30. 30. Recursos Manuais
  31. 31. Benefícios O principal objetivo da DLM é drenar o excesso de fluido acumulado nos espaços intersticiais, para manter o equilíbrio das pressões tissulares e hidrostáticas. Apoiada cientificamente, sendo aperfeiçoada e modificada, chegando a sua comprovação na sua eficácia: Foldi (Alemanha), Leduc (Bélgica), Cluzan (França),Casley – Smith (Austrália). Ajuda ativar a circulação sanguínea, promovendo o relaxamento dos músculos da face e a eliminar as toxinas (que formam as linfas). Suas vantagens vão desde revitalizar a pele do rosto, amenizar olheiras e até tratar hematomas decorrentes de traumas, doenças e cirurgias.
  32. 32. Massagem Lifting Facial
  33. 33. Massagem Lifting Facial • Melhora o contorno facial • Aumenta a oxigenção e nutrição do tecido • Ativa os fibroblastos • Melhora a troca de metabolitos.
  34. 34. Dermocosméticos
  35. 35. Vitamina C • Ação antioxidante, combatendo os radicais livres • Diminuindo as rugas e as linhas de expressão. • aumento da produção de fibras de colágeno e elastina • Hidratação • Clareadora
  36. 36. Vitamina A • A diferenciação dos tecidos também necessita desse nutriente para que possa acontecer corretamente. Sem vitamina A, nossa pele é incapaz de se renovar. • Muitas empresas ainda a utilizam em sua forma natural, beta- caroteno e seus similares como luteína, astaxantina e zeaxantina • É essencial para todos os tipos de pele, em especial para as pessoas que já passaram dos 40 anos, cuja pele está com a capacidade de renovação mais lenta e demorada.
  37. 37. Vitamina K • vitamina K é utilizada para o tratamento de olheiras • Ação vasoprotetora, • Reparadora (dos vasos sangüíneos) • Clareadora (agindo como antioxidante). O problema é que dados existentes na literatura apontam a ocorrência de hipersensibilidade local e dermatite de contato (um tipo de irritação, alergia) após a aplicação de vitamina K (tanto na aplicação injetável como na aplicação tópica – cremes de uso cosmético).
  38. 38. Vasoconstritores Calmantes • Camomila • Azuleno • Alfabinazolol • Rutina • Castanha da índia
  39. 39. Despigmentantes O Alpha-Arbutin bloqueia a biossíntese epidermal da melanina, por inibir a oxidação enzimática da tirosina, a DOPA.
  40. 40. Despigmentantes • Hidroquinona bloqueia a produção de melanina e aumenta a degradação dos corpos celulares que armazenam a melanina • Bloqueio da ação da tirosinase, enzima que tem participação na formação da melanina. Risco de reações alérgicas, hipersensibilidade, ardor, vermelhidão e, em casos mais graves, o surgimento de manchas irreversíveis, por conta de um clareamento exagerado ou de uma hiperpigmentação escura, que se trata de uma reação tóxica da pele
  41. 41. Acido kójico • Substância produzida por um cogumelo japonês chamado Koji, que é usado também na fermentação do arroz para produção de saque . • Ele inibe a ação da tirosinase como quelante de íons, promovendo a diminuição da formação de melanina. • Anti Oxidante e bactericida
  42. 42. Acido Mandélico • Alfahidroxiácido (AHA) derivado da hidrólise do extrato de amêndoas amargas. • Alteração das ligações intercelulares, promovendo diminuição da coesão entre os corneócitos, descamação da camada córnea e estimulação da produção de células novas em maior ou menor grau, dependendo de suas estruturas. Equilibra o processo de renovação epitelial por dois mecanismos: - Estímulo mecânico ao promover a epidermólise, inicia-se o processo acelerado da renovação epitelial. - Estímulo químico, após sua penetração intracelular, ajudando na auto-regulação da produção de melanina, e por ação direta nos folículos pilosos e controle da produção sebácea. Promove melhora na qualidade e quantidade do colágeno e glicosaminoglicanas da derme reticular.
  43. 43. Acido Tioglicólico • Possui específica afinidade pela hemossiderina com rápida solubilização. Há uma capacidade de depletar o ferroesplênico por possuir o grupo tioácido (-SH) atividade antioxidante, este fato é demonstrado pois o principal metabólico da carboximetlicisteína é o próprio ácido mercaptoacético. • O uso do ácido mercaptoacético se propõem a remover o pigmento de hemossiderina e melânica, o seu uso tópico não determina eritema forte, com uma leve transitória esfoliação e pouca sensibilização.
  44. 44. Liodermia- Bel Col 1) Higienização: com algodão umedecido em água e leite de limpeza Hidraclean, limpar as pálpebras com suaves movimentos circulares. Remover cuidadosamente com soro fisiológico. Em caso de maquiagem repetir o processo de higienização até completa remoção da mesma. 2) DLM: promover drenagem linfática manual específica para a região de pálpebras. 3) Compressa: em cima de cada olho acomodar o pad para a área dos olhos Sensorialle. Deixar o produto agir por aproximadamente 10 minutos e remover. Obs: Aplicar os pads preferencialmente gelados. 4) Bioestimulação Celular: mesclar em uma cubeta três Liodermia - Tratamento da área dos olhos gotas de ácido hialurônico Hialuderme com três gotas do fluido de vitamina C Bio C Profissional, aplicar com o auxílio de pincel especifico e trabalhar com microcorrentes primeiro nas pálpebras inferiores e depois nas superiores por aproximadamente cinco minutos cada pálpebra. 5) Massagem Corretiva: aplicar nas pálpebras uma pequena porção do creme concentrado para a área dos olhos Ilumineé com manobras disciplinadoras até sua completa absorção. 6) Máscara: aplicar máscara para peles com acne Belmask com pincel específico. Deixar agir por 15 minutos e retirar com água. 7) Fotoproteção: aplicar bloqueador solar Solectiv FPS 30.
  45. 45. TRATAMENTOPARAÁREADOSOLHOS-BOLSASEOLHEIRAS ADCOS • PROTOCOLO • 1. Higienize a pele da face com Clean Solution Gel de Limpeza Purificante. Remova com água. • Opcional: Aplique LED Azul e em seguida LASER Vermelho nas rugas e linhas de expressão. • 2. Aplique em toda a face Neoderm Complex Sabonete Glico-Ativo e deixe agir por 1 a 3 minutos. A seguir realize movimentos circulares com esponja de gaze. Remova com água. • 3. Aplique na região dos olhos Derma Complex Vitamina C Área Olhos até total absorção com manobras de massagens. • 4. Aplique a Máscara de Massagem de Vitamina C e realize a massagem facial com manobras ativadoras. Não remova. • 5. Dilua Cromoalgas Azul em água filtrada até obter consistência desejada. Aplique sobre a área dos olhos, sempre de dentro para fora, até contornar toda a região. Deixe secar e remova. • Opcional: Após a remoção da Cromoalgas Azul aplique LASER INFRAVERMELHO. • 6. Finalize com Derma Complex Vitamina C Área Olhos. Aplique sempre do canto externo para o interno do olho e espalhe até total absorção. •
  46. 46. Light Eye Cosmobeaty1-) Light Eye@ Exfoliant: É um esfoliante para a massagem facial que remove as impurezas e as células mortas enquanto promove um aumento da circulação local devido aos movimentos de massagem. Contém Legactif (potente ação anti-edema, descongestionante e ativador da circulação) e Água de Camomila (revitalizante e calmante). 2-) Light Eye@ Peel: É um peeling químico composto de Ácido Mandélico e Ácido Lático. Atua na renovação celular e auxilia na renovação do tom de pele. 3-) Light Eye@ Supreme: Sérum iluminador para a área dos olhos, que auxilia na melhora da circulação da região, permitindo uma melhor permeação dos ativos da etapa seguinte do procedimento. Contém Vitamina C, Cafeína e Água de Camomila. 4-) Light Eye@ Finalize: Sérum finalizador que atua na melhora progressiva da região periorbital. Seu uso auxilia no clareamento das olheiras e na diminuição das bolsas ao redor dos olhos. Melhora integralmente a pele. Contém: Água de Camomila, Eyeliss (reduz a permeabilidade circular, aumenta a circulação linfática, melhora a firmeza e a elasticidade, reduz possíveis respostas inflamatórias), Haloxyl (reforça a firmeza e o tônus na área dos olhos, auxilia no clareamento), Legactif. 5-) Mask Drenyl: A Cosmobeauty desenvolveu a exclusiva máscara Mask Drenyl para os olhos. Possui um mecanismo de massagem rotacional com uma rotação de 8500 rpm, auxiliando na drenagem dos líquidos e no clareamento da região periorbital. Proporciona sensação de relaxamento e bem-estar.
  47. 47. Técnicas invasivas/ablativas • Preechimento com acido hialurônico É aplicado para preencher as olheiras, afastando a pele dos vasos sanguíneos e diminuindo o aspecto escuro • Laser CO2 fracionado As ondas do laser aquecem rapidamente as camadas mais profundas da pele, causando microperfurações que estimulam a reestruturação da camada mais superficial da pele • Cirurgia Plástica Trabalhamos o pré e pós operatório
  48. 48. Referencias Bibliográficas • AZULAY, D. R. Dermatologia. 3ªed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. • LEDUC, Albert.; LEDUC, Olivier. Drenagem linfática: teoria e prática. 2 ed. Barueri, SP: Manole, 2000. • GUIRRO, E.; GUIRRO,R. Fisioterapia Dermato-Funcional – Fundamentos, Recursos e Patologias. 3.ed.São Paulo: Manole, 2004. • GUIRRO, E.; GUIRRO, R. Fisioterapia em Estética – Fundamentos, Recursos e Patologias. 2 ed. São Paulo:MIR. Assessoria Editorial Ltda. • BORGES, F. S. Modalidades Terapêuticas nas Disfunções Estéticas. São Paulo:Editora Phorte, 2006. • COSTA et al. Peeling de gel de ácido tioglicólico 10%:opção segura e eficiente na pigmentação infraorbicular constitucional. Surg Cosmet Dermatol. 2010;2(1):29-33 • Bogdana KADUNC, B., ADDOR, F., MATTO, R. Tratado de Cirurgia Dermatologica, Cosmiatria e Laser – 2013 ;3: 411-416
  49. 49. Contato Email:treinamento1@casadaestetica.com.br Site: casadaestetica.com.br Blog :blogcasadaestetica.com.br Amanda Hamaue

×