Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
ANÁLISE SENSORIAL-Definição e Histórico
MÉTODOS SENSORIAIS- objetivos
Profa. Rosário de Maria Arouche Cobucci
Definição
• “Disciplina científica utilizada para evocar, medir, analisar e
interpretar reações das características de ali...
ANÁLISE SENSORIAL- Histórico e
Evolução
• Quem determina a qualidade sensorial?
HOMEM
• A necessidade da resposta humana p...
Análise Sensorial- Histórico
• Etapa 1: início da industrialização
Período anterior a 1940
Época artesanal ou pré-científi...
Análise Sensorial- Histórico
• Etapa 2: fase de expansão da indústria
Período de 1940 a 1950
Incorporação de pessoal técni...
Análise Sensorial- Histórico
• Etapa 3: Concorrência na Indústria: 1950 a 1970
Principais avanços:
a) definição dos atribu...
Análise Sensorial- Histórico
• Etapa 3: período compreendido entre 1950-1970- Concorrência na
Indústria
No Brasil, a análi...
Análise Sensorial- Histórico
• Etapa 4:
• Em 1975 , o IFT preparou a definição da análise sensorial, onde ficou claro que ...
DEFINIÇÃO DA QUALIDADE SENSORIAL
Qualidade sensorial?
QUALIDADE SENSORIAL
• Varia de pessoa para pessoa, dependendo de vários fatores como:
-as características do alimento (sab...
Métodos Sensoriais
• MÉTODOS DE DIFERENÇA OU DISCRIMINATIVOS
Objetivo: determinar se duas ou mais amostras diferem sensori...
Métodos Sensoriais
• MÉTODOS AFETIVOS
Objetivos:
Avaliar o grau com que consumidores gostam ou desgostam de um
produto(s) ...
Métodos Sensoriais
• MÉTODOS DESCRITIVOS
Fornece informações sobre: aparência, aroma, sabor, textura.
Objetivo: descrever ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 01 definição e histórico

829 views

Published on

análise sensorial de alimentos

Published in: Engineering
  • Be the first to comment

Aula 01 definição e histórico

  1. 1. ANÁLISE SENSORIAL-Definição e Histórico MÉTODOS SENSORIAIS- objetivos Profa. Rosário de Maria Arouche Cobucci
  2. 2. Definição • “Disciplina científica utilizada para evocar, medir, analisar e interpretar reações das características de alimentos e outros materiais da forma como são percebidas pelos sentidos da visão, olfato, gosto, tato e audição”. • “É uma ciência usada para medir através dos sentidos humanos um determinado atributo ou a característica global do produto e quantificá-la.”
  3. 3. ANÁLISE SENSORIAL- Histórico e Evolução • Quem determina a qualidade sensorial? HOMEM • A necessidade da resposta humana precisa e reprodutível deu estímulo ao surgimento e desenvolvimento ANÁLISE SENSORIAL • Evolução da Análise Sensorial Controle de Qualidade Evolução tecnológica da industria: 4 etapas (Países desenvolvidos)
  4. 4. Análise Sensorial- Histórico • Etapa 1: início da industrialização Período anterior a 1940 Época artesanal ou pré-científica da industria de alimentos, período onde a qualidade sensorial era determinada pelo “dono” ou encarregado da indústria.
  5. 5. Análise Sensorial- Histórico • Etapa 2: fase de expansão da indústria Período de 1940 a 1950 Incorporação de pessoal técnico, geralmente vindo de outras áreas, como área de química e farmacêutica. Houve a introdução dos conceitos de controle de processo e produto final, entretanto, os métodos padronizados ainda eram químicos e instrumentais Segunda Guerra Mundial: grande impulso ao desenvolvimento de metodologias de análise sensorial de produtos alimentícios : -Identificar preferência e medir aceitação -metodologias mais elaboradas, delineamento mais apropriado e técnicas mais refinadas de análise de resultados
  6. 6. Análise Sensorial- Histórico • Etapa 3: Concorrência na Indústria: 1950 a 1970 Principais avanços: a) definição dos atributos primários que integram a qualidade sensorial dos alimentos e os órgãos sensoriais a eles relacionados; b) normatização da forma e condições da realização da análise sensorial, bem como o tratamento estatístico aos dados obtidos.
  7. 7. Análise Sensorial- Histórico • Etapa 3: período compreendido entre 1950-1970- Concorrência na Indústria No Brasil, a análise sensorial surgiu em 1967, no IAC (Instituto Agronômico de Campinas), onde era realizada apenas para café.
  8. 8. Análise Sensorial- Histórico • Etapa 4: • Em 1975 , o IFT preparou a definição da análise sensorial, onde ficou claro que todos os sentidos estão envolvidos em uma avaliação sensorial. Período após 1970 Instituiu-se que a qualidade sensorial de um alimento é o resultado da interação entre o alimento e o homem, que varia de pessoa para pessoa. Reconhece-se que a qualidade sensorial é função tanto dos estímulos procedentes dos alimentos como também das condições fisiológicas, psicológicas e sociológicas dos indivíduos que o avaliam.
  9. 9. DEFINIÇÃO DA QUALIDADE SENSORIAL
  10. 10. Qualidade sensorial?
  11. 11. QUALIDADE SENSORIAL • Varia de pessoa para pessoa, dependendo de vários fatores como: -as características do alimento (sabor, textura, forma, método de preparo, custo e sazonalidade); -as características do indivíduo: – Idade: indivíduos de maior faixa etária tendem a preferir sabores mais intensos em alimentos e bebidas – sexo, educação, renda, habilidades na cozinha. - as características do local onde vive o indivíduo: região, país, etc. Em termos ambientais sofre influência do grau de urbanização em que está inserido o indivíduo, do ambiente de trabalho e da própria estação do ano em que se encontra o homem e se consome o alimento. Então a qualidade sensorial é uma resposta individual, que varia de indivíduo para indivíduo, em função das experiências, da expectativa, do grupo étnico (povo ou raça)e de preferências individuais.
  12. 12. Métodos Sensoriais • MÉTODOS DE DIFERENÇA OU DISCRIMINATIVOS Objetivo: determinar se duas ou mais amostras diferem sensorialmente entre si. Aplicações: amostras homogêneas, com pequenas diferenças Alguns exemplos: -Amostras processadas em diferentes lotes ou locais ferramenta de C.Q. (uniformidade do produto) -Amostras armazenadas em condições distintas -Amostras acondicionadas em embalagens diferentes
  13. 13. Métodos Sensoriais • MÉTODOS AFETIVOS Objetivos: Avaliar o grau com que consumidores gostam ou desgostam de um produto(s) teste de aceitação Avaliar a preferência do consumidor ou um produto com relação a outro(s) teste de preferência Aplicações: -Compara produtos concorrentes -Desenvolvimento de novos produtos -Melhoria da qualidade de produtos -Acesso ao mercado potencial
  14. 14. Métodos Sensoriais • MÉTODOS DESCRITIVOS Fornece informações sobre: aparência, aroma, sabor, textura. Objetivo: descrever e medir a intensidade das características sensoriais (atributos) dos produtos. Aplicações: -desenvolvimento de produto -estudos de vida útil ou de estabilidade -controle de qualidade -correlações entre medidas sensoriais e medidas analíticas

×