Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
Loading in …3
×
1 of 178

A IGREJA E O JARDIM DE DEUS

1

Share

Download to read offline

A igreja é um abençoado Jardim de Deus – Le Jardin du Roi –, que necessita de cuidados todos os dias... porque parte desse jardim possui bastante beleza e bondade, enquanto, infelizmente, outra não. Pelo fato do homem ter tropeçado e caído lá no Jardim do Éden.

E: o que em sã consciência vê o jardim da igreja sendo consumido por um fogo que não é labareda do Espírito Santo, não tocar a trombeta... alertando geral! será cúmplice e partícipe do fogo estranho que lamentavelmente poderá estragar esse Jardim de Deus.

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

A IGREJA E O JARDIM DE DEUS

  1. 1. 0 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos
  2. 2. 1 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos A IGREJA E O JARDIM DE DEUS têm flores, frutos e espinhos Publicado: 2015; 3a Edição: 2017
  3. 3. 2 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos DEDICATÓRIA Dedicamos esta obra a Deus que por Sua bondade nos proporcionou saúde e capacidade para chegarmos até aqui.
  4. 4. 3 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos “Pergunte, porém, aos animais, e eles o ensinarão, ou às aves do céu, e elas contarão a você; fale com a terra, e ela o instruirá, deixe que os peixes do mar o informem. – Jó 12:7, 8 “Falou das árvores, desde o cedro que está no Líbano até o hissopo que nasce na parede; também falou dos animais e das aves, e dos répteis e dos peixes. – 1 Reis 4:33
  5. 5. 4 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O verdadeiro jardim da igreja não está no quintal, e sim dentro dela.
  6. 6. 5 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos SUMÁRIO A revelação: o princípio e a seiva deste livro.................................................................................9 A FAUNA DA IGREJA...............................................................................................................................13 A ovelha Theodora apaixonada (DE VERDADE) pelo Noivo Cordeiro........................................14 O cristão João de barro que constrói sobre a Rocha da Palavra...........................................16 O homem "pássaro" que nunca foi macaco.....................................................................................25 Os passarinhos inchados por fermentos .........................................................................................27 Os pés da ovelha cristã...........................................................................................................................28 Ufa! Como é possível um “elefante domado” no jardim da igreja?!........................................31 O “cristão” pombo urbano no ninho da igreja................................................................................34 Mariposa não é Borboleta, não se confunda!..................................................................................36 Borboleta Clássica versus Mariposa Contemporânea: “Teologando” a filosofia das coisas moderno-atrasadas!..................................................................................................................40 Efeito Borboleta: por favor não bata asas para mim, Mariposa!.............................................42 Feche a porta do casulo para o tipo pernilongo ou abelha... proteja-se sem atacar a dona Babosa ............................................................................................................................................44 O “cristão” coruja e o Cristão Louva-Deus .....................................................................................46 O “bicho grilo” na igreja..........................................................................................................................48 Um recado às mulheres: cuidado com o homem Bem-te-vi......................................................50 Se “tá tu” um tatu, saia do buraco do mundo.................................................................................52 Um peixe Cristão e as “barbatanas”..................................................................................................56 O peixe Cristão tem asas para não ser fisgado pela boca ........................................................59 O “cristão” sapo.........................................................................................................................................61 Os animais “rasteiros” infiltrados no Jardim de Deus ...............................................................62 O “cristão” tamanduá que “dá bandeira” demais .........................................................................63 Cuidado com o metido a pavão.............................................................................................................64 Passarinho de Deus… Se o “pombinho” da igreja não o ajudar, será o corvo mesmo...........................................................................................................................................................66 Uma coisa tanto os pássaros ruins quanto os bons fazem certo...........................................68 A Parábola da: Dadá, da Dá e da Dá... as parentes distantes mas de certa forma próximas do pássaro Quero-quero....................................................................................................70
  7. 7. 6 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Os Cristãos e os Malandros no jardim da igreja: os franguinhos e os ratos “ciscando” juntos no mesmo terreno................................................................................................72 O urubu ao derredor... Xô! Pode bater em revoada!....................................................................90 A FLORA DA IGREJA................................................................................................................................93 O Sol da Justiça, os girassóis e as “estrelinhas”.........................................................................95 Semente hoje ! aproveite !.....................................................................................................................97 O cristão Ipê... é hiper!............................................................................................................................100 Framboesa e Espinheira “Santa” : os paradoxos do Jardim de Deus....................................101 As qu4tro estações da vida...................................................................................................................103 O cravo que machucou a Rosa... de Saron! .....................................................................................110 Galhos secos numa estação, noutra não!.........................................................................................112 Damas da Noite..........................................................................................................................................113 O Senhor despedaça os cedros e exalta os Carvalhos... Ipês e Silvas!.................................116 O homem faz plano... Mas a “melancia” certa vem do Senhor.................................................117 Dois tipos de ventos nas árvores do Jardim de Deus.................................................................119 A árvore que não é arrancada pelo vento........................................................................................122 Qual árvore é você?.................................................................................................................................124 A consistência e o firmamento dos cristãos..................................................................................125 O Senhor pode podar você?..................................................................................................................128 Ezequiel 18: E se foram os “responsáveis” que compraram as “uvas verdes”?...............130 O Zambujeiro...............................................................................................................................................133 A Oliveira Verdadeira que alimenta a cada dia...............................................................................134 O que fazer se o jardim parece ressequido?..................................................................................135 Não permita que roubem o que Deus lhe deu : o “pé de tangerinas” ....................................137 Contudo, confie! Porque ainda existe flor de gente......................................................................143 ADEMAIS.......................................................................................................................................................146 HÁ esperança! “sem grilo”, não se preocupe!, Louva-Deus......................................................147 Deixe Jesus ser o seu Jardineiro .......................................................................................................149 Colhe-se o que se planta........................................................................................................................150 Segundo Micaías e Jeremias, é melhor falar a verdade... mesmo que dê “zebra”! .........151
  8. 8. 7 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Deus não permite que sejam “plantados” além do que podem suportar.............................160 O indivíduo Relâmpago que não é flash.............................................................................................162 Rosa de Saron do Jardim de Deus vs. Camélia Escarlate do Mundo... ..................................163 A Igreja Cristã e o eclipse......................................................................................................................165 A diferença entre um jardim bem regado e um jardim encharcado......................................166 Uma homenagem à Rosa especial e mais linda do Jardim de Deus.......................................167 Uma homenagem à Água Viva de Deus : a Água da Vida .............................................................168
  9. 9. 8 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O que em sã consciência vê o jardim da igreja sendo consumido por um fogo que não é a labareda do Espírito Santo, e não tocar a trombeta... alertando geral!, então será cúmplice e partícipe do tal fogo estranho que lamentavelmente poderá estragar esse Jardim de Deus. Enfim, só queremos que a igreja cristã seja mais cristã. – Alex Martins
  10. 10. 9 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos A revelação: o princípio e a seiva deste livro A revelação do propósito de Deus para este projeto se deu no ano de 2013 no qual eu e família nos mudamos para um lindo sobrado com amplo e belíssimo jardim, onde tudo começou... e foi concluído em 2015. Foi ali que semanalmente tínhamos várias revelações da parte de Deus, as quais nos fizeram entender como a igreja contemporânea funciona aos moldes de um jardim: com flores, frutos, e espinhos também. E Ele, o Cultivador das almas carentes, nos inspirou, os mais simples jardineiros em sua obra, que por vezes se identificaram como seres vivos deste jardim, o Jardin du Roi: o Rei Jesus. Afinal de contas, a ferramenta que Deus utiliza para podar seu jardim, corta dos dois lados. Deus poda as “árvores” de forma diferente, não faz isso igualmente uns indivíduos fazem, de maneira propositalmente maliciosa, somente para que alguns caiam, e aqueles com isso possam de algum modo obter lucros ou outros “ganhos”. Todavia, sem cobrar dívida de pecador, o Senhor realiza podas nas pessoas para que elas possam crescer fortes em dádivas, melhores em virtudes e mais bonitas desde suas raízes; além de mais cheirosas por dentro do que por fora... Igualmente é a árvore de Sândalo. E assim, Deus ganha muito com Seu jardim melhorado e com frutos amadurecidos; um jardim projetado e podado para viver bem ornamentado comportamental e espiritualmente. O que evita, por meio de tanta beleza e frutos bons existentes nele, as revoadas de bons pássaros. Boa leitura desta compilada mensagem Rhema descomplicada da parte do nosso Senhor Jesus e do Espírito Santo de Deus, afinal, todos entendem um pouco de jardim ou de igreja. O que verá, não são narrativas advindas de criatividade ou capacidade intelectual, todavia registros inspirados e revelados da parte de Deus acerca da Sua igreja atual, isto é, do Seu jardim.
  11. 11. 10 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos As parábolas... O instruído adquira habilidade para entender provérbios e parábolas, as palavras e enigmas. – Provérbios 1:5, 6 As parábolas foram difundidas no ministério do Senhor Jesus. Ele que Se utilizava delas para educar e exortar a todos igualmente um bom Pai faz com seus filhos... quer fossem ou não filhos bons e fiéis. De modo bastante inteligível aos que tinham o coração aberto para ouvi-Lo, Ele instruía diferenciadamente com maestria, utilizando-se das figuradas parábolas... Até uma criança podia entendê-Lo com essa bela técnica de ministrar a mensagem espiritual, ética e moral do evangelho dEle mesmo. Os filhos de ouvidos espirituais bem abertos compreendiam bem as Suas parábolas. Já os de ouvidos, corações e almas bem fechados não as entendiam muito; ou simplesmente, fingiam não as entender; da mesma maneira que se comportam os filhos maus ainda hoje. O Filho de Deus as utilizava para instruir os Seus ouvintes quanto aos relacionamentos humanos em suas questões éticas, morais, espirituais e religiosas. Contudo, ainda assim existiam os que se faziam de desentendidos (João 10:6). Ou será que ainda há os que fazem tal coisa? Isso não era uma problemática somente daquele tempo. Bem sabemos que ainda nos dias atuais existem pessoas que só ouvem o que querem escutar... Todavia, não há problema : Porque um rígido coração tão duro e quase inflexível quanto o ferro só pode ser vencido pela oxidação causada pelo ar da Palavra cortante, pelo vento em popa da Verdade pairada e pela brisa das Águas do Espírito Santo... que são pacientes no tempo e poderosos para oxidar, ou seja, dissolver corações de ferro, quanto mais os da "carne".
  12. 12. 11 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos As parábolas são úteis para educar, de forma narrativa figurada, as pessoas em seus tempos acerca das lições de boa convivência, questões éticas, morais e espirituais. Sobre tudo, elas têm o objetivo religioso que sempre é equalizado com os preceitos de Deus por intermédio da Bíblia. Uma parábola tem de ser sincronizada com Escritura Sagrada, caso contrário, não será parábola... Será um conto de fábula. Aprendemos na Bíblia que as parábolas são utilizadas como instrumento diferenciado que o Espírito Santo utiliza para comunicar de outra maneira a mesma coisa... A Sua Sagrada Escritura a todas as pessoas. E Jesus Cristo se utilizou delas com a maior propriedade. Mesmo que a forma de transmitir a mensagem Bíblica seja “diferenciada”, em parábola, o cerne da mensagem jamais pode ser alterado, excluído ou acrescentado nem mesmo por um anjo vindo do céu, porque o que assim fizer será anátema – maldição (Gálatas 1:8, 9). Parábola é instrumento Bíblico de comunicar por analogismo uma mensagem séria e real: A Palavra de Deus... No Primeiro Testamento elas já eram utilizadas, mas foi com as palavras do Messias que tomaram popularidade. Elas casam ética, moral e inter-relações pessoais com os preceitos dEle mesmo, de Seu Pai e Santo Espírito que estão contidos nas várias páginas da Escritura Sagrada. Escrevemos as parábolas de duas formas: Numa, de acordo com a exegese, expondo literalmente a intenção da mensagem que o autor inspirado quis passar aos leitores, só que de forma figurada. Noutra maneira, conforme uma linha da hermenêutica permite, interpretando consoante às próprias experiências e inspiração do Espírito Santo. Enfim, é isso... Além das histórias bíblicas verídicas e literais, neste livro há historietas que reforçam argumentos éticos, morais, e sobre tudo: princípios cristãos e preceitos de Deus; tudo com referências bíblicas e com o objetivo de sugerir uma uniformidade excelente no comportamento dos indivíduos. Sempre buscando uma higiene mental, espiritual e social. Com
  13. 13. 12 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos a graça de Deus, além de escrevermos... cremos que temos sido copistas e instrumentos do Senhor Jesus Cristo em narrar parábolas inspiradas pelo preciosíssimo Espírito Santo do Pai. Lamentavelmente, elas não começam com o “Era uma vez...”, pois são temas de sempre e ainda atuais. Vamos a elas...
  14. 14. 13 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos A FAUNA DA IGREJA Uma estratégia de mostrar como as coisas funcionam no jardim da igreja, para evitar revoada pela frustração de pensar que a igreja é um ambiente perfeito. Na verdade, o jardim atual da igreja ainda é um espelho do antigo Jardim do Éden: um lugar que Deus criou para ser impecável – em todos os sentidos –, no entanto, às vezes dá “zebra”. Mas creio na promessa em que o Senhor assobiará para as aves que bateram em revoada e Ele as ajuntará, e multiplicar- se-ão como antes (Zacarias 10:8).
  15. 15. 14 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos A ovelha Theodora apaixonada (DE VERDADE) pelo Noivo Cordeiro Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor Deus. – Ezequiel 34:15 Você forma dupla com Jesus ou casal com Ele? Quem faz dupla com Cristo tem interesses particulares e temporários, no entanto, quem faz casal com o Noivo, possui compromisso eterno e sem conveniência, topa qualquer desafio, sem abandoná-Lo, segue compromissado com Ele “até que a morte os separe”... e a vida eterna os junte! Porque quem faz casal com Cristo, é amigo(a), e não colega apenas. Não só nos momentos de brumas e de nevoeiros da vida, isto é, difíceis que a noiva ovelha vivente no Jardim de Deus deve viver um momento de amor, de relacionamento sério, ou seja, de "Lua de Mel" com o Noivo. O amor e relação com o Senhor Cordeiro devem ser em todos os momentos, e não somente “de lua” – de veneta. O relacionamento com Jesus Cristo deve ser independentemente de conveniências. Ele jamais deve ser proveniente de um impulso repentino ou premeditado por causa de uma necessidade ou dor. A noiva infiel é interesseira, pois depois que ela consegue o que quer, costuma abandonar perfidamente o Noivo,
  16. 16. 15 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Jesus. O Senhor Jesus quer uma noiva compromissada de verdade, que O adore sem segundas intenções, amando-O à vera. Deus não se engana com os feitos da sua noiva, pois Ele julga as intenções dela, analisando o seu coração (Provérbios 21:2). É fundamental que o senhor Cordeiro Salvador seja amado quando presenteia ou não a sua ovelha... e também na tristeza e na alegria! para sempre! Igualmente acontece num relacionamento de gente madura e responsável. A exemplo, da maneira que a dona Theodora Ovelha faz, ela que como a própria origem de seu nome diz: É uma pessoa que tem o dom de Deus... E qual é o maior dom do Senhor? O amor verdadeiro e sem interesse algum, o Amor Ágape. Semeie... Plante esta mensagem na sua família! e por qualquer outro lugar em que você passar... Plante! Eu cuidei de vocês no deserto, naquela terra de calor ardente. Quando eu os alimentava, ficavam satisfeitos; quando ficavam satisfeitos, se orgulhavam, e então me esqueciam. – Oséias 13:5, 6
  17. 17. 16 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O cristão João de barro que constrói sobre a Rocha da Palavra E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre a rocha. Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa. – Lucas 6:46-49 (ver Mateus 7:24-27) Só de ter o nome João, biblicamente isso já favorece este crente: o cristão João de Barro. Porque sempre se tem com esse nome bons exemplos bíblicos; não é por acaso que ao ver a etimologia do nome, descobre-se que o significado é “agraciado por Deus”. Eles, os joões que construíram suas casas sobre a Palavra da Rocha Eterna (Deus) e na forte Pedra de Esquina, Jesus Cristo. Foram: João Batista, o profeta; e João, o discípulo e apóstolo amado de Cristo que viveram suas vidas sem trincas, pois entenderam que a única forma de rachar a base da morada do cristão é com a cunha da idolatria grega ou romana, a cunha chamada de Quebra-pedra. E ainda
  18. 18. 17 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos com a da mentira, rivalidade, luxúria e ira, enfim, pecados; todavia, nada dessas coisas praticaram. Já que não eram do Bosque da “Luz” do maligno, e sim do jardim divinamente iluminado por Deus. Eles foram exemplos de joões de barro que construíram suas moradas no alicerce Jesus Cristo e no fundamento de Sua mensagem, e de Deus. Inclusive, quanto ao João Batista, o próprio Senhor Jesus disse que aqui na terra nunca houve profeta maior do que o filho de Isabel (Lucas 7:28). Essa foi a maior honra que o Messias deu a alguém. Veja biblicamente que, não é porque todo João é de barro (descendente de Adão) que deverá sair construindo sua morada sobre lugares enlameados ou sem fundamentos, não é verdade? Dessa maneira, diante desse preâmbulo, é fácil pensar que todo João venha construir a sua “casa” em cima do lugar forte, imitando os bons. Porém, nem sempre é assim: Infelizmente, existe sim por aí, João e outros que constroem as suas casas em lugares indevidos, ou os que pensam estar construindo- as em ambientes seguros, sob as rochas. Mas tudo não passa de uma segurança psicológica, uma surreal falsa segurança, porquanto a Rocha Firme e Eterna só existe uma: o Senhor. Uma “casa” mal construída esmagará os seus habitantes com o peso da negligência de quem a fez, ou seja, o descuido DA FALTA do alicerce Jesus Cristo deixa a casa desestabilizada. Ele é o pilar essencial e necessário para uma excelente morada.
  19. 19. 18 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Desse modo, o que se aprende? Que a construção de fato deve ser sobre a Rocha, sem a mínima falsa segurança. É preciso checar se tudo está OK, se a rocha é mesmo do Jardim de Deus, a terra boa. E, principalmente, se ela (a construção) está mesmo firmada numa rocha, e não sobre... ou afundada nas dunas do deserto da idolatria egípcia, nas areias da religiosidade romana de Pilatos ou em correntes filosóficas de umas seitas de alcunha “cristã” (Hebreus 13:9). Não obstante, para quem porventura construiu a sua “casa” em lugar aparentemente “seguro”, “forte” e “fundamentado”... ainda há tempo de construí-la outra vez: a tão sonhada e ideal casa nova. E o primeiro passo é olhar novamente para o Projeto Arquitetônico Original: a Bíblia. Ou seja, para o que percebeu que a casa interna e espiritual está com problema de estabilidade, como se vê na imagem da página anterior na qual há casas sobre rochas pontiagudas, desfaça tudo e reconstrua certo desta vez... e não pegue nada dos monturos. Quem fez edifício frágil, agora fica em situação difícil. Faça de novo a sua ´´casa´´, antes que o Senhor tenha que realizar esta empreitada com a cunha forte dEle – Seu dedo ou poderosa mão. E quando você começar, inicie a principal obra de sua vida reconstruindo pelo ´´falso´´ muro seguro que, talvez, outrora construiu; nem sempre um muro bonito é um muro forte. Neste mundo atual muito estranho, para se proteger a casa interior, é bom começar com o escoramento e fortificação dos ´´muros´´.
  20. 20. 19 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Por conseguinte, vá para a reconstrução das paredes que, porventura, estejam mofadas por causa da "argamassa" inapropriada (Ezequiel 13:10-15). E, depois, restaure os pisos rachados. Todo esse fino trato é porquanto a pura flor de hissopo gosta de crescer em muros, paredes e pisos limpos (1 Reis 4:33). Ademais: Para Deus, muro forte não é aquele alto e aparentemente firme, e sim o limpo, sem limo. O cristão não deve construir sua casa no estilo romano, com pedra principal sobre seu arco, que representa sua cabeça, ou seja, sua própria força da intelectualidade. Todavia, deve construir sua “habitação” com a Pedra de Esquina, Jesus Cristo. Ele, o que garante fundamento e segurança para toda sua casa, e não somente para suas “portas” e “janelas”. E mais: Jesus garante estabilidade para a melhor casa, a habitação espiritual. A forma figurada romanista de construir a vida representa: a fé na capacidade própria e na idolatria romana. Só mais duas dicas sobre a reconstrução: é preciso dar atenção especial à parte hidráulica que é representada pela figura do Espírito Santo e ainda à Elétrica, Jesus Cristo. Porque Ele é o que dá energia ao cristão para continuar na fé, mesmo habitando num mundo obscuro. Os mandamentos contidos na Escritura foram escritos pela cunha do dedo do próprio Deus, justamente na rocha, para fundamentar a casa espiritual e familiar de Israel e de todos nós, os gentios.
  21. 21. 20 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Construir a casa no fundamento da rocha da Palavra do Senhor é a coisa certa a fazer para quem deseja habitar, depois, no Jardim Celestial de Deus, o lugar especial onde não haverá saraivas, nem tempestades nem chuvas de tribulações (Êxodo 19:5; Mateus 7:24-27). ❝Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura” (Hebreus 13:14). A verdadeira Cidade Invisível, a qual não vemos, e sim cremos! O desejo do Senhor Rocha (Deus), o construtor do original jardim, é que todos os seres descendentes de Adão, os que foram criados a partir do barro, quer sejam joões de barro ou não, possam sempre construir as suas habitações físicas e, principalmente, as espirituais sobre a Rocha, que é Ele. Igualmente foi construído o Templo de Davi em Israel, em cima da Rocha! A Rocha Eterna que se encontra no Jardim de Deus disponível para todos os viventes de dentro do Jardim... e os lá de fora também, basta somente que esses venham desfrutar no lugar ideal projetado por Deus, que por culpa do homem, às vezes, as coisas não funcionam muito bem. Todavia, é o melhor ambiente existente, onde ainda há o vento favorável do Espírito. Lá Vanda, no Jardim de Deus, é um ambiente muito gostoso e agradável de estar; imagino que tenha belas Lavandas. E também... que possam, da mesma forma, construir suas habitações da maneira que João Batista, o sem casa, shopping, grifes e McDonald's construiu, com a Palavra de Deus, sua morada
  22. 22. 21 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos espiritual: a mais importante de todas as habitações (Mateus 3:4). O mais importante não é a casa de alvenaria, e sim a casa de carne que está dentro dela. E não estou falando do açougue. A questão abordada neste contexto e da maioria dos capítulos deste livro, não seria necessária se a igreja do Senhor fosse conhecida como o Jardim Filadélfia. Igual àquela que João, o amado, deixou registrado como modelo no livro de Apocalipse: E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: ❝ Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra [...]. – Apocalipse 3:7-8 Absorver a palavra de Deus é condição balizar para o firmamento de “jardins” e pessoas, isto é, de igrejas e ´´passarinhos´´. E não só alguns indivíduos constroem casas sem o Mestre das boas obras do jardim... O mestre de obras de muitas obras evangélicas no mundo inteiro não tem sido um mestre do Mestre Jesus Cristo. Vários Planejamentos Estratégicos com planos de metas de muitas obras não foram arquitetados segundo a vontade do Espírito de Deus. Então, por que muitos serventes pensam que estão construindo algo bom e com portas largas... mas que não cabem na porta estreita do Senhor? (Mateus 7:14).
  23. 23. 22 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Palavra Rhema: Derramando o azeite AQUI para entrar LÁ no céu... A porta da Casa de Deus é tão estreita como uma fresta, que para entrar nela os feitos dos indivíduos devem ser IMPECÁVEIS, ou seja, sem brechas (Mateus 7:14). No jardim da igreja, não basta ser árvore, pois tem de dar frutos... e dos bons! (Mateus 21:19). O verdadeiro cristão jamais pode ser igualmente a figueira-doida (Ficus Sicômoro), que apesar de ser grande em aparência e status e, também, bem enraizada, ainda assim não produz fruto de qualidade. De nada adianta ser grande para fazer sombra apenas. No Jardim de Deus, toda árvore foi criada para dar frutos, porque ele é um pomar, não uma terra de ornamentação feita de belas e vaidosas árvores inúteis. Cuidado com quem faz sombra e não dá fruto. A porta é estreitíssima, tanto é que para entrar na Morada Celestial, se entra de lado... e espremido! Pois, tudo precisa ficar do lado de fora... O pecado e o azeite também; o produto da oliva deve ser de qualidade e derramado para abençoar as pessoas. Ou seja, não entra pecador nem Cristão Oliva, o cheio de “azeite” não compartilhado antes (com conhecimento bíblico não disseminado). ... Pois o azeite é para clarear a escuridão do mundo, e não o céu do Jardim Celestial que já é claro demais. O senhor Oliveira
  24. 24. 23 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos tem que produzir frutos. Os frutos dele devem produzir azeite, e o óleo deve acender a vida dos necessitados! Senhor Oliva Igreja ou dona Olívia Olinda, é momento de derramar o óleo agora!, com isso deixando que outras pessoas sejam abençoadas com a abundância do conhecimento Bíblico e da unção de Deus que há em você... Quem tem azeite é obrigado a derramar agora para que o mundo acenda em Deus. É como disse Jesus e está registrado em Mateus 5:14-16: ❝ Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Enfim, não entrarão os inchados pelo fermento da hipocrisia e pelo recheio do pecado... disso já sabíamos. Todavia, também não entrarão pela porta apertada os Cristãos Olivas, os crentes repletos de unção, mas que estão com algum tipo de medo em ajudar o povo... ou que estão pensando que receberam a graça da unção do óleo da Oliva de Deus somente para eles próprios. E o cristão João de Barro? “Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si” (Salmos 84:3); a sábia Sabiá já compreendeu isso. A oração é a chave para Deus sarar a terra enlameada de pecados, aquela contida em uns
  25. 25. 24 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos corações (2 Crônicas 7:14); oração é a solução do "c"oração c/ Cristo. É importante construir a casa sobre a Rocha da Palavra do Senhor... juntamente com o Mestre das obras do Espírito. Não vale a pena por a segurança da casa em risco, ao abrir fresta, mesmo que seja só por um pouquinho de vento de vã doutrina filosófica ou “espiritualizada”. Ou ainda grande brecha por desobediência do evangelho de Cristo. Com base em Lucas 6:46-49 e 10:38-42, toda “casa” bem construída necessita de manutenção. No entanto, a melhor higiene de todas, a fazer nesta casa, é a espiritual! Que se dá pelo ouvir a Palavra de Jesus. Tanto Marta quanto Maria, cada uma construiu suas “casas” bem firmadas, mas, só uma soube manter bem cuidada sua morada pela Mensagem de Cristo. Não confunda o bom João de Barro com o urubu [ Luís ] Barroso, esse homem sem fundamento nem [ luz ]; ele é a favor do aborto e das drogas, e, por isso, deveria estar sem toga, já aquele não é a favor do mal, porque é um Jarro na mão do Oleiro, o Olheiro que tudo vê.
  26. 26. 25 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O homem “pássaro" que nunca foi macaco Segundo Darwin, um passarinho evoluiu de outro pássaro. Isso é um indicador de que um néscio também pode gerar outro da mesma espécie; e o que é melhor: um ser inteligente evoluir de um inteligente. Logo, pelo empirismo, infere-se que é muito importante selecionar a espécie com que se relaciona, e o "alimento" que se consome em ilhas de informação. Desenvolver-se "separado", santo e com os santos no Jardim de Deus garantirá quem você será no futuro... com Deus; uma bela ave no Jardim do Senhor, livre de todo o mal, inclusive dos papagaios doidos: os darwinistas. Somente nisto concordo com Darwin: que os indivíduos podem ser passarinhos evoluídos, ou involuídos como muitos de asas caídas que tentam "matar" Deus os são. Esses sim são os que fazem “macacadas” e ainda “papagaiadas” com seus dialéticos insanos, os depenados intelectualmente que se dizem intelectuais. A Royal Society só queria um cientista louco que pudesse ter a coragem de fazer o que Darwin fez: falar demais igualmente papagaio. Ela conseguiu seu esquizofrênico (pesquise você mesmo sobre a veracidade deste fato); daí o que não falta a um louco é a coragem de ser vaidoso, e de até tentar matar Deus. Essa foi mais uma das estratégias da Maçonaria Inglesa para crescer... E essa não podia ser melhor para ela, à custa do enfraquecimento e consequente declínio da maior religião do mundo, o cristianismo; sem contar os adeptos que conseguiram do judaísmo. Acredito que o grande dilema de Darwin foi responder isto : É a falta de fé em Cristo que atrai a loucura? Ou a loucura que atrai a falta de fé em Jesus?
  27. 27. 26 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Enfim, temos a certeza que você é um “passarinho” de espécie diferente, que evoluiu na mão de Deus e, por isso, é bastante fiel a Ele, sem nunca ter sido um macaco que costuma pular de galho em galho nem um papagaio Maria Vai com as Outras, que muda de religião conforme a conveniência... e que pode dizer: “Sai pra lá darwinista ... sou um pássaro livre para acreditar em Deus! ”. Sr. Charles (Carlos) Darwin, sem ironia: Se uma árvore perdeu suas folhas... e ainda perdeu seus galhos... Eureka! Ela evoluiu num poste? ― Pau é pau, pedra é pedra e... macaco é macaco! Então deixa de ser [calos] em meus pés, o que gera caos, sr. [Carlos]. Um darwinista que prefere o cachorro ao vizinho, com certeza está advogando em defesa própria.
  28. 28. 27 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Os passarinhos inchados por fermentos A nossa alma escapou, como um pássaro do laço dos passarinheiros; o laço quebrou-se, e nós escapamos. – Salmo 124:7 Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. – Gálatas 5:1 Passarinhos de Deus, NUNCA se alimentem de “fermento”! Pois o inchaço que esse ingrediente causa os impedirá de voar... deixando-os domesticados aos caprichos dos passarinheiros dominadores ou à mercê de antigas e vãs doutrinas repletas de religiosidade, ou ainda de filosofias nada cristãs (Mateus 16:5- 12).
  29. 29. 28 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Os pés da ovelha cristã Importante mesmo são os excelentes pés em relação aos sapatos bons; que não se extravie (ou perca) a essência por causa da vaidade. Porque é a essência, são os pés que levam o homem ao caminho do Senhor... o resto é aparência. Porquanto os sapatos jamais vão a lugar algum sem os pés, mas os pés vão até os lugares mais altos sem os sapatos. E esses pés da ovelha cristã devem ter dedos!, e não cascos. Pois os dedos são importantes para marcarem os passos e enraizarem os pés, deixando marcas do evangelho por lugares nos quais eles passarem... firmes! e constantemente! (1Coríntios 15:58). ´´Pés sem dedos´´ têm dificuldades para subirem os degraus que levam às alturas do céu, ao aprisco do Pai. Já que desse modo os pés nunca dão firmeza aos passos; pés sem dedos são pés instáveis, pés que não se firmam nos caminhos de Cristo. Pois eles não possuem raízes de esperança nEle.... Pés sem raízes não deixam marcas da raiz de Jessé por aonde andam (Romanos 15:12). Não foi Deus quem criou a dificuldade, Ele jamais faria isso só para brincar de Deus. Quem a criou foi o homem brincando com o pecado. Segundo o contexto bíblico, pessoa sem raízes não significa alguém longe de sua sociedade ou cultura, porém representa o indivíduo que vive dia a dia sem Deus... mesmo que esse alguém diga que O tenha.
  30. 30. 29 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor (1Coríntios 15:58). Porque o pecado é a única coisa que pode rebentar os pés das raízes da árvore junto ao ribeiro do Jardim de Deus, ao ponto de tombá-la... definitivamente; pois uma coisa é uma árvore podada ter a chance de brotar novamente, e outra diferente é uma árvore arrancada pelas raízes viver outra vez. A natureza sempre obedece a voz de Deus; quem costuma ser rebelde, é a natureza do homem. ❝ Vi um homem ímpio e cruel florescendo como frondosa árvore nativa, mas logo desapareceu e não mais existia; embora eu o procurasse, não pôde ser encontrado. – Salmos 37:35, 36 O pecado está ganhando tanta velocidade na vida das pessoas que até um moderno avião supersônico seria tartaruga se comparado à quantidade de gente que está indo ao inferno de forma tão rápida (Leonard Ravenhill). Desse modo, os pés precisam ser melhores do que os sapatos, porquanto são eles que levam pessoas enraizadas a Deus, afastando-as do pecado e, consequentemente, do inferno. No Jardim de Deus, não é o ancião, o centenário pé de Sucupira que resolve os problemas dos passos inflamados do cristão, nem é a dona Flor Theodora (do grego Theo: Deus; Dora: Adoradora), aquela abençoada missionária flor de gente. Porquanto é o Senhor Jesus a Única solução! contra a
  31. 31. 30 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos dor do pecado plantado nos pés que mal caminham por estarem inflamados na carne. – Alex Martins
  32. 32. 31 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Ufa! Como é possível um “elefante domado” no jardim da igreja?! Um elefante atado é igual a um carvalho seco, que só está de pé... mas não vive. Esse assunto foi abordado de forma parecida no primeiro livro, da trilogia Mensagens de Deus | Palavras Rhema do Senhor para você, sob o título Síndrome do Elefante Domado: Não se permita ser domado! Você é ser humano. Aquele livro que é a nossa obra prima, contém esse referido capítulo que é um dos mais especiais para nós, dentre todos os livros escritos por nós. O assunto será resgatado aqui de forma a agregar aquele conteúdo, tendo em vista que o capítulo que narra sobre a Síndrome do Elefante domado tem um enfoque na opressão nos ambientes de trabalho e nos pares familiares. Já aqui é exposta numa ênfase para a doma de seres humanos no Jardim de Deus, a igreja. Contudo, isso não impede o nobre leitor ou a caríssima leitora de ler o capítulo na íntegra – ipsis litteris – naquele livro. Você vai gostar! Vamos lá... No mundo espiritual, o Leão é o meu ídolo. Nesse caso, Ele é representado pelo Leão da Tribo de Judá, o Guarda protetor do jardim da igreja (Salmo 121:3, 4; 125:2). Todavia, no mundo natural, a figura animal que mais particularmente impressiona pela sua força é a do elefante, pois é uma fabulosa, forte e inteligente criação de Deus. Além do mais, ele possui inteligência, uma implícita e instintiva regra social, familiar e ética. Admiramos todas essas coisas em qualquer ser humano ou animal. Figurativamente, o elefante é o animal que mais se parece com um cristão, pois a imagem do Leão remete mais a Deus. Ele lembra um cristão porque apesar de toda sua força,
  33. 33. 32 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos capacidade e regra de boa convivência, costuma se entregar quase como a um cordeiro mudo aos chacais e raposas pequenas – em todos os sentidos – que infelizmente tomaram conta de algumas lideranças de departamentos do jardim da igreja. Os elefantes no Jardim de Deus são aos montes, e comumente são mais vistos sentados nos bancos do jardim... com todas as suas forças e capacidades desativadas, quando na verdade poderiam agregar enormemente na obra do Senhor fora dos assentos. Noutras vezes, são vistos presos às coleiras impostas pelos chacais e lobos que os fazem acreditar que foram feitos para servir os bichos primos dos leoninos com suas nítidas atitudes que não são segundo os propósitos de Deus nem moldadas nos Seus preceitos Bíblicos; afinal de contas, “será que são maus? ”, indaga-se a si mesmo, o elefante... “já que estão na igreja e são líderes...” ― Ironia?! No Jardim de Deus, o elefante é o mais cristão dos membros, pois costuma aceitar atitudes de seus domadores mercadores, que ele está vendo que são atos errados, entretanto para não os machucar, e ele próprio dar bom testemunho a favor do seu comportamento, jamais se indigna; é resiliente com o errado. Será que isso é o correto a fazer? ― Nós achamos que não! Por isso escrevemos sobre essas coisas, criticando-as. Indignamo-nos com os mercadores no Jardim de Deus; perdemos o medo; somos ex-“covardes fortes”; decidimos agir, igualmente, fez o mais forte no Jardim do Senhor, Jesus Cristo (Mateus 21:12; João 2:14-16). Elefante Cristão, mostre sua força! Utilize-a para combater o errado, onde quer que você esteja... e qualquer pessoa que seja, mesmo que se volte contra você e, talvez, saia dessa um pouco ferido. Pois o importante é ser “liberto” de todas as amarras e livre para fazer o certo! Sempre... Embora fique sozinho nessa caminhada. Com um detalhe: embora só, sempre forte!
  34. 34. 33 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Jamais se comporte como a um elefante domado ou igualmente uma ave presa à gaiola na garagem de alguém... Você é livre! no Jardim de Deus. Então viva sua liberdade no Senhor... Desfrute da liberdade que tem em Jesus Cristo. Seja livre, seja liberto! Seja um indivíduo emancipado do opressor; e que ao sair da gaiola... não caia outra vez no visgo absurdo do obscuro manipulador... de gente.
  35. 35. 34 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O “cristão” pombo urbano no ninho da igreja Esse indivíduo vive ciscando de galho em galho, de jardim em jardim... Se alimenta do que pode... Depois suja tudo e vai embora... Ele pensa que a igreja é a casa da "mãe Joana" e que não existe regra no Jardim de Deus. O pombo urbano é um itinerante. Isso quer dizer que é bem diferente da ave peregrina, a que aparece de passagem, no entanto, no pouco que fica, agrega bastante ao jardim da igreja local. Então, quando se vai, deixa muita saudade nos que ficam. Essa ave possui as qualidades da pomba da paz com os dons do Espírito Santo. A boa ave peregrina tem objetivo, foco, um fim a alcançar, logo, mesmo que somente por um momento no ambiente, ela só agrega ao Jardim de Deus sem sujar nada. Quem dera o pombo urbano tivesse o comportamento da boa ave peregrina, mas ao contrário, quando esse tipo aparece no Jardim de Deus, mela tudo. O pombo urbano costuma ter presença e boa aparência, e por isso ele chega bancando de galo, com seu peito de pombo estufado, cheio de mostra enganosa... mas se alguém puxar a ficha dele, logo verá o rastro sujo que já deixou para trás, nos lugares nos quais passou. Então, fique de olho vivo nele, porém... Quando um passarinho ruim infiltrado na igreja percebe que você está de “olho vivo” nas atitudes dele, é preciso se preparar... Pois ele vai tentar lhe causar dano. E a forma que
  36. 36. 35 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos usa para isso, costuma ser: sujando o seu nome, achincalhando você. Pois ele é um vingativo retaliador e “esperto”; fará isso para tentar fazer que pare de ficar antenado nele, em suas astúcias. Imagina a seguinte situação: Uma pessoa tem sua bicicleta roubada numa semana, e na outra, possui a graça de Deus de encontrá-la de posse do ladrão... Mas o seguinte irá acontecer: Quando o proprietário aborda-lo pedindo sua bicicleta de volta, ou: o meliante correrá ou começará a gritar dizendo que o proprietário está tentando rouba-lo... Fabule comigo a sena com um ladrão gritando: ― pega ladrão! ― Só que o tal “ladrão” é o dono da bicicleta, absurdo!, não é verdade? Então, você sabendo que as coisas podem funcionar dessa maneira, não corra! Faça o que for certo, custe o que custar. Como viu, é assim que muito astuto capcioso age. Logo, pombinha do jardim da igreja, seja inofensiva igualmente uma borboleta, sem deixar de ser prudente como a uma águia... pois até as serpentes são prudentes (Mateus 10:16). E as águias enxergam além do alcance que os comuns veem; elas têm visão panorâmica que advém do Alto! Só queremos que a igreja cristã seja mais cristã.
  37. 37. 36 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Mariposa não é Borboleta, não se confunda! Não é raro as pessoas confundirem as mariposas com as borboletas; no jardim da igreja é preciso ter discernimento. A mariposa é aquele bichinho que também é conhecido popularmente aqui no Brasil por bruxa, e lá em Portugal, chamada de traça. É preciso tomar cuidado para não se confundir, porque ambas possuem par de olhos, seis pernas, duas antenas, quatro asas escamosas e sobrepostas, se alimentam do néctar das flores, apresentam tamanhos semelhantes. Todavia, as borboletas têm as seguintes características próprias: • quando pousam as suas asas ficam de maneira vertical, são adoradoras; • possui vida diurna, porque gostam da luz; • sempre põem seus casulos em lugares altos, pois confiam a segurança da sua descendência ao Altíssimo; • voam em ambiente de luz natural; • possuem cores mais fortes e vibrantes, são alegres; • as duas antenas são finas e discretas, pois são educadas; • podem voar até 20 km/h; • são em menor quantidade; • são bastante sensíveis às mudanças negativas no ambiente, por causa disso as borboletas brasileiras estão ameaçadas de extinção pelo motivo da degradação de seu meio ambiente natural; e • as borboletas não são venenosas!
  38. 38. 37 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Já as especificidades das mariposas – as quais “posam” de borboletas mas não as são, estão aqui: • quando pousa deixam as suas asas abertas, pois são iguais as gentes espalhafatosas; • possuem ativa vida noturna (notívagas), iguais aos mundanos; • algumas põem seus casulos em buracos no chão, iguais aos perniciosos roedores, aos imprudentes avestruzes e às obscuras corujas; • gostam de sobrevoar em torno de luzes artificiais buscando um rumo – igual à quem vai a algum lugar buscando uma luz que leva a lugar nenhum, como a falsa luz apresentada por uns sincréticos do bosque lá de fora ou por falsos iluminados. • costumam ter cores obscuras, no entanto, algumas são tão coloridas quanto as borboletas, como se fossem camufladas... daí o perigo, pois pessoas podem se aproximar delas pensando serem inofensivas borboletas, e, com isso, acabarem se intoxicando com o veneno em suas asas de mariposas. A intoxicação costuma se dá pela irritação da pele, algo como uma urticária; algumas podem causar queimaduras no corpo da igreja de Cristo; • as duas antenas são grosseiras, são como as pessoas que estão grosseiramente “antenadas” em tudo, sem discrição, mas bastante invasivas nas vidas alheias, umas mariposas do jardim da igreja; • podem voar até 40 km/h, nisso as mariposas são visivelmente melhores, fazem o que era para as borboletas fazerem bem, voarem bem rápido na obra de Deus, assim evangelizariam, queremos dizer polinizariam, bem mais rápido bastantes pessoas; • são em maior quantidade, o que é notável facilmente acerca das pessoas que vivem as suas vidas obscuras na bruma da calada da noite, e na escuridão de seus dias: em que fraudam, vivem suas vidas infiéis a seus cônjuges e a Deus, e ainda sacrificam a pseudo deuses – demônios –, além de se preocuparem bastante com a “bicharada” que não faz filho ao passo que são a favor do aborto do bicho gente, que está muito a fim de ficar
  39. 39. 38 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos a bordo da vida, o qual não deseja ser abordado pela morte; • as mariposas não são sensíveis quanto às mudanças no ambiente, pois se adaptam bem, elas são como as gentes que se “metamorfoseiam” facilmente às toxidades do mundo, sem perceberem o quanto elas são venenosas para os seus corpos e mentes; • são mais adaptadas ao ambiente já poluído; • constroem os seus casulos com sedas que saem das suas bocas, iguais àqueles que se comportam como [polidas] e educadas sedas, pois “agem como sedas”, mas, depois viram venenosos e intocáveis melindrosos diabos de pessoas [poluídas] de malignidades; • muitas delas podem ser venenosas, por causa dos alimentos tóxicos que consomem a partir das folhas específicas... enfim, são como uns que não se alimentam somente do excelente néctar da palavra de Deus, entretanto, de outras mensagens tóxicas que “bruxas”, “traças” e magos coelhos polinizam igualmente mariposas; e • somente as mariposas conseguem se alimentar das coisas venenosas e, ainda assim, se manterem vivas; está no DNA delas, o que ainda não foi mudado pelo evangelho de Jesus. As borboletas que tentam do alimento das mariposas acabam passando mal e, em seguida, "cambaleiam" na vida. A única solução para tal é se voltarem outra vez ao néctar de Deus, o que não faz mal nem envenena alguém; a palavra do Senhor é o doce que faz bem para a alma. Nota-se nos itens topicalizados acima que algumas semelhanças são quanto à estrutura física de ambas, entretanto as diferenças claras estão nos comportamentos das obscuras mariposas. Dada a sutil diferença entre a aparência da borboleta e da mariposa, é preciso ter discernimento!. Ou seja, estar atento aos comportamentos para não ser confundido pelas aparências. Porque são eles que revelam o verdadeiro “raio-X” de cada uma delas... e das pessoas também.
  40. 40. 39 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos São os atos comportamentais que revelam o ser bom ou o ser ruim; são eles que levam felicidades às pessoas ou as corroem por dentro, igualmente as traças fazem, e as saúvas também. Mas cuidado, pois a mariposa da espécie raposa pode manipular isso, porquanto ela costuma ser uma psicopata dissimulada que faz de tudo para silenciar inocentes borboletas... ao se passar de boa gente. Para finalizar, uma dica a mais à borboleta anjo de gente: Você não pode se esquecer de diariamente se alimentar do néctar da Escritura, para polinizar – evangelizar – no Jardim de Deus e no bosque lá fora... espalhando o pólen da Rosa de Saron, Jesus, para que exista mais pequenos cristos – cristãos –, as pequenas rosas de Deus que de fato enfeitam o Seu jardim.
  41. 41. 40 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Borboleta Clássica versus Mariposa Contemporânea: “Teologando” a filosofia das coisas moderno-atrasadas! Antigamente a loucura era a festa da falta de moralidade, porém, hoje, a "loucura" é tentar acabar com ela: a festa que continua... A inversão de valores é tamanha no tempo pós-moderno que a moralidade passou a ser tachada de retrógrada enquanto a imoralidade e amoralidade, de modernas e "progressistas". Isso é um absurdo, porque sem moral não há freio psicológico. Sem freio não há arrependimento. Sem arrependimento, freio e moral, os homens ficam ilimitados e, então, são capazes de realizar atos sociais dos minimamente desprezíveis até os mais abomináveis. Não me venha com balelas moderninhas! Às favas a dialética e a retórica invertidas, pois elas não estão certas. Elas nunca me convencem com um Lixo Orgânico vendido como produto Intelectual Orgânico; tudo que é orgânico é perecível. Anti ,mundo eone #marxismooramscismg# principalmente, no mundo da igreja. Se “A religião é o ópio do povo” (Karl Marx), seria então a verdadeira droga do marxismo, a heroína não heroica da papoula? ops!, da população? Após analisar a dialética e a retórica invertidas... encontro motivo para ser um clássico "atrasado" conservador
  42. 42. 41 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos (conservado) que não faz nenhuma questão de ser o primeiro na fila e na vida dos contemporâneos "modernos" (estragados). Os modernos dizem que o errado é o certo, ufa! é difícil de compreender. E ainda que o feio é bonito (é claro que se trata de atitudes e não de pessoas)... Também que a Traça da Mariposa é mais bela que o traçado da Borboleta. Mariposa não é Borboleta; a Traça corrói valores, Borboleta constrói traços morais absolutos. Não se engane por aparências de boas falas de amargas e orgânicas "favas" que se multiplicam como larvas disfarçadas em meio às sedas que as Mariposas imorais e amorais constroem. ― E o que isto tem a ver com o Jardim da Igreja? ― Tudo! Porque há "cristãos" nesse Jardim que já estão contaminados pelas “favas filosóficas” anticristãs que o mundo impõe e, por causa dessa contaminação, então, sujam o Jardim da Igreja com balelas por onde caminham nele: Nos seminários, púlpitos ou bate-papos de corredores das igrejas e de Escolas Bíblicas também; lamentavelmente. Desse modo, não ceda à sutil seda da loucura para parecer são... Lembre-se de que uns invertem tudo: o sentido denotativo das palavras, etimológico delas e mais: até os conceitos sobre sanidade e loucura. Bem na verdade, não há padrão de sanidade na sociedade, uma vez que todo mundo é "meio doido", ou por psicopatia qualquer ou mesmo por alguma ideologia ou pessoa... mas uma coisa é certa nessa loucura geral do dia a dia, tanto para sãos ou “insanos naturais”: o certo é certo e pronto. Jamais o errado será o correto; e o antiético, ético. Só os orgânicos insanos não entendem isto, daí continuam tocando a tal festa do pecado da falta de moralidade. Só mais uma coisa: Sou “doido de Pedra”! pela pessoa da Rocha Eterna: Deus! Ela que é a Pedra Fundamental do Jardim da Igreja por intermédio de Seu filho Jesus Cristo. Não se pode relativizar o que é certo, pois o meio certo é meio-irmão do errado inteiro.
  43. 43. 42 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Efeito Borboleta: por favor não bata asas para mim, Mariposa! Todas as pessoas gastam tempo e energia bastante a cada dia pintando quadros da própria vida, tentando colori-los ao máximo, e até cobrindo-os com um colorido, matizado e especial, nas partes cinzentas e nas sombras da vida peculiar cotidiana demonstrada nos quadros. Assim, os quadros da vida representam uma tarefa individual complexa, e não uma única folha comum rabiscada de qualquer maneira. Porque, afinal de contas, cada um quer mostrar uma coleção de obras boas ao final da vida; jamais o contrário: uma só folha de atos rabiscados e feios para memorial. Com a ajuda de Deus, é possível pintar os quadros da vida mais coloridos do que antes, isto é, com menos sombras e momentos cinzentos... Todavia, se um ser invasivo igualmente uma Mariposa, que invade casas na calada da noite para se aproveitar das luzes que existem nelas, ao tentar alterar as formas e cores dos quadros no interior de sua casa ou de sua vida... Pare-o! Trave as asas dele. Pois ninguém pode pintar sua vida melhor do que você mesmo. Pois sabendo que o quadro da vida é uma tarefa particular, por favor, não permita que tentem pintar os seus próprios quadros, não confie tal tarefa a ninguém; só você pode fazer isto melhor, afina, é possível ver claramente que os invasivos possuem muita escuridão... logo, os quadros alheios poderão ficar iguais aos deles: sombreados e escuros demais.
  44. 44. 43 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Ninguém pode bater as “Asas da Borboleta” para ninguém (Efeito Borboleta, Teoria do Caos). Cada um tem que fazê-lo por si só. Já que cada pessoa é responsável pelos próprios efeitos, bons ou ruins, do “bater das asas”. Na tentativa de consertar as coisas alheias corre-se o risco de bagunça-las ainda mais... Por isso cada um deve cuidar de sua própria vida, sem ser invasivo na de ninguém, da mesma maneira que fazem as invasivas Mariposas que invadem as casas de outrem. A vida de todos não é simples, portanto jamais se deve acreditar que eu ou você podemos ser os melhores pintores para as complexas vidas alheias... fazendo delas cobaias para ver se é possível melhorar as nossas próprias vidas com os acertos ou até mesmo os erros dos outros. Mariposa Cinzenta, não tente pintar a vida das outras pessoas quando não lhe deram asas para isto. Porque nem tudo é tão fácil como parece, por isso, no possível tufão ou caos que você pode acabar ocasionando, corre o risco de perder as asas antes de fugir deles. A tarefa de colorir o quadro da vida é de cada um, afinal, o quadro da MINHA vida é: MEU! E o quadro da SUA vida é: SEU! Não tente pintar o meu, pelo motivo de que não confio em você nem para palpites. Pois o que é colorido para você é escuro e cinzento demais para meu gosto. Cai fora Mariposa!, não bata asas no quadro da vida de ninguém, porquanto, por Deus, cada um é livre o bastante para isso!
  45. 45. 44 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Feche a porta do casulo para o tipo pernilongo ou abelha... proteja-se sem atacar a dona Babosa Não abra a porta da sua casa e da sua vida para a contenda. É de fato melhor sair de perto do iracundo, visto que ele possui a Síndrome do Pernilongo, a ignorância de uma abelha ou os espinhos da Aloe Vera, a dona BaRbosa. Sabe-se que o pernilongo é um inconveniente que quer estar constantemente por perto ao passo que você quer ficar todo o tempo longe dele. O pernilongo quando ferroa sua vítima, suga-a e, não satisfeito nunca, ele quer sempre continuar por perto para tentar importuná-la outra vez; coisa de bicho do mal. Ele é oportunista e chato. Necessita ficar por perto porque em breve tentará dar outro voo maligno e rasante contra seu já vitimado. Isto parece comportamento de alguém que conhece? E aquela outra pessoa que você também talvez já tenha visto... que escolhe ser “doce mel” para uns, mas com outros... lhe restam o risco do ferrão. Se parece com abelha! Pois, ora “faz doce”... noutra ferroa. Quem mais corre risco de ser prejudicado: A pessoa do “tipo abelha” ou a pessoa ferroada? Pouca gente morre de ferroada, mas toda abelha ou zangão morre quando ferroa. E a dona Aloe Vera? que vive relações espinhosas causadas por ela mesma, cujo prazer é diariamente soltar as vespas e
  46. 46. 45 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos os marimbondos, aquela que não perde uma oportunidade, no momento, de se passar de vítima; sendo melosa para sair de forma escorregadia das situações que ela própria criou. Ela faz isso para dizer que é boa por dentro, mesmo parecendo cascuda e espinhosa; isso mexe com a cuca de muita gente. Alô! dona "Vera", irmã babosa, que tal parar com essa mania?! Se relacione à vera com as pessoas; de forma boa e completa, sem maldades e manipulação. Enfim, dona Babosa, dê exemplo aos pernilongos e às abelhas! E ajude a curar as inflamações da rivalidade e da ira, ao invés de inflamar ainda mais o ambiente com seu comportamento antibíblico. A amargura é a armadura de um iracundo; que a arma seja amar.
  47. 47. 46 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O “cristão” coruja e o Cristão Louva-Deus Antes o cristão do tipo coruja pudesse olhar verticalmente, assim, ao fazer isso, os seus olhos se voltariam para dentro dele mesmo. Entretanto, ele só consegue enxergar horizontalmente, o que o faz tomar conta de tudo em seu redor. Mas não se engane, pois a corja coruja não faz o tipo atalaia nem auditor da igreja, no entanto, na calada da noite quer, por conta própria, assuntar a vida particular de todos... somente para fofocar e criar intrigas, difamações e divisões na igreja; não agrega em nada no Jardim da Igreja. Isso quando não é contratado pelo jardineiro infiel que está infiltrado no jardim para fazer o trabalho sujo de contrainformação acerca da vida do Jardineiro Fiel ou do Cristão Louva-Deus, o que vive de mãos levantadas aos céus e de joelhos dobrados... O tipo coruja faz tal coisa só para tentar pegar algum erro deles. O absurdo é que além de o corujão não se converter de verdade ao cristianismo, vive de tentar prejudicar a imagem dos que louvam a Deus com as atitudes dignas dos nobres adoradores. Tenho olhos de coruja para descobrir os defeitos alheios, mas, de cobra-cega para os próprios. — a Difamação Ainda bem que o cristão louva-Deus não fica com grilo bobo na cabeça; ele não é grilado com o tipo coruja que
  48. 48. 47 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos vive de espreitar a vida alheia, porque não existe nada oculto em sua vida. Enfim, o Cristão Louva-Deus, sempre se saiu bem contra as lacraias e os lagartos também, então com certeza, não terá problema em lidar com a corja coruja.
  49. 49. 48 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O “bicho grilo” na igreja Crentes roots na igreja? Só sei que não tem nada a ver com uma reunião de Rutes. Antes de ir ao assunto central, se você ainda não sabe, a expressão “bicho grilo” é utilizada para referenciar pessoas de modos de vida zen, naturalista e hippie. Esses “modelos” de vida estão relacionados às filosofias liberais que não possuem associação alguma com o modo tradicional e conservador bíblico de se viver. É um fato que nuances disso já se vê no meio evangélico jovem... e adulto também. Afinal o que não falta hoje em dia é gente na igreja querendo ser “descolada”. “Levitas” pops norte-americanos que aderiram ao estilo zen gospel têm influenciado jovens no mundo inteiro. Sem deixar de falar do “bicho grilo” “cristão” que não sai de casa sem uma consulta ao App do zodíaco em seu smartphone ou tablet. Que Deus tenha misericórdia das Rutes ruts. Infelizmente, existem livros zens voltados aos cristãos, o que demonstra que o assunto abordado aqui não é uma narrativa alegórica que deseja sugerir uma questão cristã sem fundamento algum. Os “bichos grilos” são bem-vindos ao Jardim do Senhor para que possam ser moldados pelos cristãos, em nome de Jesus, e não o contrário... os cristãos moldados por eles. Pois isso não faria sentido. Tenho uma filha de 11 anos, a qual sempre a ensinei o seguinte: ´´Se não conseguir impactar outrem com a verdade que você vive, jamais seja dissuadida e aculturada pelo contrário”. Essa é uma lição simples, que até as crianças compreendem, então por que adolescentes e até mesmo adultos não conseguem entendê-la?
  50. 50. 49 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos E não irei muito longe... atualmente, na família existe uma pessoa de alcunha cristã que pôs na parede da casa dela o símbolo da deusa Fortuna (Gad). Aquele símbolo está bem diante da mesa da cozinha. Ela fez tal coisa com o intuito de atrair a prosperidade para a casa, segundo ela. Essa atitude idólatra e de infidelidade a Deus, segundo a Bíblia, é abominável, conforme narra isto em Isaías 65:11: Mas a vós, os que vos apartais do Senhor, os que vos esqueceis do meu santo monte, os que preparais uma mesa para a Fortuna, e que misturais a bebida para o Destino. O de hábito romano não consegue viver o modo cristão, por que viveria eu ou você o dele? (Atos16:20-22)... Ainda não consegui influenciar biblicamente a referida pessoa a despeito disso, todavia também não fui influenciado por ela. Lembra-se do ditado que falei para a minha filha? A propósito é um ditado, não um mantra zen, pois cristão não vive de mantra, e sim de preceitos com base bíblica, como este manto aqui: ´´Porque, como a terra produz os seus renovos, e como o jardim faz brotar o que nele se semeia, assim o Senhor Deus fará brotar a justiça e o louvor para todas as nações” (Isaías 61:11). E quando a justiça do Senhor brotar, imagino que o “bicho grilo” e a deusa Fortuna não terão muita Sorte no “Destino”. Quando isso acontecer, não adiantará os direitos humanos da fauna da igreja tentar ajuda-los, a turma dos que não fazem nada para melhorar o Jardim de Deus, mas quando alguém o faz, corre para tentar atrapalhar... até mesmo Deus! (como se isso fosse possível). Se puder... tente influenciar o jardim de sua igreja ou de sua casa você também... e se lembre disto: Se não conseguir, nunca mude você com o modo “bicho grilo” de algumas pessoas viverem. Enquanto isso... Há esperança para o “bicho grilo” se transformar numa linda Esperança no Jardim de Deus.
  51. 51. 50 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Um recado às mulheres: cuidado com o homem Bem-te-vi Beija-flor, cuidado com o homem Bem-te-vi cantador disfarçado de encantador. Ele é bom de canto mas não de encanto. O mal do passarinho ruim no ninho da igreja é pensar que vai ficar fazendo bobagem e as pessoas irão olha-lo sem fazer nada para impedi-lo, pois ele não acredita que gente inofensiva e inocente pode ser prudente (Mateus 10:16). O malandro é amarelinho, se parece com o Beija-flor amarelo, se parece… Se parece com crente, mas na verdade é um predador carniceiro! Pesquise você mesmo sobre do que se alimenta o Bem-te-vi. Ele é insetívoro, só se alimenta do que não presta. Por vezes, nem se parece com crente, faz o tipo topete de Neymar – como se fosse bonito –, peito de pombo marombeiro, ele é um camarada elegante, contudo, repito, é um predador carniceiro! Você não é ... Beija-flor, não dê asas ao tipo Bem-te-vi. O homem Bem-te-vi é pura aparência, ele é romântico: Há no nome: Bem-te-vi, ele “canta” bem, ou seja, é um bom de lábia... Só que é “um mala”! Pois se conseguir o que quer, no momento oportuno ele “cantará de galo” no seu jardim... e em pouco tempo a engaiolará numa tremenda fria. Mulher... Fique em alerta, o homem Bem-te-vi é só aparência! Ele é bonito e bom de "cantada", contudo pode não a encantar e ainda a contaminar.
  52. 52. 51 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Tenha discernimento para quando um Bem-te-vi aparecer, você possa se livrar dele, SEM PENA e dó do aparente bom bichinho, dizendo: “Sai fora porque Bem-mal-te-vi! Não irei ‘comer mosca’ com você, seu malandro!, pois não sou rã nem sapo!”. Ademais, “moro é no Jardim de Deus... não na sua horta! Você é um tremendo ‘pepino’ para a vida de alguém. Enfim, não sou pro teu bico! ”.
  53. 53. 52 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Se “tá tu” um tatu, saia do buraco do mundo Ao que porventura nasceu no Jardim de Deus, mas se transformou num Tatu Bola e saiu rolando até o bosque do mundo suburbano em relação ao centro do Jardim do Senhor, o jardim que não permite tocas nem tocaias... É hora de voltar! O Senhor Jesus está esperando-o, filho pródigo (Lucas 15:11- 32). É tempo de nascer novamente em Cristo, esse jardim é um belo lugar para enterrar de vez a memória do pecado e das agruras dos buracos ocasionados pela dona Vida. Você não é do tipo Demas – o que abandona a fé –, e sim o demais com Deus! Fica firme (2 Timóteo 4:10). Volte! Pergunta: O que sente um peixe de volta ao aquário? ― O mesmo alívio que um cristão outrora desgarrado agora sente ao voltar às Águas do Espírito de Deus. No Jardim das Aflições, existente no mundo pantanoso (que apesar de ocasionalmente se mostrar "coloridinho" demais e cheio de flores que não se cheiram, mas cujas aparências são “boas”), só há fome, falta de paz e de esperança. Nele, ainda, existem: intriga, competitividade entre porcos-espinhos, drogas, luxúria, fralde e idolatria à Flor de Lótus, ou seja, bolotas lançadas dos porcos, aquelas que adubam as vidas dos pecadores pródigos (Lucas 15:16). Lá, no Jardim das Aflições, é lugar somente para gatunos, lobos e porcos que foram expulsos do Jardim de Deus, e também
  54. 54. 53 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos para a flor que vive de aparência, e por causa disso é enraizada superficialmente e embebida em água imunda no poço de Lótus. É por causa desse tipo de lugar que as famílias Garça e Garcia sempre esticam as pernas ou batem asas em revoada em busca de um ambiente melhor, bem longe... pois não aguentam mais viver num ambiente feio que não foi feito para elas. Guido, caído para sempre não é a maneira correta de se viver... nem de morrer. ❝ Porque vos envergonhareis pelos carvalhos que cobiçastes, e sereis confundidos pelos jardins que escolhestes. Porque sereis como o carvalho, ao qual caem as folhas, e como o jardim que não tem água. Isaías 1:29,30 Enquanto isso... mesmo com sua imperfeição em forma de folhas secas e bichos espinhosos, o Jardim da Igreja ainda é o melhor lugar para todos! e não só para a dona Flor Alva como a neve e para o senhor Cristiano Flores, o exemplo vivo de servo de Cristo, esposo da doce cristã, a dona Cristiana Linda Laranjeira. Pois há muita gente boa lá agradando ao Senhor e fazendo com que ainda haja belíssima paisagem no jardim dEle; eles também são os irmãos e irmãs de Sardes (Apocalipse 3:4) e de Filadélfia (Apocalipse 3:7-10).
  55. 55. 54 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Mesmo uns grandes de Sardes tendo nomes de árvores vivas, eles estão secos e mortos. Todavia, ainda há umas pequeninas e humildes flores de gentes lindas, elas são pessoas que não se contaminaram nem foram corroídas por saúvas obras obscuras, advindas do Jardim das Aflições. Por isso que andarão com o Senhor, por serem dignas, porquanto não se mancharam (Apocalipse 3:1-4). A igreja, mesmo com todos os problemas existentes atualmente, ainda é o lugar ideal para se lavar com o hissopo do sangue de Cristo que purifica e com a Água do Espírito, que desinfeta o homem pecador, limpando-o de verdade. Há bastante gente lá no jardim que sabe disso e que não perdeu a essência da Rosa de Saron; a Rosa que aponta para o céu, guiando todos do jardim da igreja para o Jardim Celestial (Salmo 51:7). Então, volte! É tempo de voltar... desenrole a sua vida... rolando-se outra vez até as mãos de Deus. E dessa forma, esteja seguro outra vez, isto é, livre dos predadores do bosque do mundo lá fora, o campo que não traz esperança nem segurança. Afinal, senhor [Bosco], o mundo é o [Bosque] das Aflições. Então volte agora para o Jardim de Deus, porque esse é o melhor lugar. Pois você não nasceu para viver em buraco nem em ambiente que campeia impurezas.
  56. 56. 55 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Ao que percebeu que o caminho que está não é o correto, então vá logo para a pista certa! que fica na "direção oposta" do abismo e da multidão dos “porcos”. – Marcos 5:13 ❝ Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. – 1 Pedro 1:23 Se não há condição de caminhar, então corra! Mas jamais pare de percorrer a estrada que Cristo trilhou para você ir até Ele.
  57. 57. 56 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Um peixe Cristão e as “barbatanas” Um peixe cristão de verdade vive tão entrelaçado psicológica e espiritualmente a Deus e na dependência dEle, que não precisa de “barbatanas” para seguir no mar da vida... pois entende bem que só há uma direção >>>. Então, qual seria a função das barbatanas numa vida assim?, quando se é possível viajar na onda de Deus. A própria ciência confirma isso por meio da Lei do Uso e Desuso. Segundo ela, só existe no corpo humano órgão ou membro cuja utilidade ainda se faz necessária. Isso só chancela que um peixe cristão o qual ainda possui barbatanas peitorais é porque ele as usa para lhe dar opção de manobra no rumo da vida com Deus. Ou seja, ele ainda é inseguro na orientação da vida cristã. E, sendo assim, podendo recuar ou retornar a qualquer momento por si mesmo. Ou, além disso, ele também não teve coragem de viver na dependência de Jesus, porquanto a barbatana dorsal significa isso, ela garante estabilidade (confiança em si próprio) e mobilidade independente. Quem se diz de Cristo, jamais deve viver uma vida autônoma; é preciso ser dependente dEle. Sejamos sinceros diante de Deus, é verdade (ou não) que a maioria dos cristãos não possui coragem para viver sem “barbatanas”? Isto é, vivendo somente na direção, dependência e insegurança (em todos os sentidos) da vida cristã; pelo amor de Deus, é fato bíblico que aqueles que não eram perseguidos por causa de Deus ou da mensagem de Jesus Cristo é porque faziam parte do time dos que perseguiam, e isso não é diferente na atualidade. A
  58. 58. 57 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos necessidade e a perseguição são motivos para muitos abandonarem a plena dependência de Deus. Viver uma vida guiada pelos passos de Jesus Cristo é o maior investimento que se pode fazer. E "morrer" ou de fato morrer em nome da obra missionária dEle, é o maior lucro! – Filipenses 1:21 Sei que esse tipo de teologia contradiz a “Teologia” da Prosperidade, a que prega a vida cristã em mil maravilhas. Todavia, é a teologia paulina que vemos na Bíblia e, a joaninha que observamos nela, sem falar da teologia de João Batista e do próprio Senhor Jesus Cristo. Mesmo assim, pelo que se nota é que esta sim é uma mensagem sincronizada com a original, uns gostando ou não dela. Porque: Quer uma pessoa aceite a verdade ou não, a verdade simplesmente não muda para agradar ninguém, pois é sempre inexorável no tempo. Continuando... E se o anticristo viesse nos dias atuais, e ao invés de impor uma marca no corpo das pessoas, ele exigisse que ninguém tirasse suas barbatanas, pois tal coisa identificaria quem verdadeiramente é de Cristo ou não... Quantos teriam coragem de ao menos na última chance removerem suas próprias barbatanas? como que cada um dissesse: “Eu sigo o mar de Deus pelas Águas do Espirito Santo... Na onda de Jesus! Barbatanas jamais! Essa coisa de “barbatanas” é para Barrabás e seus seguidores, os que trocam Jesus por qualquer coisa”. Diante disso, fica a conclusão para o próprio leitor após sua reflexão. Conclua e responda a si mesmo acerca disso: As “barbatanas” na vida cristã valem a pena? Enquanto isso... Deixa-me surfar na onda de Cristo... Ou voar até Ele!, pois posso não ter barbatanas, no entanto tenho asas para não morrer num mar de tubarões.
  59. 59. 58 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Senhor ou senhora fish, viver sem “barbatanas”, isto é, estabilidade, não significará seu finish.
  60. 60. 59 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O peixe Cristão tem asas para não ser fisgado pela boca E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei: O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram? E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem. – Mateus 15:10-12, 15-20 O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai dela, isso é o que contamina o homem (Mateus 15:11). Amo esta mensagem! Quando estou numa feijoada em família, ela me faz lembrar que não preciso de me preocupar com o bacon no feijão, mas, com as besteiras de qualquer tipo que porventura possa eu falar. E ainda...
  61. 61. 60 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Quando estou num churrasco entre irmãos da fé, essa palavra me faz pensar que não posso me balizar em vãs filosofias humanas, todavia tão somente na filosofia Bíblica; logo, a gordura do churrasco passa a me preocupar menos. O bom peixe cristão com tanta segurança e liberdade que possui, por causa das suas asas, só uma coisa pode o matar: Sua própria boca! Pois nem um surreal tubarão com pernas poderia mata-lo. O “peixe” que não toma cuidado com o que fala, morre pela boca. Porque sua liberdade adquirida pelas asas que o evangelho de Cristo o presenteou não o permite falar sobre certas coisas... erradas!, que estão narradas em Mateus 15:17-19, nem amaldiçoar pessoas. “Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas” (Filipenses 4:8).
  62. 62. 61 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O “cristão” sapo Está sempre se escorando em alguém que dá fruto na igreja, ele não entende que faz parte do corpo e de que precisa cooperar de alguma forma também. Faça algo, e terá sua própria experiência; faça nada, e será alvo da experiência alheia.
  63. 63. 62 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Os animais “rasteiros” infiltrados no Jardim de Deus Infelizmente, desde o Éden os seres de interesses capciosos se infiltram no Jardim de Deus. No princípio foi o diabo, e atualmente são os diabos de gentes também. Eles são indivíduos com comportamentos de venenosas víboras que se utilizam de suas línguas para a difamação, e de seus venenos para “matar” espiritualmente cada vítima... Com certeza fazem essas coisas induzidas pela primeira serpente, a sorrateira-mor. Mas ela pode até ferir nosso calcanhar... Só que esmagaremos a cabeça dela! Isso é promessa de Deus!!! (Gênesis 3:15). No Jardim de Deus há árvores de frutos bons e árvores de frutos ruins. No jardim existem animais bons e animais ruins; maçã e serpente... Não foi assim no Éden? (Gênesis 3:3). Sendo assim, senhor Noé, chegou a hora de soltar esses bichos e lançar fora essas frutas podres, pois eles estão sujando tudo dentro da nau; por uma igreja limpa. Livra-me, Senhor, dos maus; protege-me dos violentos, que no coração tramam planos perversos e estão sempre provocando guerra. Afiam a língua como a da serpente; veneno de víbora está em seus lábios. – Salmo 140:1
  64. 64. 63 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos O “cristão” tamanduá que “dá bandeira” demais Você já sabe que a expressão “dar bandeira” tem o significado de alertar alguns tipos de pessoas que possuem “grandes línguas” sobre suas gafes, quando essas dizem algo inadequado que diminuem os outros e os expõem ao ridículo... os outros e elas. Pessoas assim têm “Dislalia” Comportamental por possuírem palavras diferentes ou extras na boca, que jamais poderiam ser pronunciadas, ou que os fazem falar demais. Que o tamanho da bandeira do Tamanduá Bandeira seja tão grande quanto a bandeira do evangelho, a que abraça as pessoas com a mensagem salvadora da cruz de Cristo; que jamais seja a bandeira dos difamadores, os que falam mal das vidas alheias. Porque fazer isso é coisa para gente desocupada, sem o mais do que fazer (2 Tessalonicenses 3:11); como está escrito: Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia. – 2 Tessalonicenses 3:11 O que guarda a sua boca e a sua língua, guarda a sua alma das angústias. – Provérbios 21:23
  65. 65. 64 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Cuidado com o metido a pavão Jesus disse: "Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens. Eles fazem seus filactérios bem largos e as franjas de suas vestes bem longas – Mateus 23:5 Ave que gasta tempo e energia dando voltas desnecessárias em torno de si mesma, por causa de seu egocentrismo, narcisismo e vaidade... fica neurótica e jamais voará ao lugar alto... na morada do Altíssimo. É com tristeza que se faz aqui a narrativa dos problemas existentes no Jardim de Deus. E não são questões contemporâneas, a Bíblia confirma tudo isso descrito neste capítulo, e nos outros; os problemas são tão antigos que os profetas viviam a maior parte do tempo exortando o povo de Deus. O próprio Jesus Cristo também fez isso, e está registrado assim: “Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram” (Mateus 23:37b). E não são somente os inexperientes franguinhos que dão problemas, mas o velho “cristão” metido a pavão grego não fica de fora. Por causa da vaidade dele, e não necessariamente em sua aparência, no entanto em sua prepotência... é que acaba se espelhando em vãs filosofias e sincretismos. Pois estuda tanto as coisas seculares e as que orbitam as religiões, tudo sem a devida direção do Espírito de Deus, que termina se envolvendo nalguma. Vaidade é tudo o que ele possui, portanto só a tem como única coisa para mostrar.
  66. 66. 65 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Aos olhos de Deus, a vaidade é igual a uma flor murcha; à vista disso, ela não O encanta. – Isaías 28:1 O metido a pavão acha-se a ave mais bonita do Jardim de Deus, e olha que convence algumas belas beija-flores disso – não sei como. Talvez porquanto se enfeitam tanto e acabam escondendo debaixo das suas plumagens de grifes o quão feios são os seus corações e descoloridas as suas almas. Esse tipo, o pavão grego infiltrado na igreja, carrega um peso tão grande por causa da sua vaidade intelectual orgânica, e das plumagens que o bosque do shopping do mundo lá fora lhe oferece como modismo... que o prejudicam de voar. Esse tipo não voa! Indivíduos assim não voam e, com isso, não experimentam dos “alimentos” saborosos de Deus: dos mais puros, altos e sadios. O peso que carregam os faz se alimentarem das coisas mais desprezíveis e rasteiras. Estão tão cegos, igualmente besouros batendo as cabeças em paredes, por causa das “belas” plumagens que tapam as suas vistas. O pavão costuma representar aquela pessoa que acabou de chegar à igreja, mas ainda está cheia dos hábitos do mundo do Egito. É preciso atenção com ela, pois tem o hábito de mais converter o ambiente aos seus gostos do que ser convertida. Não fosse o “banho de loja” e a falsa intelectualidade, as pessoas viriam além das aparências dos pavões... Elas avistariam o que esses personagens são de verdade, por dentro: um obscuro Urubu. Ou quem sabe se fosse um réptil, não veriam um camaleão? Enfim, o santo povão de Deus que der atenção ao tipo pavão, ficará depenado de alguma maneira: ou na santidade, ou no bolso, ou na paciência, ou...
  67. 67. 66 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Passarinho de Deus… Se o “pombinho” da igreja não o ajudar, será o corvo mesmo Passarinho de Deus… Se o grande pavão da igreja ou o iracundo “pombinho da paz” não o ajudarem, o Senhor enviará um ímpio-corvo mesmo, Ele fará isso para o ajudar em todas as suas necessidades. Deus fez isso antes com Elias, logo, pode fazer outra vez com você. O importante é que alguém tem de ajudá-lo. Ainda que seja aquele corvo, da mesma maneira que o Senhor fez com Elias naquele deserto. Não importa da mesa de quem o corvo tirará aquele maravilhoso bife para alimentá-lo. Em tempos difíceis, Jeová sempre manda alguém para nos alimentar. Mesmo que seja aquele indivíduo improvável, o corvo (1Reis 17:4-6). Ou seja, se não for o levita nem o sacerdote a ajudarem-no, será o samaritano mesmo; o samaritano bom (Lucas 10:25-37). Imagina aquele homem necessitado, da parábola do Bom Samaritano, se na condição que ele estava... Ora se iria ficar esperando mais um pouquinho sequer por outro levita ou sacerdote passar e correr os riscos de: Não ser ajudado por seus pares e dispensar a preciosa ajuda daquele samaritano enviado pelo Senhor (Lucas 10:25-37). Deus sempre mandará alguém em auxílio de quem é Seu. Foi assim com Jeremias; conforme narra a história nos versículos de números 6 ao 10 do capítulo 38. O Senhor realmente cuida da fauna e da flora no Seu jardim:
  68. 68. 67 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo (Mateus 6:26-34). No Jardim de Deus nem tudo é doce framboesa, pois nele também há uvas amargas. Porém, ambas alimentam. Igualmente é a palavra de Deus, a Bíblia.
  69. 69. 68 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Uma coisa tanto os pássaros ruins quanto os bons fazem certo... E alguns pais precisam aprender: Os pássaros, quer sejam os considerados bons ou maus, ambos, fazem uma coisa certa... É algo natural, instintivo, que não muda em nenhuma ave, a propósito em quase todos os animais... Eles não se preocupam com os seus ninhos ou suas tocas vazias, porque entendem perfeitamente que os seus filhotes foram criados por Deus para serem livres e terem suas vidas independentes. Uma mamãe passarinho, que segue a ordem natural das coisas, não se preocupa quando seu filhotinho começa a criar asas e, logo, aparece uma passarinha para que formem – muitas das vezes bem longe – suas próprias famílias. Os filhos têm o direito de terem seus próprios ninhos, inclusive, em outra região ou continente. A migração ou emigração faz parte da natureza do homem, ou melhor, dos passarinhos que nasceram para ser livres em todos os ambientes: rurais, urbanos... e familiares! Os belos seres do Jardim de Deus não podem ter a Síndrome do Ninho Vazio! Este contexto é comum à luz da psicologia secular, todavia, a psicologia bíblica já trata desse assunto a tempos, veja o que a
  70. 70. 69 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos palavra de Deus diz: Deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne (Efésios 5:31). Com isso depreende-se que o casal de passarinhos filhotes não pode deixar passarinho papai e passarinha mamãe viverem entre eles. Eles devem entender naturalmente o diz Efésias 5:31.
  71. 71. 70 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos A Parábola da: Dadá, da Dá e da Dá... as parentes distantes mas de certa forma próximas do pássaro Quero-quero “A sanguessuga tem duas filhas: Dá e Dá. Estas três coisas nunca se fartam; e com a quarta, nunca dizem: Basta!” – Provérbios 30:15 “Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.” – Atos 20:35b A Dadá é mãe de duas filhas: da Dá e da Dá. Elas três nunca se fartam e jamais dizem "basta!" (Provérbios 30:15). Qualquer uma delas não DÁ nada a alguém... Porque só sabem pedir! Não DÁ a mão estendida para oferecer, pois só se for para recolher algo; não DÁ Bíblia aos novos convertidos; não DÁ ajuda para os pobres nem cesta básica para os órfãos e as viúvas... Afinal de contas, não DÁ nada ao "seu ninguém"... E dizem somente: Quero-quero. E o tipo Quero-quero e Dá-me, Dá- me... existem aos montes, e não somente são de igrejas neopentecostais seguidoras da “teologia” progressista da Tiago 1:27 A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades...
  72. 72. 71 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos prosperidade. Eles também estão nas igrejas pentecostais e tradicionais... se comportando iguais aos Íbis egípcios. Moral da história: Há gente que nunca DÁ nada para alguém, porque nasceu para ganhar; ela só quer viver igualmente uma sanguessuga (Provérbios 30:15). Ah... Isso também vale para as igrejas que não seguem Mateus 10:8. SOMOS CONTRA BAZAR NA IGREJA! Afinal de contas: Não se vende o que se ganha... Não se vende o que é para dar... Vender o que é para ser distribuído, é estopô e pode indignar Jesus Cristo. – Mateus 10:8; João 2:14-16 Mateus 10:8 Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.
  73. 73. 72 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Os Cristãos e os Malandros no jardim da igreja: os franguinhos e os ratos “ciscando” juntos no mesmo terreno Disse Jesus: “Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram.” – Mateus 23:37b O diabo não precisa de pessoas cem por cento más, pois para ele basta que sejam híbridas. Não preciso nem explicar aos espirituais que o sentido denotativo do gerúndio ciscando adicionado ao título deste texto e o verbo que ele representa, ciscar, não cabem aos ratos, afinal de contas, só quem não entende as mensagens figuradas das parábolas são os que não estão ligados nas mensagens proféticas e educativas da parte de Jesus (João 10:1-6). Então irei direto ao assunto a quem entende de parábolas... A igreja é para ser um local de adoradores sãos, e não um lugar de roedores maus, os roedores infiltrados na igreja e que corroem o evangelho e os bons costumes (Judas 1:4). Judas 1:4 Pois uns homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor.
  74. 74. 73 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Infelizmente, algumas igrejas se tornaram em hospitais de doentes vítimas de uma epidemia de leptospirose espiritual, pois as aves do Senhor que foram criadas para ser livres e somente domesticadas pelos dons do Espírito Santo, para obter por meio dEle a proteção de Deus, muitas das vezes elas preferem conviver granjeadas em lugares baixos com os "ratos"; eles que formam: a pior escória em nosso meio. E o pior ainda... Franguinhos cristãos “ciscando” juntos aos ratos, correndo o risco da contaminação, visto que eles convivem no Modus Permixtum – do Latim que quer dizer: modo completamente misturado. E neste caso, o puro com o profano... deixando se aculturar pela imundícia. "Os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más" (João 3:19). Resumindo até aqui: há gente que saiu de debaixo da asa protetora de Jesus Cristo para cair dentro na boca roedora dos ratos, os endemoniados mundanos. Quem toca no "morto" fica imundo; jamais um cristão de verdade deve se misturar com o mundo (Ageu 2:13). Diga não! ao Hibridismo Comportamental. Abstende-vos de toda a aparência do mal. – 1 Tessalonicenses 5:22 Apartai-vos de mim, malfeitores, pois guardarei os mandamentos do meu Deus. – Salmo 119:115 ― Parece estranho ratos no quintal da igreja?! Verdade. Mesmo os rastos dos ratos sendo pequenos, óó... é possível vê-los. Mas é verdade também que desde os tempos antigos essa estirpe maligna está infiltrada no meio do povo de Deus, para: profanar, contaminar, envenenar e roer corações e corroer almas, a ponto de mata-las literalmente ou espiritualmente.
  75. 75. 74 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos Balaão, Nicolau e Judas Iscariotes foram somente alguns desses obstinados roedores que são desqualificados na Bíblia. Desculpe-me a turma dos Direitos Humanos Gospel, mas se existe uma só pessoa que não tem pena dos malandros gospels, este indivíduo único sou eu. E os malandros mais conhecidos são: os Cams, Geazis, Lós, Esaús, Sauls, [H]ananias, Balaamitas, Iscariotes e Nicolaus; estes são do grupo dos que sabem o certo, todavia escolhem a via do errado. Um “rato” que se infiltra na igreja não está lá para se alimentar, mas para contaminar o alimento de todos que lá estão criando musculatura espiritual, da parte de Deus; uns homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram- se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor (Judas 1:4). Infelizmente, esta estirpe é uma peste histórica e ela ainda existe ainda hoje em nosso meio se disfarçando de bons “pintinhos” no quintal da igreja. É preciso de todo o cuidado com ela, pois normalmente é dissimulada. A jactância impostora no quintal da igreja... Uma farsa de que precisa parar! Os “ratos” aqui representam a escória de pretensos cristãos (Judas 1:4). Só pretensos! Pois de fato não o são. E não seriam os “franguinhos” que “ciscam” no quintal da igreja juntamente com os “ratos”, também uns pretensos cristãos? Há “franguinhos” banalizando o fato de se relacionarem com “ratos”, porquanto isso já virou um entrosamento normal para eles. Gostam bastante, não querem nem a ajuda de Deus para se separarem dessa situação (Mateus 23:37). É mais fácil se manterem contaminados do que buscarem a purificação interna sem espúria. Isso é o mesmo que uma pessoa doente não querer remédio. É verdade que muitas das vezes o remédio é amargo, mas é melhor do que um veneno doce. O povo de Jerusalém está além Jesus. – Mateus 23:37
  76. 76. 75 A IGREJA E O JARDIM DE DEUS: têm flores, frutos e espinhos As pessoas assim também podem ser comparadas aos cegos que não querem ver a luz. ― Por que isso, loucura... ― não? “Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (João 3:20-21). Não dá para entender uns "doentes" que não conseguem ingerir um único versículo bíblico encapsulado como remédio do Todo-Poderoso para seu problema da alma ou do comportamento. Ainda é incompreensível que se "alimentem" com contaminados rasteiros – os ratos a postos e plantonistas do mal. Isso é o mesmo que trocar o bem pelo mal ou trocar remédio por veneno. Tomar remédio passageiro como paliativo não é a solução. É preciso sair definitivamente do foco de contaminação. Se não se fica remediando e adoecendo novamente, adoecendo e remediando continuamente... Até acontecer de o Remédio, Jesus Cristo, da fábrica do céu, não fazer mais efeito, infelizmente; e o doente ou contaminado não ser mais curado até sua "morte" ou morte... Não por ineficácia do Remédio, mas por culpa do próprio doente em banalizar sua chaga, seu mal; seu pecado não entregue ao que pode sarar todas as feridas, o Médico dos médicos – a única solução para todos os males. Porque é somente Ele o habilitado para interceder junto ao Pai e obter o perdão da culpa do doente- pecador. Quando o Senhor cria cortes no corpo da igreja ou membros específicos é para remover algum mal de dentro deles, talvez até um câncer da alma ou espiritual por rejeitar a palavra do Santo de Israel (Isaías 5:24). Ele faz isso e Ele mesmo sara. Tudo para resolver doenças ocultas. O Senhor não é sádico; ele não tem prazer em ver o sofrimento de pobres doentes. O Médico dos médicos só precisa criar a ferida para resolver um problema que não foi gerado por Ele (Oséias 6:1; Salmo 103:3). 1 João 2:2 E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.

×