Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ionic Framework - Parte 1 - Iniciando um Projeto mais Robusto

2,194 views

Published on

O Ionic Framework é uma ferramenta de desenvolvimento de aplicativos híbridos.
Baseado no Cordova, o Ionic possibilita criar aplicativos para diversas plataformas, incluindo iOS, Android, Windows Phone, etc., com um único código.
A vantagem do Ionic para com os outros é a facilidade de desenvolvimento e o desempenho do aplicativo.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

Ionic Framework - Parte 1 - Iniciando um Projeto mais Robusto

  1. 1. Ionic Framework Parte 1 Iniciando um Projeto mais Robusto
  2. 2. Instalação • Download do Node.JS http://nodejs.org/download/ • Instale o Node.JS • Abra o terminal (command line / prompt) • Em caso de estar utilizando o Windows, recomendo que faça o download do Git (terminal: Git Bash) ou utilize o Vagrant. Deixarei estas duas alternativas para outro tutorial, caso não conheçam. • > npm install -g cordova ionic bower ios-sim • Instalação do Cordova (base nativa para execução do app), Ionic e Bower.
  3. 3. Criar App • No terminal: • > ionic start myApp [blank / tabs / sidemenu] • > ionic platform add [android / ios / browser] • > bower install ngCordova (biblioteca do Cordova para AngularJS) • > ionic build [android / ios / browser] • > ionic emulate [android / ios / browser] • Possível erro na emulação do iOS: • Solução: • > cd platform/ios/cordova/ • > sudo chmod 777 emulate
  4. 4. Algumas Dicas • O Ionic Framework utiliza AngularJS, ou seja, é extremamente interessante conhecer pelo menos o básico deste Framework JS para utilizar adequadamente a ferramenta. • Sugiro não utilizar o jQuery (muito utilizado para web) pela lentidão que causa no Web App. • Fique atento à qualquer Framework de CSS que queira utilizar para, também, não causar muita lentidão. Afinal, o usuário mobile é impaciente. • Para desenvolver para iOS é necessário um Mac. • O Ionic Framework possui sua própria documentação de layout: • http://ionicframework.com/docs/components/ • http://ionicons.com • http://ionicframework.com/html5-input-types/
  5. 5. Pull to Refresh O Ionic possui uma facilidade enorme para inserir o Pull to Refresh no aplicativo. Digamos que seus criadores já pensaram na sua necessidade. Para o Front-End, logo após a abertura da tag <ion-list>, insira: <ion-refresher pulling-text=“Pull to Refresh" on-refresh=“doRefresh()"></ion-refresher> O atributo on-refresh fará a ligação com o controller do AngularJS para tratar quando o efeito é executado. Portanto, no Back-End, no controller correspondente do template em que você inseriu a tag acima, adicione, por exemplo: $scope.doRefresh = function() { $scope.playlists.unshift({title: 'Incoming todo ' + Date.now(), id: 7}); $scope.$broadcast('scroll.refreshComplete'); $scope.$apply(); }; Onde, $scope.playlists é uma lista já definida no controller, como: $scope.playlists = [ { title: 'Reggae', id: 1 }, { title: 'Chill', id: 2 }, { title: 'Dubstep', id: 3 }, { title: 'Indie', id: 4 }, { title: 'Rap', id: 5 }, { title: 'Cowbell', id: 6 } ]; OBSERVAÇÃO VALIOSA: Seguindo o tutorial desde o início e criando o app como informei no estilo de sidemenu, o aplicativo já possuirá uma função playlists de DEMO.
  6. 6. HTTPRequest Vamos continuar utilizando o exemplo anterior das listas, em que incluímos o Pull to Refresh. No Back-End, na função doRefresh, que é executada à interação do usuário, vamos executar um HTTPRequest que obterá mais itens do Server-side e alimentar nossa lista. Na declaração do controller, adicionaremos $http, feature do AngularJS responsável para a execução de GET e POST, como parâmetro para a função. .controller('PlaylistsCtrl', function($scope, $http) { … } Iniciamos a função, em seguida incluiremos o código do HTTPRequest, ou Ajax, se preferir. $scope.doRefresh = function() { // Execute um HTTPRequest informando que está sendo enviado um JSON como parâmetro // e aguardando um JSON como resposta var httpResponse = $http.post("http://www.example.com", { params: { lastId: 6, } }); // Tratamento da resposta em caso de sucesso httpResponse.success(function (data) { // para cada item, adicione-o na lista angular.forEach(data, function(item, key) { $scope.playlists.push({ title: item.text, id: item.id, }); }); }); // Em seguida, formalize as modificações para as mesmas aparecerem no front-end $scope.$broadcast('scroll.refreshComplete'); $scope.$evalAsync(); }
  7. 7. CONCLUSÃO Espero que tenham gostado dessa primeira parte. As dicas e funções Pull-to-Refresh e HTTPRequest são essenciais para qualquer projeto que contenha listas e dependência de dados externos para alimentar o aplicativo. Ou seja, praticamente a maioria. Existem outras dicas válidas que virão no futuro. Good Codes! ~ Alamo P. Saravali @alamosaravali http://fb.me/alamosaravali https://br.linkedin.com/in/alamosaravali

×