Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Economia e mercado

Economia e Mercados

  • Be the first to comment

Economia e mercado

  1. 1. LIVRO
  2. 2. O que é economia?  Economia é uma ciência que estuda os processos deprodução, distribuição, acumulação e consum o de bens materiais.  A palavra “economia” deriva da junção dos termos gregos “oikos” (casa) e “nomos” (costume, lei) resultando em “regras ou administração da casa, do lar”.
  3. 3. O que é economia?  Escassez de recursos sugere a idéia de que os recursos materiais são limitados e que não é possível produzir uma quantidade infinita de bens, tendo em conta que os desejos e as necessidades humanas são ilimitados e insaciáveis.  Partindo desse princípio, a economia observa o comportamento humano em decorrência da relação entre as necessidades dos homens e os recursos disponíveis para satisfazer essas necessidades.
  4. 4. Introdução  Os indivíduos, têm uma série de necessidades individuais que precisam ser satisfeitas;  Ex:Teoria de Maslow (Introdução à Administração);  Para satisfazer a tais necessidades, as pessoas precisam consumir bens como pão, roupas, etc. Além dos serviços que não são produzidos como educação, segurança, atendimento médico ,transportes, etc.
  5. 5. Introdução  Esses bens e serviços compõem a produção econômica que é obtida com a combinação de recursos naturais, equipamentos e trabalho. • Trabalho • Capital • Recursos naturais
  6. 6. Introdução  Podemos observar que a quantidade de fatores de produção disponível é finita, ou seja, não é suficiente para satisfazer a todas as necessidades e desejos dos homens.  Boa parte dos bens e serviços é consumida, mas há outra parte que não é, permanecendo as vezes até por séculos entre as pessoas, como por exemplo, prédios, estradas, pontes, obras de arte, etc.
  7. 7. Introdução  Na economia, os agentes devem combinar os fatores de produção da melhor forma possível, visando atender a suas necessidades e a seus desejos de consumo com o menor esforço.  Esses fatores combinados, geram o conceito de riqueza.  Os agentes que participam do processo econômico levam o nome de agentes econômicos. (consumidor, o empresário, que organiza os fatores de produção e o trabalhador).
  8. 8. Introdução  Em suma, a Economia estuda como os agentes combinam os recursos escassos para a satisfação de suas necessidades.  Com isso nasce o objeto de estudo desse livro que é a TEORIA ECONÔMICA.
  9. 9. Aspectos Demográficos do Brasil  Tudo gira em torno das pessoas. (fatores de produção).  O estudos das pessoas de uma determinada região é feita através do estudo demográfico, que estuda: • O estado da população – número, sexo, idade, estado civil, grau de escolaridade, etc; • Os fenômenos demográficos – nascimentos, casamentos, óbitos, etc;
  10. 10. Aspectos Demográficos do Brasil • Os movimentos das populações – sua tendência para crescimento, movimentos migratórios e suas conseqüências, etc; • As causas e as conseqüências dos fenômenos demográficos – através da pesquisa do processo histórico dos fatos populacionais.
  11. 11. Aspectos Demográficos do Brasil  A população de divide em duas categorias; • A população dependente – é aquela que não tem condições de oferecer força de trabalho, ou porque ainda não tem idade para trabalhar ou porque não pode. (crianças de 0 – 14 e idosos acima de 65 anos); • A população ativa ou produtiva – trabalhadores, estudantes, donas de casa, etc. ( pessoas entre 15 – 64 anos);  Dentre elas existe a população economicamente ativa - que produz bens ou serviços e se sustentam a si e a seus dependentes e os desempregados.
  12. 12. Aspectos Demográficos do Brasil  O primeiro censo demográfico do Brasil foi realizado em 1872, mais apenas em 1940 foi realizada através do FIBGE.  Fórmula de cálculo de crescimento; • (ano maior – 1) x 100 =? ano menor
  13. 13. A Economia como Ciência  O método INDUTIVO e o método DEDUTIVO: • A economia tem sido objeto de estudo e preocupação das pessoas há muito tempo, os primeiros registros de natureza econômica que se tem notícia datam da Grécia Antiga – Filósofos como Aristóteles é considerado um dos primeiros pensadores econômicos. • O método DEDUTIVO – Consiste em estabelecer uma série de hipóteses gerais e consistentes a respeito do objeto em estudo, por meio do raciocínio lógico, parte do geral para o particular.
  14. 14. A Economia como Ciência • O método INDUTIVO – Segue o caminho inverso, já que parte da observação direta de aspectos isolados da realidade, parte do particular para o geral. • Podem ser usados simultaneamente e não se excluem. Ex: Estudo sobre a sociedade que é o objeto de estudo da economia.  Econometria – Surgiu no final do século passado, onde foram introduzidas novas técnicas para a elaboração da teoria econômica como a matemática com suas estatísticas.
  15. 15. A Economia como Ciência  Economia POSITIVA e Economia Normativa: • A economia POSITIVA – Preocupa-se com a realidade “como ela é”, procurando determinar os mecanismos que levam os indivíduos a cumprir seu propósito de produzir bens e serviços para a sociedade. • A economia normativa – Tem sua preocupação voltada para “ como deveria ser” a atividade econômica, o que pode ser bastante controvertida porque o “deveria ser” pode variar de pessoa para pessoa.
  16. 16. Os Problemas de Natureza Econômica  O problema fundamental da economia: • Em razão da própria natureza do ser humano, suas necessidades se ampliam continuamente, aumentando, em conseqüência, as exigências de consumo. • Um número cada vez maior de pessoas procuram bens e serviços que atendam às suas necessidades de lazer, educação, transporte, etc. • Ex: Água - refrigerente
  17. 17. Os Problemas de Natureza Econômica • Produção de bens e serviços tem fatores limitados, escassos, pois não existem na quantidade desejável; • Ex: Área para agricultura finita, homens, máquinas e ferramentas escassas. • Conflito –Teoria Econômica • Problema fundamental da economia – a lei da escassez.
  18. 18. Os Problemas de Natureza Econômica  Quatro perguntas fundamentais: 1. O que produzir – Significa identificar as necessidades e o que irá satisfazê-las. Ex: alimentos, roupas, casas, estradas, escolas, etc. 2. Quanto produzir – Complementa a anterior e tem sua importância definida em eu é impossivel produzir em quantidades ilimitadas todos os bens necessários.
  19. 19. Os Problemas de Natureza Econômica  Quatro perguntas fundamentais: 3. Como produzir – Essa questão é técnica, ou seja, o quanto será necessário empregar os fatores de produção (trabalho, capital, recursos naturais). 4. Para quem Produzir – Essa última pergunta busca satisfazer as necessidades dos indivíduos, ela vai dizer de que forma será distribuído o produto do trabalho coletivo à sociedade.
  20. 20. Os Problemas de Natureza Economica  Curva de Possibilidades de Produção: • Sistemas de eixo cartesiano; • No eixo das abscissas (horizontal), representamos a quantidade do bem “A” que a nossa economia pode produzir. • No eixo das ordenadas (vertical), representamos a quantidade do bem “B” que a nossa economia pode produzir. • Custo de oportunidade.
  21. 21. • A linha que une os pontos P e Q é denominada curva de possibilidades, ela indica as diferentes quantidades dos dois bens que podem ser produzidos em uma economia, quando todos os recursos disponíveis são utilizados.
  22. 22. O Sistema Econômico  Definição de Sistema Econômico: • Podemos observar que o consumo de uma pessoa é composto por bens e serviços produzidos em áreas de atividade econômica diferentes daquela em que exerce seu trabalho. Ex: Um metalúrgico que produz ferro necessita de alimentos, roupas, etc. • O SISTEMA ECONÔMICO é o que permite a troca dessas forças de trabalho por um salário onde pode-se trocar bens e serviços através de um único sistema de moedas. • Pode ser definido como a reunião dos diversos elementos participantes da produção e do consumo de bens e serviços que satisfazem às necessidades da sociedade.
  23. 23. O Sistema Econômico  Definição de Sistema Econômico: • Unidades produtoras - As instituições como uma fábrica de automóveis, um banco e uma fazenda em que são organizados os fatores de produção. • Nem sempre os bens produzidos vão direto para o consumo da sociedade. • Bens e serviços de consumo – São bens e serviços que satisfazem às necessidades das pessoas quando consumidos no estado em que se encontram como alimentos, roupas, serviços médicos, etc.
  24. 24. O Sistema Econômico  Definição de Sistema Econômico: • Bens e serviços intermediários – São os bens e serviços que não atendem diretamente às necessidades das pessoas, pois precisam ser transformados para atingir sua forma definitiva. Ex: Chapas de aço, serviços de computação etc. • Bens de capital – Também não atendem diretamente às necessidades dos consumidores, mas destinam-se a aumentar a eficiência do trabalho humano no processo produtivo, como máquinas, as estradas etc.
  25. 25. O Sistema Econômico  Composição do Sistema Econômico: • No sistema econômico de uma nação, há um grande e diversificado número de unidades produtoras e são subdivididas segundo os critérios de produção a seguir: • Setor Primário – Utilizam intensamente os recursos naturais e não os transformam em produtos prontos para o consumidor final; • Setor Secundário – Indústrias que transformam os bens em produtos acabados e caracterizam-se pela intensa utilização do “capital” - maquinas, equipamentos, etc. • Setor Terciário - Os produtos não são tangíveis, embora sejam de grande importância para o sistema econômico, são prestadoras de serviços – bancos, escolas, comércio etc.
  26. 26. O Sistema Econômico  Composição do Sistema Econômico: • Uma economia em que o setor primário prevalece, quase sempre revela um baixo nível de desenvolvimento, enqua nto aquelas em que os setores secundário e terciário são preponderantes apresentam um maior grau de desenvolvimento.
  27. 27. O Sistema Econômico  Os Fluxos do Sistema Econômico: • Durante o processo de produção, as unidades produtoras remuneram os fatores de produção por ela empregados, como salários, aluguéis, juros de financiamento e distribuem lucros aos proprietários. • Isso garante a eficiência ao sistema econômico, pois permite que as pessoas por elas empregadas adquiram bens e serviços produzidos por todas as outras unidades produtoras.
  28. 28. O Sistema Econômico  Os Fluxos do Sistema Econômico: • Existem dois fluxos no sistema econômico; 1. Fluxo de produto / Fluxo real – Bens e serviços produzidos no sistema econômico; 2. Fluxo de renda / Fluxo monetário / Fluxo nominal – Formado pelo pagamento que os fatores de produção recebem durante o processo produtivo.
  29. 29. O Sistema Econômico  Os Fluxos do Sistema Econômico: • Esses dois fluxos regem a economia de uma nação, pois constituem:  Oferta – Bens e serviços produzidos;  Demanda / Procura – Montante de que as pessoas dispõem para satisfazer às suas necessidades e desejos, onde confunde- se com a despesa.  Produto = Renda = Despesa
  30. 30. O Sistema Econômico  Os Fluxos do Sistema Econômico: • Essas duas funções são as mais importantes de um sistema econômico, pois juntas elas formam o mercado.
  31. 31. O Sistema Econômico  Os ramos daTeoria Econômica: • Se subdividem em dois: • A MICROECONOMIA – Se preocupa em estudar os elementos mais simples do sistema econômico, como o consumidor e a unidade produtora. • A MACROECONOMIA – Preocupa-se em estudar o conjunto dos consumidores de uma sociedade, assim como o conjunto de empresas dessa mesma sociedade, ou seja, determinar os fatores que influenciam o nível TOTAL de renda e do produto do sistema econômico.
  32. 32. O Sistema Econômico  A Evolução do Sistema Econômico Brasileiro: • Brasil colônia – Setor Primário = Menos Desenvolvido • Ciclo do café - Autonomia Política - O mais importante ciclo na economia Brasileira – 1850 – 1930 = Inicio na estrutura do sistema econômico. • Início da Industrialização = Modernização da economia Brasileira. • Terceiro setor = Evolução do setor primário e secundário = sistema já estruturado.
  33. 33. O Sistema Econômico  A Evolução do Sistema Econômico Brasileiro: • PIL – Produto Interno Líquido = Soma dos bens e serviços expressos em valor monetário. • Fórmula do PIL: • (Valor monetário do setor) x 100 = % do PIL do País Total do PIL • Todos os setores tem que corresponder a 100% do PIL de uma nação.
  34. 34. MACROECONOMIA
  35. 35. Contabilidade Nacional  Renda e Produto: • 1 ª parte do livro – Objetivo fundamental da Macroeconomia é determinar os fatores que influenciam o nível total da renda e do produto do sistema econômico. • Mas por que os economistas se preocupam em medir a produção realizada pelo sistema econômico? • A resposta pode ser dividida em duas partes: 1. Devemos lembrar do objeto de estudo da economia – Escassez 1.1 – Eficiência do Sistema Econômico.

×