Artigo Científico: técnicas de elaboração

190,005 views

Published on

Published in: Technology, Education
35 Comments
141 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
190,005
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
28,174
Actions
Shares
0
Downloads
1,259
Comments
35
Likes
141
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Artigo Científico: técnicas de elaboração

  1. 1. Artigo Científico técnicas de elaboração VII Semana de Biblioteconomia - UFC Airtiane Rufino
  2. 2. Cronograma 1 Introdução 2 Normas ANBT para elaboração de artigos científicos 2.1 NBR 6022 2.2 NBR 6023 2.3 NBR 6024 2.4 NBR 6028 2.5 NBR 10520 2.6 NBR 14724
  3. 3. Cronograma 3 Artigos Científicos 3.1 Produção e Publicação 3.2 Meio Acadêmico
  4. 4. Por que eu devo saber fazer um artigo?
  5. 5. Obtenção de nota em disciplinas Participação em eventos Publicação em periódicos
  6. 6. O que eu devo fazer para escrever um artigo?
  7. 7. ...porém o mais importante!!!
  8. 8. Sobre o que eu vou escrever?
  9. 9. Ler
  10. 10. Ler tudo!!!
  11. 11. Iniciar redação
  12. 12. Errado
  13. 13. C E R T O
  14. 14. <ul><li>A Associação Brasileira de Normas Técnicas é o órgão responsável pela regulamentação e normalização técnica do país. </li></ul><ul><li>A ABNT atua em todos os campos, inclusive nos que competem à documentação. </li></ul><ul><li>Existem várias normas para regulamentar documentos, dentre as quais citaremos a NBR 6022, NBR 6023, NBR 6024, NBR 6028, NBR 10520 E NBR 14724. </li></ul>
  15. 15. NBR 6022 A NBR 6022 é a norma que estabelece um sistema para a apresentação dos elementos que constituem o artigo em publicação periódica científica impressa.
  16. 16. Artigo Original (relatos de experiências, pesquisas, estudo de caso) Artigo de Revisão
  17. 17. Estrutura <ul><li>Elementos Pré-textuais </li></ul><ul><li>Elementos Textuais </li></ul><ul><li>Elementos Pós-textuais </li></ul>
  18. 18. Pré -textuais Antes <ul><li>Título e subtítulo </li></ul><ul><li>Nome(s) do(s) autor(es) </li></ul><ul><li>Resumo na língua do texto </li></ul><ul><li>Palavras-chave na língua do texto </li></ul>
  19. 19. TÍTULO: subtítulo Nome do Autor1* Nome do Autor2** * Currículo e e-mail do Autor 1 ** Currículo e e-mail do Autor 2 Resumo Palavras-chave: 3 a 5.
  20. 20. Textuais <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Desenvolvimento </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul>
  21. 21. Introdução Parte inicial do artigo, onde devem constar a delimitação do assunto tratado, os objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do artigo. (ABNT, 2002, p. 4)
  22. 22. Desenvolvimento Parte principal do artigo, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto tratado. Divide-se em seções e subseções, conforme a NBR 6024, que variam em função da abordagem do tema e do método. (ABNT, 2002, p. 4)
  23. 23. Conclusão Parte final do artigo, na qual se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos e hipóteses. (ABNT, 2002, p. 4)
  24. 24. Pós -textuais Depois <ul><li>Título e subtítulo em língua estrangeira </li></ul><ul><li>Resumo em língua estrangeira </li></ul><ul><li>Palavras-chave em língua estrangeira </li></ul><ul><li>Notas explicativas </li></ul><ul><li>Referências </li></ul><ul><li>Glossário </li></ul><ul><li>Apêndice(s) </li></ul><ul><li>Anexo(s) </li></ul>
  25. 25. Os campos título e subtítulo, resumo e palavras-chave em língua estrangeira seguem as mesmas diretrizes para a língua do texto. =
  26. 26. IMPORTANTE!!! RESUMO ABSTRACT RESUMEN RÉSUMÉ ... PORTUGUÊS INGLÊS ESPANHOL FRANCÊS ...
  27. 27. Notas Explicativas A numeração das notas explicativas é feita em algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva para cada artigo. Não se inicia a numeração a cada página. (ABNT, 2002, p. 4)
  28. 28. Referências – elemento obrigatório Glossário – elemento opcional *Apêndice(s) – elemento opcional, representado por letras maiúsculas Ex: APÊNDICE A; APÊNDICE B. *Anexo(s) – elemento opcional, representado por letras maiúsculas Ex: ANEXO A; ANEXO B.
  29. 29. *Apêndice X Anexo Anexo – texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração. Apêndice – texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho.
  30. 30. NBR 6023 A NBR 6023 é a norma destina-se a orientar a preparação e compilação de referências de material utilizado para a produção de documentos e para inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros.
  31. 31. SOBRENOME, Nome (do autor). Título : subtítulo. Local: Editora, data. SOBRENOME, Nome (do autor). Título : subtítulo. Local: Editora, data. p., dimensão. (Coleção/Série, vol.). ISBN. Elementos básicos para elaboração
  32. 32. <ul><li>Um autor; </li></ul><ul><li>Três autores; </li></ul><ul><li>Mais de três autores; </li></ul><ul><li>Autor entidade; </li></ul><ul><li>Sem autor; </li></ul><ul><li>Monografia no todo; </li></ul>Casos mais comuns… <ul><li>Parte de monografia; </li></ul><ul><li>Artigo de periódico; </li></ul><ul><li>Periódico; </li></ul><ul><li>Publicação em meio eletrônico; </li></ul>
  33. 33. NBR 6024 A NBR 6024 é a norma que estabelece um sistema de numeração progressiva das seções de documentos escritos, de modo a expor numa sequência lógica o inter-relacionamento da matéria e a permitir sua localização.
  34. 34. Seções <ul><li>Primária </li></ul><ul><li>Secundária </li></ul><ul><li>Terciária </li></ul><ul><li>Quaternária </li></ul><ul><li>Quinária </li></ul>
  35. 35. Primária 1 2 3 4 5 …
  36. 36. Secundária 1.1 (um um) 1.2 (um dois) 1.3 (um três) 2.1 (dois um) 2.2 (dois dois)
  37. 37. Terciária 1.1.1 (um um um) 1.2.1 (um dois um) 2.1.1 (dois um um) 2.2.1 (dois dois um)
  38. 38. Quaternária 1.1.1.1 (um um um um) 1.2.1.2 (um dois um dois) 3.2.1.1 (três dois um um) 3.2.2.1 (três dois dois um)
  39. 39. Quinária 1.1.1.1.1 2.1.1.1.1 3.1.1.1.1
  40. 40. Exemplo 1 1.1 1.2 2 2.1.1 2.1.2 2.1.2.1 2.1.2.1.1
  41. 41. NBR 6028 A NBR 6028 é a norma que estabelece os requisitos para a redação e a apresentação de resumos.
  42. 42. Resumo “ A presentação concisa dos pontos relevantes de um documento.” (ABNT, 2003)
  43. 43. Tipos de Resumo <ul><li>Crítico </li></ul><ul><li>Indicativo </li></ul><ul><li>Informativo </li></ul>
  44. 44. Resumo Crítico “ Resumo redigido por um especialista com análise crítica de um documento. Também chamado resenha.” (ABNT, 2003)
  45. 45. Resumo Indicativo “ Indica apenas os pontos principais do documento, não apresentando dados qualitativos etc. De modo geral, não dispensa a consulta ao original.” (ABNT, 2003)
  46. 46. Resumo Informativo “ Informa ao leitor finalidade, metodologia, resultados e conclusões do documento, de tal forma que este possa, inclusive, dispensar a consulta ao original.” (ABNT, 2003)
  47. 47. Elaboração de Resumos <ul><li>Os resumos são compostos por: </li></ul><ul><li>Referência do documento original. </li></ul><ul><li>Texto conciso, ou seja, o resumo propriamente dito. </li></ul><ul><li>Palavras-chave, ou seja, palavras que representem o conteúdo do documento. </li></ul>
  48. 48. Elaboração de Resumos <ul><li>Características dos resumos: </li></ul><ul><li>Concisão </li></ul><ul><li>Objetividade </li></ul><ul><li>Verbos impessoais </li></ul><ul><li>Compreensível por si só </li></ul><ul><li>Sem citações (redundância) </li></ul>
  49. 49. Quanto ao número de palavras <ul><li>50 a 100 palavras – indicações breves </li></ul><ul><li>100 a 250 palavras – artigos científicos </li></ul><ul><li>150 a 500 palavras – trabalhos acadêmicos </li></ul><ul><li>* Os resumos críticos não estão sujeitos a limite de palavras. </li></ul>
  50. 50. NBR 10520 A NBR 10520 é a norma que especifica as características exigíveis para a apresentação de citações em documentos.
  51. 51. Tipos de Citação <ul><li>Citação de citação </li></ul><ul><li>Citação direta </li></ul><ul><li>Citação indireta </li></ul>
  52. 52. Citação de citação Segundo Silva (1996 apud SANTOS, 2001, p.) a informação é ________ _______________________________________ . * Até três linhas.
  53. 53. Citação de citação ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________. (Autor citado, 2000 apud Autor que citou, 2007, p. 153). * Mais de três linhas. A informação é
  54. 54. Citação Direta “ _______________________________________________________________________________________________”(SANTOS, 1995, p. ). * Até três linhas.
  55. 55. Citação Direta __________________________________________________________________________________________________________________________________. (SILVA, 1989, p. 25). * Mais de três linhas. A informação é
  56. 56. Citação Indireta Segundo Santos (1995)______________ ________________________________________________________________________________. * Aparece no corpo do texto, independente do número de linhas. ** Segundo; De acordo; Conforme, Assim como afirma.
  57. 57. Observações <ul><li>Id – Quando citar duas vezes o mesmo autor, seguidamente. </li></ul><ul><li>Ibidem – Quando citar duas vezes a mesma obra, seguidamente. </li></ul><ul><li>Op. cit. – Quando várias vezes a mesma obra de um autor já citado. </li></ul>
  58. 58. NBR 14724 A NBR 14724 é a norma que especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos.
  59. 59. Observações <ul><li>Equações e fórmulas – devem ser destacadas. </li></ul><ul><li>Ex.: x²+y²=z² …(1) </li></ul><ul><li>(x²+y²)/2=n …(2) </li></ul>
  60. 60. Observações <ul><li>Ilustrações (de qualquer tipo) – deve ser identificada na parte inferior, contento o título, a numeração em algarismo arábico e uma legenda explicativa – dispensando a consulta ao tetxo – e a fonte. </li></ul>
  61. 61. Exemplo Figura 1: Fluxograma de usabilidade de produtos. Fonte: wikipedia, 2009.
  62. 62. Produção e Publicação <ul><li>Encontros Científicos </li></ul><ul><li>Congressos Científicos </li></ul><ul><li>Periódicos Científicos </li></ul>
  63. 63. Por quê publicar? “ Sem publicação, a Ciência está morta!” Gerard Piel
  64. 64. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6022 : informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 5 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023 : informação e documentação: elaboração: referências. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 24 p. Referências
  65. 65. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6024 : informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 3 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6028 : informação e documentação: resumos. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. 2 p. Referências
  66. 66. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520 : informação e documentação: citação em documento. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 7 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724 : informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 6 p. Referências
  67. 67. BARROS, Aidil de Jesus Paes de; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de pesquisa : propostas metodológicas. Petrópolis: Vozes, 1990. DAY, Robert A. Como escrever e publicar um artigo científico. São Paulo: Santos, 2001. Referências
  68. 68. LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica . 3 ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1991. 270 p. PARRA FILHO, Domingos; SANTOS, João Almeida. Metodologia científica . São Paulo: Futura, 1998. Referências
  69. 69. “ Coloque seus fatos da forma mais simples possível, corajosamente, mesmo. Ninguém quer flores de eloquência ou ornamentos de literatura num artigo científico.” McKerrow
  70. 70. Airtiane Rufino http://www.slideshare.net/Airtiane [email_address]

×