Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Evolução da agricultura aula 3

6,873 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Evolução da agricultura aula 3

  1. 1. D I S C I P L I N A : T E C N O L O G I A D E P R O D U T O S D E O R I G E M V E G E T A L P R O F . D R A . A D R I A N A D A N T A S EVOLUÇÃO DA AGRICULTURA
  2. 2. PRODUÇÃO AGRÍCOLA • Produção agrícola no Brasil e sua importância para a economia do país • Avanços tecnológicos decorridos a partir da década de 1990 possibilitaram aos agricultores o aumento da sua produção utilizando-se de máquinas modernas na plantação, colheita e transformação da matéria prima em produto final. • Os enormes avanços tecnológicos referentes aos maquinários e equipamentos implantados no campo contribuíram para o aumento da produção e melhoria na renda e qualidade de vida dos agricultores atraindo para o campo novos investidores.
  3. 3. PRODUÇÃO AGRÍCOLA • Em 1970: • o mundo tinha 3,693 bilhões de pessoas • produzia 1,225 bilhões de t de grãos • em 695 milhões de hectares • produtividade de 1.493 kg/há • produção per capita de 0,306 • tem uma área colhida per capita de 0,205 hectares. • Em 2.005: • a população mundial de 6,453 bilhões • a produção mundial de grãos 2.219,4 bilhões de t • área colhida de 681,7 milhões de hectares, • a produção per capita foi de 0,344 t • a área colhida per capita de 0,106 hectares • Neste período, o mundo conseguiu aumentar a oferta per capita de grãos sem grandes aumentos na área cultivada e colhida
  4. 4. PRODUÇÃO AGRÍCOLA • Projeções da FAO para 2.025 • uma população de 7,851 bilhões, • com 58% (4,579 bilhões) vivendo nas cidades • Com 3,272 bilhões (42%) nos campos • Países desenvolvidos • A população será de 1,380 bilhões (17,58% do total) • Resto do mundo de 7,556 bilhões (84,7%). • População do continente africano será de 1,293 bilhões • Ásia de 4,742 bilhões • Europa 724,7 milhões • América do Norte 332 milhões • América do Sul 372 milhões. • China e Índia, terão 36% da população mundial, total de 2,826 bilhões (1,457 bilhões e 1,369 bilhões respectivamente).
  5. 5. PRODUÇÃO DA AGRICULTURA • Nestes países, com baixas taxas de migração rural urbana, a população rural ainda será elevada, com 52 % do total morando nos campos e 48% nas cidades. • Estes dados indicam que nos próximos vinte anos 1,398 bilhões de pessoas serão incorporados ao mercado de consumo. • Deste total, só 44 milhões (3,15% do total) estarão sendo incorporados no mercado nos países desenvolvidos. • O restante de 1,354 milhões estará nos países pobres ou em desenvolvimento.
  6. 6. TRANSFORMAÇÕES HISTÓRICAS E DIFERENCIAÇÃO GEOGRÁFICA DOS SISTEMAS AGRÁRIOS • As formas de agriculturas observáveis variam conforme o lugar • Classificação em gêneros muito diferentes • rizicultura irrigada, pastoreio, cultivos associados, arboricultura • Agricultura se transforma. • Em dada região do mundo podem suceder-se espécies de agricultura completamente distintas, que constituem as etapas de uma “série evolutiva” característica da história dessa região. • Na Europa • sucederam-se o cultivo manual com derrubada-queimada dos tempos pré- históricos, • o cultivo de cereais com a utilização do arado escarificador da Antiguidade, • o cultivo de cereais com o emprego de arado3 na Idade Média • o policultivo associado à criação animal sem alqueive da época moderna, • os cultivos motorizados e mecanizados
  7. 7. INTRODUÇÃO
  8. 8. PRIMEIROS SISTEMAS DE CULTIVO • Apareceram no período neolítico, há menos de 10 mil anos • Em algumas regiões pouco numerosas e relativamente pouco extensas • Essas primeiras formas de agricultura eram certamente praticadas perto de moradias e aluviões das vazantes dos rios, ou seja, terras já fertilizadas que não exigiam, portanto, desmatamento. • A agricultura neolítica se expandiu pelo mundo de duas formas principais: • os sistemas pastorais e de cultivo de derrubada-queimada. • Os sistemas de criação por pastoreio : • estenderam-se às regiões com vegetação herbácea e se mantiveram até nossos dias nas estepes e nas savanas de diversas regiões, na Eurásia Setentrional, na Ásia Central, no OrienteMédio, no Saara, no Sahel, nos Andes etc. • Os sistemas de cultivo de derrubada-queimada : • conquistaram progressivamente a maior parte das zonas de florestas temperadas e tropicais, onde se perpetuaram durante séculos, senão milênios, e perduram ainda em certas florestas da África, da Ásia e da América Latina.
  9. 9. QUEIMADAS • Desde essa época pioneira, na maior parte das regiões originalmente arborizadas, o aumento da população conduziu ao desmatamento e até mesmo, em certos casos, à desertificação. • Os sistemas de cultivo de derrubada-queimada cederam lugar a numerosos sistemas agrários pós- florestais, muito diferenciados conforme o clima, que estão na origem de séries evolutivas distintas e relativamente independentes umas das outras.
  10. 10. • Regiões áridas, os sistemas agrários hidráulicos com cultivos de inundação ou cultivos irrigados constituíram-se desde o fim da época neolítica na Mesopotâmia, nos vales do Nilo e do Indu, nos oásis e nos vales do Império Inca. • Nas regiões tropicais úmidas (China, Índia, Vietnã, Tailândia, Indonésia, Madagáscar, costa da Guiné na África etc.), • Sistemas hidráulicos: • baseados na rizicultura aquática, desenvolveram- -se por etapas sucessivas, reestruturando primeiro os espaços mais regados e drenados (planícies e interflúvios), em seguida os espaços acidentados (montante dos vales), ou de difícil proteção e drenagem (jusante dos vales e deltas), ou, ainda, espaços que exigiam irrigação. • Ao mesmo tempo, as ferramentas e os equipamentos foram aperfeiçoados e o número de colheitas aumentou a cada ano.
  11. 11. SISTEMAS DE SAVANAS • Regiões intertropicais com pluviometria intermediária, o desmatamento levou à formação de sistemas de savanas muito variados: • sistemas de cultivo temporários com uso da enxada e sem criação animal • Sistemas da região dos planaltos congoleses • sistemas de cultivo com pastagem • criação animal como os sistemas das regiões de altitude do leste africano • diversos sistemas com parque arborizado com Acácia albida.
  12. 12. SISTEMAS PÓS-FLORESTAIS • Regiões temperadas da Europa, • série de sistemas pós-florestais sucederam-se • De revolução agrícola em revolução agrícola, chegamos aos sistemas atuais. • Revolução agrícola antiga • sistemas de cultivo de cereais pluviais com alqueive, com pastagem e criação associadas, nos quais se utilizavam ferramentas manuais, como a pá e a enxada, • instrumento de cultivo de tração leve, o arado escarificador. • Séculos mais tarde, na metade norte da Europa, a revolução agrícola da Idade Média Central: • os sistemas com alqueive e tração pesada, com o uso do arado charrua e da carreta. • Séculos XIV ao XIX • a primeira revolução agrícola dos tempos modernos gerou os sistemas de cultivos baseados na cerealicultura com forrageiras e sem alqueive.
  13. 13. SISTEMAS AGRÁRIOS • Sistemas agrários europeus enriqueceram- se com as novas plantas provenientes da América • batata, milho etc. • Colônias de povoamento das regiões temperadas • Américas, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. • Nas regiões tropicais • Plantações agroexportadoras desenvolviam-se no seio de sistemas preexistentes a ponto de substituí- los e dar origem a novos sistemas muito especializados • cana-de-açúcar, algodão, café, cacau, palmeiras para extração de óleo, banana etc.
  14. 14. SISTEMAS AGRÁRIOS • Ultima etapa da série evolutiva dos sistemas agrários das regiões temperadas • Segunda revolução agrícola dos tempos modernos • Produziu os sistemas motorizados, mecanizados, fertilizados com auxílio de insumos minerais e especializados da atualidade. • Milênios de evoluções isoladas, às vezes entrecruzadas, produziram, dessa maneira, toda uma gama de sistemas agrários distintos e com desempenho muito desigual, que ocupam os diversos meios exploráveis do planeta.
  15. 15. PRINCIPAIS SISTEMAS AGRÁRIOS QUE PARTICIPAM DA HERANÇA AGRÁRIA DA HUMANIDADE • sistemas de cultivo de derrubada–queimada em meio arbóreo e as consequências do desmatamento; • os sistemas de savanas tropicais e os sistemas de rizicultura irrigada das regiões tropicais úmidas; • sistemas agrários hidráulicos das regiões áridas, o exemplo do vale do Nilo; • sistema agrário inca: um exemplo de sistema de montanha composto por • subsistemas escalonados e complementares; • sistema de cultivo com tração leve e alqueive associado à criação animal nas regiões temperadas da Europa: a revolução agrícola da Antiguidade; • sistemas de cultivo com tração pesada e alqueive associado à criação animal nas regiões temperadas frias: a revolução agrícola da Idade Média; • sistemas de cultivo com tração pesada sem alqueive provenientes da primeira revolução agrícola dos tempos modernos nas regiões temperadas ; • a mecanização da tração animal e dos transportes e a primeira crise mundial de superprodução agrícola; • os sistemas motorizados, mecanizados, fertilizados com ajuda de insumos minerais e especializados, provenientes da segunda revolução agrícola

×