Relatório da visita ao Museu de Etnografia de Vendas Novas

2,450 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Relatório da visita ao Museu de Etnografia de Vendas Novas

  1. 1. Escola Secundária C/3 de Vendas Novas Curso Educação e Formação de Adultos Secundário Dupla Certificação de Informática/Sistemas Ano Lectivo: 2009/2010 CP – CIDADANIA e PROFISSIONABIDADE Relatório da Visita ao Museu de Etnografia de Vendas Novas No dia 2 de Fevereiro efectuámos uma visita guiada pelo Sr. José Filipe e pela D. Gertrudes Caetano ao Museu Etnográfico de Vendas Novas, no âmbito da Área de Cidadania e Profissionalidade. O Museu Etnográfico e Agrícola do Grupo de Danças e Cantares dos Pioneiros de Vendas Novas apresenta-se dividido nos seguintes espaços: -Espaço de Convívio, Sabores e Tradições – A Cozinha; -Aposentos Íntimos – O Quarto; -O Espaço de Lazer e o Artesanato; -Alfaias. Ficámos a saber que o espaço surgiu da necessidade de se preservar os usos e costumes das nossas gentes, tentando reproduzir o mais fidedignamente o seu quotidiano. Do arado à foice, da charrua ao capote, passando pelos tarros, panelas, pratos, tamancos até ao fato domingueiro, todos estes objectos são documentos vivos do passado e reflectem as vivências, os saberes e a alma de um povo. Como disse, e muito bem a dado momento um dos guias “A memória Eunice de Jesus Leal Balhana Rodrigues 06-04-10 1
  2. 2. Escola Secundária C/3 de Vendas Novas Curso Educação e Formação de Adultos Secundário Dupla Certificação de Informática/Sistemas Ano Lectivo: 2009/2010 CP – CIDADANIA e PROFISSIONABIDADE procura salvar o passado para servir o presente e o futuro.” O que se pretendeu com a abertura deste Museu, para além da criação de um espaço didáctico que possibilite o desenvolvimento de projectos culturais, foi sobretudo a divulgação dos diferentes aspectos relacionados com o mundo rural que passam pela etnografia, o artesanato local e as actividades tradicionais da região. Os usos, as tradições, as exposições orais, os rituais, as festividades, as regras, as experiências, os conhecimentos e as técnicas tradicionais de cada povo fazem parte integrante do seu património pelo que devem de ser preservadas. Parece-nos importante conhecer, compreender e preservar essa cultura porque ela possibilita um “desenvolvimento com identidade” e contribui para o enriquecimento da Humanidade. Ao tomarmos consciência destes valores não poderemos deixar de estar muito gratos pela visita que realizámos. Eunice de Jesus Leal Balhana Rodrigues 06-04-10 2

×