Successfully reported this slideshow.

Aula 04 armazenagem de produtos perigosos

6,610 views

Published on

Cargas perigosas

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula 04 armazenagem de produtos perigosos

  1. 1. Armazenagem Curso Técnico Docente: Mayara Layus
  2. 2. Objetivos da Aula Compreender: Armazenagem de Produtos Perigosos
  3. 3. O trabalho preventivo no manuseio e armazenamento de produtos perigosos, visando práticas prudentes no presente, ajudam a prevenir situações desagradáveis com a comunidade e com seus clientes no futuro. Quando armazenados corretamente, produtos fitossanitários oferecem pouco risco à saúde das pessoas e ao meio ambiente.
  4. 4. NATUREZA DO CONTEÚDO A principio todo e qualquer volume pode ser aceito para armazenagem, existem porém certas mercadorias que em razão da natureza do seu conteúdo, necessitam de cuidados especiais para que não causem danos as demais mercadorias, as pessoas que estão manuseando-as ou a própria. Cargas Normais: São aquelas que não exigem procedimentos ou cuidados especiais. Cargas Especiais: São aquelas que pela sua própria condição necessitam de cuidados especiais.
  5. 5. CLASSIFICAÇÃO DE CARGAS PERIGOSAS Classe 1: explosivos. Classe 2: gases. Classe 3: líquidos inflamáveis. Classe 4: sólidos inflamáveis. Classe 5: substâncias oxidantes peróxidos orgânicos. Classe 6: substâncias tóxicas e infectantes. Classe 7: material radioativo. Classe 8: substâncias corrosivas. Classe 9: substâncias e artigos perigosos diversos.
  6. 6. Classe 1 - Explosivos Os explosivos são produtos que podem ocasionar reações químicas sob determinadas condições. Quando ocorre uma explosão são liberados gases e consequentemente um violento deslocamento do ar isto que causa a destruição. Imagine a quantidade de gases liberados na explosão de um caminhão carregado de dinamite, isto destrói tudo o que estiver na sua volta. Segundo o R-105 do ministério da defesa compete ao comando do exercito fiscalizar o transporte de armas, munições e explosivos. Além da fabricação de munições para armas de fogo, os explosivos são muitos usados em mineração, para remover rochas.
  7. 7. Classe 1 - Explosivos Em função do risco que apresentam os explosivos foram agrupados em subclasses: - Substâncias com risco de explosão em massa - Substâncias com riscos de projeção, mas sem risco de explosão em massa. - Substâncias com riscos de fogo e com pequeno risco de explosão ou de projeção, ou ambos, mas sem riscos de explosão em massa. - Substâncias que não apresentam riscos significativos. - Substâncias muito insensíveis, com risco de explosão em massa. - Artigos extremamente insensíveis, sem risco de explosão em massa. 
  8. 8. Classe 2 - Gases São todas as substâncias que pertencem ao estado gasoso da matéria. Devido a seu alto poder de expansão uma vez liberado os gases são muito perigosos. Os gases podem ser classificados como: - Gases permanentes: não se liquefazem quando comprimidos à temperatura ambiente. - Gases liquefeitos: tornam-se líquidos quando são pressurizados mesmo em temperatura ambiente. - Gases dissolvidos: são misturados a líquidos por processos industriais. Gases altamente refrigerados: precisam de temperaturas muito baixas para se tornarem líquidos.
  9. 9. Classe 2 - Gases - Gases tóxicos comprimidos: são nocivos à saúde, venenosos. Os gases também se agrupam em subclasses: - Gases Inflamáveis: extremamente perigosos, o risco de explosão é grande. Ex. GLP gás liquefeito de petróleo ( gás de cozinha). - Gases comprimidos não inflamáveis e não tóxicos: Ex. oxigênio que apesar de alimentar o fogo não é inflamável e não tem cheiro. Podem ser asfixiantes e oxidantes. - Gases tóxicos: Ex. amônia, gás venenoso extremamente perigoso para os olhos e vias respiratórias, pode levar a morte.
  10. 10. Classe 3 - Líquidos e inflamáveis Precisamos esclarecer que não é o liquido que pega fogo e sim os vapores inflamáveis que evaporam dos líquidos e podem entrar em combustão. São armazenados muitos produtos que pertencem a está classe podemos citar como exemplo os seguintes: gasolina, diesel, querosene, benzeno, álcool, etc. Alguns produtos químicos também são inflamáveis: acetona, éter, tintas, vernizes, laca, etc. Ao transportar estes produtos o condutor precisa estar ciente de que estará em contato com dois elementos a combustão e o oxigênio, portanto, a prevenção, por parte do condutor, significa evitar o contato com o terceiro elemento: calor, faísca, eletricidade, brasa, etc. Deve se ter um cuidado ainda com a eletricidade estática. Outro grande perigo está presente na carga e descarga de combustível. Se o veiculo estiver carregado de eletricidade estática, na hora em que começar a ser descarregado, o próprio combustível servirá de conexão à terra, gerando ignição e, conseqüentemente, fogo e explosão.
  11. 11. Classe 4 - Sólidos Inflamáveis São substâncias que quando submetidas a uma fonte de ignição podem pegar fogo. Exemplos parafina sólida, madeira, isopor, plástico, pólvora solta, etc. Os sólidos inflamáveis se agrupam em subclasse: - Sólidos Inflamáveis: são sólidos que pegam fogo facilmente exemplos. Enxofre e magnésio. - Produtos passiveis de combustão espontânea: Substâncias que se incendeiam ao em contato com o ar. Exemplo fósforo branco que precisa ser conduzido submerso em água.
  12. 12. Classe 5 - Substâncias Oxidantes e Peróxidos Orgânicos Está classe possui as seguintes divisões: - Substâncias Oxidantes: geralmente não são inflamáveis quando em contato com substâncias combustíveis, liberam oxigênio dando origem a um incêndio que libera gases tóxicos. - Peróxidos Orgânicos: provocam explosões e incêndios quando em contatos com outros materiais. É altamente nociva a saúde atacando os olhos e o aparelho respiratório. O combate a incêndios se faz com a utilização de muita água.
  13. 13. Classe 6 - Substâncias tóxicas Divide-se em duas classes que são as seguintes: - Substâncias Tóxicas: ao serem liberados podem causar sérios danos a saúde quando em contato com a pele ou serem respirados, podem causar a morte. - Substâncias Infectantes: contém microorganismos capas de produzir doenças. Na maioria das vezes é conduzido por pessoal altamente capacitado, obedecendo às normas expedidas pelo Ministério da Saúde.
  14. 14. Classe 7 - Material Radioativo A radiação que deles emana é capaz de atravessar a maior parte dos materiais que estejam próximos, como vidros, roupas, paredes e corpo humano. Será, entretanto extremamente perigosa, podendo causar graves queimaduras, lesões internas, doenças degenerativas e a morte. No Brasil todo os produtos radioativos são controlados pela CNEM, que registra e monitora todos os movimentos e usos do produto.
  15. 15. Classe 8 - Substâncias Corrosivas Quando em contato com outras substâncias provoca corrosão. O grau de corrosão depende do material. Existem substâncias que se tornam corrosivas se em contato com a água e a umidade relativa do ar. A maior parte destes produtos é prejudicial a saúde causando graves queimaduras.
  16. 16. Classe 9 - Substâncias e Artigos Diversos Nesta classe estão classificadas substâncias ou produtos que, pelas suas característica e propriedades não se enquadram em nenhuma das categorias e classes anteriores. Trata-se de uma grande variedade de substâncias e produtos.
  17. 17. Referências bibliográficas REFERÊNCIAS SAVARIZ, Manoelito. Manual de produtos perigosos : emergência e transporte. Porto Alegre: Sagra-DC Luzzatto, 1993.  ARAÚJO, Giovanni Moraes de. Segurança na armazenagem, manuseio e transporte de produtos perigosos : gerenciamento de emergência química/ Giovanni Moraes de Araújo ; tradução de Ana Teresa Duarte. Rio de Janeiro : Gerenciamento Verde, 2005.  Movimentação e Operação de Produtos Perigosos: MOPP livro do aluno / redação César B. Bruns. Curitiba. TECNODATA. 2006.
  18. 18. Até a próxima aula...

×