Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Resolução de problemas

6,010 views

Published on

Principais erros e descrição das etapas que devemos seguir para auxiliar o aluno a avançar na interpretação do gênero problema.

Published in: Education

Resolução de problemas

  1. 1. Orientadora Aline Manzini PNAIC – Bertioga Setembro/2014
  2. 2. ANTES DE COMEÇAR... Não se esqueçam do DIA DA MATEMÁTICA
  3. 3. LEITURA DE DELEITE Mamãe, por que os dinossauros não vão à escola? Quentin Gréban
  4. 4. DESAFIO MATEMÁTICO O incrível desafio do sumiço do R$1,00 https://www.youtube.com/watch?v=wfNiIFlpjWs
  5. 5. REVELAÇAO DO DESAFIO MATEMÁTICO O incrível desafio do sumiço do R$1,00 https://www.youtube.com/watch?v=eMEknIUsEXI
  6. 6. O QUE É UM PROBLEMA? O QUE É UMA SITUAÇÃO-PROBLEMA?
  7. 7. SITUAÇÃO-PROBLEMA É toda e qualquer situação onde se deseja obter uma solução, cuja resposta exige pôr à prova tudo o que se sabe promovendo a construção de conceitos, procedimentos e atitudes relacionadas a Matemática. PROBLEMA Algo que apresenta dificuldades para as quais não há uma solução evidente. É o desafio em si, a pergunta, o que é necessário solucionar.
  8. 8. Como ensinar ou aprender por meio de situações-problema. VIDEO https://www.youtube.com/watch?v=0EA8KGd-zJo
  9. 9. Exemplo de uma excelente situação problema • Texto scaneado em: http://pt.scribd.com/doc/84407113/O-Misterio- dos-Numeros-Perdidos
  10. 10. Resolução de problemas PCN de Matemática(1997) “O ponto de partida da atividade matemática não é a definição, mas o problema. No processo de ensino e aprendizagem, conceitos, ideias e métodos matemáticos devem ser abordados mediante a exploração de problemas, ou seja, de situações em que os alunos precisem desenvolver algum tipo de estratégia para resolvê-las.”
  11. 11. Vídeo sobre resolução de problemas
  12. 12. Vídeo Resolução de problemas https://www.youtube.com/watch?v=ptgvwKdAp7Y Elenque as principais ideias apresentadas no vídeo assistido no HTPC Virtual.
  13. 13.  As crianças utilizaram diversas estratégias para resolução do problema Pictórico Simbólico Algoritmo convencional Algoritmo não convencional
  14. 14.  Houve a socialização destas estratégias Através deste momento o alunos avançam em suas hipóteses e registros matemáticos. Todas as estratégias devem ser valorizadas.
  15. 15.  As intervenções da professora foram encorajadoras e questionadoras. Notou-se que esta professora primeiramente estimulou as diversas estratégias de resolução, para depois apresentar o algoritmo tradicional. Se tivesse feito na ordem inversa, as crianças teriam realizado o exercício já se utilizando do ensino da professora como única fonte de resolução.
  16. 16. Como proceder?
  17. 17. Erro e seus encaminhamentos O desafio matemático de hoje surgiu de um “erro” de calculo. Como proceder se o apresentador do vídeo fosse um de nossos alunos e utilizasse os dados e cálculos “errados” para formular e/ou resolver problemas?
  18. 18. Mediação de leitura em Matemática – Gustavo Reis VIDEO https://www.youtube.com/watch?v=aBpjaM6P0Lc
  19. 19. Principais motivos que levam os alunos a errarem Ausência de compreensão ou compreensão inadequada na leitura Ausência ou equivoco de compreensão matemática
  20. 20. LEITURA, COMPREENSÃO E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS MATEMÁTICOS: Qual a relação? Para Fonseca e Cardoso (2005, p.64), os obstáculos que podem surgir na interação dos alunos com os textos, se devem ao vocábulo exótico, à ambiguidade de significados, ao desconhecimento funcional do conteúdo matemático.
  21. 21. “A percepção do problema de matemática como um gênero textual a ser abordado constantemente nas aulas, tanto nas atividades de leitura de diferentes gêneros textuais, quanto nas aulas de matemática, nos momentos de reflexão dos seus textos específicos, já que a capacidade de entender e produzir textos é fundamental em qualquer disciplina, intensificando, dessa forma, a importância do papel da leitura como instrumento de aquisição de outras aprendizagens.” (Kleiman,1997)
  22. 22. ESTRATÉGIAS PARA COMPREENSÃO DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO  O professor deve conhecer e diversificar diferentes tipos de problemas. Segundo Smole e Diniz: “A seleção de diferentes tipos de problemas não pretende ser uma classificação. O objetivo é simplesmente auxiliar o trabalho em sala de aula e, especialmente, permitir ao professor que possa identificar dificuldades ou evitar que elas existam entre seus alunos ao trabalhar com resolução de problemas.”
  23. 23. ATIVIDADE EM GRUPO Cada grupo deve ler um trecho do capitulo 6: “Conhecendo diferentes tipos de problemas”, do livro: “Ler, escrever e resolver problemas” de Smole e Diniz. Registre as principais idéias em cartolina e apresentar para os demais.
  24. 24. Problemas sem solução Problemas com mais de uma solução Problemas com excesso de dados Problemas de logica Outros problemas não convencionais
  25. 25. CAFÉ PEDAGÓGICO
  26. 26. ESTRATÉGIAS PARA COMPREENSÃO DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO “Prefiro as pessoas que erram porque elas fazem diferente, usam a criatividade, as outras fazem sempre do mesmo jeito” “Quanto mais livres, quanto mais se tenta, maiores relações se estabelece com a matemática” “É muito ruim ser tolhido a cada ação. Se o raciocínio utilizado for contrariado e desprezado sempre, a criança não se arrisca mais.
  27. 27. ESTRATÉGIAS PARA COMPREENSÃO DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO  Discutir com o grupo, por que a solução está errada é uma das formas de trabalho que contribui muito para que a criança reveja suas estratégias, localize seu erro e reorganize os dados em busca de uma solução correta.”  “Ao identificar erros que venham acontecendo com certa frequência, o professor pode selecionar alguns deles e montar uma folha para que as crianças descubram onde está o erro e tentem corrigi-los através da discussão com os colegas”
  28. 28. ESTRATÉGIAS PARA COMPREENSÃO DO RACIOCÍNIO MATEMÁTICO  Direcionar os alunos a formularem problemas “Quando o aluno cria seus próprios textos de problemas, ele precisa organizar tudo que sabe e elaborar o texto, dando-lhe sentido e estrutura adequados. Nesse processo, aproximam-se a língua materna e a matemática. O aluno deixa, então, de ser um resolvedor de problemas, vivenciando o controle sobre o texto e as idéias matemática” Smole e Diniz
  29. 29. ATIVIDADE EM GRUPO Cada grupo deve ler um trecho do capitulo 8: “Por que formular problemas?”, do livro: “Ler, escrever e resolver problemas” de Smole e Diniz. Crie um novo problema e apresente para os demais grupos.
  30. 30. FORMULAR PROBLEMAS A PARTIR: De um problema, criar uma pergunta De uma figura De um inicio, continuar o problema De um problema dado criar um parecido De uma pergunta
  31. 31. FORMULAR PROBLEMAS A PARTIR: De uma palavra De uma resposta De uma operação De um tema De um determinado tipo de texto
  32. 32. REFERENCIAS: ELEMENTOS CONCEITUAIS E METODOLÓGICOS PARA DEFINIÇÃO DOS DIREITOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO (1º, 2º E 3º ANOS) DO ENSINO FUNDAMENTAL Disponível em: portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task MEC – Ministério da Educação. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – Caderno 4: Operações na resolução de problemas. Brasília: 2013 SOLÉ, I. Estratégias de leitura. 6ª edição. POA: Artmed, 1998. SMOLE, Kátia S. ; DINIZ, Maria I. Ler escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender. Porto Alegre: Artmed Editora,2001.

×