Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Pesquisa FIPE - ADVB - Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil

89 views

Published on

Os resultados do 2º trimestre de 2019 da Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, realizada pela ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil) com apoio técnico da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) revelam que a confiança em relação às condições da economia brasileira piorou ou piorou muito para 38,1% para os profissionais de vendas e marketing

Published in: Economy & Finance
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Pesquisa FIPE - ADVB - Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil

  1. 1. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA DOS DIRIGENTES DE VENDAS E MARKETING DO BRASIL 2º.TRIMESTREDE2019RESULTADOS
  2. 2. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Destaques do 2º. trimestre de 2019 A Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, realizada trimestralmente pela ADVB com apoio técnico da Fipe, tem como objetivos avaliar a opinião de ocupantes de cargos de vendas e marketing com respeito à situação atual e expectativa de evolução da economia, setores e empresas/negócios; avaliar a expectativa dos agentes em relação às vendas e da verba de marketing; e iIdentificar áreas para pautar as próximas atividades da ADVB.  Amostra da sondagem: foram convidados a participar da sondagem indivíduos com cargos nas áreas de vendas e marketing, dirigentes e ocupantes de cargos relevantes em suas empresas e instituições. A sondagem do 2º. trimestre de 2019 coletou 146 respostas entre os dias 5 de junho de 2019 e de 15 de julho de 2019;  Perfil dos respondentes e empresas: em termos de perfil socioeconômico, 85,1% dos respondentes eram do gênero masculino e 88,9% dos respondentes apresentavam 45 anos ou mais. Em termos geográficos, 83,2% dos respondentes trabalhavam em empresas sediadas em São Paulo, seguidos por empresas do Rio de Janeiro (5,6%), Paraná (4,7%), Rio Grande do Sul (3,7%), Minas Gerais (1,9%), entre outras unidades federativas. A maior parte dos respondentes ocupava cargos de presidência, vice-presidência, direção e superintendência de empresas ou organizações, com atuação preponderante no setor de comércio, serviços e indústria. Além disso, cerca de um terço dos respondentes (33,6%) se enquadrava em empresas de menor porte, contando com até 9 funcionários; 39,3% contavam com um quadro entre 10 e 99 funcionários; 23,4% apresentavam 100 ou mais funcionários;  Confiança e expectativa: de forma geral, os resultados 2º. trimestre de 2019 apontaram um recuo da confiança dos respondentes em relação ao trimestre anterior (1º. trimestre de 2019), aproximando-se ao quadro observado há 12 meses (2º. trimestre de 2018) - mesma conclusão aplicável ao comportamento à expectativa média dos participantes. Na média, os últimos resultados destacam que os agentes ainda se mantem ligeiramente otimistas em relação ao futuro;  Expectativa em relação às vendas e verba de marketing: 72,2% dos respondentes do 2º. trimestre de 2019 esperavam um incremento no valor das vendas ao longo de 2019; 11,3% projetavam estabilidade, enquanto a queda era aguardada por 16,5% dos respondentes. Em relação à verba de marketing, a expectativa média dos respondentes se distribuiu entre aumento (45,3%), estabilidade (26,3%) e queda (28,4%) no valor à disposição para ações e iniciativas na área.  Atuação da ADVB: questionados sobre áreas prioritárias para atuação da ADVB, a grande maioria dos respondentes apoio o investimento em ações de relacionamento (49,2%), estimulando o networking entre profissionais e empresas do mercado, seguida por ações de compartilhamento (33,8%). Confiança e expectativa dos dirigentes de vendas e marketing recua no segundo trimestre e se aproxima do quadro observado há 12 meses
  3. 3. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Sumário • Objetivos da Sondagem • Metodologia da Sondagem • Resultados para o 2º. trimestre de 2019 o Perfil sociodemográfico dos respondentes o Perfil profissional, empresarial e setorial dos respondentes o Grau de confiança e expectativas dos respondentes o Expectativa de vendas e verba de marketing o Opinião dos respondentes sobre as ações da ADVB
  4. 4. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Objetivos da Sondagem A Sondagem de Confiança e Expectativa dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, realizada pela ADVB com apoio da Fipe, tem como objetivos:  Avaliar a opinião de ocupantes de cargos de vendas e marketing, bem como de outras áreas estratégicas de empresas e outras organizações, com respeito à situação atual e expectativa de evolução da economia, setores e empresas;  Avaliar a expectativa dos agentes em relação ao comportamento das vendas e da verba de marketing disponibilizada pelas suas respectivas empresas;  Identificar áreas prioritárias para pautar as próximas atividades da ADVB, incluindo promoção de fóruns, debates, workshops, cursos, eventos etc.
  5. 5. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Metodologia da Sondagem A metodologia empregada para condução da sondagem consistiu na elaboração de um questionário eletrônico, formulado com perguntas desenhadas para obtenção das informações desejadas, tais como: perfil dos respondentes, nível de confiança e expectativa dos respondentes, bem como opinião sobre as áreas prioritária para ação da ADVB. Foram convidados a participar da sondagem indivíduos com cargos nas áreas de vendas e marketing, dirigentes e ocupantes de cargos relevantes em suas empresas e instituições. A presente rodada da sondagem, referente ao 2º. trimestre de 2019, permaneceu ativa entre 05/06/2019 e 15/07/2019 e coletou um total de 146 respostas.
  6. 6. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Em particular, dois grupos de questões são centrais na Sondagem: percepção dos agentes com relação à situação presente percepção dos agentes com relação ao futuro Metodologia da Sondagem
  7. 7. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 88,9% dos respondentes possuíam 45 anos ou mais Perfil sociodemográfico De acordo com informações colhidas no 2º. trimestre de 2019: 85,1% dos respondentes eram do gênero masculino Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. Masculino 85,1% Feminino 14,9% Entre 18 a 29 0,9% 30 a 44 10,3% Entre 45 a 59 44,4% Acima de 60 44,4%
  8. 8. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Perfil sociodemográfico De acordo com informações colhidas, a base dos respondentes ocupava cargos em empresas sediadas na região Sudeste e região Sul do país: Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. 83,2% dos respondentes trabalhavam em empresas sediadas em São Paulo. Em seguida, destacaram-se respondentes de empresas do Rio de Janeiro (5,6%), Paraná (4,7%), Rio Grande do Sul (3,7%) e Minas Gerais (1,9%) SP 83,2% RJ 5,6% PR 4,7% RS 3,7% MG 1,9% Outros 0,9%
  9. 9. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Perfil profissional 43,9% 9,2% 4,1% 4,1% 3,1% 3,1% 3,1% 3,1% 3,1% 2,0% 2,0% 2,0% 17,3% Presidente/diretor geral de empresa e organizações (exceto de interesse público) Presidente, dirigente e administrador de organização da sociedade civil sem fins lucrativos Gerente de comunicação Diretor de planejamento estratégico Diretor de vendas Vice-presidente de marketing Gerente comercial Gerente de marketing e vendas Gerente de área de vendas Diretor geral de vendas Diretor administrativo e financeiro Diretor financeiro Outros cargos Como esperado, a maior parte dos respondentes ocupava cargos de presidência, direção e gerência em suas respectivas empresas ou organizações Quanto aos cargos ocupados pelos respondentes em suas empresas e organizações: Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE.
  10. 10. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Perfil setorial e empresarial Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. 83,2% dos respondentes ocupavam cargos em empresas do setor de comércio e serviços, seguidos por ocupantes de cargos em empresas da indústria (16,8%) Em relação à alocação setorial das empresas dos respondentes: Indústria 16,8% Comércio e serviços 83,2%
  11. 11. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 9,3% 6,5% 5,6% 4,7% 3,7% 3,7% 3,7% 2,8% 2,8% 2,8% 2,8% 2,8% 2,8% 1,9% 1,9% 1,9% 1,9% 1,9% 1,9% 34,6% Atividades de prestação de serviços de informação Serviços de escritório, de apoio administrativo e outros serviços prestados às empresas Publicidade e pesquisa de mercado Atividades de sedes de empresas e de consultoria em gestão empresarial Atividades dos serviços de tecnologia da informação Atividades de serviços financeiros Atividades de organizações associativas Fabricação de produtos químicos Serviços especializados para construção Edição e edição integrada à impressão Seguros, resseguros, previdência complementar e planos de saúde Atividades imobiliárias Outras atividades profissionais, científicas e técnicas Fabricação de celulose, papel e produtos de papel Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos Fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos Fabricação de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos Fabricação de máquinas e equipamentos Comércio varejista Outros segmentos Perfil setorial e empresarial Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. Mais especificamente, em relação aos segmentos econômicos de atuação das empresas Os principais segmentos de atuação das empresas dos respondentes incluíam: atividades de prestação de serviços de informação (9,3%), serviços d escritório, apoio administrativo e outros serviços prestados a empresas (6,5%), publicidade e pesquisa de mercado (5,6%), atividades de sedes de empresas e consultoria em gestão (4,7%), serviços de tecnologia de informação (3,7%), entre outros.
  12. 12. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Tamanho da empresa Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. Boa parte dos respondentes se enquadraram em empresas de menor porte, contando com até 9 funcionários (33,6%); 39,3% possuíam um quadro entre 10 e 99 funcionários; e 23,4% apresentavam 100 ou mais funcionários Finalmente, em relação ao tamanho (porte) das empresas dos respondentes: 3,7% 33,6% 11,2% 15,0% 13,1% 9,3% 14,0% Não sei especificar Até 9 funcionários de 10 a 19 funcionários de 20 a 49 funcionários de 50 a 99 funcionários de 100 a 499 funcionários 500 ou mais funcionários
  13. 13. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 11,4% 26,7% 44,8% 16,2% 1,0% 6,7% 23,8% 43,8% 22,9% 2,9% 3,8% 25,7% 35,2% 33,3% 1,9% Pioraram muito Pioraram Não se alteraram Melhoraram Melhoraram muito Economia Brasileira Setor Econômico Empresa/Negócios Confiança Em termos de confiança, as condições da economia brasileira pioraram ou pioraram muito para 38,1% dos respondentes, não se alteraram para 44,8% e melhoraram/melhoraram muito para 17,1%. Em relação ao setor de atuação da empresa, as condições pioraram/pioraram muito para 30,5% dos respondentes, permaneceram inalteradas para 43,8% e melhoraram/melhoraram muito para 25,7%. Finalmente, as condições vivenciadas pelas empresas e o andamento dos negócios dos respondentes pioraram ou pioraram muito para 29,5% dos respondentes, não se alteraram para 35,2% e melhoraram/melhoraram muito para 50,5%. Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE.
  14. 14. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Expectativa Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. Em relação à expectativa dos agentes para o futuro próximo, os respondentes da última pesquisa se distribuíram da seguinte forma: com relação à economia brasileira, 25,2% estavam pessimistas ou muito pessimistas; 24,3% se mostraram neutros e 50,5% estavam otimistas ou muito otimistas. Com respeito ao setor de atuação, 19,4% se mostraram pessimistas ou muito pessimistas; 29,1% apontaram neutralidade e 51,5% estavam otimistas ou muito otimistas. Finalmente, no tocante à empresa em que atuam, a expectativa era pessimista/muito pessimista para 15,5% dos respondentes; neutra para 27,2% e otimista/muito otimista para 57,3%. 2,9% 22,3% 24,3% 46,6% 3,9% 2,9% 16,5% 29,1% 45,6% 5,8% 1,9% 13,6% 27,2% 50,5% 6,8% Muito pessimista Pessimista Neutro Otimista Muito otimista Economia Brasileira Setor econômico Empresa/Negócios
  15. 15. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios (1,00) (0,50) - 0,50 1,00 muito pessimista muito otimistaotimistapessimista neutro Empresa / Negócios Setor Econômico Economia Brasileira (1,00) (0,50) - 0,50 1,00 pioraram muito melhoraram muito melhorarampioraram não se alteraram Confiança x Expectativa (2º. trimestre/2019) Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. Nota (*): a pesquisa atribuiu um peso às opções de resposta (-1,0; -0,5; 0; +0,5 e +1,0), tanto para a medição da confiança (momento atual) quanto a expectativa (futura), obtendo um índice médio para cada um dos agregados (economia brasileira, setor econômico e empresa/negócios) Os resultados do 2º. trimestre de 2019 destacam um recuo na confiança dos respondentes, especialmente quanto à evolução recente da empresa e dos negócios. Todavia, no tocante à possibilidade de evolução nos próximos meses, prevalece uma expectativa ligeiramente otimista entre os participantes da sondagem confiançaexpectativa
  16. 16. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios -1 -0,5 0 0,5 1 pioraram muito melhoraram muito melhorarampioraram não se alteraram Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios -1 -0,5 0 0,5 1 pioraram muito melhoraram muito melhorarampioraram não se alteraram Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios (1,00) (0,50) - 0,50 1,00 pioraram muito melhoraram muito melhorarampioraram não se alteraram Evolução da Confiança Fonte: Sondagem ADVB – 1º. e 4º. trimestres de 2018; 1º. e 2º. trimestres de 2019. Elaboração: FIPE. Nota (*): a pesquisa atribuiu um peso às opções de resposta (-1,0; -0,5; 0; +0,5 e +1,0), tanto para a medição da confiança (momento atual) quanto a expectativa (futura), obtendo um índice médio para cada um dos agregados (economia brasileira, setor econômico e empresa/negócios) Na representação por eixos*, a confiança dos agentes no 2º. trimestre de 2019 recuou frente ao observado no trimestre anterior (1º. trimestre de 2019), aproximando-se do que prevalecia há 12 meses (2º. trimestre de 2018) 2TRI20181TRI20192TRI2019
  17. 17. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios -1 -0,5 0 0,5 1 muito pessimista muito otimistaotimistapessimista neutro Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios (1,00) (0,50) - 0,50 1,00 muito pessimista muito otimistaotimistapessimista neutro Economia Brasileira Setor Econômico Empresa / Negócios -1 -0,5 0 0,5 1 muito pessimista muito otimistaotimistapessimista neutro Evolução da Expectativa Já no tocante à expectativa*, os respondentes do 2º. trimestre de 2019 estão menos otimistas em relação ao trimestre anteiror (1º. trimestre de 2019) e também em face do observado há 12 meses (2º. trimestre de 2018) Fonte: Sondagem ADVB – 1º. e 4º. trimestres de 2018; 1º. e 2º. trimestres de 2019. Elaboração: FIPE. Nota (*): a pesquisa atribuiu um peso às opções de resposta (-1,0; -0,5; 0; +0,5 e +1,0), tanto para a medição da confiança (momento atual) quanto a expectativa (futura), obtendo um índice médio para cada um dos agregados (economia brasileira, setor econômico e empresa/negócios) 2TRI20181TRI20192TRI2019
  18. 18. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 2T2019 1T2019 -1,0 -0,5 0,0 0,5 1,0 -1,0 -0,5 0,0 0,5 1,0 expectativa(futuro) confiança (condições atuais) pioraram muito melhoraram muito muito pessimista muito otimista otimista pessimista melhorarampioraram 1T2018 Na representação combinada do índice médio de confiança e de expectativa no plano cartesiano, é possível evidenciar que a percepção dos agentes no 2º. trimestre de 2019 variou negativamente em relação ao trimestre anterior (1º. trimestre de 2018), aproximando-se ao quadro ao registrado há 12 meses (2º. trimestre de 2018) Evolução Confiança x Expectativa Fonte: Sondagem ADVB –2º. trimestre de 2018, 1º. e 2º. trimestres de 2019. Elaboração: FIPE. 2T2018 1T2019 2T2019 LEGENDA
  19. 19. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 3,1% 5,2% 3,1% 1,0% 4,1% 11,3% 23,7% 21,6% 14,4% 4,1% 8,2% Queda de 30% ou mais Queda entre 20% e 30% Queda entre 10% e 20% Queda entre 5% e 10% Queda entre 0% e 5% estabilidade Aumento entre 0% e 5% Aumento entre 5% e 10% Aumento entre 10% e 20% Aumento entre 20% e 30% Aumento de 30% ou mais Expectativas: valor das vendas Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. 72,2% 16,5% Com relação ao valor das vendas nos próximos 12 meses, a expectativa média de boa parte dos respondentes com relação ao valor das vendas é relativamente otimista, distribuindo-se entre aqueles que esperam aumento (72,2%), estabilidade (11,3%) e queda (16,5%) no faturamento
  20. 20. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Expectativa: verba de marketing Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE. 45,3% 28,4% Para o mesmo horizonte de análise (próximos 12 meses), a expectativa média de boa parte dos respondentes com relação à verba de marketing também é relativamente otimista, distribuindo-se entre aqueles que esperam aumento (45,3%), estabilidade (26,3%) e queda (28,4%) no valor à disposição para ações e iniciativas da área 9,5% 3,2% 2,1% 4,2% 9,5% 26,3% 22,1% 15,8% 3,2% 0,0% 4,2% Queda de 30% ou mais Queda entre 20% e 30% Queda entre 10% e 20% Queda entre 5% e 10% Queda entre 0% e 5% estabilidade Aumento entre 0% e 5% Aumento entre 5% e 10% Aumento entre 10% e 20% Aumento entre 20% e 30% Aumento de 30% ou mais
  21. 21. SONDAGEM DE CONFIANÇA E EXPECTATIVA | ADVB RESULTADOS DO 2º. TRIMESTRE DE 2019 Atuação da ADVB Questionados sobre áreas prioritárias para atuação da ADVB, a grande maioria dos respondentes do último trimestre destacou as ações de relacionamento (49,2%), seguida por ações de compartilhamento (33,8%) 49,2% 33,8% 4,6% Relacionamento: construção de pontes para um rico networking entre profissionais e empresas associadas, permitindo assim o surgimento de novos negócios, parcerias e oportunidades Compartilhamento: ações para difusão do conhecimento entre os associados é uma atitude primordial adotada pela ADVB, tendo em vista um futuro promissor para o nosso segmento Outras áreas Fonte: Sondagem ADVB - 2º. trimestre de 2019. Elaboração: FIPE.
  22. 22. Tel.: +55 11 3767 1764 www.fipe.org.br Tel.: +55 11 3287-0000 www.advb.org

×