O diagnóstico em psicanálise

3,436 views

Published on

O diagnóstico em psicanálise

  • Be the first to comment

O diagnóstico em psicanálise

  1. 1. O DIAGNÓSTICO EMPSICANÁLISEPARADOXO :Estabelecer um diagnóstico paraorientar a cura – mas só confirmá-lodepois.
  2. 2. DIAGNÓSTICO• A única tecnica de investigação é a escuta;• O campo da fala é também o campo no qual osujeito dá testemunho de sua cegueira;• Não importam os dados empíricosobjetivamente controláveis;• Importam mais as distorções do discurso doque o discurso propriamente dito.
  3. 3. Sintoma,diagnóstico e traçosestruturais• Não existem agenciamentos estáveis entre anatureza das causas e a dos efeitos;• Não se pode deduzir um diagnóstico pelamera observação de um sintoma.• É o desdobramento da transferência que vaipermitir verificar a posição do sujeito naestrutura;
  4. 4. TRAÇOS ESTRUTURAIS• São trajetórias estereotipadas, determinadaspela economia do desejo.• Não coincidem com o sintomas.
  5. 5. Histeria• -modo estereotipado de lidar com aproblemática do ter o falo é que serárepresentativo da estrutura histérica.• A criança descobre não ser o falo , e mais...não tê-lo.• A histeria coloca à prova esta posse fálica dopai.
  6. 6. Oscilação histérica• De um lado : o pai tem , de direito , o falo;• De outro : o pai só tem por privar a mãe.• Com isto , uma reinvindicação permanente deque a mãe pode tê-lo.
  7. 7. ReivindicaçãoSegundo o sexo do histérico , a reivindicaçãoganhará contornos diferentes:• A mulher histérica banca o homem;• O histérico masculino , dá provas de virilidade;
  8. 8. Traços da Histeria• Três grandes quadros :• Histeria de conversão;• Histeria de angústia;• Histeria traumática;• Aqui a distinção é tributária da especifidadedos sintomas.
  9. 9. A histeria é a mesma• Apesar das especificidades dos sintomas, aeconomia do desejo permanece a mesma.• Alienação subjetiva do histérico em suarelação com o desejo do Outro.• Ele delega sua questão àquele que é supostoter o falo, a questão sobre o enigma da origeme do processo de seu desejo.• O outro serve de suporte aos mecanismosidentificatórios.

×