Criando relatorios Earned Value com Jira e Confluence

3,482 views

Published on

17 slides que discutem brevemente o "famoso" relatorio Earned Value do PMBOK e como ele pode ser conseguido no Jira com o auxilio do Confluence. Embora o Greenhopper tenha algo parecido, o que apresentamos aqui é moldável ao seu processo na sua empresa..

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,482
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Criando relatorios Earned Value com Jira e Confluence

  1. 1. Relatorio de Progresso “Earned Value” no Jira Como utilizar o Jira+Confluence para criar esse que é um típico relatório do Guia PMBOK?
  2. 2. Objetivo <ul><li>Este relatorio objetiva calcular o andamento do projeto, para fazer o calculo “Earned Value” ou EV, do Guia PMBOK </li></ul>45%
  3. 3. O Problema <ul><li>O Jira não possui esse relatorio. </li></ul><ul><li>No Jira, apenas é possivel calcular a quantidade de horas trabalhadas nas tarefas. </li></ul><ul><li>Porem, isso não significa que, simplesmente porque foram trabalhadas 45 horas de uma tarefa de 100 horas é que teremos 45% do resultado esperado. </li></ul>
  4. 4. Exemplo <ul><li>Suponha uma tarefa estimada em 100 horas. </li></ul><ul><li>Entao </li></ul><ul><ul><li>A equipe já trabalhou 80 horas... </li></ul></ul><ul><ul><li>... e olhando o resultado do que ela fez... </li></ul></ul><ul><ul><li>... se percebe que ela não conseguiu nem chegar perto do resultado esperado... </li></ul></ul><ul><li>Logo </li></ul><ul><ul><li>A pergunta é, neste momento, mesmo com 80 horas trabalhadas, quanto realmente esta pronto da tarefa? </li></ul></ul>
  5. 5. A Solução <ul><li>A resposta para esse problema pode ser de duas formas: </li></ul><ul><ul><li>A mais rápida: Ter um campo numérico customizado em cada tarefa, e a cada registro de trabalho, a pessoa indicar a percentagem que ele acredita estar pronta da tarefa. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>PROBLEMA: Pessoas diferentes têm interpretação diferentes da percentagem evoluída – “o teu pronto é o meu pronto?!” </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>A mais certa: Ter um workflow para a tarefa, e o passo corrente do workflow indicar a percentagem atual. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>RESULTADO: Todas tarefas passam pelo mesmo worfklow, e então não existe divergências na percentagem evoluída. </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Aplicação <ul><li>Na 3layer, utilizamos o Processo 3PUP </li></ul><ul><ul><li>Ele é baseado (não igual) na FDD, que define os seguinte workflow: </li></ul></ul>40% 90% 95% 100% 5% Tarefa criada, descrita em alto nivel e estimada Projeto técnico pronto e revisado, incluíndo projeto de testes, protótipo de telas e esqueleto de códigos Programação, testes unitários e integrados 100%, javadoc atualizado e sistema deployado para homologação de testes de usuários finais seguindo casos de uso do projeto tecnico Usuário final treinado e com aceite dado, documentacao de sistema atualizada e versionamento de entrega Sistema final deployado em producao e em uso pelos usuarios finais. Tarefa fechada planejamento projeto construcao homologacao producao
  7. 7. Lembrando... <ul><li>A percentagem somente é assumida quando o passo do workflow for realizado. </li></ul><ul><li>Exemplo </li></ul><ul><ul><li>Os 40% somente são assumidos quando o projeto técnico for concluido: </li></ul></ul>40% projeto Passo do worklow: Iniciar projeto tecnico Percentagem atual: 5% Passo do worklow: Concluir projeto tecnico Percentagem atual: Agora sim 40%!
  8. 8. E durante? <ul><li>Projetos grandes podem ter centenas de tarefas, e o somatório de pequenas percentagens podem fazer diferença </li></ul><ul><li>SOLUÇÃO: </li></ul><ul><ul><li>Estando “dentro” de um passo de workflow, se assume metade de seu progresso. </li></ul></ul><ul><li>Exemplo a seguir... </li></ul>
  9. 9. Durante, um exemplo <ul><li>Exemplo de percentagens durante a após o passo do workflow: </li></ul>40% 90% 95% 100% 5% planejamento projeto construcao homologacao producao 0% 5% 2% 40% 22% 90% 65% 95% 92% 100% 97%
  10. 10. E o relatório? <ul><li>O relatório pode ter dois formatos: </li></ul><ul><ul><li>SIMPLES </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Onde se deseja verificar apenas o status corrente do projeto. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>EXEMPLO: Hoje a tarefa esta em 90% </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>COMPLETO </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Onde se deseja verificar a evolução do status da tarefa ao longo do tempo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>EXEMPLO: No dia 1º era 5%; dia 7 era 22%; dia 16 era 40%... </li></ul></ul></ul></ul>
  11. 11. Simples ou Completo? <ul><li>O simples é mais fácil, porém não mostra o desempenho da equipe, nem permite traçar o prognóstico de andamento do projeto. </li></ul><ul><li>Então... </li></ul><ul><li>Precisamos usar o Completo! </li></ul>
  12. 12. Aplicação <ul><li>Exemplo de relatório completo: </li></ul><ul><ul><li>Gráfico Burn UP ou Value Chart </li></ul></ul>
  13. 13. E o relatório no Jira? <ul><li>Na verdade, esse relatório pode ser feito de duas formas: </li></ul><ul><ul><li>Ou, via Confluence, realizando SQL direto na base de dados do Jira e ejetar esses dados via macro chart-plugin em uma gadget no Jira </li></ul></ul><ul><ul><li>Ou, via Google Docs e ejetando uma gadget no Jira de volta </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Usar a função “importHtml()” no Google Docs para extrair dados da tab “history” de cada uma das tarefas do projeto e sobre o resultado, plotar um gráfico </li></ul></ul></ul>
  14. 14. Qual abordagem? <ul><li>Pelo Confluence pode rodar tudo localmente, mas: </li></ul><ul><ul><li>O SQL é complexo e precisa ser configurável </li></ul></ul><ul><ul><li>Fica dependente do esquema de BD do Jira, que pode mudar a cada upgrade </li></ul></ul><ul><li>Pelo GDocs: </li></ul><ul><ul><li>Envolve processamento remoto, que pode ser lento </li></ul></ul><ul><ul><li>Montar, configurar e compartilhar as planilhas é bastante demorado e pode dar brechas de segurança se mal feito. </li></ul></ul>
  15. 15. Na 3layer <ul><li>Optamos pelo Confluence. </li></ul><ul><li>E esses relatórios são anexos ao RAP ( R elatório de Acompanhamento de P rojeto), que também é feito no Confluence e gerado automaticamente em grande parte. </li></ul>
  16. 16. Aplicação <ul><li>RAP com relatório Earned Value do Jira </li></ul><ul><ul><li>Aqui, calculado sobre todas as tarefas do sprint </li></ul></ul>
  17. 17. Gostou? Quer saber mais? <ul><li>Fale conosco ;) </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×