REF EP Proposta

1,184 views

Published on

Apresentação de Nova Proposta de Usos para o Antigo Refeitório de Itaipu.

Published in: Design, Technology, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,184
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
114
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

REF EP Proposta

  1. 1. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Diretrizes de Projeto Julho 2011
  2. 2. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO "O objetivo dessa conservação está, na verdade, em podermos consagrar o que seria esse espaço no que ele representou e colocar em destaque as qualidades físicas que vão permitir com que esse processo seja revisitado permanentemente pela história, neste momento e no futuro ". arq. Sandra Maria Favaro Barella (consultora 3C)
  3. 3. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ESTUDO PRELIMINAR O REFEITÓRIO E O PLANO O Plano Diretor do Parque Tecnológico Itaipu, baseado nos conceitos gerais, prevê a setorização , definição de fluxos, densidades, diretrizes para tratamento dos espaços abertos e diretrizes para as edificações. O Plano define as características gerais e a diretrizes específicas que devem ser desenvolvidas pelos projetos de implantação das soluções apontadas . A adequação e requalificação do Refeitório é um destes importantes projetos. PLANTA GERAL DO PLANO DIRETOR Nova localização do Refeitório, no Setor Refeitório
  4. 4. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO O Refeitório , para que não atinja um estado de ruína completa, deve ser objeto de intervenção imediata , aproveitando seu enorme potencial espacial, arquitetônico e histórico para transformá-lo em um “gerador de energia” para a cultura da região. O Refeitório ainda simboliza a história de Itaipu , local de uso diário e intensivo e de convivência durante a construção da Usina. O caráter fundamental para as atividades desta edificação é a cultura e a educação. O Refeitório deve ser o lugar propagador de conhecimento , o lugar de disseminação de identidade da comunidade da fronteira, o lugar da exposição das riquezas culturais e humanas da região. Pólo atrator de turismo cultural. (Plano Diretor do PTI, 2008, p.26)
  5. 7. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO <ul><li>CONSERVAÇÃO OU INVENÇÃO... uma redescoberta de valores. </li></ul><ul><li>Sobre originalidades: </li></ul><ul><li>Sobre possíveis valores: </li></ul><ul><li>Acervo documental: </li></ul><ul><li>Sobre referenciais teóricos: </li></ul><ul><ul><li>(...) consolidar a noção de que a obra de intervenção a ser proposta em futuro projeto de Restauração do Refeitório considere o monumento em questão como uma “obra aberta” no sentido de que seja abordada como e configure uma unidade , ou um complexo artístico historicamente definido, uma vez que os monumentos, enquanto produtos culturais “serão sempre atualizados em seus significados, permanentemente atualizados pelo olhar de quem os vê e pelas culturas que os interpretam.” </li></ul></ul>
  6. 8. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO <ul><li>NORMAS E RECOMENDAÇÕES DE CARTAS PATRIMONIAIS </li></ul><ul><li>O patrimônio industrial é valor tecnológico e científico na história da manufatura, engenharia, construção , e pode ter considerável valor estético pela qualidade de sua arquitetura, design ou planejamento. </li></ul><ul><li>Raridades em termos de sobrevivência de processos particulares, tipologias de sítios e paisagens, adicionam valor particular e serão acessados cuidadosamente. Exemplos primitivos e pioneiros são de valor especial . </li></ul><ul><li>Toma-se de documentos, em especial, as noções de que: </li></ul><ul><ul><li>“ A Restauração tem por objetivo conservar e revelar os valores estéticos e históricos do monumento e fundamenta-se no respeito ao material original e aos documentos autênticos. Termina onde começa a hipótese.” (UNESCO, ICOMOS, 1964) </li></ul></ul><ul><ul><li>“ A Restauração deve conseguir restabelecer a unidade da obra de arte até quanto seja possível alcançá-la, sem cometer uma falsificação histórica e sem apagar as marcas adquiridas pelo tempo ”. (BRANDI, 1963). </li></ul></ul>
  7. 9. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO <ul><li>POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES </li></ul><ul><li>Otimização de conceito distributivo do sistema de infra-estrutura do tipo pavimento técnico que acompanha todo o conjunto edificado e funciona como condutor de ramais de diferentes recursos técnicos, assentado em plano superior ao pavimento do piso térreo interrompido por caixas de inspeção viabilizadoras de permanentes espaços de manutenção e controle independentes das estruturas portantes da cobertura. </li></ul>
  8. 10. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO <ul><li>POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES </li></ul><ul><li>Exposição parcial do tesouramento do telhado a fim de possibilitar apreciação da técnica construtiva tradicional, a aplicação dos tipos de madeira provavelmente extintos ali utilizados, e ainda possibilite obter eventuais aberturas de iluminação zenital , com planos elevados da cobertura original, em pontos menos favorecidos pela luz ou com necessidade de destaque interno. </li></ul>
  9. 11. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES C. Recobrimento de todo o telhamento original com sobre-telhado que requalifique termicamente o sistema e ainda possibilite a apreciação das telhas metálicas originais e a inserção de novo sistema de calhas, algeroses e tubos de queda de recolhimento de águas pluviais interrompendo a precariedade do sistema devido aos constantes entupimentos e/ou constantes transbordamentos.
  10. 12. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO <ul><li>POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES </li></ul><ul><li>Espaço da antiga cozinha abordado como espaço museografado de visitação a acervo permanente de dados documentais , imagens e simulações de cenas do cotidiano e de utilização original do espaço, aos moldes de museu de ambiência; </li></ul><ul><li>Utilização de compartimentos enclausurados como salas de projeção temáticas; </li></ul>
  11. 13. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES F. Ocupação imediata de parte do Refeitório junto ao bloco de acesso leste a fim de explorar as melhores condições de originalidade e acessibilidade na implantação de novo restaurante ; G. Conservação das peças cerâmicas de pisos, forros, paredes e esquadrias originais , mesmo que seja inserido sistema de condicionamento ambiental artificial que permita dispensar sua articulação original.
  12. 14. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO POTENCIALIDADES E RECOMENDAÇÕES H. Sugestão de interrupção temporária de intervenções de manutenção, reformas e limpezas a fim de que não sejam suprimidos quaisquer vestígios ou suportes materiais a serem diagnosticados e conservados no processo de requalificação do complexo.
  13. 15. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO 2008 2011 Refeitório D Refeitório B
  14. 16. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO 2008 2011 Refeitório A Exterior Refeitório C
  15. 17. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO 2008 2011 Cozinha Despensa
  16. 18. ESTUDO PRELIMINAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO 2008 2011 Acesso Ref. D Docas
  17. 20. EVENTOS RESTAURANTE CULTURAL
  18. 27. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Referenciais
  19. 28. Tate Modern Galery, Londres, Inglaterra – Arqs. Herzog & De Meuron PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
  20. 29. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Tate Modern Galery, Londres, Inglaterra – Arqs. Herzog & De Meuron
  21. 30. Caixa Forum, Barcelona, Espanha – Arqs. Isozaki, Asarta, Luna & Brufau PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
  22. 31. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Caixa Forum, Barcelona, Espanha – Arqs. Isozaki, Asarta, Luna & Brufau
  23. 32. Biblioteca, Huelva, Espanha – Donaire Arquitectos PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
  24. 33. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Biblioteca, Huelva, Espanha – Donaire Arquitectos
  25. 34. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Biblioteca, Huelva, Espanha – Donaire Arquitectos
  26. 35. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Auditorium Paganini, Parma, Itália – Arq. Renzo Piano
  27. 36. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Auditorium Paganini, Parma, Itália – Arq. Renzo Piano
  28. 37. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Capela Nossa Sra. Da Conceição, Recife, Brasil – Arq. Paulo Mendes da Rocha
  29. 38. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Capela Nossa Sra. Da Conceição, Recife, Brasil – Arq. Paulo Mendes da Rocha
  30. 39. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO The Mint, Sydney, Australia – Francis-Jones Morehen Thorp
  31. 40. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO The Mint, Sydney, Australia – Francis-Jones Morehen Thorp
  32. 41. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO The Mint, Sydney, Australia – Francis-Jones Morehen Thorp
  33. 42. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO The Mint, Sydney, Australia – Francis-Jones Morehen Thorp
  34. 43. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Urban Outfitters Campus, Philadelphia, Estados Unidos – Meyer, Scherer & Rockcastle
  35. 44. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Urban Outfitters Campus, Philadelphia, Estados Unidos – Meyer, Scherer & Rockcastle
  36. 45. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Urban Outfitters Campus, Philadelphia, Estados Unidos – Meyer, Scherer & Rockcastle
  37. 46. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Urban Outfitters Campus, Philadelphia, Estados Unidos – Meyer, Scherer & Rockcastle
  38. 47. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO Urban Outfitters Campus, Philadelphia, Estados Unidos – Meyer, Scherer & Rockcastle
  39. 48. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO &quot; Ninguém transformou nada . Encontramos uma fábrica com uma estrutura belíssima, arquitetonicamente importante, original, ninguém mexeu ... O desenho da arquitetura do Centro de Lazer Fábrica da Pompéia partiu do desejo de construir uma outra realidade .&quot; Lina Bo Bardi (sobre o SESC Pompéia)

×