Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O Islamismo

69,437 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

O Islamismo

  1. 1. O Islamismo<br />TRABALHO REALIZADO POR:<br /><ul><li> Ana Santos Nº5 9ºA
  2. 2. João Correia Nº12 9ºA
  3. 3. Rita Gil Nº17 9ºA</li></li></ul><li>Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Introdução <br />O Islão/Islamismo é uma religião monoteísta que surgiu na Península Arábica no século VII, baseada nos ensinamentos religiosos do profeta Maomé (Muhammad) e numa escritura sagrada, o Alcorão. <br /> O Islão é visto pelos seus aderentes como um modo de vida que inclui instruções que se relacionam com todos os aspectos da actividade humana, sejam eles políticos, sociais, financeiros, legais, militares ou interpessoais. A distinção ocidental entre o espiritual e temporal é, em teoria, alheia ao Islão.<br />
  4. 4. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />O que é o Islamismo?<br />Na visão muçulmana, o Islão surgiu desde a criação do homem, ou seja, desde Adão, sendo este o primeiro profeta dentre inúmeros outros, para diversos povos, sendo o último deles Maomé.<br /> A mensagem do Islão caracteriza-se pela sua simplicidade: para atingir a salvação basta acreditar num único Deus, rezar cinco vezes por dia, submeter-se ao jejum anual no mês do Ramadão, pagar dádivas rituais e efectuar, se possível, uma peregrinação à cidade de Meca.<br />
  5. 5. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Significado do Símbolo Religioso Islâmico<br /> Entre os muçulmanos, o Hilal, ou Lua Crescente, remete ao calendário lunar, regente para as vidas religiosas e principais rituais. O símbolo foi adoptado por todos os devotos do Islã e tem uma antiga conexão com a realeza árabe.<br /> Por outro lado a Estrelarepresenta Alá e a adoração levada a cabo pelos islâmicos por este mesmo.<br />
  6. 6. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Crenças<br />- A crença em Alá (Allah), único Deus existente;- A crença nos Anjos, seres criados por Alá; - A crença nos Livros Sagrados, entre os quais se encontram a Torá, os Salmos e o Evangelho.- O Alcorão é o principal e mais completo livro sagrado, constituindo a colectânea dos revelados por Alá ao profeta Maomé; - A crença em vários profetas enviados à humanidade, dos quais Maomé é o último; - A crença no dia do Julgamento Final, no qual as acções de cada pessoa serão avaliadas; - A crença na predestinação: Alá tudo sabe e possui o poder de decidir sobre o que acontece a cada pessoa. <br />
  7. 7. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Deus<br /> A pedra basilar da fé islâmica é a crença estrita no monoteísmo. Deus é considerado único e sem igual. <br />Alá (Allah) em árabe<br />Anjos<br /> Os anjos são, segundo o Islão, seres criados por Alá a partir da luz. Não possuem livre arbítrio, dedicando-se apenas a obedecer a Deus e a louvar o seu nome. Maomé nada disse sobre o sexo dos anjos, mas rejeitou a crença dos habitantes de Meca de acordo com a qual estes seriam as filhas de Deus. <br />Desempenham vários papéis, entre os quais o anúncio da revelação divina aos profetas, protegem os seres humanos e registam todas as suas acções. O anjo mais famoso é Gabriel, que foi o intermediário entre Deus e o profeta.<br />
  8. 8. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Os Livros Sagrados<br /> Os muçulmanos acreditam que Deus usou profetas para revelar escrituras aos homens. A revelação dada a Moisés foi a Taura (Torá), a David foram dados os Salmos e a Jesus, o Evangelho.<br />Deus foi revelando a sua mensagem em escrituras cada vez mais abrangentes<br />Torá<br />Alcorão <br />
  9. 9. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Profetas<br /> O islamismo ensina que Deus revelou a sua vontade à humanidade através de profetas. Existem dois tipos de profeta: os que receberam de Deus a missão de dar a conhecer aos homens a vontade divina (anbiya; singular nabi) e os que para além desta função lhes foi entregue uma escritura revelada (rusul; singular rasul, "mensageiro“)<br /> Os muçulmanos acreditam que Maomé foi um homem leal, como todos os profetas, e que os profetas são incapazes de acções erradas (ou mesmo testemunhar acções erradas sem falar contra elas), por vontade de Alá.<br />
  10. 10. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Lugares Sagrados<br /> A Caaba ("O Cubo"), um edifício situado dentro da mesquita principal de Meca (AlMasjidAl-Haram) na Arábia Saudita, é o local mais sagrado do Islão. De acordo com o Alcorão, ela foi construída por Abraão (Ibrahim) para que todas as pessoas fossem ali celebrar os ritos da Hajj. No tempo do profeta Maomé o monoteísmo instituído por Abraão tinha sido corrompido pelo politeísmo e pela idolatria. <br /> Segundo o islamismo, Maomé não procurou fundar uma nova religião, mas antes restabelecer o culto monoteísta que existia no passado. Uma vez que o Islão se identifica com a tradição religiosa do patriarca Abraão é por isso classificado como uma religião abraâmica. <br />
  11. 11. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Lugares Sagrados<br /> O segundo local sagrado do islamismo é Medina, cidade para a qual Maomé e os primeiros muçulmanos fugiram (num movimento conhecido como Hégira), e onde se encontra o seu túmulo.<br /> A cidade de Jerusalém é o terceiro local sagrado do Islão. Este estatuto advém da sua associação aos profetas anteriores a Maomé e sobretudo pelo facto dos muçulmanos acreditarem que o profeta teria viajado para este local durante a noite, cavalgando um ser denominado Buraq, numa viagem conhecida como Isra. <br /> Uma vez em Jerusalém ele teria ascendido ao céu (Mi’raj), onde dialogou com Deus e outros profetas, entre os quais Moisés. No local de Jerusalém onde se acredita que Maomé subiu ao céu foi construída a Cúpula da Rocha em cerca de 690, sobre as ruínas do antigo Templo de Salomão dos judeus.<br />
  12. 12. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />O Dia do Julgamento Final<br />Segundo as crenças islâmicas, o dia do Julgamento Final (Yaumal-Qiyamah) é o momento em que cada ser humano será ressuscitado e julgado na presença de Deus pelas acções que praticou. Os seres humanos livres de pecado serão enviados directamente para o Paraíso, enquanto que os pecadores devem permanecer algum tempo no Inferno antes de poderem também entrar no Paraíso. As únicas pessoas que permanecerão para sempre no Inferno são os hipócritas religiosos, isto é, aqueles que se diziam muçulmanos mas de facto nunca o foram.<br /> Segunda a mesma crença, a chegada do Julgamento Final será antecedida por vários sinais, como o nascimento do sol no poente, o som de uma trombeta e o aparecimento de uma besta. De acordo com o Alcorão o mundo não acabará verdadeiramente, mas sofrerá antes uma alteração profunda.<br />
  13. 13. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Os 5 Pilares do Islão<br /><ul><li>A recitação e aceitação do credo (Chahada ou Shahada);
  14. 14. Orar cinco vezes ao longo do dia (Salá,Salat ou Salah);
  15. 15. Pagar esmola (Zakat ou Zakah);
  16. 16. Observar o jejum no Ramadão (Saum ou Siyam)
  17. 17. Fazer a peregrinação a Meca (Haj) se tiver condições físicas e financeiras. </li></li></ul><li>Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />A Profissão de Fé (chahada)<br /> A profissão de fé consiste numa frase - que deve ser dita com a máxima sinceridade - através da qual cada muçulmano atesta que "não há outro deus senão Alá e Maomé é seu servo e mensageiro“<br />A Oração (O Salat) <br /> A oração no Islão (conhecida como Salá) é composta por 5 partes, todas espalhadas durante o dia e a noite iniciando pela alvorada até à noite. A purificação é realizada através da higiene especifica e detalhada, que consistem basicamente em lavar as mãos, os antebraços, a boca, as narinas, a face, em passar água pelas orelhas, pela nuca, pelo cabelo e pelos pés.<br />
  18. 18. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />A contribuição de purificação (Zakat)<br /> O Islão estabelece que cada muçulmano deve pagar anualmente uma certa quantia, calculada a partir dos seus rendimentos, que será distribuída pelos pobres ou por outros beneficiários definidos pelo Alcorão (prisioneiros, viajantes, endividados...). Esta contribuição é encarada como uma forma de purificação e de culto. <br /> A quantia corresponde a 2,5% do valor dos bens em dinheiro, ouro e prata, mas o valor pode variar se se tratar, por exemplo, de produtos agrícolas (neste caso a contribuição pode chegar a 10% da colheita agrícola).<br />
  19. 19. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />O jejum no Mês do Ramadão (Saum) <br />Durante o Ramadão (o nono mês do calendário islâmico) cada muçulmano adulto deve abster-se de alimento, de bebida, de fumar e de ter relações sexuais desde o nascer até ao pôr-do-sol. Os doentes, os idosos, os viajantes, as grávidas ou as mulheres lactantes estão dispensados do jejum.<br />
  20. 20. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />A peregrinação (Hajj)<br />Este pilar consiste na peregrinação a Meca, obrigatória pelo menos uma vez na vida para todos os que gozem de saúde e disponham de meios financeiros. Ocorre durante o décimo segundo mês do calendário islâmico.<br />
  21. 21. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />A expansão do Islamismo em Portugal<br />Bastaram 40 anos – e uma política de imigração suicida – para que o número de mesquitas, em Portugal, atingisse quase quarenta. Ao mesmo tempo que os acolhemos, de braços abertos, e até permitirmos que façam reuniões internacionais de grupos radicais na Mesquita de Lisboa, os cristãos continuam a ser perseguidos, em todos os países de maioria muçulmana.<br />
  22. 22. Educação<br /> Moral <br /> Religiosa <br />Católica <br />O Islamismo<br />Conclusão<br />Concluímos com este trabalho que o Islão é a segunda religião com maior número de fiéis, a seguir ao cristianismo. <br /> O islamismo contemporâneo é dominado pelo tradicionalismo, preocupado com a manutenção de rituais e práticas antigas, como o uso do véu pelas mulheres. Existem ainda correntes que pretendem conciliar o Islão com aspectos da modernidade, que são principalmente activas nos Estados Unidos da América. <br /> À semelhança do que acontece no judaísmo e no cristianismo, o islamismo é também marcado pela existência de movimentos ditos integristas ou fundamentalistas.<br />

×