Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)

48 views

Published on

ESE Capítulo 8

Published in: Spiritual
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)

  1. 1. BEM-AVENTURADOS OS QUE TEM PURO O CORAÇÃO Cap. 8 Evangelho EspiritismoSEGUNDO O O
  2. 2. Apresentaram-lhe então algumas crianças, a fim de que Ele as tocasse, e, como seus discípulos afastassem com palavras ásperas os que lhas apresentavam, Jesus, vendo isso, zangou-se e lhes disse: “Deixai que venham a mim as criancinhas e não as impeçais, porquanto o Reino dos Céus é para os que se lhes assemelham.
  3. 3. Digo- vos, em verdade, que aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, nele não entrará.” — E, depois de as abraçar, abençoou- as, impondo-lhes as mãos. (Marcos, 10:13 a 16.)
  4. 4. A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda ideia de egoísmo e de orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza, do mesmo modo que a tomou como o da humildade. Só um Espírito que houvesse chegado à perfeição nos poderia oferecer o tipo da verdadeira pureza. Pois que o Espírito da criança já viveu, por que não se mostra, desde o nascimento, tal qual é?
  5. 5. Ao aproximar-se-lhe a encarnação, o Espírito entra em perturbação e perde pouco a pouco a consciência de si mesmo, ficando, por certo tempo, numa espécie de sono, durante o qual todas as suas faculdades permanecem em estado latente. É necessário esse estado de transição para que o Espírito tenha um novo ponto de partida e para que esqueça, em sua nova existência, tudo aquilo que a possa entravar.
  6. 6. A partir do nascimento, suas ideias tomam gradualmente impulso, à medida que os órgãos se desenvolvem, pelo que se pode dizer que, no curso dos primeiros anos, o Espírito é verdadeiramente criança, por se acharem ainda adormecidas as ideias que lhe formam o fundo do caráter. Durante o tempo em que seus instintos se conservam amodorrados, ele é mais maleável e, por isso mesmo, mais acessível às impressões lhe modificarem a natureza e de fazê-lo progredir,
  7. 7. O Espírito, pois, enverga temporariamente a túnica da inocência e, assim, Jesus está com a verdade, quando, sem embargo da anterioridade da alma, toma a criança por símbolo da pureza e da simplicidade.
  8. 8. O reino dos céus só é para os que têm puro o coração. Jesus tomou a criança como o símbolo dessa pureza, em razão da simplicidade e humildade que a caracteriza e nos ensinou que, para conquistar a felicidade, devemos nos assemelhar a ela. 1 - Por que Jesus tomou a criança como símbolo de pureza? Porque a criança, com seus gestos inocentes, desprovidos de maldade e egoísmo, é a verdadeira imagem da simplicidade e pureza. Mesmo em uma criança de maus pendores, suas más ações são dissimuladas pela candura dos seus traços infantis.
  9. 9. 2 - Jesus disse que o reino dos céus é das crianças? Não. Jesus deixou bem claro que o reino dos céus é para os que a elas se assemelham. O aspecto da inocência e candura que vemos nas crianças não constitui superioridade real do espírito, mas a imagem do que deveria ser. 3 - Qual a importância do estado da infância? Proporcionar ao espírito um recomeço, com novas informações educativas para o seu progresso moral e intelectual. "Nessa fase é que se lhe pode transformar os caracteres e reprimir os maus pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais, missão sagrada de que terão de dar contar". (LE, questão 385).
  10. 10. Aprendestes que foi dito aos antigos: “Não cometereis adultério. Eu, porém, vos digo que aquele que houver olhado uma mulher, com mau desejo para com ela, já em seu coração cometeu adultério com ela.” (Mateus, 5:27 e 28.)
  11. 11. A palavra adultério, num sentido mais geral, Jesus a empregou por extensão, para designar o mal, o pecado, todo e qualquer pensamento mau, como, por exemplo, nesta passagem: “Porquanto se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, dentre esta raça adúltera e pecadora, o Filho do Homem também se envergonhará dele, quando vier acompanhado dos santos anjos, na glória de seu Pai.” (Marcos, 8:38.)
  12. 12. A verdadeira pureza não está somente nos atos; está também no pensamento. Foi o que Jesus quis dizer: Ele condena o pecado, mesmo em pensamento, porque é sinal de impureza. Sofrem-se as consequências de um pensamento mau, embora nenhum efeito produza? Todo pensamento mau resulta, pois, da imperfeição da alma; mas, de acordo com o desejo que alimenta de depurar-se, mesmo esse mau pensamento se lhe torna uma ocasião de adiantar-se, porque ela o repele com energia.
  13. 13. Depois que haja resistido, sentir-se-á mais forte e contente com a sua vitória. Aquela que, ao contrário, não tomou boas resoluções, procura ocasião de praticar o mau ato e, se não o leva a efeito, não é por virtude da sua vontade, mas por falta de ensejo. É, pois, tão culpada quanto o seria se o cometesse.
  14. 14. Em resumo, naquele que nem sequer concebe a ideia do mal, já há progresso realizado; naquele a quem essa ideia acode, mas que a repele, há progresso em vias de realizar-se; naquele, finalmente, que pensa no mal e nesse pensamento se compraz, o mal ainda existe na plenitude da sua força. Num, o trabalho está feito; no outro, está por fazer-se. Deus, que é justo, leva em conta todas essas gradações na responsabilidade dos atos e dos pensamentos do homem.
  15. 15. Então os escribas e os fariseus, que tinham vindo de Jerusalém, aproximaram-se de Jesus e lhe disseram: “Por que violam os teus discípulos a tradição dos antigos, uma vez que não lavam as mãos quando fazem suas refeições?”
  16. 16. Jesus lhes respondeu: “Por que violais vós outros o mandamento de Deus, para seguir a vossa tradição?
  17. 17. Hipócritas, bem profetizou de vós Isaías, quando disse: Este povo me honra de lábios, mas conserva longe de mim o coração; é em vão que me honram ensinando máximas e ordenações humanas.”
  18. 18. O que sai da boca procede do coração e é o que torna impuro o homem; porquanto do coração é que partem os maus pensamentos, os assassínios, os adultérios, as fornicações, os latrocínios, os falsos-testemunhos, as blasfêmias e as maledicências. Essas são as coisas que tornam impuro o homem; o comer sem haver lavado as mãos não é o que o torna impuro.”
  19. 19. Então, aproximando-se dele, disseram-lhe seus discípulos: “Sabeis que, ouvindo o que acabais de dizer, os fariseus se escandalizaram?” — Ele, porém, respondeu: “Arrancada será toda planta que meu Pai celestial não plantou. — Deixai-os, são cegos que conduzem cegos; se um cego conduz outro, caem ambos no fosso.” (Mateus, 15:1 a 20.)
  20. 20. Enquanto Ele falava, um fariseu lhe pedia que fosse jantar em sua companhia. Jesus foi e sentou-se à mesa. O fariseu entrou então a dizer consigo mesmo: “Por que não lavou Ele as mãos antes de jantar?” — Disse-lhe, porém, o Senhor: “Vós outros, fariseus, pondes grande cuidado em limpar o exterior do copo e do prato; entretanto, o interior dos vossos corações está cheio de rapinas e de iniquidades. (Lucas, 11:37 a 40.)
  21. 21. Insensatos que sois! aquele que fez o exterior não é o que faz também o interior?” Afinal o que nos importa em receber passe, participar de reuniões públicas e grupo de estudos se não praticarmos nada que aprendemos com relação à lei de amor, caridade e justiça?
  22. 22. Muitos cristãos, a exemplo dos antigos judeus, consideram mais garantida a salvação por meio das práticas exteriores do que pelas da moral. É a essas adições, feitas pelos homens à Lei de Deus, que Jesus alude, quando diz: -”Arrancada será toda planta que meu Pai celestial não plantou.” Não basta se tenham as aparências da pureza; acima de tudo, é preciso ter a do coração.
  23. 23. Comecemos por trasladar, a propósito deste tema de grande interesse para todos nós, o texto evangélico de Mateus, Cap. XVII, v. 7 a 9. "Ai do mundo por causa dos escândalos ! porque é necessário que haja escândalos; mas aí daquele homem por quem vem o escândalo! Portanto, se a tua mão, ou o teu pé, te escandaliza, ou te serve de tropeço, corta-o e lança-o fora de ti; ...
  24. 24. ...melhor é entrares na vida manco ou aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno. Se o teu olho te serve de pedra de tropeço, arranca-o e lança-o fora de ti; é preferível entrares na vida com um olho só do que, tendo dois, seres lançado na Geena de fogo".
  25. 25. É do coração, diz o Evangelho, em sua linguagem simples e concisa, que vem o roubo, o adultério, o homicídio, a inveja, o dolo e as loucuras. O escândalo, portanto, é a manifestação daquilo que jazia oculto nos meandros dos corações, nas profundezas da alma humana. Uma circunstância qualquer, um momento azado, um choque inesperado se incumbe de pôr a descoberto o que se achava encoberto, tornando do domínio público o que estava em segredo. O escândalo, pois, é a revelação de um mal existente no indivíduo, revelação provocada pelos atritos da vida de relação, pelos entrechoques de interesses e vaidades, ou por simples circunstâncias ocasionais.
  26. 26. Daí a sábia observação do Instrutor da Humanidade: É preciso que haja escândalos, mas ai daquele por quem o escândalo vem! Sim, é necessário que os homens se revelem, que mostrem o que realmente são, que se venha a saber e conhecer as suas intenções e pensamentos reservados. Provocando o escândalo e suportando as consequências que do mesmo decorrem, o homem acaba corrigindo-se, mudando de atitude e de proceder. Este fato justifica plenamente a moralidade da sentença: É necessário que haja escândalos.
  27. 27. Os homens se assemelham a certos reservatórios dágua. Olhando-se esta, superficialmente, decantada como está, parece límpida, cristalina e pura; mas, tomando-se uma vara e revolvendo o fundo do tanque, eis que se turva, escurece, assumindo aparência desagradável e até repugnante. Por quê? Simplesmente porque veio à tona a imundície que se achava acamada nas paredes do reservatório. Este é o meio e o processo de limpá-los: não existe outro. É o que sucede com as nossas almas. Sua purificação se processa, agitando-se, pondo em suspensão as espurcícias que ela traz escondida em seus escaninhos mais íntimos.
  28. 28. No decurso dos três anos de seu messianato, Jesus teve ocasião de constatar, entre os apóstolos, alguns escândalos que certamente repercutiram dolorosamente sobre ele. Tal foi o proceder de Pedro, negando-o por três vezes, abertamente. Dessa culpa, o velho Pescador se penitenciou depois, amargamente, tornando-se firme e vigilante durante o resto de sua existência. Colheu, portanto, um proveito da própria queda, do mesmo ato de pusilanimidade em que incorreu.
  29. 29. Escândalo maior, de larga repercussão, cujos rumores atravessaram os séculos, perdurando ainda, foi por certo o de Judas Iscariotes, entregando o seu Mestre aos esbirros romanos, mediante o preço de 30 dinheiros, recebido dos sacerdotes judeus. Esse grave delito produziu consequências dolorosíssimas, determinando em Judas, arrependido, tamanho remorso, que o arrastou ao suicídio. Sua razão, então confusa e atrabiliária, conturbada e aflita, entendeu de punir aquele crime com a pena de morte, aplicando-a em si mesmo.
  30. 30. Judas se fez juiz em causa própria, reconhecendo a gravidade de sua culpa e contra ela lavrando e executando a pena máxima. De um transe tão penoso e amargurado resultou, como é natural, o aniquilamento do homem velho, com suas paixões inconfessáveis, ressurgindo uma criatura nova. O escândalo é um mal, porém um mal necessário, como as cadeias, os presídios, o divórcio, etc., dadas as condições dos Espíritos que se encarnam neste planeta de provas e expiação.
  31. 31. Que importa a luta armada, a monstruosa guerra, Se for para trazer a Paz à Terra! Que importa a inclinação que temos para errar, Se o erro nos ensina a regra de acertar! Se Paulo não persegue o exército cristão, Talvez não lhe sorrisse a Santa Conversão: Tão sublime, tão grande e cheia de heroísmo, Que o seu nome fundiu-se ao do Cristianismo. E eis porque Jesus, por muito nos amar. Vedou-nos o direito e o voto de julgar.
  32. 32. "Se a tua mão, ou o teu pé, te serve de escândalo, corta-o e lança-o fora de ti; pois é preferível entrar na vida manco ou aleijado do que, tendo dois pés e duas mãos, ser lançado no fogo. Se o teu olho te serve de escândalo, arranca-o e lança-o fora de ti, porque é melhor possuir a vida com um só olho, do que tendo dois, ser lançado na Geena". (Geena = Inferno)
  33. 33. O que ele quer e espera de nós, não é uma reforma exterior, ou parcial, mas sim que nos reformemos radicalmente, mediante a purificação da fonte de nossa vida moral, ou seja, de nosso coração. Quando, pois, nos aconselha a arrancar o olho e cortar a mão que se tornem motivo de escândalo, quer, com essa linguagem forte e expressiva, significar que é absolutamente necessário destruirmos em nós mesmos tudo o que possa ser causa de prevaricações e de sentimentos menos dignos, ainda que, para isso, tenhamos de impor-nos os maiores sacrifícios.
  34. 34. "Se a tua mão, ou o teu pé, te serve de escândalo, corta-o e lança-o fora de ti; pois é preferível entrar na vida manco ou aleijado do que, tendo dois pés e duas mãos, ser lançado no fogo. Se o teu olho te serve de escândalo, arranca-o e lança-o fora de ti, porque é melhor possuir a vida com um só olho, do que tendo dois, ser lançado na Geena". (Geena = Inferno); Para fugirmos do escândalo, é bastante alcançarmos a condição expressa no velho aforismo socrático: Conhece-te a ti mesmo.
  35. 35. " Que infeliz homem que eu sou: aquilo que quero não faço: aquilo que não quero, isso faço!” ( Paulo) Jesus: Sede perfeitos como vosso pai celestial é perfeito. Aquele célebre — vigiai e orai — de que Ele nos fala, encerra um conselho que só poderia ser dado por quem nos conhece em nossas mais íntimas particularidades e nas minúcias mais secretas do nosso coração. Quem vigia desconfia; e quem ora confia.
  36. 36. O escândalo não está na ação em si mesma, mas na repercussão que possa ter. Muitas pessoas se contentam com evitar o escândalo, porque este lhes faria sofrer o orgulho, lhes acarretaria perda de consideração da parte dos homens. Desde que as suas torpezas fiquem ignoradas, é quanto basta para que se lhes conserve em repouso a consciência. São, no dizer de Jesus: “sepulcros branqueados por fora, mas cheios, por dentro, de podridão; vasos limpos no exterior e sujos no interior”.
  37. 37. É necessário que o escândalo venha, porque, estando em expiação na Terra, os homens se punem a si mesmos pelo contato de seus vícios, cujas primeiras vítimas são eles próprios e cujos inconvenientes acabam por compreender. A reação desses vícios serve, pois, ao mesmo tempo, de castigo para uns e de provas para outros. Sendo assim, dirão, o mal é necessário e durará sempre, porquanto, se desaparecesse, Deus se veria privado de um poderoso meio de corrigir os culpados.
  38. 38. Mas ai daquele por quem venha o escândalo. Quer dizer que o mal sendo sempre o mal, aquele que a seu mau grado servir de instrumento à Justiça divina, aquele cujos maus instintos foram utilizados, nem por isso deixou de praticar o mal e de merecer punição.
  39. 39. Na sociedade brasileira tem-se ainda outro escândalo, outro inferno: grupos de extermínio, violência urbana, narcotráficos, corrupção, inferno da AIDS, dos abortos, da discriminação sexual, racial e social e outros. Existem, contudo, possibilidades de um "exorcismo" destes infernos com os seus "demônios", como a existência de homens bem-intencionados. Contudo, a existência destes indivíduos está ligada tão-somente à recuperação dos valores morais e espirituais da própria sociedade onde estão inseridos.
  40. 40. CONCLUSÃO - Daí a Doutrina Espírita poderá contribuir para a sociedade, como função social seguindo o exemplo de Jesus de Nazareno tocante aos "puros de coração". Jesus de Nazaré realmente ensinou paciência e tolerância, mas nunca estabeleceu acordo com os erros dos infernos exteriores que infelicitam o mundo. Apesar de legar à humanidade o último testemunho da não-violência, mas também nos legou o testemunho da não-acomodação com as trevas em que se compraz a grande maioria dos indivíduos.
  41. 41. Conclusão do Estudo: Nas traduções mais recentes e mais fiéis da Bíblia, a palavra escândalo está expressa por tropeço (na tradução em Esperanto), querendo significar que Jesus se referia a tudo o que leva o homem à queda: o mau exemplo, princípios falsos, abuso do poder, etc.  O reino dos céus só é para os que têm puro o coração. Jesus tomou a criança como o símbolo dessa pureza, em razão da simplicidade e humildade que a caracteriza e nos ensinou que, para conquistar a felicidade, devemos nos assemelhar a ela.  Não basta ao homem somente abster-se de praticar o mal; é necessário destruir em si tudo o que o leve a praticá-lo, seja por atos, palavras ou pensamentos. A oração e a vigilância são poderosos auxiliares para se manter o coração livre das influências do mal.
  42. 42.  Não é o que nos entra pela boca que nos faz mal; é o que sai da boca, porque provém do coração: maus pensamentos, blasfêmias, maledicências, etc. Não bastam as aparências da pureza: Deus quer a verdadeira pureza do nosso coração.  Constitui escândalo tudo o que resulta dos vícios e das imperfeições humanas, toda reação má de um para outro, com ou sem repercussão, e que, certamente, resultará na aplicação de corretivos dolorosos pela Providência Divina, àquele por quem venha o escândalo.  O escândalo constitui recurso de que a Providência Divina se utiliza para aplicar corretivos aos que se desviaram do caminho traçado pelo Evangelho. Nem por isso significa que o causador do escândalo fique impune, uma vez que a lei de causa e efeito atinge a todos.
  43. 43.  O termo criancinhas se estende aos infelizes, fracos, escravizados, viciados de qualquer idade, aos quais Jesus concita a atenção e benevolência dos homens, e para os quais promete Ele o consolo e amparo de que são carentes. Para Deus, nosso Pai, somos ainda crianças espirituais, carentes de amor e orientação.
  44. 44. VÃO COM DEUS E ATÉ O PRÓXIMO ENCONTRO André Luiz Valoriza as coisas boas que o universo te dá, ame ao próximo como a ti mesmo e vá aos poucos conquistando a pureza que existe dentro de você

×