Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Níveis de linguagem

30,164 views

Published on

  • Be the first to comment

Níveis de linguagem

  1. 1. NÍVEIS DE LINGUAGEM Prof. Hélide Campos
  2. 2.  Ao lado da norma culta estão as normas regionais, que representam usos específicos de comunidades menores, afastadas dos grandes centros civilizados.
  3. 3. RESUMIDAMENTE Temos os seguintes NÍVEIS de linguagem: culto (padrão), coloquial (comum), que se subdivide em, popular, familiar e grupal.
  4. 4. NÍVEL CULTO É O que deve ser usado em todos os documentos oficiais. Segue todas as regras da gramática normativa e é empregado primordialmente na forma escrita.
  5. 5. NÍVEL COLOQUIAL OU COMUM É usado no cotidiano, no nosso dia a dia, com a finalidade de comunicação e de interação, usado, sobretudo, oralmente. Apresenta dois subníveis que são: o popular e o familiar.
  6. 6.  POPULAR Usado por pessoas que têm baixa pouca escolaridade. É marcado pelo desconhecimento gramatical, pelo emprego de gírias e de palavras de baixo calão.
  7. 7. EXEMPLOS ESSELENTÍCIMO MANO RESPONSÁVEL DA JUSTIÇA AQUI DA ÁREA Eu, VANDERGLEISSON OLÍMPIO DOS SANTOS, pode ser mano Vander nas intimação (é como meus truta me chama, tá ligado?), se fazendo representar pelo meu chegado, Dr. Mano Clayton, adêva dos bom e estelionatário da hora, venho perante Vossa Magnitude interpor;
  8. 8.  CAUTELAR INOMINADA com PEDIDO ELIMINAR Contra a polícia que invadiu o Bingo. Certo?Bom, caso que o poblema é dois, perfeito? Eu se encontrava divertindo- me no Bingo do Bolacha. Tava ali, de boa, quando derrepente entra os meganha tudo armado, e aí, magnata...aí a casa caiu. Maluco, cê tinha que vê! Não quiseram nem levá um léro.
  9. 9.  Reçalta-se que até tentei puchá uma conversa, na aoumildade, mas nada. Aí engrossaram e eu falei: "não embassa, doido! Não tá vendo que eu tô aqui me divertindo,mano? Cês entram como querem na bagaça, sem bater, e zoa com o barato todo aí, dos meu?"
  10. 10.  Mas não adiantou nada. Chegaram passando geral, levaram tudo. Foi as máquina de fliper, foi caça-níkeu, e o pior: foi tudo as cautela!!!!E é aí queu chego nos finalmente. Só entrei com esta ação cautelar, por um motivo: eu quero minha cautela de volta!
  11. 11.  Ah, fala sério! Manos vacilão, pá e tal. Faz 12 ano que eu jogo no Bingo do Bolacha e nunca ganhei nem caneta de vale brinde. Aí no dia queu fécho os baguio ali, grito... BINGOOO, entra os meganha e passa geral! Cumé qui é mano?Cadê a justiça? Foi eu que comprei a cautela. E agora?
  12. 12.  Tá certo queu meio que se exaltei um pouco umas hora lá e disse pros home:"aí, mano, aqui tem pra trocá“. Tentei me impor e só levei uns tapaço de mão aberta.Mas isso não é motivo pra levá meu jogo (e premiado!).
  13. 13. DOS PEDIDO Assim, dessa forma e posto isso, só venho pedir de voLta minha cautela premiada qué preu buscá o prêmio lá co Bolacha. Pô, na miúda, só entre a gente, magnata: adianta o lado aí, sem ouvi os meganha.
  14. 14.  É porque se ficá embassando muito, o Bolacha é capaz de fugir com a minha grana e sabe cumé, como dizia um chegado meu, gente boa pra cacete (o mano Menudo, o Sr. conhece?), "camarão que dorme a onda leva".
  15. 15.  Esperando que entenda meus lado,Pede deferimento. p.p. Dr. Mano Clayton OAB nº...
  16. 16. Mais exemplos - Gírias Bolado: Surpreso, espantado, perplexo. Morô?: Entendeu? Pela Saco: Pessoa importuna, que chateia os outros. Responsa: Confiável, Agradável, divertido. Tá ligado?: Entendeu?
  17. 17.  Si pá ???? Ninguém merece: Chatear. Já era: É isso.
  18. 18. GÍRIAS DOS DETENTOS Agendar: Transar (sexo) Assou: Foi identificado, flagrado Adeva: Advogado Boi: lugar onde fazem as necessidades fisiológicas. Cafofo: lugar onde esconde drogas, celulares e armas Comarca: cama
  19. 19.  Dá roupa: Estar acobertando um malandro Fazer uma limpeza ou faxina: Ordem de morte ou transferência de preso Parada: ato ilícito dentro da cadeia X-9: Dedo duro
  20. 20. Exemplo - Vídeo Terça Insana
  21. 21. Outro subnível FAMILIAR De caráter afetivo, faz uso de diminutivos, de palavras que denotam sentimentos, de apelidos carinhosos, entre outros.
  22. 22. NÍVEL GRUPAL Caracteriza-se de pequenos grupos e se subdividem em:1. Normas regionais2. Gírias ( que já vimos)3. Normas técnicas
  23. 23. NORMAS REGIONAIS Variam de acordo com as regiões, por comunidades específicas. Léxico (vocabulário) e sotaque
  24. 24. EXEMPLOS - LÉXICONORDESTE
  25. 25.  BEXIGA - Coisa ruim CACETINHO - Biscoito de forma cilíndrica como um dedo FARINHA-DO-REINO - Farinha de trigo FICAR DE BOI - Menstruar
  26. 26. SUL Bah – Interjeição para tudo e não há tradução Cacetinho – Pão francês Cano – Define-se um esquadrão de futebol, um timaço Capaz – Interjeição de aprovação ou desaprovação muito utilizada – a gauchada não fica três minutos sem falar, capaz que não?
  27. 27.  Tchê - Assim como meu na maior metrópole brasileira Tri - é quando se elogia ou quer dar intensidade a um adjetivo. Tri-legal, tri-massa, bem-tri
  28. 28. Sotaques Exemplos – vídeos – Nelson Freitas e Marcelo Adnet
  29. 29. Vamos encenar? Poderíamos contar com alguns voluntários para encenar os fragmentos a seguir?
  30. 30. ASSALTANTE BAIANO Ô meu rei... ( pausa ) Isso é um assalto... ( longa pausa ) Levanta os braços, mas não se avexe não..( outra pausa ) Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado .... Vai passando a grana, bem devagarinho ( pausa pra pausa ) Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado. Não esquenta, meu irmãozinho, ( pausa ) Vou deixar teus documentos na encruzilhada .
  31. 31. ASSALTANTE MINEIRO  Ô, sô, prestenção... Isso é um assarto, uai... Levanta os braço e fica quetim quesse trem na minha mão tá cheio de bala... Mió passá logo os trocado que eu num tô tão bão hoje. Vai andando, uai! Tá esperando o quê, uai!
  32. 32. ASSALTANTE GAÚCHO -ô, guri, ficas atento... Bah, isso é um assalto... Levantas os braços e te aquietas, tchê! Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê. Passa as pila pra cá! E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala.
  33. 33. ASSALTANTE CARIOCA Seguinte, bicho... Tu te deu mal. Isso é um assalto. Passa a grana e levanta os braços, rapá... Não fica de bobeira que eu atiro bem pra... Vai andando e, se olhar pra trás, vira presunto...
  34. 34. ASSALTANTE PAULISTA -Orra, meu... Isso é um assalto, meu... Alevanta os braços, meu... Passa a grana logo, meu... Mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingreso do jogo do Corinthians, meu... Pô, se manda, meu...
  35. 35.  Observações gerais – professora / alunos
  36. 36. MAIS ATIVIDADES A) O texto retrata várias cenas de assalto, cada uma delas situada em um Estado ou região diferente do país. A fala do assaltante tem sempre o mesmo conteúdo, enquanto o uso da linguagem e o modo como o assalto é conduzido mudam de uma situação para outra. Identifique em cada uma das cenas duas palavras ou expressões próprias do nordestino, mineiro, gaúcho, carioca, baiano e paulista.
  37. 37.  B)Além da linguagem, o texto também revela comportamentos ou hábitos que supostamente caracterizam o povo de diferentes estados ou regiões, O que caracteriza, por exemplo: o nordestino; o baiano; e o paulista?
  38. 38.  C) O programa “Fala, maluco”, de uma rádio paulistana, promoveu um concurso de gírias para premiar autores de frases curiosas produzidas no linguajar dos jovens e das ruas. Leia, a seguir, as frases premiadas e transcreva-as na variedade padrão.
  39. 39.  “Maior corre no meu trampo hoje, mas firmão. Vou colar na minha goma, bater uma xepa e mandar um salve pra galera da minha área.” “Aê, tô zarpando fora que fiquei de cruzar com uns camaradas pra colar num pico classe A.”
  40. 40.   “Aê, Tuquinha, se liga, lagarto, que eu vou marcar uma mão pra você devolver minha lupa.” “Dani, para de ser mamadeira e arruma um trampo logo.”
  41. 41.   “Dani, para de ser mamadeira e arruma um trampo logo.” “Digo, se liga, você é mó talarico. Tentou furá os zoio do maluco da minha quebrada. Se liga, meu!”

×