ApresentaçãO SAmba2

  • 3,252 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,252
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
61
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Paulo Lima Curso de Instalação e Operação de Sistemas Informáticos Samba, disciplina e identidade
  • 2.
    • Um dos "mistérios" que cercam o samba foi ter passado de música de redutos extremamente pobres da cidade do Rio de Janeiro a género musical nacional, num período de tempo muito curto.
    INTRODUÇÃO
  • 3.
    • De facto, ainda está por explicar o que teria levado a essa rápida promoção, embora, a partir do texto de Vianna se possa formular a hipótese de que o projecto nacionalista dos anos trinta encontrou no samba o grande veículo da identidade brasileira.
    INTRODUÇÃO
  • 4.
    • Quando se fala do surgimento do samba, à parte a sua origem rural na forma de diversos ritmos encontrados em várias regiões do país, à parte a própria etimologia da palavra, que a ligaria a rituais de fertilidade africanos, temos que ter em mente o seu aparecimento como género de música popular.  
    Um Pouco De História
  • 5.
    • Em 1928 – 12 de Agosto é fundada a primeira "escola de samba" e é feito o lançamento da primeira gravação do novo estilo, por Francisco Alves (o samba "A malandragem")
    • Em 1929 – a escola de samba Mangueira é fundada (28 Abril)
    • Em 1932 – é promovido pelo jornal Mundo Sportivo  o primeiro desfile das escolas de samba
  • 6.
    • Em 1934 – fundação da União das Escolas de Samba – 28 filiadas
    • Em 1935 – já com subvenção oficial da prefeitura do Rio de Janeiro – com as escolas desfilando sob o tema "A Vitória do Samba", para celebrar o primeiro concurso realizado sob o patrocínio oficial.
  • 7.
    • Difusão do samba pelos morros. O samba seria, deste ângulo, a primeira grande reacção da antiga escravatura, encontrando finalmente seu caminho de expressão e de organização.
  • 8.
    • Assim, esse tipo de música, que ao mesmo tempo serve aos propósitos do mercado, ainda tem a sua forma atrelada a práticas folclóricas, que permitem, portanto, a sua utilização em ambientes de ritualização e socialização.
  • 9.
    • Instrumentos típicos:
    • Diversos instrumentos de cordas (como cavaquinho e vários tipos violão)
    • variados instrumentos de percussão (como pandeiro, surdo e tamborim);
    • Algumas vertentes utilizam instrumentos de sopro
    INSTRUMENTOS
  • 10.
    • Bossa nova, Pagode, Samba-Batido, Samba-de-Breque, Samba-Canção, Samba-Corrido, Samba-Enredo, Samba-Exaltação, Samba-de-Morro, Samba-de-Partido-Alto, Samba-Raiado, Samba-de-Roda, Samba-de-Terreiro, Sambalanço
    • Gêneros de fusão:
    • Samba-Choro, Samba-Funk, Samba-de-Gafieira, Samba-Jazz, Samba-Maxixe, Samba-Rap, Samba-Reggae, Samba-Rock, Sambalada, Sambolero.
    SUBGÉNEROS DO SAMBA
  • 11.
    • O samba de roda baiano, que em 2005 se tornou um Património da Humanidade da Unesco, foi uma das bases para o samba carioca.
    • Apesar do samba existir em todo o país - especialmente nos Estados da Bahia, do Maranhão, de Minas Gerais e de São Paulo - sob a forma de diversos ritmos e danças populares regionais que se originaram do batuque, o samba como género é uma expressão musical urbana do Rio de Janeiro, onde de facto nasceu e se desenvolveu entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX.
  • 12.
    • Foi no Rio de Janeiro que a dança praticada pelos escravos baianos migrados entrou em contacto e incorporou outros géneros musicais tocados na cidade (como a polca, o maxixe, o lundu, o xote, entre outros), adquirindo um carácter totalmente singular e criando o samba carioca urbano e carnavalesco.
  • 13.
    • O samba moderno surgido a partir do início do século XX tem ritmo basicamente 2/4 e andamento variado, com aproveitamento consciente das possibilidades dos estribilhos cantados ao som de palmas e ritmo batucado, e aos quais seriam acrescentados uma ou mais partes, ou estâncias, de versos declamatórios.
    • Por influência das orquestras norte-americanas em voga a partir da Segunda Guerra Mundial, e pelo impacto cultural da música dos EUA no pós-guerra, passaram a ser utilizados também instrumentos como trombones e trompetes, e, por influência do choro, flauta e clarinete.
    Apresentação de umas das escolas de samba
  • 14.
    • Existem várias versões acerca do nascimento do termo "samba".
    • Uma delas afirma ser originário do termo "Zambra" ou "Zamba", oriundo da língua árabe, tendo nascido mais precisamente quando da invasão dos mouros à Península Ibérica no século VIII. Uma outra diz que é originário de um das muitas línguas africanas, possivelmente do quimbundo, onde "sam" significa "dar", e "ba" "receber" ou "coisa que cai".
    • No Brasil, acredita-se que o termo "samba" foi uma corruptela de "semba" (umbigada), palavra de origem africana - possivelmente oriunda de Angola ou Congo, de onde vieram a maior parte dos escravos para o Brasil.
    A ORIGEM DO TERMO SAMBA Apresentação da escola de samba Viradouro
  • 15.
    • Em meados do século XIX, a palavra samba definia diferentes tipos de música introduzidas pelos escravos africanos, sempre conduzida por diversos tipos de batuques, mas que assumiam características próprias em cada Estado brasileiro, não só pela diversidade das tribos de escravos, como pela peculiaridade de cada região em que foram assentados.
  • 16.
    • Samba-de-Gafieira, Samba-Choro, Samba-de-Breque, Sambalada.
    • Ainda durante a década de 1930, mas especialmente a partir de meados da década de 1940 e ao longo da década de 1950, o samba recebeu novas influências de ritmos latinos e norte-americanos.
    • As concentrações urbanas provocaram o aparecimento das primeiras danceterias populares, as chamadas gafieiras
    VERTENTES E VARIAÇOES DO SAMBA Mestre sala e Porta bandeira
  • 17.
    • Samba-Funk, Samba-Rock
    • Também na década de 1960, surgiram o samba-rock e o samba-funk.
    • O primeiro era a mescla do samba com o rock e nasceu na cidade de São Paulo
    FUSÕES DO SAMBA Carro Alegórico a representar o Imperador
  • 18.
    • A partir do ano 2000, surgiram alguns artistas que buscavam se reaproximar das tradições mais populares do samba.
    • Foram os casos de Marquinhos de Oswaldo Cruz, Teresa Cristina e Grupo Semente, entre outros, que contribuíram para a revitalização da região da Lapa, no Rio de Janeiro.
    • Isso tudo contribuiu para atrair vários artistas do Rio de Janeiro que, além de shows, fixaram residência em bairros da capital, como São Mateus.
    O SAMBA NO SÉCULO XXI
  • 19.
    • Em 2004, o então ministro da cultura Gilberto Gil apresentou à Unesco o pedido de tombamento do samba como Património Cultural da Humanidade, na categoria "Bem Imaterial", através do Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional.
    • No ano seguinte, o samba-de-roda do Recôncavo Baiano foi proclamado "Património da Humanidade" pela Unesco, na categoria de "Expressões orais e imateriais".
  • 20.
    • A música brasileira é uma das mais diversificadas do mundo, especialmente o samba. Como a rumba cubana e o merengue dominicano, o samba brasileiro é um género amplo, complexo e diversificado.
    • Esta diversidade, por si só, dificultou a imposição em seus países de origem de um padrão único de música popular, o chamado pop, como tem feito no resto do mundo a indústria fonográfica.
    • Uma destas primeiras tentativas de enquadrar o samba no Brasil ocorreu com as criações dos estilos sambolero e sambalada.
    O SAMBA RESISTE
  • 21. CONCLUSÃO A palavra samba é de origem africana que significa umbigada. É um ritmo que surgiu no Brasil. O samba surgiu de uma mistura de ritmos e estilos africanos e brasileiros. Ele sofreu influências do lendu e do maxixe. E vem sendo cada vez mais popular em alguns países . Paulo Lima
  • 22. EVERYTIME
  • 23. The End Everytime Musica Em Especial Para Sandra Matos