Abecadario das bibliotecas23[1]

912 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
912
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • A partir do pensamento sobre o abecadário foi escolhida para cada letra uma palvra que pode estar relacionada com a “Gestão e Organização da Biblioteca. O objectivo é suscitar nos formandos a discussão e reflexão para cada uma relativamente ao tema proposto. Em notas estão algumas das consideraçãoes que as formadoras consideram pertinentes e como base de trabalho.
  • Accountability- (dar contra de / a, prestar contas de / a, pedir contas de /a, medir…) Ao clicar no link será remetido para o youtube onde visionará um vídeo.
  • Biblioteca- O que é uma biblioteca nos dias de hoje integrada na RBE em Portugal
  • Comunicação- Factor de suceso numa BE de, e, com, Para , Todos
  • Dirigir- A gestão implica a direcção Rumo Orientação Definição de políticas Um caminho
  • A Equipa A sua constituição As suas competências As suas funções O coordenador O seu perfil, competências, direitos, deveres , funções.
  • F- Financiamentos-tão importantes para o funcionamento das BEs Para as instalar Conservar Manter Fazer crescer G- Gerir - Eis a questão que estamos a trabalhar neste módulo Gestão de : Recursos Humanos Materiais Financeiros
  • Horas- horários de funcionamento , das equipas , da escola , da BE. Imaginação- Tão importante para as pessoas pensarem, criarem , inovarem.... crescerem ...e poderem trBlhREM com os seus alunos de forma a termos cidadãos mais livres
  • Janela- Uma janela aberta para o mundo , para o conhecimento,
  • K – constante K da física associada às Leis de Képler que matafóricamente se podem aplicar às BE. Inércia - Um corpo em repouso permanece em repouso se nenhuma força externa actuar sobre ele; propriedade dos corpos que resistem à mudança (A Aborboleta no casulo)AS BEs estáticas Força - Relaciona a mudança de velocidade do objecto com a força aplicada sobre ele. BEs em movimento Acção e Reacção – quando um objecto exerce uma força sobre algo este exerce uma força igual e contrária. Quando as equipas actuam e a reacção aparece
  • Literacia- As diferentes competências que os utilizadores , coordenadores ... têm de ter na busca da informação Missão- a missão da BE ( UNESCO ) Nível- A que nível de ensino se destina. A articulação entre os níveis... Organização- A BE como centro de uma organização de construção e produção de conhecimento Políticas- As políticas necessárias a definir para o funcionamento da BE Qualidade- A que pretendemos para a BE. Como diz Bárbara Stripling só uma grande qualidade na educação e nas BEs propicia estudantes de sucesso.
  • R-Rede a que pretendemos se estabeleça entre as várias Bibliotecas,Escolares, Públicas, virtuais,digitais,etc.... Utilizador- O destinatário de todo o trabalho da BEs ,para quem pensamos todas as finalidades
  • Silêncio- Não o que se pede seja qb para o funcionamento das BEs e outras, mas “ o “de quem não quer ver a realidade e adia imensas toadas de posição Tecnologia- Sem ela dificilmente apanhamos o barco do século XXI. Sem ela não era possível esta formação..... Vitória- As pequenas grandes vitórias conseguidas ao longo dos anosà custa do trabalho de muitos ... Web- Palavras para quê? A globalização, a informação , a Web2.0, a informação 24/7...
  • X, Y, Z As incógnitas Em Matemática significam o desconhecido. Na àrea das Bibliotecas significam o futuro, esse, desconhecido e bem incerto.
  • Abecadario das bibliotecas23[1]

    1. 1. Gerir e organizar a biblioteca escolar Formação Portugal, 2007 Ana Melo Maria José Vitorino
    2. 2. ABECEDÁRIO EM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES
    3. 3. <ul><li>Metodologia : </li></ul><ul><ul><li>A partir do pensamento sobre o abecadário das Bibliotecas, foi escolhida para cada letra, uma palavra relacionada com a temática proposta. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Gestão e Organização das Bibliotecas Escolares “. </li></ul></ul><ul><li>Objectivos : </li></ul><ul><li>O objectivo, é suscitar nos formandos , a reflexão e discussão para cada palavra, relativamente ao tema proposto. </li></ul><ul><li>Trabalho cooperativo : </li></ul><ul><li>Este trabalho foi realizado pelas duas formandas Ana Melo e Mª José Vitorino </li></ul><ul><ul><li>A partir deste foi organizado um outro Power Point , ligando a gramática às Bibliotecas Escolares e à sua Gestão e Organização. </li></ul></ul>
    4. 4. <ul><ul><li>A- Accountability dar contra de / a, </li></ul></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> prestar contas de / a, </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> pedir contas de /a, </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> medir… </li></ul><ul><li> aferir </li></ul><ul><li> avaliar </li></ul>http://www.youtube.com/watch?v=57hum9zwjZc Ler devia ser proibido
    5. 5. <ul><ul><li>B- Biblioteca </li></ul></ul>
    6. 6. <ul><ul><li>C- Comunicação </li></ul></ul>Aprendi que, não importa em quantos pedaços meu coração está partido, o mundo não pára para que eu o conserte.
    7. 7. <ul><ul><li>D- Dirigir </li></ul></ul>O Chefe O trabalho em equipa Equilíbrio Vamos ver se...
    8. 8. <ul><ul><li>E- Equipa </li></ul></ul>Conspirando Discutindo Sonha mas nada faz Eternos inimigos Sempre atento- Coordenando A EQUIPA
    9. 9. <ul><ul><li>F- Financiamentos </li></ul></ul><ul><ul><li>G- Gerir </li></ul></ul>ASA €€€€ €€€€ €€€€ €€€€€€€€€€€€ €€€€
    10. 10. <ul><ul><li>H- Horas </li></ul></ul><ul><ul><li>I- Imaginação </li></ul></ul>
    11. 11. <ul><ul><li>J- Janela </li></ul></ul>
    12. 12. <ul><ul><li>K- Constante </li></ul></ul>ACÇÃO REACÇÃO FORÇA INÉRCIA Ver notas
    13. 13. <ul><ul><li>L- Literacia </li></ul></ul><ul><ul><li>M- Missão </li></ul></ul><ul><ul><li>N- Nível </li></ul></ul><ul><ul><li>O- Organização </li></ul></ul><ul><ul><li>P- Políticas </li></ul></ul><ul><ul><li>Q- Qualidade </li></ul></ul>
    14. 14. <ul><ul><li>R- Rede(s) </li></ul></ul><ul><ul><li>U- Utilizador </li></ul></ul>
    15. 15. <ul><ul><li>S- Silêncio </li></ul></ul><ul><ul><li>T- Tecnologia </li></ul></ul><ul><ul><li>V- Vitória </li></ul></ul><ul><ul><li>W- web http//www.asdd@as.com </li></ul></ul>
    16. 16. <ul><ul><li>X - Incógnitas </li></ul></ul><ul><ul><li>Y - Incógnitas </li></ul></ul><ul><ul><li>Z - Incógnitas </li></ul></ul>
    17. 17. <ul><li>Lançar a rede de bibliotecas escolares (1996) </li></ul><ul><li>Manifesto da IFLA Unesco (1999) </li></ul><ul><li>Directrizes da IFLA para Bibliotecas Escolares (2002) </li></ul><ul><li>THEKA Projecto Gulbenkian de Formação de Professores para o Desenvolvimento de Bibliotecas Escolares </li></ul><ul><li>(2004- ) </li></ul><ul><li>ENSIL European Network for School Libraries and Information Literacy (2003- ) </li></ul><ul><li>Forums do Curso de Formação de Formadores on-line RBE/DGIDC, 1ª turma (2007) </li></ul><ul><ul><li>Imagens retiradas da web, cf Creative Commons </li></ul></ul><ul><ul><li>www.youtube.com </li></ul></ul><ul><ul><li>Referências </li></ul></ul>

    ×