Your SlideShare is downloading. ×
0
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Palestra - Arquitetura da informação em agências digitais

1,106

Published on

Palestra apresentada no Centro Universitário UNIFIEO em Osasco, Outubro de 2009.

Palestra apresentada no Centro Universitário UNIFIEO em Osasco, Outubro de 2009.

Published in: Education, Business
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,106
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
95
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. arquitetura da informação em agências digitais
  • 2. 1 dados importantes 2 componentes da a.i. 3 fases e ferramentas 4 equipe envolvida 5 livros recomendados
  • 3. dados importantes
  • 4. Cinco exabytes (5.000.000.000.000 Mbytes) de informação nova foram produzidos no mundo apenas no ano de 2002, o equivalente a 800 MB para cada habitante da terra. UNIVERSITY OF CALIFORNIA AT BERKELEY (2003) Em fevereiro de 2007 existiam mais de 108 milhões de websites na Internet, surgindo mais de 1 milhão de novos websites por mês. NETCRAFT ( 2007) Uma edição do The New York Times em um dia de semana contém mais informação que o comum dos mortais poderia receber durante toda a vida na Inglaterra do século XVII. WURMAN (1991)
  • 5. Cinco exabytes (5.000.000.000.000 Mbytes) de informação nova foram produzidos no mundo apenas no ano de 2002, o equivalente a 800 MB para cada habitante da terra. UNIVERSITY OF CALIFORNIA AT BERKELEY (2003) Em fevereiro de 2007 existiam mais de 108 milhões de websites na Internet, surgindo mais de 1 milhão de novos websites por mês. NETCRAFT ( 2007) Uma edição do The New York Times em um dia de semana contém mais informação que o comum dos mortais poderia receber durante toda a vida na Inglaterra do século XVII. WURMAN (1991)
  • 6. Cinco exabytes (5.000.000.000.000 Mbytes) de informação nova foram produzidos no mundo apenas no ano de 2002, o equivalente a 800 MB para cada habitante da terra. UNIVERSITY OF CALIFORNIA AT BERKELEY (2003) Em fevereiro de 2007 existiam mais de 108 milhões de websites na Internet, surgindo mais de 1 milhão de novos websites por mês. NETCRAFT ( 2007) Uma edição do The New York Times em um dia de semana contém mais informação que o comum dos mortais poderia receber durante toda a vida na Inglaterra do século XVII. WURMAN (1991)
  • 7. Cinco exabytes (5.000.000.000.000 Mbytes) de informação nova foram produzidos no mundo apenas no ano de 2002, o equivalente a 800 MB para cada habitante da terra. UNIVERSITY OF CALIFORNIA AT BERKELEY (2003) Em fevereiro de 2007 existiam mais de 108 milhões de websites na Internet, surgindo mais de 1 milhão de novos websites por mês. NETCRAFT ( 2007) Uma edição do The New York Times em um dia de semana contém mais informação que o comum dos mortais poderia receber durante toda a vida na Inglaterra do século XVII. WURMAN (1991)
  • 8. Desordem Exemplo de um ambiente de informação não planejado. Biblioteca desorganizada. As informações estão todas ali. Quem desenvolveu e quem comprou sabe, mas o usuário não.
  • 9. Desordem Exemplo de um ambiente de informação não planejado. Biblioteca desorganizada. As informações estão todas ali. Quem desenvolveu e quem comprou sabe, mas o usuário não.
  • 10. Ordem Exemplo de um ambiente de informação planejado. Biblioteca que divide os livros por: - tema; - sobrenome e nome do autor; - título do livro. É um processo da AI chamado categorização.
  • 11. Ordem Exemplo de um ambiente de informação planejado. Biblioteca que divide os livros por: - tema; - sobrenome e nome do autor; - título do livro. É um processo da AI chamado categorização.
  • 12. Onde eu compro um liquidificador?
  • 13. Onde eu compro um liquidificador?
  • 14. Escolha saudável
  • 15. Empréstimo ou financiamento?
  • 16. Empréstimo ou financiamento?
  • 17. A forma segue a função O princípio do design funcionalista resume a necessidade da AI. Yamanote - Tóquio O trabalho do arquiteto é evidenciar as informações mais importantes e retirar as que não são necessárias.
  • 18. A forma segue a função O princípio do design funcionalista resume a necessidade da AI. Usuário - Moradores de Tóquio; - Viajantes; - Turistas. Conteúdo - Seqüência e a identidade das paradas; - A linha circunda a cidade de Tóquio. Contexto - Para o usuário não importa as voltas e curvas que o trem faz; - Em Tóquio o Palácio Imperial é um importante ponto de referência; - O desenho lembra o símbolo Yin-Yang em alusão as culturas orientais.
  • 19. 15 75
  • 20. componentes da a.i.
  • 21. Pilares da A.I. AI Contexto
  • 22. A arquitetura de informação afeta diretamente os custos de encontrar uma informação e de não encontrá-la, os custos de construção e manutenção dos web sites, os custos de treinamentos de funcionários e até a valorização da marca. MORVILLE ( 2004) Cerca de 53% das causas de insucesso das vendas de um web site de comércio eletrônico são porque o usuário simplesmente não conseguiu encontrar o item que procurava. VIVINDECE RESEARCH Nas empresas os custos relativos a busca de informação inexistente, falha em encontrar informação existente ou recriar informação não encontrada é da ordem de 15 milhões de dólares. IDC (2001)
  • 23. A arquitetura de informação afeta diretamente os custos de encontrar uma informação e de não encontrá-la, os custos de construção e manutenção dos web sites, os custos de treinamentos de funcionários e até a valorização da marca. MORVILLE ( 2004) Cerca de 53% das causas de insucesso das vendas de um web site de comércio eletrônico são porque o usuário simplesmente não conseguiu encontrar o item que procurava. VIVINDECE RESEARCH Nas empresas os custos relativos a busca de informação inexistente, falha em encontrar informação existente ou recriar informação não encontrada é da ordem de 15 milhões de dólares. IDC (2001)
  • 24. A arquitetura de informação afeta diretamente os custos de encontrar uma informação e de não encontrá-la, os custos de construção e manutenção dos web sites, os custos de treinamentos de funcionários e até a valorização da marca. MORVILLE ( 2004) Cerca de 53% das causas de insucesso das vendas de um web site de comércio eletrônico são porque o usuário simplesmente não conseguiu encontrar o item que procurava. VIVINDECE RESEARCH Nas empresas os custos relativos a busca de informação inexistente, falha em encontrar informação existente ou recriar informação não encontrada é da ordem de 15 milhões de dólares. IDC (2001)
  • 25. A arquitetura de informação afeta diretamente os custos de encontrar uma informação e de não encontrá-la, os custos de construção e manutenção dos web sites, os custos de treinamentos de funcionários e até a valorização da marca. MORVILLE ( 2004) Cerca de 53% das causas de insucesso das vendas de um web site de comércio eletrônico são porque o usuário simplesmente não conseguiu encontrar o item que procurava. VIVINDECE RESEARCH Nas empresas os custos relativos a busca de informação inexistente, falha em encontrar informação existente ou recriar informação não encontrada é da ordem de 15 milhões de dólares. IDC (2001)
  • 26. fases e ferramentas
  • 27. fase de pesquisa
  • 28. fase de pesquisa Pesquisar e analisar as informações sobre os usuários, suas necessidades e o seu ambiente para definir o escopo e os requisitos do projeto.
  • 29. Reunião objetivo do negócio requisitos de implementação análise de tarefas
  • 30. o que deve ser feito entender o objetivo do negócio coletar o briefing conhecer o status atual identificar o público-alvo tomar um café com o cliente
  • 31. o que deve ser feito entender o objetivo do negócio coletar o briefing conhecer o status atual identificar o público-alvo tomar um café com o cliente feito isso...
  • 32. Benchmark análise da concorrência pontos fracos, fortes testes
  • 33. ferramentas excel power point análise crítica testes com usuários google trends
  • 34. Click heat
  • 35. Click heat
  • 36. ferramentas www.labsmedia.com/clickheat/ blog.robotreplay.com/ www.useitbetter.com/screencasts/
  • 37. Cronograma
  • 38. ferramentas Ms Project
  • 39. Eye tracking comportamento do usuário psicologia cognitiva
  • 40. Eye tracking
  • 41. Eye tracking
  • 42. Eye tracking
  • 43. Eye tracking
  • 44. Eye tracking
  • 45. Eye tracking
  • 46. Eye tracking
  • 47. 47 75
  • 48. Eye tracking – gaze plot
  • 49. Eye tracking – permanência
  • 50. Eye tracking – permanência
  • 51. ferramentas é melhor terceirizar o serviço...
  • 52. fase de concepção
  • 53. fase de concepção Fase eminentemente criativa com o objetivo de conceber a visão macro da solução.
  • 54. Card Sorting taxonomia linguagem do usuário sistema de rotulação
  • 55. Card Sorting
  • 56. Card Sorting
  • 57. ferramentas cartões preenchidos cartões em branco caneta
  • 58. Paper prototype testar os protótipos em papel com usuários para verificação de consistência e funcionalidades
  • 59. ferramentas balsamiq mockups iPlotz Axure MS Visio papel
  • 60. nesta etapa... definir o sistema de organização o sistema de busca o de navegação e de rotulação
  • 61. fase de especificação
  • 62. 62 75
  • 63. fase de especificação Detalhar a visão macro da solução em documentos e diagramas que explicam como construir o web site.
  • 64. Sistemas de navegação e rotulação
  • 65. wireframe – baixa fidelidade
  • 66. wireframe – média fidelidade
  • 67. ferramentas Microsoft visio Axure iPlotz Balsamiq mockups
  • 68. ferramentas Microsoft visio -> Axure iPlotz Balsamiq mockups
  • 69. mais documentações controle de vocabulário gestão de conteúdo análise heurística
  • 70. equipe envolvida
  • 71. equipe envolvida Pesquisa Implementação - AI; - AI; - Planejamento; - DA - Atendimento; - Designers; - Estruturador CSS; Concepção - GP; - AI; - Atendimento. - Planejamento; - Diretor de Arte; Avaliação - Redator web; - AI; - Planejamento; Especificação - GP; - AI; - Equipe de desenvolvimento. - Redator Web; - DA; - GP. - GP Programação.
  • 72. livros recomendados
  • 73. livros recomendados Information Architecture for the World Wide Web Louis Rosenfeld Peter Morville Projetando websites Projetando websites com usabilidade Jackob Nielsen Jackob Nielsen Hoa Loranger Design para a internet Não me faça pensar Felipe Memória Steve Krug
  • 74. 7475
  • 75. obrigado José Roberto N. Junior – Outubro de 2009 zerojunior.com/ai junior@zerojunior.com @zerojunior zerojunior zerojr etc zerojunior créditos de trabalhos apresentados: agência VM2 (www.vm2.com.br)

×