Your SlideShare is downloading. ×

2009 - Redin - O jovem rural conquistando o seu espaço

211

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
211
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O Jovem Rural Conquistando o Seu Espaço: Um [re]olhar sobre as Questões Sociais The Rural Young Conquering Your Area: a [re] View on Social Issues REDIN, Ezequiel. Mestrando em Extensão Rural – Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, ezequielredin@gmail.com.ResumoQuando as discussões destacam o meio rural no seu marco sucessório, percebe-se aimportância do jovem. O objetivo é analisar o processo de organização dos jovens no meiorural por meio de sua associação. Para tanto, entrevistou-se 47 jovens rurais do municípiode Arroio do Tigre/RS, ligado a associação da juventude rural. Verificou-se a identidade dojovem rural, sua valorização perante a sociedade e a influência da associação napermanência deste no campo. Outrora, constataram algumas dificuldades enfrentadasperante o meio em que se inserem, mas que apesar disso, preferem permanecer peloautoconsumo, tranqüilidade, liberdade e as atividades diversas que desenvolvem. Asdificuldades tendem a se minimizar pela sua organização e maior acesso as informações.A associação da juventude rural de Arroio do Tigre tem papel importante na permanência,valorização e desenvolvimento do jovem em seu processo de sucessão familiar epermanência no campo.Palavras-chave: Juventude rural, atividades, valorização, permanência no campo.AbstractWhen the discussions highlight the countryside in their inheritance in March, realizes theimportance of the couple. The objective is to analyze the process of organization of youngpeople in rural areas through their association. Thus, it interviewed 47 rural youth of themunicipality of Arroyo Tigre / RS, on the association of rural youth. It was the identity of theyoung rural, its recovery towards society and the continued influence of the association inthis field. Once found some difficulties to the environment in which they operate, butnevertheless, they remain the self, peace, freedom and the different activities they develop.The difficulties tend to minimize the organization and its greater access to information. Theassociation of rural youth Arroio the Tiger has an important role in the retention, recoveryand development of youth in the process of succession and family stay in the field.Keywords: Rural youth, activities, recovery, stay in the field.IntroduçãoO processo de modernização da agricultura, como conhecido nas últimas cinco décadas,teve sua importância no que tange ao aumento da produção de grãos e na tecnificaçãodas atividades agrícolas. Por outro lado, aumentou-se os impactos sociais concernentes aomeio, tais como a degradação ambiental, aumento de endividamento, aumento dadisparidade econômica, êxodo rural, favelas, entre outros.Nesse contexto, vincula-se a necessidade de discutir como a inexistência de condições p.04370
  • 2. viáveis de desenvolvimento individual do jovem rural condiciona a procurar novasoportunidades nos centros urbanos. Na outra ponta, põe-se em evidência a associação dajuventude rural que de forma organizada consegue inseri-lo na sociedade de maneira quese sinta valorizado pela sua identidade.A literatura acadêmica tem dado atenção especial ao êxodo rural sob a perspectiva dosmovimentos migratórios constituídos pelas populações rurais rumo à centros urbanos, nabusca de melhores condições de vida. Este fenômeno, bastante observado nas condiçõesbrasileiras desde os anos 60, na atualidade apresenta-se sob diversos formatos erealidades, sendo que neste trabalho, salienta-se as dificuldades que poderiam acarretarna migração campo/cidade do jovem rural. Estes, distantes territorialmente dos centroseducacionais, das atividades da sociedade bem como das “oportunidades de crescimentopessoal”, acabam sendo possíveis atores de tais processos migratórios.Como alternativas a esse fenômeno, é possível identificar inúmeras iniciativas defortalecimentos de grupos locais que buscam na organização, saídas para suasdificuldades. Muitas destas iniciativas e ou atividades concentram-se na área de lazer(trocas de experiências, encontros didáticos, jogos recreativos), que muito além dasocialização, podem refletir aspectos positivos no enfrentamento ao êxodo.Neste sentido, salientamos a existência da AJURATI (Associação da Juventude Rural deArroio do Tigre) que através da realização das Olimpíadas Rurais (em sua 27º edição, noano de 2009) vem estimulando a organização de grupos de jovens, denominados“Juventudes”, de todo o Município, constituindo o maior evento do gênero, no Estado doRS, reunindo cerca de dois mil jovens como participantes. Sua importância nofortalecimento da identidade do jovem rural, seus participantes e formas de auto-identificação, bem como sua influência em perspectivas futuras, demonstram umacorrelação positiva entre organização, fortalecimento identidário e alternativas ao êxodo,questões estas, objetivadas neste trabalho.Este trabalho tem por objetivo analisar a influência dos grupos jovens Rurais de Arroio doTigre, por meio da AJURATI, nos aspectos que tangem valorização, união, dificuldades erelações com que se estabelecem com a sociedade regional na sua forma de organizaçãohistórica. Pondo como ponto de partida, a uma discussão referente aos problemas sociaisque emergem no meio rural como forma instigadora do êxodo rural.MetodologiaO Caso estudado refere-se a Associação da juventude rural de Arroio do Tigre (AJURATI)inserida no município de Arroio do Tigre/RS que está localizado na encosta inferior doNordeste do Rio Grande do Sul na região do Vale do Rio Pardo e microrregião CentroSerra distante 290 km de Porto Alegre. Sua altitude máxima de 520 metros e a mínima: 70metros, em relação ao nível do mar. A população é estimada em 12.638 habitantesconforme o IBGE (2007), sendo sua economia voltada para o setor primário, pois étipicamente agrícola caracterizada por pequenas propriedades rurais, entre os produtosque mais se destacam pode-se citar o fumo, feijão, milho e soja. Também, a atividadepecuária com ênfase na produção de leite e suínos.Nesse sentido, durante a realização do evento (XXVII OLIMPÍADA RURAL DE ARROIO DO p.04371
  • 3. TIGRE), realizado nos dias 29 de abril a 2 de maio de 2008, foram realizadas entrevistasabertas e semi-estruturadas aos associados da AJURATI que participaram do evento,abrangendo vinte grupos de jovens do município, sendo entrevistados três membros decada Juventude1. Dentre as diretrizes, buscou-se indicativos para questões pertinentes aauto-identificação do jovem, sua relação com o meio, perspectivas futuras e dificuldadesenfrentadas.As respostas foram agrupadas por sentido semelhante, destacando-se as argumentaçõesmais presentes e as de caráter pertinente para as reflexões deste trabalho. A partir destassão realizadas reflexões que permitem visualizar relações da AJURATI e seus associados,nas questões pertinentes ao objetivo desse trabalho.Resultados e discussõesA AJURATI é uma entidade educacional, filantrópica, esportiva e recreativa, sem finslucrativos e com a principal finalidade de coordenar os grupos de jovens rurais,denominados juventudes, do município de Arroio do Tigre, RS. Esta Associação realiza,desde 1996, o evento denominado Olimpíada Rural de Arroio do Tigre, que reúne gruposde jovens do interior de todo o Município com o objetivo de promover a integração e aparticipação do jovem rural na sociedade. Anteriormente esses jovens organizavam-seatravés do apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) localdesde a década de 80. É constituída atualmente por vinte e dois grupos de jovens rurais,distribuídos nas várias localidades do interior do município de Arroio do Tigre/RS quedisputam atividades esportivas entre si proporcionando valores como a união, respeito,espírito de equipe bem como valorizando a identidade do jovem em questão.Os dados revelam uma multiplicidade de atividades realizadas pelos Jovens Rurais sendoa maioria dessas, exercidas dentro da propriedade. Percebe-se a satisfação destes demorar em um lugar qualificado como tranqüilo, sem violência, com tarefas diversificadas ecom condições de subsistência, relatando a liberdade no meio rural como principalvantagem do campo. O jovem rural salienta as várias alternativas de lazer, muitas vezesproporcionadas pela organização da AJURATI como eventos esportivos que integram asatividades de futsal, voleibol e outros bem como a integração no final de cada dia esportivocom um baile.Para esse público, ser Jovem Rural é participar das atividades tanto esportivas, culturais ousociais com orgulho, compromisso e espírito de união em prol do bem comum,independente de estado civil, idade ou outro condicionante físico. Relatam ainda aqualidade de vida bastante influenciada por questões como melhores condições desegurança alimentar e meio ambiente. Observa-se por meio da pesquisa, que os gruposinfluenciam na permanência do jovem no campo com a integração, vínculos de amizade evalorização do jovem rural, salientando-se a exclusividade deste na participação daolimpíada rural. A AJURATI, como associação, ainda colabora neste processo defortalecimento da identidade Jovem Rural através da realização de cursos, palestras e diasde campo, proporcionando atividades variadas.Percebe-se que as juventudes rurais (grupos de jovens) cumprem sua função social como1 Entende-se nesse trabalho por juventude determinados jovens rurais que integram um grupo independente deidade ou sexo. p.04372
  • 4. alternativa ao êxodo rural, ficando evidente por meio desta pesquisa a importância destesna motivação e organização, impulsionada pela participação nas atividades realizadas. Aperspectiva futura do jovem realça a relevância dessa organização, pois ambos relatamque pretendem continuar no meio rural tendo em vista um futuro promissor e com boascondições de desenvolvimento.ConclusõesA AJURATI através dos grupos de jovens rurais influencia na permanência no meio rural. Aintegração, união, valorização e sua identidade contribuem para que sejam reconhecidos emotivados a continuar no campo.A associação realiza um papel importante, sendo uma forma de evitar o êxodo rural. Asrelações com o meio, a integração das juventudes rurais e suas conquistas contribuempara ser uma das formas de desenvolvimento regional proporcionando atividadesesportivas, educacionais e sociais. O fortalecimento da identidade foi ligado a fatores comoa participação, união e territorialidade, sem nenhum momento relatar o fator idade comodefinição do jovem rural.AgradecimentosAos Jovens Rurais de Arroio do Tigre que se prontificaram a fornecer tais informaçõesReferênciasABRAMOVAY, R. O futuro das regiões rurais. Porto Alegre: UFRGS, 2003.AJURATI. Estatuto da associação da juventude rural de Arroio do Tigre. Arroio do Tigre:Registro de Imóveis, 1996. p.04373

×