Independência da América Espanhola
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
15,189
On Slideshare
13,454
From Embeds
1,735
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
309
Comments
0
Likes
5

Embeds 1,735

http://www.carloszaranza.com 1,725
http://174867201160163069_19c956989a4b7380f642ba908c4c32749dd297cc.blogspot.com 6
http://www.blogger.com 4

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Formação dos Estados Nacionais na América Hispânica
  • 2. "Comércio livre com países livres"
    • 1º - vieram as idéias iluministas...
    • 4º - consolidaram-se as oligarquias rurais dependentes do capitalismo inglês ...
    • 3º - surgiram as jovens repúblicas, fragmentadas e oprimidas por caudilhos...
    • 2º - guerra contra o colonialismo espanhol...
  • 3. 1ª Fase (1810-1814)
    • Nessa fase, o rei da Espanha, Fernando VII estava afastado do trono. A Espanha era então governada pelo irmão de Napoleão, José Bonaparte. Essa primeira fase apresentou três características importantes:
    • O apoio da Inglaterra à causa da independência das colônias
    • A luta entre criollos favoráveis à independência e criollos contrários à emancipação. Estes últimos tinham o apoio dos chapetones.
    • A luta dos criollos contra movimentos de emancipação de cunho popular, isto é, compostos por índios, mestiços e escravos, apoiados e liderados pelo baixo clero católico.
    • Poucas foram bem sucedidas, a maioria continuou colônia ...
  • 4. 2ª Fase (1815 – 1824)
    • Em 1815 Napoleão havia sido derrotado na Europa. Fernando VII havia recuperado o trono e procurou readquirir o controle sobre suas colônias americanas. Todavia, o movimento pela independência persistiu e havia conseguido mais adeptos, sobretudo por causa das ameaças do rei em restaurar o Pacto Colonial e limitar ainda mais a autonomia dos criollos. Entre as características dessa segunda fase, podemos destacar:
    • A Inglaterra, em 1815, durante o Congresso de Viena, por causa da aliança com a Espanha na Europa, retirou, oficialmente, seu apoio à causa pela independência das colônias hispano-americanas; contudo, em 1817, por causa de sua grande produção industrial, voltou a apoiar publicamente a independência dessas colônias.
    • Foi na Segunda Fase que a maioria das colônias da América espanhola conquistaram sua independência.
    • Nessa fase, os movimentos rebeldes de origem popular tinham sido definitivamente derrotados.
    • Baseados na Doutrina Monroe, os EUA apóiam e reconhecem independências.
  • 5. Como nasceu o desejo pela independência?
    • os criollos, a maioria pelo menos, estavam insatisfeitos com a Coroa espanhola por causa dos impostos cobrados e por causa do Pacto Colonial
    • eles odiavam os chapetones por conta dos privilégios que estes tinham (aos criollos restavam apenas os cabildos , espécies de Câmaras Municipais)...
  • 6. O reformismo ilustrado
    • Para tentar modernizar a economia espanhola, que no final do século XVIII passava por uma crise, o rei da Espanha implantou reformas econômicas e políticas baseadas nas idéias iluministas
    • essas reformas reforçaram o Pacto Colonial e tornaram a cobrança de impostos sobre as colônias mais eficiente (desagradou a elite criolla)
    • O reformismo ilustrado permitiu que os criollos ocupassem alguns cargos e desempenhassem algumas funções antes destinadas apenas aos chapetones o que acabou aumentando a rivalidade entre esses grupos
    • Embora essas reformas tenham afrouxado um pouco o comércio nas colônias, na prática a coroa espanhola detinha o controle desse comércio
  • 7. A invasão da Espanha pelas tropas napoleônicas em 1808
    • Quando em 1808 a Espanha rompeu o pacto de aliança que tinha com a França, Napoleão invadiu o reino e destronou o monarca espanhol Fernando VII, pondo em seu lugar, seu próprio irmão, José Bonaparte
    • Diante da ocupação francesa da Espanha, os criollos, com a justificativa de que não aceitariam obedecer aos franceses, formaram em suas colônias juntas governativas, que na prática significava independência...
    • Com o tempo, contudo, essa experiência de autonomia fez alguns criollos darem um passo além: passaram a defender abertamente a separação da colônia de sua metrópole, ou seja, a independência.
  • 8. Lembretes!
    • O processo de independência da América hispânica foi conduzido e liderado pelos criollos
    • os movimentos populares liderados por índios (Peru), mestiços (México) e escravos (Haiti) que existiram na América espanhola, não saíram vitoriosos a longo prazo
    • Havia um grupo de criollos que se beneficiava do Pacto Colonial, estes, por razões óbvias, eram contrários à idéia de independência
  • 9. Projetos para uma América Livre
    • Simon Bolívar
    • José de San Martin
  • 10. Bolivarismo
    • Em 1826, Bolivar convocou os representantes dos países recém-independentes para participarem da Conferência do Panamá, cujo objetivo era a criação de uma confederação pan-americana
    • O sonho bolivariano de unidade política (PANAMERICANISMO) chocou-se, entretanto, com os interesses das oligarquias locais e com a oposição da Inglaterra e dos Estados Unidos, a quem não interessavam países unidos e fortes
    • Outros fatores que interferiram nessa grande divisão política foram o isolamento geográfico das diversas regiões, a compartimentação populacional, a divisão administrativa colonial e a ausência de integração econômica do continente
    • O pan-americanismo foi vencido pela política do "divida e domine” e pelo localismo
  • 11. Fragmentação
    • Após o fracasso da Conferência do Panamá, a América Latina fragmentou-se politicamente em quase duas dezenas de pequenos Estados soberanos, governados pelas aristocracia criolla.
    • À emancipação e divisão política latino-americana segue-se nova dependência em relação à Inglaterra
    • A independência política não foi acompanhada de uma revolução social ou econômica: as velhas estruturas herdadas do passado colonial sobreviveram à guerra de independência e foram conservadas intactas pelos novos Estados soberanos
  • 12. Tupac Amaru
    • Contra a mita e a encomienda, o cacique (ou curaca ) José Gabriel Condorcanqui (dizendo-se descendente do líder Inca, Tupac Amaru), levantou-se contra os espanhóis em 1780.
    • Possuía alguma formação e era influenciado pelas idéias iluministas.
    • Recebeu o apoio de alguns criollos e também de mestiços, indígenas, escravos etc
    • Com medo da radicalização, alguns criollos e curacas pularam fora
    • Após ter a língua cortada, foi esquartejado por 4 cavalos e, depois de violentas batalhas, 80 mil seguidores foram mortos
    • Maior revolta colonial americana
  • 13. Movimento Comunero
    • Vice-reinado de Granada ( onde hoje ficam Equador, Venezuela, Bogotá e Colômbia)
    • Além do sofrimento com a mita e a encomienda, em 1780 a Espanha anunciou novos impostos
    • Em 1781, um grupo rebelde proclamou uma junta de governo, chamada El Común
    • O mestiço José Antonio Galán e o criollo Juan Francisco de Berbeo foram os principais líderes
    • Da mesma forma que no movimento de Tupac Amaru, os criollos ficaram com medo e aliaram-se às forças da repressão
    • Galán foi enforcado e esquartejado
    • Trinta anos depois o criollo venezuelano Francisco Miranda liderou o movimento de libertação da Venezuela ( mas durou pouco...logo as tropas espanholas restabeleceram a ordem )
  • 14. México
    • Em 1810 houve a 1ª tentativa: partiu das classes populares e foi um movimento predominantemente rural
    • Líderes: Miguel Hidalgo, o padre Morellos e Vicente Guerrero
    • Propunham reformas sociais populares: fim da escravidão, igualdade de direitos e condenação da aristocracia e dos altos funcionários.
    • Augustín Iturbide foi enviado pela Espanha para combater o grupo, mas aliou-se a Guerrero
    • Num acordo chamado Plano de Iguala, proclamaram a independência do México em 1821
    • Iturbite, em 1822, auto-proclamou-se imperador (Augustín I), mas durou pouco tempo. Foi deposto por um movimento republicano e fuzilado
    • Em 1824 veio a independência definitiva, pelas mãos do general Guadalupe Vitória (sem ameaçar a estrutura agrária que beneficiava a elite e oprimia o povo...)
  • 15. Outras independências
    • Paraguai : 1813; criollo Gaspar Francia
    • Argentina : 1816; militar Manuel Belgrano e San Martin
    • Chile : 1818; San Martin e Bernardo O´Higgins
    • Uruguai : 1828; ao separar-se do Brasil na Guerra da Cisplatina
    • Etc
  • 16. Caudilhismo
    • No aspecto político, as forças militares mobilizadas pelos criollos para obter a independência, passam a disputar o poder em suas respectivas regiões... é o início do caudilhismo
    • Características do caudilhismo:
    - carisma pessoal do líder; - personalismo; - autoritarismo; - carisma pessoal do líder; - poder pelas armas;
    • Instabilidade, desunião, pobreza...
  • 17.
    • Descendente da elite colonial criolla, o caudilho usou de seu poder econômico para o alcance das instituições políticas e, conseqüentemente, de seus interesses pessoais
    Caudilhismo
    • O desrespeito e o abuso às instituições o permitiam até mesmo criar milícias que não reconheciam nenhum poder colocado acima de sua ganância
    • Dono de terras, ainda tinha o apoio – espontâneo ou coagido – de uma população desprovida de meios para sublevar-se contra o desmando e a opressão do caudilho.
    • Tendo uma relação ambígua com os poderes, o caudilho somente reconhecia as instituições que estivessem harmoniosamente submetidas à manutenção de seus privilégios
    • Ao longo do século XX, os fenômenos de industrialização, urbanização e imigração européia enfraqueceram o poder de atuação dos caudilhos