Your SlideShare is downloading. ×
MÉRIDA - Emerita Augusta (Museu de Arte Romana)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

MÉRIDA - Emerita Augusta (Museu de Arte Romana)

1,587
views

Published on


1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Que alegria más grande ver esta presentación sobre Merida, es Arte Romano a pie de calle, una maravilla....
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
1,587
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • TEATRO ROMANO
  • CASA DE MITREO
  • Entrada al Anfiteatro
  • El Anfiteatro. con la celebración de juegos de gladiadores y cacerías de fieras salvajes.
  • Dibujo del Foro en su origen
  • Pórtico del Foro
  • Museo de Arte Romano
  • Transcript

    • 1. MÉRIDA PATRIMONIO DA HVMANIDADE
    • 2. CONJVNTO ARQVEOLÓGICO EMERITA AVGVSTA MVSEO NACIONAL DE ARTE ROMANO
      • Use o rato e passe as imagens muito lentamente
    • 3.  
    • 4. TEATRO ROMANO Foi construído no ano 16 a. C., como obséquio de Marco Agripa, genro de Octávio Augusto, à cidade .
    • 5. Tinha uma capacidade aproximada para 6.000 pessoas.
    • 6.  
    • 7.  
    • 8. DEUSA CERES
    • 9.  
    • 10.  
    • 11. CAPITEL E FRISO DO CENÁRIO
    • 12. CENÁRIO
    • 13. Plateia Orquestra GALINHEIRO
    • 14. Porta de acesso aos lugares (vomitório )
    • 15. INTERIOR DE UM VOMITÓRIO
    • 16.  
    • 17. CASA DE MITREO
    • 18. Mosaico cósmico. Casa de Mitreo
    • 19.  
    • 20. Entrada para o Anfiteatro
    • 21. ANFITEATRO ROMANO Foi inaugurado no ano 8 a. C. Capacidade para uns 15.000 espectadores
    • 22.  
    • 23. MOSAICO POLICROMO “O OUTONO”. A VINDIMA. Casa do Anfiteatro
    • 24. MOSAICO DA CASA DO ANFITEATRO
    • 25. PINTURA DO ANFITEATRO
    • 26. CIRCO ROMANO. A sua construção data dos princípios do séc. I. Possivelmente durante a época de Tibério.
    • 27. A ESPINHA O Circo está considerado como um dos maiores do mundo romano (mais de 400 m.x 100 m.) Lotação: uns 30.000 espectadores
    • 28. Desenho do Foro na sua origem
    • 29. Pórtico do Foro
    • 30.  
    • 31.  
    • 32.  
    • 33. DETALHE
    • 34.  
    • 35. TEMPLO DE DIANA SÉCULO I
    • 36.  
    • 37.  
    • 38. AQUEDUCTO DE “OS MILAGRES” A construção desta excepcional obra hidraúlica remonta à fundação da cidade no século I a.C.
    • 39. Construiu-se para abastecer a cidade de Augusta Emerita com as águas procedentes da represa de Proserpina .
    • 40. AQUEDUCTO DE S. LÁZARO Único abastecimiento de água de Augusta Emerita que não começava Numa represa, sendo a sua captação directa de mananciais e arroios.
    • 41. Crê-se que teve um carácter triunfal, embora também pudesse servir como ante-sala do Foro Arco de Trajano
    • 42. PONTE ROMANA SOBRE O RIO GUADIANA. Séculoo I a.C.
    • 43. Tem 782 m. de cumprimento e 60 arcos
    • 44. Restos do Templo romano de Marte. Basílica de Santa Eulália. “El Hornito”
    • 45. DETALHE
    • 46. Cripta da igreja de Santa Eulália. Excavações
    • 47. A ALCÁÇOVA
    • 48. Mandou-a construir Abd-al-Rhamán II no ano 835.
    • 49. CONVENTUAL SANTIAGUISTA. SÉCULO XV
    • 50. ALJUBE ROMANO DA ALCÁÇOVA CompOsto de uMa cisterna de Água permanente filtrada desde o rio Guadiana
    • 51. LOBA CAPITOLINA
    • 52. Museu Nacional de Arte Romana
    • 53. OBRA DE RAFAEL MONEO. 1986
    • 54. Coluna de granito procedente do Templo de Diana
    • 55.  
    • 56. CRIPTA . Muros de uma casa. Finais do século I d.C.
    • 57. AUGUSTO PONTIFICE MÁXIMO
    • 58. TIBÉRIO
    • 59. DRUSO
    • 60. SEPTÍMIO SEVERO
    • 61. FAUSTINA MENOR
    • 62. PERSONAGEM VELADA
    • 63. CABEÇA VELADA DO GÉNIO DE COLÓNIA. FINAIS DO SÉCULO I d.C.
    • 64. DAMA EMERITENSE
    • 65. SACERDOTE DE ISIS
    • 66.  
    • 67. A CIGANA
    • 68. O PADEIRO
    • 69. BUSTOS
    • 70. DEUSA CERES
    • 71. MERCÚRIO. ANO 155 d.C.
    • 72. Estátua de Gaius Aulus
    • 73. MITRA, DEUS SOLAR
    • 74. A DAMA
    • 75. OCCEANUS, DIVINDADE AQUÁTICA
    • 76. ESCULÁPIO
    • 77. VÉNUS
    • 78. CHRONOS LEONTOCÉFALO
    • 79. DEUSA VÉNUS
    • 80. DEVOTO DE MITRA
    • 81. EFÍGIE DE ISIS
    • 82. ESTELA FUNERÁRIA
    • 83. CLÍPEO. JÚPITER AMMÓN
    • 84. CLÍPEO. MEDUSA
    • 85. Mênsula decorada com cabeça de touro. Século I d.C.
    • 86.  
    • 87. CENA DE SACRIFíCIO
    • 88. MUSA
    • 89. PUGILISTA
    • 90. MÁSCARA DE ACTORES
    • 91. MASCARILHA
    • 92.  
    • 93. GINETE MILITAR
    • 94. Cenas cinegéticas
    • 95. NUMISMÁTICA. DENÁRIO CONSULAR
    • 96. NERO
    • 97. CLÁUDIO
    • 98. NUMISMÁTICA. ADRIANO
    • 99. LUCERNA COM TEMA MITOLÓGICO
    • 100. CERÂMICA. VASO DECORADO
    • 101. GARRAFA QUADRADA
    • 102. VASO BICÓNICO. SÉCULO I
    • 103. PRIMAVERA MOSAICO DAS QUATRO ESTAÇÕES
    • 104. VERÃO
    • 105. OUTONO
    • 106. INVERNO
    • 107. CAÇADA DE UM JAVALI Quadro central do mosaico “As quatro estações”. Século IV Verão Inverno
    • 108. NEREIDA CAVALGANDO SOBRE LOBO MARINHO
    • 109. CHEGADA DE BACO À ILHA DE NAXOS. Século IV
    • 110. GINETE ACOSSANDO UMA PANTERA. MEADOS DO SÉCULO IV MOSAICOS
    • 111.  
    • 112. MOSAICO NILÓTICO. Século II
    • 113.  
    • 114.  
    • 115. Os sete sábios
    • 116. Quadriga de Marciano
    • 117. Cuadriga de Pavlvs
    • 118. O RAPTO DE EUROPA. SÉCULO II
    • 119. DETALHE
    • 120. DECORAÇÃO DE UMA CASA ROMANA
    • 121. CENA DE DOMA DECORAÇÃO PARIETAL
    • 122. A CAÇA DA LEBRE
    • 123. A CAÇA DO VEADO
    • 124.  
    • 125.
              • F I M
              • Música de Miklós Rosza:
              • Parada de charioteers. Ben-Hur
              • Abertura de Ben-Hur
              • Quo Vadis, Domine. Prelúdio
    • 126. Agradecido a todas as pessoas e Instituições que tornaram possível que pudesse dispor destas imagens, alguns amavelmente cedidas, outras através da Rede. O meu trabalho foi simplesmente procurá-las, seleccioná-las, organizá-las e elaborar a apresentação “Mérida, Patrimonio da Humanidade” com um único objectivo: que possais desfrutar com ela.
      • Emilio Fernández