A ORIGEM DA PALAVRA "BONDE" Em 1872 surge a palavra bonde, sua origem se deve ao fato de que naquela época as pa...
Bondes revelam caminhos da antiga São Paulo                                                                              B...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BONDE TURÍSTICO DE SANTOS - SP
 
 
RIO DE JANEIRO BONDE DE SANTA TEREZA
 
 
 
 
 
BONDES MODERNOS
LONDRES
NOTTINGHAN - INGLATERRA
SHEFFIELD - INGLATERRA
MELBOURNE - AUSTRALIA
AUSTRALIA
POLONIA
CANADA - Toronto
GRENOBLE - FRANÇA
GRENOBLE - FRANÇA
ESPANHA - Barcelona
RUSSIA - Moscou
ROMENIA
VIENA - AUSTRIA
 
BERLIN - ALEMANHA
 
IMAGENS: Internet FORMATAÇÃO: [email_address] 27.03.2010
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Bondes

1,088 views
939 views

Published on

Published in: Art & Photos
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,088
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
80
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bondes

  1. 1. A ORIGEM DA PALAVRA "BONDE" Em 1872 surge a palavra bonde, sua origem se deve ao fato de que naquela época as passagens custavam 200 Reis, e não existiam moedas de prata deste valor em circulação. Em vista disso, a empresa emitiu pequenos cupons ou bilhetes em grupo de cinco, pelo preço de um mil reis, pois existiam grande quantidades de cédulas deste valor em circulação. Os bilhetes (ricamente ilustrados) impressos nos Estados Unidos, eram conhecidos como “Bonds” (Bônus, Ação). A própria empresa denominava bond os cupons, por entender que realmente representava o compromisso assumido de, em troca transportar o portador em um de seus veículos. Com o tempo o povo passou a denominar o próprio carril de ferro urbano como bond, designação que mais tarde se consagrou com o neologismo “bonde”. Leia mais: http://pechini.blogspot.com/2008/03/bondes-deixaram-as-ruas-de-sp-h-40-anos.html#ixzz0jFsPOjCn Under Creative Commons License: Attribution No Derivatives
  2. 2. Bondes revelam caminhos da antiga São Paulo                                                                              Bonde saudoso paulistano Fernando Portela; Terceiro Nome; 224 págs.; R$ 100 Muitos ainda se lembram com saudosismo dos bondes que circulavam por São Paulo. A última linha, a Santo Amaro, funcionou até 1968. Ainda hoje é possível encontrar pela cidade marcas de seus trilhos. Eles eram muitos. Na década de 30, havia quatro vezes mais trilhos de bonde do que há de metrô hoje. A história desse meio de transporte na cidade, a partir de 1872, quando era puxado por burros, até a extinção dos bondes elétricos, é contada agora de maneira ricamente ilustrada no livro Bonde saudoso paulistano, de Fernando Portela.
  3. 21. BONDE TURÍSTICO DE SANTOS - SP
  4. 24. RIO DE JANEIRO BONDE DE SANTA TEREZA
  5. 30. BONDES MODERNOS
  6. 31. LONDRES
  7. 32. NOTTINGHAN - INGLATERRA
  8. 33. SHEFFIELD - INGLATERRA
  9. 34. MELBOURNE - AUSTRALIA
  10. 35. AUSTRALIA
  11. 36. POLONIA
  12. 37. CANADA - Toronto
  13. 38. GRENOBLE - FRANÇA
  14. 39. GRENOBLE - FRANÇA
  15. 40. ESPANHA - Barcelona
  16. 41. RUSSIA - Moscou
  17. 42. ROMENIA
  18. 43. VIENA - AUSTRIA
  19. 45. BERLIN - ALEMANHA
  20. 47. IMAGENS: Internet FORMATAÇÃO: [email_address] 27.03.2010

×