A vida ao ritmo da palavra portugués

624 views
540 views

Published on

Como viver ao ritmo da Palavra de Deus?
A partir do processo do discípulo...
E vamos fazê-lo com os discípulos de Emaús.

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
624
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A vida ao ritmo da palavra portugués

  1. 1. A VIDA AO RITMO DA PALAVRA O caminho do discípulo Missionárias do Santíssimo Sacramento e Maria Imaculada
  2. 2. Lucas 24, 13-35 Nesse mesmo dia, dois dos discípulos iam a caminho de uma aldeia chamada Emaús, que ficava a cerca de duas léguas de Jerusalém; e conversavam entre si sobre tudo o que acontecera. Enquanto conversavam e discutiam, aproximou-se deles o próprio Jesus e pôs-se com eles a caminho; os seus olhos, porém, estavam impedidos de o reconhecer. Disse-lhes Ele: «Que palavras são essas que trocais entre vós, enquanto caminhais?» Pararam entristecidos. E um deles, chamado Cléofas, respondeu: «Tu és o único forasteiro em Jerusalém a ignorar o que lá se passou nestes dias!» Perguntou-lhes Ele: «Que foi?» Responderam-lhe: «O que se refere a Jesus de Nazaré, profeta poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; como os sumos sacerdotes e os nossos chefes o entregaram, para ser condenado à morte e crucificado. Nós esperávamos que fosse Ele o que viria redimir Israel, mas, com tudo isto, já lá vai o terceiro dia desde que se deram estas coisas. É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deixaram perturbados, porque foram ao sepulcro de madrugada e, não achando o seu corpo, vieram dizer que lhes apareceram uns anjos, que afirmavam que Ele vivia. O caminho do discípulo
  3. 3. Então, alguns dos nossos foram ao sepulcro e encontraram tudo como as mulheres tinham dito. Mas, a Ele, não o viram. Jesus disse-lhes, então: «Ó homens sem inteligência e lentos de espírito para crer em tudo quanto os profetas anunciaram! Não tinha o Messias de sofrer essas coisas para entrar na sua glória?» E, começando por Moisés e seguindo por todos os Profetas, explicou-lhes, em todas as Escrituras, tudo o que lhe dizia respeito. Ao chegarem perto da aldeia para onde iam, fez menção de seguir para diante. Os outros, porém, insistiam com Ele, dizendo: «Fica connosco, pois a noite vai caindo e o dia já está no ocaso.» Entrou para ficar com eles. E, quando se pôs à mesa, tomou o pão, pronunciou a bênção e, depois de o partir, entregou-lho. Então, os seus olhos abriram-se e reconheceram-no; mas Ele desapareceu da sua presença. Disseram, então, um ao outro: «Não nos ardia o coração, quando Ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras?» Levantando-se, voltaram imediatamente para Jerusalém e encontraram reunidos os Onze e os seus companheiros, que lhes disseram: «Realmente o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!» E eles contaram o que lhes tinha acontecido pelo caminho e como Jesus se lhes dera a conhecer, ao partir o pão. O caminho do discípulo
  4. 4. O episódio de Lucas apresenta-nos a aparição de Jesus a dois discípulos desconhecidos, os quais tinham ficado perturbados com o escândalo da Cruz. “Iam a Caminho…” E, nós também vamos a caminho… Hoje estamos a viver uma nova experiência, através da qual queremos deixar-nos encontrar por Jesus Cristo. Mas é preciso que realmente já comecemos a fazer experiência de estar a caminho… algum pode começar a vivê-lo agora, pois para Deus nunca é tarde e hoje é a oportunidade que Ele nos dá para começarmos com ânimo, com força e entusiasmo… O caminho do discípulo
  5. 5. É possível que alguns se identifiquem com os dois discípulos desconhecidos, e se encontrem agora desconcertados pela nova realidade, é tudo diferente e até nos tinham contado outras coisas e agora tudo parece diferente… Hoje é tempo de paragem e possibilidade de tomarmos a nossa vida nas mãos, porque afinal sabemos muito bem a razão de estarmos aqui… “Deus chama-nos a vivermos desde ele”, diriam alguns: “Deus chama-nos a ser felizes…”. O caminho do discípulo
  6. 6. Hoje é tempo de ficarmos em silêncio e escutarmos muito, Deus fala, mas se estamos distraídos não nos damos conta, nem sequer o podemos reconhecer… Vivamos com muita atenção, pois tudo nos traz uma mensagem da parte de Deus… O caminho do discípulo
  7. 7. “… e conversavam entre si…” “Aproximou-se deles o próprio Jesus e pôs-se com eles a caminho, os seus olhos, porém, estavam impedidos de o reconhecer. Disse-lhes Ele: Que palavras são essas que trocais entre vós, enquanto caminhais?” Eles conversavam entre si de tantas coisas que os preocupavam, mas como as preocupações eram tão grandes e estavam cheios de tantas coisas não podiam reconhecer aquele que se aproximou deles… Eles ficaram surpreendidos, pois pensavam que iam contar a este “forasteiro” alguma novidade em relação ao que tinha acontecido… E foram-lhe falando da crucifixão e morte de Jesus e que apesar da notícia do sepulcro vazio a Ele não o tinham encontrado… Já se dava conta Jesus que a esperança destes dois discípulos estava muito mal… O caminho do discípulo
  8. 8. E, começou a contar-lhes algumas passagens da Escritura, como quem conta uma pequena história muito saboreada e conhecida… até que chegaram à aldeia e, … “Fica connosco, pois a noite vai caindo e o dia está no ocaso” Ele já se preparava para seguir o seu caminho, mas os discípulos vendo que estava a escurecer e a noite ia caindo, convidaram-no para ficar com eles… Como é importante nas nossas vidas, na tua, na minha, nas nossas vidas pedir a Jesus “fica comigo!” Ele fica, mas somos nós quem precisamos de Lhe pedir, pois assim nos tornamos mais conscientes do que realmente e em verdade desejamos e queremos viver… O caminho do discípulo
  9. 9. “Fica connosco”… Ele ficou e repetiu o gesto do partir do pão, tal como na Última Ceia… Então, os olhos dos dois discípulos abriram-se e reconheceram-no… mas Jesus desapareceu… Os dois discípulos reconheceram Jesus. O caminho do discípulo
  10. 10. E, nós somos capazes de reconhecer Jesus? Somos capazes de abrir o nosso coração para nos deixarmos interpelar, questionar e até pôr à prova por Ele? O caminho do discípulo Estamos dispost@s, disponíveis para acolher o Seu plano de Salvação, o qual afinal não é mais do que a vontade de Deus a chamar cada um de nós para que vivamos desde Ele, sejamos felizes?
  11. 11. Jesus ficou ao lado e foi contando a história aos discípulos… O caminho do discípulo Estou dispost@ a deixar que outros se coloquem ao meu lado, mesmo sem ter convidado para escutar a “história”?
  12. 12. Convidamos-te a escrever uma carta a Deus na qual Lhe contes o que estás dispost@ a viver… O caminho do discípulo

×