Revolução inglesa e suas diversas perspectivas na historiografia inglesa

1,893 views

Published on

Seminário apresentado no dia 22/11/2013 para o Curso Superior de Licenciatura em História da Faculdade de Castanhal-FCAT, como requisito de obtenção de nota para a Disciplina História Moderna sob orientação da Profª Msc. Érika Melo.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,893
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
62
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revolução inglesa e suas diversas perspectivas na historiografia inglesa

  1. 1. REVOLUÇÃO INGLESA: Revolução Puritana e a Revolução Gloriosa Allan José Madeiro Casemiro* Álvaro Augusto Queiroz Costa* Cláudio Lísias Moreira Ximenes* Marcus dos Reis Ferreira* *Discentes do Curso Superior de Licenciatura em História da Faculdade de Castanhal-FCAT Castanhal-Pa 2013
  2. 2. Absolutismo inglês • DINASTIA TUDOR Guerra das duas Rosas (1455-1485): fortalecimento do poder monárquico; • Auge do absolutismo inglês. Eduardo VI (1547-1553) anglicano Henrique VIII (1509-1547) anglicano Maria I (1553-1558) católica Joana Grey (1553) protestante Elizabeth I (1558-1603) anglicana
  3. 3. Absolutismo inglês (cont.) DINASTIA TUDOR • Religião Anglicana (oficial) --------- saques de igrejas católicas; • Crescimento do comércio (burguesia = puritanos e presbiterianos); Expulsão e execução do baixo e alto clero. • Período de grande instabilidade Anglicanismo = Unidade; • Católicos X Protestantes: controle da situação; • Cercamentos: expropriação das terras dos camponeses • Elizabeth I Pressão da burguesia (economia) e camponeses (trabalho); • Eduardo VI, Joana Grey e Maria I • • Henrique VIII Estabilidade política = diminuição do poder do parlamento; • Colonização Nova Inglaterra (EUA). • Pirataria + Companhia inglesa das Índias Orientais (1600)
  4. 4. Absolutismo inglês (cont.) DINASTIA STUART Jaime I (1603-1625) anglicano Carlos I (1625-1649) católico Revolução Puritana + Ditadura de Oliver Revolução Gloriosa Jaime II (1685-1688) católico Carlos II (1660-1685) *católico
  5. 5. Absolutismo inglês (cont.) DINASTIA STUART • Perseguição à católicos e à calvinistas (puritanos e presbiterianos); • Crise econômica e política; • Burguesia: luta por direitos iguais em relação à nobreza. • Dissolveu o Parlamento (1614) + aumento de taxas e impostos; • 1628: primeiro Bill of rights ------- Magna Carta (1625) • Aumento de taxas e impostos; • Short parliament e Long parliament; • Invade o parlamento em 1642 = Revolta Puritana (Guerra Civil); Carlos I • 1649: morte do rei. Revolução Puritana • “cabeças redondas” (burguesia) X “cavaleiros” (nobreza); • 1642-1649 ----- Oliver Cromwell (puritano) Jaime I
  6. 6. Absolutismo inglês (cont.) Oliver Cromwell (1649-1658) • Governo centralizador e autoritário: Lord Protetor da Inglaterra; • Comunidade britânica: Inglaterra, Escócia e Irlanda; • Lei penal e confisco de terras (católicos); • Ditadura de Oliver (república) Atos de Navegação (1651): fortalecimento do capital inglês; • Figura controversa na historiografia inglesa: Ditador regicída (David Hume e David Sharp) ------ Herói libertador: Thomas Carlyle e Samuel Rawson Gardiner • 1658 à 1660: período de instabilidade • 1660: os realistas no poder
  7. 7. DINASTIA STUART Absolutismo inglês (cont.) • Simpatia pelo catolicismo e aproximação com a França: descontentamento do parlamento; • Parlamento: Ato de exclusão (1679) = católicos expulsos cargos públicos e postos de governo; • Carlos II Lei do habeas-Corpus; • Dissolução do parlamento;. 1688 – Jaime II (Católico) 1. Sucessor natural Parlamento (Burguesia): 1. Jaime II “perigo católico”( absolutismo e França) 2. Coroa inglesa Guilherme de Orange (Protestante) Maria Stuart (protestante) 3. Manutenção (Anglicanismo e Liberdade) Novembro 1688 – Guilherme
  8. 8. DINASTIA STUART Revolução Glorioso e seu significado 1. 2. Guilherme III (1689-1702) Inglaterra Jaime II Guilherme III Revolução Gloriosa (Sem derramamento de sangue) 1689 – Absolutismo x Monarquia Constitucional 1. Declaração de Direitos (Juramento) “...assegurava ao Parlamento o direito de aprovar ou rejeitar impostos, garantia a liberdade individual e a privada.”(sobrenome, ano, p.75) propriedade
  9. 9. Revolução Glorioso e seu significado DINASTIA STUART 2. Divisão dos poderes 1714 – Jorge I – Dinastia Hannover. 1. Moderno parlamentarismo inglês. 2. Ministério. a) Primeiro Ministro b) O Monarca Chefe de Governo. Chefe de Estado. “ O rei reina, o Parlamento governa” (MELO E COSTA , 1993, p.76)
  10. 10. Revolução Glorioso e seu significado DINASTIA STUART Revolução Gloriosa (Revolução Burguesa): 1. Absolutismo a margem. Burguesia: 1. Decisões políticas. 2. Mercantilismo (Auxílio para burguesia): a) Acumulação de Capital b) Mercados Consumidores c) Aumento da burguesia d) Empecilho para desenvolvimento. 3. Liberalismo: a) Eliminou Monopólios Privilégios mercantis
  11. 11. Consequências da Revolução Glorioso DINASTIA STUART “A Inglaterra gerava assim as condições econômicas, políticas, sociais e culturais que, maturadas durante toda a primeira metade do século XVIII, iriam possibilitar o desencadeamento da Revolução Industrial.” (MELO E COSTA, 1993, p. 77)
  12. 12. PERSPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Guilherme III (1689-1702) José Jobson de Andrade arruda* *Professor sênior do departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História Econômica da USP e professor titular aposentado do Instituto de Economia da UNICAMP.
  13. 13. PESPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Século XVII • Revolução inglesa= Revolução Puritana (1640) e Revolução Gloriosa (1688); • Primeira revolução burguesa da História da civilização ocidental. Século XVIII A tradição Whig (Liberal) • Luta do parlamento contra o absolutismo monárquico (abusos); • Caráter progressista: interesse nacional. A tradição Tory (Conservador) • Luta do rei contra os capitalistas (parlamento) procurando assim defender os interesses dos seus súditos (altruísmo); • Caráter classista: burguesia (capitalistas ambiciosos).
  14. 14. PESPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Século XIX • Político Whig, poeta, Historiador; • Parlamento X Carlos I/Liberdade X Tirania; • Representou liberdade política e religiosa e luta pelo iluminismo e pelo liberalismo; • Consequência: modernidade parlamentar e liberdade civis. Thomas Macaulay (1800-1859) • Político escritor, Historiador e professor de História Moderna; • Caráter cronológico, consegue trazer a discursão a nível acadêmico, porém ainda se observar forte influência das ideias do século XVIII (político e religioso). Samuel Rawson Gardiner (1829-1902)
  15. 15. PESPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Século XX • Historiador (tradição Whig); • Termos constitucionais: luta de partidos; • Aspectos econômicos e sociais: ignorados; • Influência do modelo de História Política (século XIX). George Macaulay Trevelyan (1876-1962) • • Século XVI e XVII: surgimento do capitalismo; • Poder político e econômico (mudanças); • Richard Tawney (1880-1962) História econômica e crítico social; Revolução atinge uma dimensão social mais ampla.
  16. 16. PESPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Século XX • Escola dos Annales; • Aristocracia: papel importante na sociedade; • Crise: regime político e não na sociedade; • Aristocracia: perda de poder militar, agrário e prestígio social. • Historia Moderna inglesa; • Antagonismo da crise: sociedade mere gentry (small gentry e Lawrence Stone (1919-1999) declininig gentry); • H. R. Trevor-Roper (1914-2003) Crise: sociedade e não na esfera política (Stone); • Queda da monarquia; • Polêmico debate entre as partes.
  17. 17. PESPECTIVAS DA REVOLUÇÃO INGLESA Século XX Peter Lasllet (1915-2001) Christopher Hill (1912-2003) Eric Hobsbawn (1917-2012)
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRUDA, José Jobson de Andrade. Perspectivas da Revolução Inglesa. Revista de História, São Paulo, volume 04, número 07. Disponível em: <http://www.anpuh.org/arquivo/download?ID_ARQUIVO=1862>. Acesso em 10 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ato_de_Navega%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://news.harvard.edu/gazette/wpcontent/uploads/2011/05/Moo re_Barrington_Jr_380.jpg>. Acesso em 16 nov. 2013.
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Carlos_I_de_Inglaterra>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Carlos_II_de_Inglaterra>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Casa_de_Stuart>. Acesso em 11 nov. 2013.
  20. 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Casa_de_Tudor>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Christopher_Hill>. Acesso em 16 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://mestresdahistoria.blogspot.com.br/2010/10/terceiro-anocndl-quarto-bimestre_16.html>. Acesso em 14 nov. 2013.
  21. 21. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5c/King_Willia m_III_of_England%2C_%281650-1702%29_%28lighter%29.jpg>. Acesso em 14 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Crane_Brinton>. Acesso em 16 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Eric_Hobsbawm>. Acesso em 16 nov. 2013.
  22. 22. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Elizabeth_I_of_England>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/File:Workshop_of_Hans_Holbein_the_Yo unger_-_Portrait_of_Henry_VIII_-_Google_Art_Project.jpg>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaime_II_de_Inglaterra>. Acesso em 16 nov. 2013.
  23. 23. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaime_VI_da_Esc%C3%B3cia_e_I_de_Ing laterra>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Joana_Grey>. Acesso em 12 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://www.history.ac.uk/makinghistory/historians/stone_lawrence. html>. Acesso em 16 nov. 2013.
  24. 24. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_I_de_Inglaterra>. Acesso em 11 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Cooper,_Oliver_Cromwell.jpg>. Acesso em 12 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://www.history.ac.uk/makinghistory/historians/images/profile/ Laslett_Peter.jpg>. Acesso em 16 nov. 2013.
  25. 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2c/Thomas_Ba bington_Macaulay%2C_1st_Baron_Macaulay__Project_Gutenberg_eText_13103.jpg>. Acesso em 16 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/aa/R._H._Tawne y.png>. Acesso em 16 nov. 2013. CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/99/G_M_Trevel yan.jpg>. Acesso em 16 nov. 2013.
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (Cont.) CONTEÚDO aberto. In: Wikipédia a enciclopédia livre. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/7/78/Hugh_TrevorRoper.jpg>. Acesso em 16 nov. 2013.

×