Your SlideShare is downloading. ×
Especial PLP     40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007Jovem aos 40PLP Brasil completa40 anos em pleno vigore projeta crescimentoFU...
E o tempo passou      Quatro décadas voaram!                                                                              ...
Nosso futuro O futuro já chegou.“Exportamos produtos para todos os continentes”As dificuldades e os desafios enfrentados p...
Nosso futuro      Engenharia de primeira.                                  “Recém-formado em          para linhas de trans...
Nossos veteranos Hoje, aqui e agora.Amanheceu. Você acende a luz, ou abre a geladeira, ou ainda vai direto ligar          ...
Nosso presente       Profissionais com longo tempo de casa contam histórias.                               Eficiência     ...
Mais de 60% dos funcionários da PLP têm mais de 5 anos de casa.                           Laboratório modelo             l...
Nossos parceiros      Clientes e distribuidores comentam sobre a PLP Brasil.     Soluções personalizadas, adequação à real...
Nossa cara Marketing reflete a realidade da empresa.A atenção às tendências, às alterações de mercado e o       Promoção e...
Nosso passado       Momentos que marcaram a PLP.     Estiveram em visita ao Brasil, em 1982, os Srs. Jon Ruhlman e Fred Co...
Nosso passado Os fios da memória.1967, 68, 69. O começo da PLP no Brasil não foi            Na distribuição, a Cemig vem, ...
Todo o futuro pela frente.   “Quanto mais para trás você puder olhar, mais para frente você poderá ver” – Winston Churchil...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

EspecialPLP40 anos

379

Published on

EspecialPLP40 anos

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
379
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "EspecialPLP40 anos"

  1. 1. Especial PLP 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007Jovem aos 40PLP Brasil completa40 anos em pleno vigore projeta crescimentoFUTURO: EMPRESA DO SÉCULO XXI PRESENTE: DE PORTAS ABERTASO diretor geral Sergio Scavone mostra Você está convidado a se sentir dentrootimismo e acredita em dias ainda da fábrica da PLP. Dois dos funcionáriosmelhores para a PLP no Brasil. mais antigos são os nossos guiasQue venham os próximos 40 anos! PASSADO: PARECE QUE FOI ONTEM! Os últimos 40 anos foram recheados de curiosidades e acontecimentos marcantes. Música, esporte, cinema, política... Relembre com a PLP
  2. 2. E o tempo passou Quatro décadas voaram! 1990 Fernando Collor toma posse como primeiro presidente da República eleito diretamente desde 1960. Morre o cantor e compositor Cazuza. Acontece a reunificação da Alemanha. 1967 1991 PLP Brasil chega ao país e se instala no bairro do Tatuapé - São Paulo. O Código de Defesa do Consumidor entra em vigor. Começa a Guerra do Golfo e tem 1971 início o Mercosul. Embratel inaugura a Discagem Direta a Distância (DDD). Morrem o trompetista 1994 norte-americano Louis Armstrong e o compositor russo Igor Stravinsky. É lançado o Plano Real. Fernando Henrique Cardoso é eleito presidente da República. 1973 Nelson Mandela toma posse como primeiro presidente negro da África do Sul. O pugilista Éder Jofre ganha o título mundial de boxe. Acontecem o primeiro Festival 1997 de Cinema de Gramado e o primeiro Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. Morrem o O território de Hong Kong é devolvido pela Grã-Bretanha ao controle da China. pintor espanhol Pablo Picasso e o poeta chileno Pablo Neruda. 1999 1976 O governo abandona o regime de bandas cambiais e adota a livre flutuação do câmbio. Os livros “Feliz Ano Novo”, de Rubem Fonseca, e “Zero”, de Inácio de Loyola 2000 Brandão, são censurados pelo regime militar. Morrem o líder chinês Mao Tse-Tung Brasil completa 500 anos de Descobrimento. e a escritora inglesa Agatha Christie. 2002 1981 Lula é eleito pela primeira vez presidente da República. Brasil ganha a Copa do Mundo Os EUA lançam o primeiro ônibus espacial. O papa João Paulo 2º sofre atentado. de Futebol pela quinta vez. 1983 2007 A Taça Jules Rimet, conquistada pela seleção brasileira na Copa do México, em PLP Brasil completa 40 anos de atividades no País. Veja mais sobre 1970, é roubada da sede da CBF, no Rio. esta bela história nesta edição especial. Boa Leitura! 1984 Câmara rejeita emenda constitucional que previa eleições diretas para presidente. Morre o músico norte-americano Marvin Gaye. 1985 Morre o presidente da República Tancredo Neves, eleito indiretamente. Inaugurada em São Paulo a primeira Delegacia da Mulher. 1987 O presidente José Sarney suspende o pagamento dos juros da dívida externa. Acontece um acidente nuclear com césio-137 em Goiânia (GO). Morrem o poeta Carlos Drummond de Andrade, o dançarino e ator Fred Astaire e a atriz Rita Hayworth.02 PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007
  3. 3. Nosso futuro O futuro já chegou.“Exportamos produtos para todos os continentes”As dificuldades e os desafios enfrentados pelo linhas de transmissão, com destaque para cadeias oferecendo características de melhor desempenho,diretor geral da PLP Brasil, Sergio Scavone, serviram de suspensão e ancoragem; espaçador amortecedor; como melhor resistência ao impacto e quedas,de estímulo para que buscasse soluções que amortecedores de vibração; conjunto de estaiamento; melhor identificação em caso de falha de rede,impulsionassem o desenvolvimento da empresa em ferragens para torres tipo cross-rope e esfera de além de melhor universalidade com uso em Redestodos os seus mercados de atuação. Sergio menciona sinalização. A área de Distribuição comercializa cinco Convencionais e Redes Compactas, quando comparadoas principais conquistas e importantes fatos que linhas de produtos; a de Telecomunicações, 10; e a ao tipo cerâmico. No passado, desenvolvemos tambémmarcaram a história da empresa desde o seu ingresso, de Datacom, que é a área mais nova da empresa, toda uma linha de produtos para a Rede Compactaalém de novas estratégias para o futuro. oferece quatro linhas”. ou “Rede Ecológica” para manter os cabos próximosExportações Auto-suficiência sem ter que podar árvores, que resultaram em“É uma das atividades que mais têm crescido na PLP “Apesar de toda a abertura para a importação, quase aprimoramento tecnológico de novos processos deBrasil. Todas as linhas de produtos desenvolvidas 100% da linha de produtos PLP é fabricada no Brasil. fabricação e domínio no conhecimento de materiaispela empresa brasileira têm sido exportadas para as Achamos que o produto nacional pode ser mais poliméricos. O mercado brasileiro foi o mais receptivosubsidiárias do grupo, no Canadá, Inglaterra, Espanha, competitivo que o produto importado”. a essa tecnologia”.Austrália, Tailândia, México, África do Sul, China e Expansão “A PLP investe constantemente em seus processosprincipalmente para a matriz, em Cleveland, nos EUA. ”Recentemente adquirimos a empresa DPW, nos EUA, internos, através do programa contínuo LeanA PLP brasileira é fornecedora mundial para todas as fornecedora de sistemas de geração de energia elétrica Manufacturing, que tem nos favorecido um avanço emsubsidiárias do grupo, por exemplo, da caixa de emenda a partir de painéis solares. Já estamos desenvolvendo produtividade, qualidade e redução de custos, onde sãopara fibra óptica Fibreguard™ e dos espaçadores novos produtos para atender esse mercado no Brasil aplicadas novas tecnologias de fabricação, utilizandoamortecedores para linhas de transmissão”. e no mundo. Outra aquisição da PLP é a empresa recursos de mercado e também nossa criatividade. “Produtos ‘Belos’, da Polônia, que atua no setor de distribuição Matriz“Nesses 14 anos em que estou aqui, vi a PLP Brasil e linhas de transmissão”. “O clima de trabalho é muito bom. A nova diretoriaincrementar as linhas de produtos e diversificar Tecnologia da matriz é muito jovem. São bons de se trabalhar.suas áreas de atuação. A área de Transmissão da “O nosso último lançamento é o isolador pilar O relacionamento com diretores e gerentesPLP brasileira oferece 10 linhas de produtos e é polimérico (ou pedestal polimérico), em composto é muito próximo. Inclusive, o Grupo PLP está entre asresponsável pelo fornecimento a todos os países das polietileno, que traz menor custo de transformação 200 empresas americanas que possuem receitas entreAméricas do Sul e Central. Com isso, a PLP se posiciona e conseqüente menor preço, além de facilidade na U$ 5 milhões e U$ 750 milhões, segundo ranking daentre as três maiores fornecedoras de acessórios para produtividade pelo processo de injeção de plásticos, Revista Forbes”. Conheça o Sergio.Sergio Scavone ingressou na PLP Brasil em junho de 1993 para atuar nocargo de diretor geral da subsidiária brasileira. Formado em engenhariaeletrônica, chegou à PLP em um momento que o País passava poruma crise econômica. Mesmo sabendo que seria um desafio difícil, aqualidade dos produtos e serviços oferecidos pela empresa e a quedada inflação decorrente do Plano Real, em 1994, fizeram com querapidamente a empresa incrementasse as suas linhas de produtos. Asperspectivas para o futuro são as mais otimistas, com um crescimentomédio anual da ordem de 9% ao ano. PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007 03
  4. 4. Nosso futuro Engenharia de primeira. “Recém-formado em para linhas de transmissão. Outro avanço que tivemos Engenharia Mecânica, foi na área de telecomunicações. Na década de 90, entrei na PLP junto passamos a fabricar os produtos que, até então, com uma nova equipe eram importados. Atualmente, exportamos muitos de inspetores para dos itens que são desenvolvidos aqui, patenteando aperfeiçoar ainda inclusive de 3 a 4 produtos por ano. Fomos a primeira mais o controle de subsidiária do Grupo PLP a ser convidada pela matriz qualidade da empresa. Nessa época, já atuávamos para participar do programa de intercâmbio criado com distribuição de energia elétrica e começávamos nos Estados Unidos. Sem dúvida, isto é motivo de a ganhar espaço também na área de transmissão, grande orgulho para nós e mostra o reconhecimento quando implantamos o setor de ferragens. Hoje, do nosso trabalho aqui no Brasil.” a engenharia da PLP Brasil está entre as mais Paulo Sérgio P. Borges é diretor técnico respeitadas de todo o Grupo, destacando-se ainda industrial da PLP Brasil. Está na empresa há PLP tem um dos maiores Laboratórios de P&D privado como uma das maiores fornecedoras de produtos 28 anos. na área de energia elétrica da América Latina. Confiança no mercado. “Entrei como engenheiro de vendas no antigo Lembro-me bem da época das privatizações, departamento de marketing, na divisão de onde tivemos uma mudança importante no distribuição. No início, minha missão era atender comportamento dos clientes, e tínhamos que ter o mercado de distribuidores em São Paulo e maior velocidade de resposta para conseguir bons Interior, além da CPFL, cooperativas e outras contratos, em virtude da concorrência.. cada vez concessionárias no interior do estado de São Paulo. mais acirrada. Com a pulverização de fabricantes, Também no início da PLP, pude contribuir para o temos hoje um mercado muito competitivo e desenvolvimento da informática na empresa. No com padrões diversificados. Estamos investindo final da década de 80 passei para a gerência de bastante em pessoal e incentivado a criatividade compras, que depois mudou o nome para gerência para atender as novas demandas de mercado. Temos Geraldo Medeiros Brandão de Mendonça de planejamento, ainda responsável por compras, orgulho de ser hoje uma das mais importantes é diretor comercial da PLP Brasil. Está na planejamento de materiais e faturamento. subsidiárias do Grupo PLP”. empresa há 23 anos. De bem com a vida. Pensando também no futuro, desde já PLP Brasil gerente de Recursos formação escolar dos funcionários para manter investe em projetos que garantam a saúde e o bem Humanos da PLP Brasil, o atual ritmo de crescimento, auxiliando-os no estar daqueles que são protagonistas desta história Sandra Ramalho, há pagamento de cursos superiores e de línguas de sucesso: os funcionários. E eles não são os únicos 10 anos na empresa. estrangeiras. “Percebemos uma avaliação beneficiados. As vantagens dos programas de Com base nas respostas positiva com relação ao nosso programa de qualidade de vida implementados pela empresa se do mapeamento são benefícios. Inclusive, esse é um dos fatores estendem aos seus familiares. desenvolvidas palestras mais considerados na hora de decidir sobre a de prevenção a permanência ou não na empresa”, explica Sandra. Tudo começa no momento da acidentes de trabalho, Os projetos na área de qualidade de vida continuarão contratação saúde, qualidade de vida, atividades de ginástica sendo prioridade para a PLP Brasil. “Trabalhamos Já no primeiro dia de serviço, o novo funcionário e laboral e treinamentos. O programa de benefícios cada vez mais para manter os benefícios já existentes seus familiares são incluídos no seguro de saúde da da PLP Brasil inclui ainda assistência odontológica, e incluir outros, novos, ampliando inclusive as empresa. Depois, são realizados mapeamentos das seguro de vida, plano de previdência privada, cesta coberturas dos seguros de vida e de saúde”, atuais condições de saúde de cada colaborador, com básica e assistência funeral. acrescenta Sandra. “Nesse sentido, a empresa evoluiu o objetivo de realizar programas preventivos e de muito nos últimos anos e vai continuar esse processo, acompanhamento médico. “É um trabalho conjunto, Formação pois acreditamos que isto faz parte da trilha a ser que envolve todos os departamentos”, afirma a Além de cuidar da saúde, a PLP Brasil investe na seguida para o nosso desenvolvimento”.04 PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007
  5. 5. Nossos veteranos Hoje, aqui e agora.Amanheceu. Você acende a luz, ou abre a geladeira, ou ainda vai direto ligar Chega uma boa notícia: entra mais um grande pedido de preformados, realidadeo chuveiro elétrico. Não importa. Você nem percebeu, mas já começou seu dia se constante nos últimos 40 anos. Tanjioni e Macedo dão continuidade ao trabalho.conectando com a vida por meio da energia elétrica. O fazem bem. Quantas vezes viveram momentos assim? Ah, incontáveis, incontáveis!Há mais de 30 anos, Wilson Tanjioni e Hermes Macedo fazem sua parte para que Às 16h, ainda na fábrica – que faz parte dos 12 mil metros quadrados de áreacada vez mais pessoas possam ter este tipo de conforto. Eles também acordam cedo, construída que a PLP mantém em Cajamar – o chão permanece limpo; as máquinas,assim como os mais de 130 colegas que hoje trabalham na fábrica. De ônibus, trem, operando; profissionais entram e saem, sempre num tom de imperiosa urgência: vamosem seus carros ou de “carona”, eles chegam à PLP para colocarem as “mãos na fazer isso, preciso esclarecer aquilo, resolver este outro assunto. Dá certo. História,massa”, a partir das 7h da manhã. Lá dentro, dá para notar que metalurgia é mesmo esforço, quanto trabalho aquelas paredes já viram. Quantos pedidos atendidos!um trabalho coletivo. Tanjioni, Eletropaulo, CTEEP, CPFL, Cemig,coordenador de produção, e Para comemorar os 40 anos da PLP, que tal Copel, Furnas, Chesf, Light, Oi,Macedo, operador da máquina Telefonica e muitos outros. Boapulverizadeira, são importantes. uma visita à fábrica? Dois dos funcionários parte da história do preformadoEles estão ajudando a produzir osmilhares de itens que, dentro de mais antigos são os nossos guias! no Brasil foi, e continua sendo, escrita por ali.pouco tempo, estarão nos mercados do Brasil e do exterior. E que, na prática, irão O relógio já marca 17 horas! Fim do expediente, que Tanjioni cumpre desde 1969;melhorar a qualidade de vida e o conforto de milhões de pessoas que têm acesso à Macedo está lá desde 1976. O trabalho daquele dia foi feito. É a sensação do deverenergia elétrica e telecomunicações. cumprido, gostosa sensação, que toma conta do ambiente.A fábrica opera a todo o vapor. Tanjioni e Macedo sabem o que fazem e usam a sua Em breve os esforços de todos eles, profissionais da PLP, chegarão na forma deexperiência para descobrir a melhor forma de manter a qualidade. energia elétrica e telecomunicações aos domicílios, empresas, edifícios residenciais,O que é a essência da PLP comerciais, etc. E você, quando acordar amanhã pela manhã, agora vai reparar:Almoço. Restaurante. Arroz, feijão, saladas, carnes, sobremesa, em meio a boa prosa. todos esses benefícios lá estarão à sua espera. E, com eles, um pouco do verdadeiroO tempo presente está lá, diante dos olhos e dos pratos de cada um. Mas o trabalho sabor de vida.também é de futuro. Hora de voltar. Conheça o Wilson. Conheça o Hermes.“Aos 18 anos de idade, quando havia terminado um curso de mecânica, entrei na PLP. “Entrei na PLP em 1976. Fazia pouco tempo que tinha chegado a São Paulo e nessaNo começo éramos em apenas quatro funcionários na fábrica - o Sr. Cícero de Paula, o época eu morava com um primo bem perto da antiga sede da empresa, no Tatuapé.Sr. Diogo Ávila, o Sr. Osvaldo Barbosa e eu. A gente tinha que assumir várias funções, Eu conhecia algumas pessoas que já trabalhavam na PLP e, por meio destes contatos,desde a produção do preformado, contatos com fornecedores e até mesmo vendas, fui admitido no cargo de operador de produção. Na fábrica, opero a pulverizadeira.etc. No começo foi difícil, mas dali em diante a empresa não parou de crescer. Hoje já Adquiri bastante experiência com a máquina e hoje eu ensino aos novos funcionáriosestou aposentado, mas continuo trabalhando com a mesmo vigor de 39 anos atrás e como ela funciona. A empresa passou por momentos difíceis, mas felizmente conseguiusinto que ainda posso contribuir muito para o crescimento da Empresa. Enfim, comecei superar todos. Por meio da PLP eu consegui tudo o que eu tenho. Aqui eu adquiricomo ajudante-geral e hoje sou coordenador de produção. Tenho muita satisfação e experiência profissional, foi a empresa que eu escolhi para dedicar minha vida”.orgulho em fazer parte desta equipe”. Wilson Roberto Tanjioni é coordenador Hermes Macedo é operador de produção da PLP Brasil. de produção da PLP Brasil. Está na empresa há 39 anos. Está na empresa há 31 anos. PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007 05
  6. 6. Nosso presente Profissionais com longo tempo de casa contam histórias. Eficiência Atender bem é o aperfeiçoamento da tecnologia aplicada na fabricação administrativa lema dos nossos produtos. Tudo isso em meio aos altos e baixos “Lembro-me bem da época “Comecei a trabalhar na da economia brasileira. Mas superamos os principais em que tínhamos que lidar PLP Brasil como office-boy, desafios e hoje trabalhamos para atender clientes que com a inflação galopante há 32 anos. Desses, já são exigem cada vez mais. Cresci junto com a PLP, esse foi no Brasil; contratos eram o meu primeiro emprego, onde conquistei tudo o que 29 dedicados à coordenação reajustados a cada três eu tenho. Após ter passado por todos esses momentos, de vendas, onde estou meses e os pagamentos nem sempre eram efetivados continuo vestindo a camisa, continuo me dedicando até hoje. Nesse período, no vencimento, o que comprometia sensivelmente o ao máximo. Defino minha trajetória na PLP com duas resultado da empresa. Organizamos as datas dos acompanhei todas as fases de desenvolvimento da PLP Brasil, desde o esforço para palavras: família e amizade, pois não posso esquecer a faturamentos e começamos a administrar os atrasos importante colaboração dos meus colegas de trabalho”. e também a corrigir os valores pelo período de convencer o mercado da qualidade do nosso primeiro produto, o preformado, passando pela chegada da Ricardo Carmo Lacerda é coordenador atraso dos pagamentos. Deu certo! Também na área de crédito, passamos a utilizar ferramentas para concorrência, diversificação dos itens produzidos de vendas da PLP Brasil. Está na minimizar os riscos da PLP e atender as necessidades para manter a liderança da empresa e, atualmente, empresa há 32 anos. dos clientes sem gerar custos adicionais. Com o tempo, não apenas começamos a viabilizar vendas como diminuir paulatinamente a inadimplência, que hoje está próxima de zero. Iniciei minha carreira na PLP Enxergar as em que começamos a atuar no desenvolvimento de aos 16 anos como office boy e em menos de dois anos mudanças produtos para a área de telecomunicações, que ajudou surgiu a vaga no setor de contas a pagar. A partir daí, “Creio que entre os a PLP a dar um grande salto. Mais tarde veio a fase de sempre estive ligado a área financeira da empresa. Sou privatizações que exigiu da empresa grande esforço momentos mais marcantes formado em Economia e em Direito e atualmente curso de desenvolvimento: tivemos de reorientar processos, de minha história na MBA de Finanças na FGV. Em 2004, assumi o cargo de baixar custos e introduzir novas tecnologias. Foi uma empresa está a fase em que gerente executivo administrativo e financeiro e tenho mudança de hábitos que aprendemos a convier em certeza de que ainda teremos muito a crescer.” enfrentamos o desafio de nos tornarmos aptos a atuar constante renovação. Os resultados mostram que Carlos Roberto de Miranda Cordeiro é conseguimos participar desta nova fase. Soubemos em um mercado que passou gerente administrativo e financeiro da rapidamente de estatal a privatizado. Nossa decisão como aproveitar as novas oportunidades e assim PLP Brasil. Está na empresa há 30 anos. foi a de continuar firme no mercado, investindo estamos atentos aos novos desafios”. muito em tecnologia, tanto de produto como de Gilberto da Cunha Lima Jr. é gerente processos. Entrei na engenharia de desenvolvimento de mercado da PLP Brasil. Está na Cozinhando com amor de produtos, ainda na fase da PLP no Tatuapé. Fui empresa há 19 anos. “Fui contratada pela PLP em para a gerência de divisão técnica e lembro da época 1982, quando iniciaram-se as obras para construção da nova sede da PLP, em Cajamar. Na época cozinhava sozinha para mais de 90 operários que trabalham na obra. Mas mesmo assim conseguia atender Experiência para desenvolver novos produtos e melhorar os já compartilhada existentes, além de ensaios, fabricação de moldes de todo aquele ‘batalhão de homens’, pois sempre procurei “Fui contratado pela PLP plástico, entre outros. Vi a empresa crescer e alcançar fazer o meu serviço com muita dedicação. Em 1990, a fábrica ficou pronta e a PLP mudou-se definitivamente em 1976, para trabalhar a liderança que possui no mercado. Há 40 anos, para Cajamar. O restaurante da PLP foi terceirizado como ferramenteiro. dependíamos das peças que vinham da matriz para pela empresa GR. Mesmo não sendo mais funcionária Naquela época, a produzir. Hoje, enviamos para lá os materiais das da PLP e sim da GR, continuei na empresa e hoje sou empresa não fabricava áreas de injetados e forjados fabricados aqui, gerando cozinheira-chefe, trabalhando junto com uma equipe de peças para reposição das mais trabalho para o nosso setor e bons negócios para oito pessoas. A dedicação e o amor pelo que faço são os máquinas, que vinham todas da matriz nos Estados a empresa. Sou muito grato a PLP por todos esses anos mesmos de 20 anos atrás. Talvez esse seja o ‘segredo’ de serviço e pelas oportunidades de crescimento que Unidos. Acompanhei o processo de instalação da do meu tempero, que é muito elogiado por todos aqui me proporcionou.” na empresa. Agradeço sempre a oportunidade que me Ferramentaria, quando a PLP Brasil começou a foi dada e sinto-me muito feliz por fazer parte da equipe produzir as suas próprias peças. Com o crescimento do Hermenegildo Malaguti é assessor PLP. Daqui a alguns anos vou me aposentar e pretendo setor, passei a exercer a função de líder e, desde 2001, de engenharia da PLP Brasil. Está na abrir o meu próprio negócio”. sou assessor de engenharia. Compartilho 49 anos de empresa há 31 anos. Elza da Silva Resende é cozinheira experiência profissional com os demais engenheiros chefe. Está na empresa há 20 anos.06 PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007
  7. 7. Mais de 60% dos funcionários da PLP têm mais de 5 anos de casa. Laboratório modelo laboratórios de P&D privado na área de energia Aprendendo com a PLP “Vim para a PLP Brasil elétrica da América Latina, onde realizamos ensaios de “Minha história na PLP foi em 1994, como secretária tração, carga cíclica, fadiga, aquecimento, ciclo térmico, um desafio, seguida de uma bilingüe da diretoria trilhamento elétrico, névoa salina e ensaios químicos. E trajetória de sucesso. Ingressei industrial. Em 1999 fui essa qualidade também é comprovada pelas inspeções na empresa em 2001, recém coordenar a gestão da ISO de nossos clientes, com que temos um excelente formado em Engenharia Elétrica. 9001 e neste ano assumi relacionamento de parceria. Outro importante avanço Logo me deparei com um mercado a gerência da qualidade, da empresa foi a implantação do Lean Manufacturing, totalmente desconhecido. Comecei a trabalhar como agregando as atividades de cujo objetivo é eliminar os desperdícios e otimizar os engenheiro de vendas e aplicação, onde aprendi muitoinspeção de recebimento e laboratório de ensaios. A processos. Sinto-me gratificada por fazer parte dessa no contato com produtos e clientes. Hoje, sou gerentePLP sempre prezou pela qualidade de seus produtos e história. Os novos desafios estão aí, exigindo da comercial no mercado de distribuição de energiaprocessos. Prova disso são os resultados das auditorias empresa constante inovação e qualidade para alcançar elétrica, uma das unidades mais importantes do Grupoda ISO pela UCIEE/TÜV Rheinland Brasil, além das as metas de crescimento. Parabéns PLP! PLP, responsável pelo atendimento às concessionárias,certificação de produtos, sejam elas de caráter Ana Lúcia Martins é gerente de negociação de contratos, apresentação e homologaçãovoluntário ou compulsório, envolvendo acreditações qualidade e inspeção da PLP Brasil. de produtos e busca de novas oportunidades denacionais e internacionais. Temos um dos melhores Está na empresa há 13 anos. negócio. Nossas metas para o futuro andam de ‘mãos dadas’ com as estratégias de crescimento da PLP Brasil. Para mim, é motivo de muito orgulho trabalhar em uma empresa reconhecidamente líder no mercado Dinamismo para para as movimentações de mercado, sempre com o em que atua. O desafio continua, tenho a certeza que crescer objetivo de manter a empresa competitiva, buscando ainda vou contribuir muito para que a PLP prossiga “Ingressei na PLP em melhores condições sem abrir mão da qualidade e com a sua trajetória de sucesso. Parabéns!” 1991, como auxiliar pontualidade. Faz parte da política de compras a Álvaro Fonseca Alves de Araújo é administrativa. Atuei nas fidelidade aos fornecedores que fazem parte da nossa gerente comercial no mercado de áreas de planejamento e história. Continuaremos neste caminho, atentos aos distribuição de energia elétrica da PLP informática, porém me rumos do mercado e trabalhando sempre para manter Brasil. Está na empresa há 6 anos. identifiquei mais na área a relação custo-benefício nas negociações. Investimos de compras e importação, continuamente na capacitação profissional dos nossos colaboradores e na implantação de melhorias no setorda qual atualmente sou gerente. Nesses anos de PLP, Criação da unidade objetivando o bom desempenho da equipe e o melhortive a oportunidade de ingressar no MBA em Comércio datacomExterior e Negócios Internacionais na FGV - Fundação atendimento aos nossos clientes internos. Adquiri “Minha entrada na PLP ocorreuGetúlio Vargas, o que permitiu que me preparasse minha base profissional na PLP e tenho orgulho de em 1995 quando fui contratadomais ainda para atender essa área. Compras é um fazer parte deste Grupo”. para atuar no Setor de Engenhariasetor extremamente dinâmico e de grande importância Maria Lúcia Miranda é gerente de de Produtos com foco nopara o bom desempenho da empresa. Nesta área compras e importação da PLP Brasil. desenvolvimento de fornecedores.precisamos estar sempre de ‘olhos bem abertos’ Está na empresa há 16 anos. Com o passar do tempo e, com a possibilidade de desenvolver novos desafios, atuei na implantação de outros projetos no setor industrial como a unidade de extrusão de plásticos, conformação de grampos e Nosso caçula por auxiliar a empresa a ter processos produtivos e montagens Datacom. Em 2005, assumi a coordenação “Entrei na PLP em maio administrativos mais eficientes, em benefício de seus do setor de produção e, posteriomente, a gerência. de 2004, já na função clientes, colaboradores e acionistas. Temos hoje um Nesses 12 anos, posso dizer que vejo a PLP como de gerente executivo de controle de gestão e de informações gerenciais de alta uma família onde os seus funcionários são tratados controladoria e Ti. Algo qualidade, reconhecido dentro e fora do Grupo PLP. de forma humana. Aqui eu conheço as pessoas, elas que me impressionou Sinto-me feliz por fazer parte de uma equipe bem têm um nome, tem uma história e entendo que isso é positivamente desde o sucedida. A PLP Brasil é uma empresa sólida, que chega muito importante para o desenvolvimento de qualquer início é o fato de a PLP aos 40 anos em condições de continuar crescendo”. Companhia e hoje me sinto realizado pessoalmentepossibilitar que cada uma de suas subsidiárias se Paulo Micchi é gerente executivo de e profissionalmente por participar desta família.desenvolva de modo bastante independente, mas controladoria e TI da PLP Brasil. Está Parabéns PLP!”sem se desviar de diretrizes corporativas, como a na empresa há 3 anos. Fábio Matos Vilela é gerente delei Sarbanes-Oxley. Isso se reflete no trabalho da produção da PLP Brasil. Está naControladoria e Tecnologia da Informação,responsável empresa há 12 anos. PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007 07
  8. 8. Nossos parceiros Clientes e distribuidores comentam sobre a PLP Brasil. Soluções personalizadas, adequação à realidade de cada sistema elétrico e vanguarda Reconheço a PLP como uma empresa parceira, que desde a tecnológica. Além, é claro, do atendimento personalizado e carinhoso prestado sua origem no Brasil foi prestativa na busca de soluções do por toda a sua equipe. As minhas experiências, durante mais de 20 anos de vida dia-a-dia das concessionárias de energia elétrica. Uma grande profissional, na busca de soluções junto a PLP foram interessantes e produtivas. A PLP gama de assessórios de cabos e rede é empregada. Acredito é referência mundial. que este quadragésimo aniversário deva ser comemorado Acácio Barreto – Ampla S.A. como a confirmação dos bons serviços prestados ao setor elétrico, pela excelência das suas pessoas. A parceria PLP – Cabosul fortaleceu a nossa participação no mercado de cabeamento João Oliveira – AES Eletropaulo residencial no Rio Grande do Sul, fazendo-nos inclusive alcançar a liderança nesse setor. Ao completar 40 anos, a PLP confirma sua importância para o mercado A PLP no Brasil teve um papel muito importante na nacional. Só uma empresa com boas soluções, focadas nas demandas locais, consegue expansão do sistema elétrico, pois se portou sempre como se manter e crescer durante este longo período. uma empresa de ponta na aplicação de novas tecnologias e José Macléu Leônidas da Silva – Cabosul no desenvolvimento de produtos, com o intuito de atender as necessidades dos clientes. Aproveito a oportunidade Praticamente desde o inicio das operações da PLP no Brasil, o seu relacionamento com para parabenizar a PLP pelos seus 40 anos e desejar que a Celg foi ininterrupto. A PLP sempre foi confiável, ciosa da qualidade dos materiais continue na vanguarda do cenário nacional. produzidos e de suas responsabilidades. Tendo em vista a seriedade com que a Saul Pedron – CEEE empresa trata os seus clientes, temos a certeza de que essa parceria irá se estender por um longo tempo. Com relação aos produtos da PLP, entendo ser este fabricante uma referência Luiz Flávio – Celg mundial na fabricação de produtos preformados. A PLP, através de sua equipe técnica, altamente gabaritada, se encontra numa procura constante por novos É com imenso prazer que vejo a PLP celebrar esta data, desenvolvimentos tecnológicos, não dispensando em momento algum a atenção pós- fruto da dedicação, competência e dinamismo de seus venda a seus clientes. Parabéns. diretores e técnicos. Vocês sempre primaram em atender Paulo Américo – Enersul com isonomia e profissionalismo, com o diferencial de respeitar cada uma das particularidades de seus clientes. Nesses 40 anos de vida, parcerias, desenvolvimentos Parabéns PLP, o setor elétrico espera continuar contando e soluções da mais alta engenharia atenderam (e até com vocês na busca de soluções para os desafios dos próximos 40 anos! socorreram) nossas necessidades de manutenção. Só Renato Andrade Bernis – Cemig nos resta, portanto, desejar que mais outros 40 anos se somem à vida dessa jovem e valorosa empresa. A parceria com a Ampla existe desde a chegada da PLP ao Brasil. Utilizamos Osveraldo Vilar França Lima – Chesf basicamente toda a linha de produtos voltada para o setor elétrico. Suas principais vantagens são a qualidade e as condições oferecidas para suporte tecnológico e Em seis anos de parceria com a PLP Brasil, a Fundamentos iT´s tem se destacado muito no desenvolvimento. Para nós, os 40 anos da PLP mostram que o caminho escolhido, o mercado de TI. O uso das soluções integradas PLP nos rendeu excelentes resultados nesse de valorizar as parcerias, é mesmo o melhor caminho. período, garantindo também a satisfação dos nossos clientes. Parabenizamos a empresa Vanderlei Carvalho – Ampla em seus 40 anos de Brasil, certos de estreitar cada vez mais essa parceria de sucesso. Fabrizio Marini – Fundamentos iT’s08 PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007
  9. 9. Nossa cara Marketing reflete a realidade da empresa.A atenção às tendências, às alterações de mercado e o Promoção e propaganda às mãos de distribuidores e instaladores. Comoobjetivo de transmitir a imagem de fabricante sério e Os folhetos, catálogos, anúncios e malas- incremento à publicação, também em 2006 foi lançadaconfiável estão entre os valores que conduzem as ações diretas desenvolvidos pela PLP Brasil seguem a campanha “Conectividade que abraça o mundo”.de marketing da PLP Brasil. Publicações, catálogos, fundamentalmente um princípio básico: não bastainternet, treinamentos e cursos, além de anúncios e somente levar para o público um material bonito,participações em eventos, têm feito parte da história plasticamente atraente. É preciso mais: ter emda empresa nestes últimos 40 anos. Veja. conta, informações de conteúdo, obtidas a partir de fatos concretos e, que vão além da simples imagem.Internet Nestes materiais, evidencia-se o empenho da PLP emNa Internet, você encontra a PLP Brasil no endereço www. proporcionar o melhor a seus clientes.plp.com.br, que traz informações institucionais sobrea empresa e sobre o grupo, cuja matriz PREFORMED Treinamentos internos e externosLINE PRODUCTS (PLP) tem sede em Cleveland, Ohio, A PLP Brasil é um fabricante moderno, que estáEUA. Pelo site, fica fácil saber como chegar à fábrica de interessada na solução dos problemas de seus clientes.Cajamar, como se tornar parceiro da empresa e ainda Também por isso, a empresa realiza treinamentos parater acesso a todas as edições das publicações da PLP diversas concessionárias de energia elétrica, assimBrasil. Para o mercado de conectividade, a PLP Brasil como para clientes das áreas de telecomunicações ecriou o site www.plpdatacom.com.br. Navegue. datacom. Os técnicos reciclam seus conhecimentos, orientados pelos engenheiros da empresa, não apenas na teoria como também na prática. Para agendar um treinamento, as empresas interessadas devem enviar a solicitação para o e-mail plp@plpbrasil.com. br, ou através do site www.plp.com.br . Vale lembrar que os engenheiros da PLP também são convidados regularmente por universidades e institutos para proferirem palestras sobre tecnologia e uso do preformado, entre outros temas de interesse para oFeiras mercado.A PLP tem tradição em participar dos mais importanteseventos corporativos relacionados aos setores deenergia, telecomunicações e, mais recentemente, osvoltados para o mercado de Datacom. Seminários,palestras e feiras, como SENDI, SNPTEE e NetCom Publicações PLPcontam com a presença da PLP Brasil e fazem parte de Criado há 25 anos, o ‘Jornal PLP’ circula trimestralmente,seu planejamento estratégico. trazendo notícias de energia, telecomunicações e datacom. É distribuído gratuitamente, via mala-direta, para engenheiros, técnicos, chefes de departamentos e diretores das concessionárias de energia elétrica, telecomunicações e datacom, além de outros parceiros Cursos de Certificação e amigos. Já o ‘Konectando o Mercado’ surgiu no A PLP realiza curso de certificação para instaladores ano passado (2006), voltado para o segmento da PLP, voltados exclusivamente para o mercado de conectividade. A crescente e significativa participação cabeamento estruturado. Os cursos podem ser da PLP Brasil no setor de Datacom foi o ponto de partida agendados através do site www.plpdatacom.com.br ou para essa nova publicação, que chega bimestralmente pelo telefone (11) 4448-8093. PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007 09
  10. 10. Nosso passado Momentos que marcaram a PLP. Estiveram em visita ao Brasil, em 1982, os Srs. Jon Ruhlman e Fred Corkran, Os primeiros funcionários da PLP, no bairro do Tatuapé. Da esquerda para direita: Fachada da PLP, no bairro do Tatuapé, em 1969 e 1987, respectivamente respectivamente Presidesnte e Vice-Presidente da PLP Estados Unidos (ambos in Wilson Tanjioni, Diogo Melhado, Cícero de Paula, Fred Corkran (Vice-Presidente da memorian) e plantaram uma muda de pau brasil e uma de bananeira no terreno PLP EUA) e Oldemar Maboni (esses 2 últimos in memoriam) onde seria construida a Fábrica da PLP, em Cajamar 1947 1970 1997 O criador dos preformados foi Thomas O mercado nordestino começa a ser aberto pela PLP. PLP enfrenta o desafio de conduzir o processo de Peterson, o próprio fundador da PLP. A A Coelce (Cia. Energética do Ceará) padroniza todas mudanças, em um mercado que rapidamente passava empresa nasceu nos Estados Unidos em as suas instalações com os materiais preformados da de estatal para privatizado no Brasil. 1947 com o nome de Preformed Line empresa. 1999 Products Company. Localizada em Cleveland, Ohio, a 1972 PLP começa a fabricar acessórios para cabos de fibra óptica. PLP iniciou suas atividades fabricando preformados Redes Elétricas Sacif (Argentina) e Eletromecânica (varetas em formato de hélice com diâmetro interno 2000 Industrial y Comercial (Paraguai) abrem as portas aos Grupo PLP entra no mercado de Datacom, adquirindo a SMP. menor que o diâmetro externo do condutor) um preformados PLP. grande avanço tecnológico mundial. Hoje, suas fábricas 2001 1986 Acontece a privatização das companhias de energia, espalham-se por, Canadá, México, Brasil, Espanha, A PLP já domina 80% do mercado interno, produzindo Inglaterra, Polônia, Africa do Sul, China, Tailândia, que suspendem as compras e adiam investimentos. na época cerca de quatro mil itens distintos de Austrália, além dos Estados Unidos. acessórios e fabricação, aproximadamente 1,5 milhão 2002 1967 de peças por mês. Engenheiros da PLP Brasil são os primeiros a serem Implantação da PLP no Brasil. convidados pela matriz da empresa, nos EUA, para a 1990 inauguração do programa de intercâmbio da PLP. 1968 Termina a construção da nova sede, em Cajamar (SP), Começam a chegar ao Brasil plantas, projetos de unidade industrial com 12 mil metros quadrados de 2006 instalação e mais 12 máquinas de produção. área construída. Acreditando no mercado de Datacom, a PLP Brasil lança 1969 a campanha “Conectividade que abraça o mundo”, 1994 para mostrar que a tecnologia PLP existe para facilitar CESP (Centrais Elétricas de São Paulo) fez o primeiro País consegue controlar a inflação e PLP passa a pedido de preformados. a vida das pessoas. O tradicional “Jornal PLP” também investir no desenvolvimento de novos produtos. ganha nova roupagem. Desafio inédito. “No começo da década de 70, o pessoal de campo etc., convocando engenheiros e o pessoal do campo. O instalador afirmou, muito convicto, que a instalação era o mais desconfiado em relação à tecnologia condutor foi seccionado e foi instalada uma emenda de preformados tomaria muito mais tempo que as dos preformados, até mais desconfiados do que os total preformada, além de alças nas extremidades. ferragens convencionais. Na hora, aproveitamos para engenheiros. Preparamos uma abordagem diferente, Uma ponta foi conectada a uma amarração, com cabos lançar um desafio: separamos dois pedaços do mesmo até um pouco teatral, com aprovação da PLP, para de aço em torno do tronco de uma árvore; a outra ponta condutor; em um, o time da PLP fez a instalação de convencê-los do contrário. A operação elétrica no nosso foi engatada em um Jeep. Para comprovar se haveria nossas peças; no outro, o pessoal de campo instalou as estado estava ainda a cargo do DAE – Departamento deslizamento, os pontos finais da emenda e das alças ferragens convencionais. A disputa foi cronometrada de Águas e Energia, órgão instalado em um terreno foram marcados. No momento de acionar o veículo, pelo diretor do DAE. Ganhamos folgadamente e, por bem amplo, cheio de frondosas árvores. A PLP enviou todos saíram de perto, com medo do ricocheteamento incrível que pareça, aquele desafio que até parecia para lá o engenheiro Haruhiko, com todas as peças do condutor. Nada ocorreu, obviamente, e não foi algo inocente, foi útil para a ampla aceitação futura necessárias. O DAE forneceu o condutor, ferramentas, constatado escorregamento. Mesmo assim, um da novidade em Pernambuco”. Valério Rodrigues de Souza, da VCL Representações, ao recordar a resistência ao preformado nos setores de construção e manutenção10 PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007
  11. 11. Nosso passado Os fios da memória.1967, 68, 69. O começo da PLP no Brasil não foi Na distribuição, a Cemig vem, há mais de 30 anos, em conjunto com a PLP, nos trabalhos da ABNT sobredos mais fáceis, quando o desafio era “emplacar” o utilizando acessórios para redes nuas (tais como laços, a elaboração da primeira norma brasileira sobrepreformado. “O Geraldo Mendonça preformados”, acrescenta Renato.deve se lembrar do esforço que “A PLP tem como berço a vanguarda. Foi exatamente durante a padronizaçãofizemos para apresentar os produtos etreinar o pessoal. Tempos românticos, Ela sempre foi assim”. de acessórios para as redes compactas, já em meados da década de 90, quesob um calor de quase 35°C no interior do Rio Grande emendas e amarrações preformadas). “A partir de José Ricardo Paranhos, da Copel, teve contato maisdo Norte”, conta Eider Melo de Andrade, da Kaiser 1992, passamos a instalar também toda a linha de próximo com a equipe de desenvolvimento de novosRepresentações. acessórios para as redes compactas, como isoladores materiais da PLP Brasil, então liderada pelo engenheiroHoje, isso até soa estranho, “mas imagine o que era e espaçadores poliméricos, ferragens e grampos de Paulo Sérgio Pinto Borges.trazer inovação e tecnologia para um mercado sem ancoragem. Também pudemos participar e contribuir, Paranhos foi testemunha do esforço feito pela PLPa cultura para receber novidades”, explica Eider. O “para nacionalizar a produção de acessórios detempo mostrou que a linha de preformados foi uma materiais poliméricos. Eram os materiais adequadosrevolução nos métodos de fixação de cabos, reduzindo para a sustentação e fixação de cabos cobertos emos erros de aplicação de acessórios de compressão ou configuração losangular, com espaçamento reduzido,de aperto. o que ficou conhecido como rede compacta”, lembra.Luiz Eduardo Linero, da Copel, diz que hoje os Osveraldo Vilar França Lima, da Chesf, acrescenta quepreformados são uma realidade exatamente em em seus 30 anos de trabalho não consegue se recordarfunção do esforço da PLP e de seus representantes de nada tão revolucionário quanto as emendasem implantar esta tecnologia no Brasil. “E pensar que preformadas. “Para quem lidava com as emendas àhouve épocas em que as amarrações eram feitas com compressão, a chegada da nova solução foi um grandefios de alumínio, exigindo um tempo razoável para acontecimento. Além dela, a PLP desenvolveu tantossua aplicação”, afirma. “A PLP transformou a forma outros produtos e soluções para a engenharia de linhasde trabalhar, deixando tudo mais rápido e seguro”. de transmissão que a tornaram um parceiro preciosoVale lembrar que, nos últimos 40 anos, intensificou- das empresas de energia elétrica”, acrescenta.se muito a preocupação com a arborização urbana. Saul Pedron, da CEEE, também se recorda que,Havia cidades que não permitiam podas intensivas, quando entrou na concessionária gaúcha, em 1982,necessárias para não desligar as redes convencionais. começou exatamente na seção de Projetos de LinhasEssa maior responsabilidade ambiental apressou as de Transmissão. E a CEEE, já naquela época, era clientedistribuidoras a implantarem a rede compacta. da PLP. “Tínhamos um excelente apoio técnico, doRenato Andrade Bernis, da Cemig, lembra que a engenheiro Martin, e também apoio logístico, poisconcessionária mineira foi pioneira, em 1988, ao a PLP tinha em sua regional um grande estoque delançar a especificação para aquisição de uma linha de produtos preformados para linhas de transmissão eacessórios poliméricos e de ferragens específicas, para distribuição”.a implantação piloto das suas redes compactas. “A PLP A CEEE sempre utilizou, e utiliza até hoje, praticamentefoi convidada para participar da licitação, em função da toda a linha de produtos da PLP: os suportes dequalidade e da tecnologia de ponta de seus produtos”, proteção, amarrações, ancoragens fim de linha,lembra Renato. “Como vencedora, desenvolveu e fixações de estais e mensageiros, emendas, reparos econtribuiu no aprimoramento dos protótipos. Depois, seccionamento de cerca. Atualmente, com a expansãoos fabricou e nos forneceu, tornando-se o primeiro do seu sistema de fibra óptica, “estamos usando,grande fornecedor nacional de espaçadores, isoladores também, os acessórios e ferragens para cabos OPGW”,e amarrações poliméricas”. conclui Pedron. PLP – 40 ANOS DE BRASIL - 1967/2007 11
  12. 12. Todo o futuro pela frente. “Quanto mais para trás você puder olhar, mais para frente você poderá ver” – Winston Churchil. Comemorar este quadragésimo aniversário da PLP Estejam certos de que, daqui para frente, seguiremos nossos clientes, aproximamos ainda mais a empresa Brasil é, sem dúvida, um motivo de satisfação para fazendo o máximo para honrar toda a confiança do mercado e das comunidades em que estamos todos nós, que aprendemos a gostar desta empresa em nós depositada. Isso enaltece qualquer empresa. presentes. Durante estas quatro décadas, a PLP como parte de nossas famílias. Desde que a PLP Brasil Entendemos que a filosofia de parceria é o melhor, agregou valores, já mostrou que realiza e que ainda nasceu, em 1967, foram 40 anos de trabalho árduo. senão o único caminho, para garantir não apenas tem muito a contribuir com o país. Parece que tudo passou rápido, mas o ambiente a perenidade da PLP Brasil, mas principalmente o Hoje, neste aniversário de 40 anos, sentimos a saudável e gratificante, que sempre existiu dentro da desenvolvimento dos profissionais e dos clientes por satisfação de mais um dever cumprido, que se PLP, é algo que o tempo não conseguiu mudar. Nossa nós atendidos. confunde com o entusiasmo gerado por tantas outras gente, nossos profissionais, nosso ambiente, enfim, Por isso o futuro, provavelmente uma era em que realizações que haveremos de colocar em prática no nossos diferenciais, também foram, são e continuarão cada vez mais as novas oportunidades serão raras e futuro. Por isso, nossos sinceros agradecimentos a a ser importantíssimos para estimular o crescimento, o disputadas, não nos assusta. Ratificamos a missão e todos que ajudaram e participaram da transformação comprometimento e a união com cada um de nossos as prioridades da empresa, implantamos estratégias de um sonho em pura realidade. A PLP, literalmente, parceiros e clientes. para criar produtos e serviços adequados ao perfil de confiou, confia e continuará a confiar no Brasil. Obrigado aos representantes. Registramos aqui a homenagem da PLP Brasil aos seus representantes, por meio das palavras de Luiz Duarte, da Ducor, em nome de quem agradecemos a todos os nossos parceiros. “Mais do que o relacionamento profissional, eu guardo por essa grande empresa um forte sentimento de afeição, pela forma atenciosa quão respeitosa e justa, com que tem me dispensado nesses 35 anos, que já conto como seu representante comercial aqui no Ceará. Obrigado e parabéns, PLP.” Brasil: Pernambuco/Paraíba: VCL - Representações Ltda. Alagoas: Futura Representações Ltda. Rio Grande do Norte: Kaiser Representações Ltda. Amazonas: Inatomi Representações Ltda. Rio Grande do Sul: M.JAHNS Representações Ltda. Bahia: União Barbosa Representações Comercial Ltda. Rondônia: Barriquello Comércio e Representações Ltda. Ceará: Ducor-Duarte Representações Ltda. Sergipe: RBC Comercial Ltda. Espírito Santo: ROLIMEC Representações Ltda. Exterior: Goiás/Distrito Federal: Representações “UOF” Ltda. Argentina: Irelec S.A. Mato Grosso: Barriquello & Cia. Ltda. Biotelek SRL. Mato Grosso do Sul: Talos Representações Comerciais Ltda. Bolívia: D&F – Duran & Fensterseifer. Minas Gerais: Space Representações Ltda. Paraguai: EIC - Electromecánica Industrial y Comercial S.A. Representações Morai Ltda. Uruguai: Lanafil S.A. Produzido: Max Comunicação – Rua Rita Joana de Souza, 479 São Paulo/SP – Tel.: 11 5049 3400 – www.maxbrasil.com.brEXPEDIENTE Distribuído: PLP - Produtos para Linhas Preformados Ltda. Redação e Edição: RAF Comunicação – raf@raf.com.br – Revisão: Mirtis Vallim Diretor Responsável: Geraldo M.B. de Mendonça – Jornalista Responsável: Olivo Pucci (MTb. 22.949) Secretário: Edivilson Carvalho Dreger

×