Your SlideShare is downloading. ×

Social Commerce - Cynthia

403
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
403
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Social CommerceConceitos, cases e sua aplicação usando o Facíleme
  • 2. Organizando as coisasCriação de páginaEssa apresentação aborda os seguintes tópicos:- Estatísticas do E-commerce brasileiro, a vez dos pequenos- O mundo está mudando, contextualização das mudanças- Perfil do Novo consumidor (Mudanças tecnológicas, sociais, políticas e culturais)- Cases de F-Commerce- Facíleme
  • 3. Estatísticas do E-commerce Cenário em 2007 43% Outras 57% B2W - Submarino - Americanas - ShopTime goo.gl/4cxO2
  • 4. Estatísticas do E-commerce Cenário em 2011 75% Outras 25% B2W - Submarino - Americanas - ShopTime goo.gl/4cxO2
  • 5. Estatísticas do E-commerce Cenário 2011 EUA Brasil goo.gl/4cxO2
  • 6. Estatísticas do E-commerce Cenário 2011 “O Brasil parece estar repetindo o mesmo cenário americano de fragmentação do e- commerce” E-bit goo.gl/4cxO2
  • 7. Estatísticas do E-commerce A segmentação já está ocorrendocalçados Moda Móveis Beleza
  • 8. Estatísticas do E-commerce A vez dos pequenos “Em conjunto, essas pequenas lojas movimentaram R$2 bilhões (8% do setor) em 2011. A previsão é que elas avancem para até 20% do mercado.” Consultoria E-bit
  • 9. O mundo estámudando, contextualização das mudanças
  • 10. Contextualizando as mudançasA Comunicação “Tradicional”sempre teve seus pilaresfixados em estratégiasde veiculação de campanhas, onde aempresa/anunciante faz o papelativo na comunicação, buscandoatingir seu alvo da melhor maneira.
  • 11. Contextualizando as mudançasAtualmente essa posiçãomudou.Os clientes que decidem em qualmomento eles querem estreitar orelacionamento.As estratégias atuais são baseadasem como ser encontrado peloconsumidor.
  • 12. Contextualizando as mudançasE ser encontradoagora, passou ser a chave dosucessoNa rua, na chuva, na fazendaou numa casinha de sapê, nãoimporta onde! Precisa se estar lá nahora e no lugar certo!
  • 13. Contextualizando as mudançasO grande dilema é queshows pirotécnicos nãoresolvem mais.A publicidade comoconhecemos, com anúnciosmirabolantes, recheados de efeitosespeciais que promovem a marca epronto, não surtem mais efeito. E o
  • 14. Contextualizando as mudançasDesenvolver ConteúdoContent is KingExiste uma grande corrida pelasmarcas em encontrar sua“verdadeira” identidade e com issodesenvolver conteúdo que estejaalinhado com a marca.
  • 15. Contextualizando as mudanças Conteúdo, conteúdo, conteúd o
  • 16. Contextualizando as mudanças 33% de engajamento na página Toda empresa tem uma brecha para desenvolvimento de conteúdo. Você já tinha imaginado um conteúdo para papelaria ? facebook.com/joypaper
  • 17. Contextualizando as mudanças E Você já tinha imaginado um conteúdo para papelaria ? facebook.com/joypaperComo desenvolver umconteúdo atraente para umaempresa de ônibus?
  • 18. Contextualizando as mudanças
  • 19. Contextualizando as mudançasAs pessoas esperamfotos, vídeos, status e link, porém asempresas estão entregandoexatamente o contrário.goo.gl/2bIvB
  • 20. Contextualizando as mudanças Heineken – Aplicativo Iphone O aplicativo indica bares Heineken, traçando rota através de GPS no iPhone 3G. Além disso, ainda oferece uma lista de empresas de táxi para chamar depois de sair da balada.
  • 21. Contextualizando as mudançasSerá que muita gente érealmente bom para seunegócio?
  • 22. Contextualizando as mudanças goo.gl/1WJzD
  • 23. Contextualizando as mudançasRelacionamentoSe estivéssemos em uma guerra, aTV, o rádio e os jornais seriam tirosde canhão, banners tiros demetralhadora e as redes sociaisseriam a faca.
  • 24. Contextualizando as mudanças "As grandes coisas não são feitas por impulso, mas através de uma série de pequenas coisas acumuladas“ Vincent Van Gogh
  • 25. Novo consumidor
  • 26. Novo consumidor“As novas tecnologias nunca vêm sozinhas. É umpacote: mudanças tecnológicas, seguidas demudanças sociais, políticas e culturais.”Alvin Toffler – Autor do best Seller A Terceira Ondagoo.gl/AJ0I9
  • 27. Novo consumidor Mudanças tecnológicas
  • 28. Mudanças tecnológicas | Novo consumidorPodemos dividir a internet em 4 fases, sendo que a quartafase (a WEB 3.0) ainda não se tornou realidade, por issoainda estamos na WEB 2.0
  • 29. WEB 1.0 | Novo consumidor- Categorização de todos os sites;- Inserção manual dos sites;- Buscadores pouco eficientes;
  • 30. WEB 2.0 | Novo consumidor- Web como plataforma;- Buscadores eficientes;- Blogs e Redes sociais;
  • 31. Novo consumidor Mudanças sociais
  • 32. Mudanças sociais | Novo consumidorA redes sociais moldaram o comportamento do consumidormoderno. Hoje qualquer um de nós pode virar um produtorde conteúdo nas redes sociais.
  • 33. Mudanças sociais | Novo consumidorProsumerTermo criado por Alvin Toffler no livro a Terceira Onda.Pessoas conectadas à internet, que além deconsumir, produzem informações. São consumidoresinteressados também em interferir no desenvolvimento dosprodutos que utilizam.
  • 34. Mudanças sociais | Novo consumidorInteligência Coletiva:- Interatividade;- Reconhecimento e o enriquecimento mútuo das pessoas;- Ninguém sabe tudo, todos sabem alguma coisa, todo o saber está na humanidade.
  • 35. Mudanças sociais | Novo consumidorPierre Lévy Sociólogo/Filósofo
  • 36. Mudanças sociais | Novo consumidorPalestra do Pierre Lévy no cibercultura na CPFLhttp://www.cpflcultura.com.br/site/2009/11/30/integra-cibercultura-10-10-parte-1/Entrevista no Roda Viva do Pierre Lévyhttp://www.rodaviva.fapesp.br/materia/47/entrevistados/pierre_levy_2001.htm
  • 37. Mudanças sociais | Novo consumidorPessoas conectadas à internet que além deconsumir, produzem informações. São consumidoresinteressados, também em interferir no desenvolvimento dosprodutos que utilizam. Fonte: IBOPE - goo.gl/f0oYm
  • 38. Mudanças sociais | Novo consumidor“A meta do marketing é conhecer eentender o consumidor tão bem, que oproduto ou serviço se molde a ele e sevenda sozinho.”Peter Drucker
  • 39. Novo consumidorMudanças políticas e culturais
  • 40. Mudanças políticas e culturais | Novo consumidorPraça Tahrir testemunha oinício e o fim da revoluçãono Egito
  • 41. Mudanças políticas culturais | Novo consumidor
  • 42. Novo consumidor F-COMMERCE
  • 43. F-commerce em qualquer lugar- Amazon.com conecta ao Facebook e lista os próximos aniversariantes entre os amigos.- Levi s disponibiliza os produtos mais curtidos entre os amigos.
  • 44. Case da Ticket Master F-COMMERCE - Ticket Master prioriza os shows mais relevantes conforme o perfil no Facebook.
  • 45. Case da Ticket Master F-COMMERCE- Durante a compra conecte ao Facebook e veja se seus amigos irão, ou descubra quem sentará ao seu lado no evento.
  • 46. Case da Magazine Luiza- Magazine Luiza disponibiliza loja para revendedores usarem suas redes em troca de comissão.
  • 47. Bradesco investe em F-commercegoo.gl/8a2Rv
  • 48. Bradesco investe em F-commercegoo.gl/tcWnT
  • 49. Case da GolEm 3 dias passou de 12mil p/ 200mil fãs Post: goo.gl/PI4Ub Campanha: goo.gl/OvQUY
  • 50. Case da C&AC&A do Shopping Iguatemi
  • 51. Universidade Mauá
  • 52. Universidade Mauá
  • 53. Universidade Mauá Retorno 3.000 curtis em um mês Custo de desenvolvimento R$2.000
  • 54. Diferença entre cliente e fã http://youtu.be/Oop-AFcBw8Y
  • 55. Biografia O que é cibercultura? - http://bit.ly/eRR7Mx Comércio Social e Facebook - http://slidesha.re/eOEmLz goo.gl/EJEXU http://www.investne.com.br/Noticias-Ceara/comunicacao-multilateral-e- mercado-transparente-sao-vantagens-para-clientes-e-empresas