BANDNEWS FM – JORNALISMO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

BANDNEWS FM – JORNALISMO

on

  • 3,778 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,778
Views on SlideShare
3,778
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
39
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

BANDNEWS FM – JORNALISMO BANDNEWS FM – JORNALISMO Document Transcript

  • 1UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM JORNALISMO BANDNEWS FM – JORNALISMO 24 HORAS CAROLINE CAFOLA RIBEIRÃO PRETO NOV/ 2005
  • 2 UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM JORNALISMOBANDNEWS FM – JORNALISMO 24 HORAS CAROLINE CAFOLA MONOGRAFIA APRESENTADA COMO EXIGÊNCIA PARCIAL PARA A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE BACHAREL EM COMUNICAÇÃO SOCIAL, COM HABILITAÇÃO EM JORNALISMO SOB A ORIENTAÇÃO DO PROF. GERALDO JOSÉ SANTIAGO E PROFA. MARIZA S. VINCO DE O. CAMPOS. RIBEIRÃO PRETO NOV/ 2005
  • 3
  • 4 Autor: Caroline CafolaTítulo do trabalho: BandNews FM – jornalismo 24 horas O presente trabalho foi examinado, nesta data, pela Banca Examinadoracomposta dos seguintes membros: Geraldo José Santiago Prof.(a). Orientador(a) Mariza S. Vinco de O. Campos Prof.(a) Eduardo Soares Prof.(a)MÉDIA: 10. Ribeirão Preto, 22 /11/2005.
  • 5Dedico aos meus queridos pais, Edgard eClaudete, que proporcionaram e incentivarammeus estudos. Ao meu namorado Diogo quecompreendeu minha distância durante todosesses anos de faculdade.
  • 6Agradeço aos meus orientadores Geraldo JoséSantiago e Mariza S. Vinco de O. Campos peladedicação e orientação durante todo o períodoem que realizei este trabalho.
  • 7 RESUMO Esta monografia tem como objeto de estudo a rádio BandNewsF M da cidade de São Paulo, a primeira emissora brasileira defreqüência modulada a operar com programação jornalística 24 horas.Apresentamos uma contextualização histórica do radiojornalismo noBrasil, complementada com um registro das atividades desenvolvidaspelas principais emissoras de segmento. A análise mais aprofundadatrata das emissoras all news, mas especificamente da BandNews FM,
  • 8 ABSTRACT This monograph has as study object the radio BandNews FM of theSão Paulo city, the first Brazilian sender of modulated frequency to operate withjournalistic programming during 24 hours. We present a historicalcontextualization of the radio-journalism in Brazil, complemented with aregister of the activities developed for the main senders of segment. Thedeepened analysis deals with the all news senders, but specifically BandNewsFM, its proposal, implantation, structure, programming and its positioning in themarket.
  • 9 SUMÁRIOIntrodução __________________________________________________ 10Capítulo I - Implantação do Radiojornalismo no Brasil _____________ 15 1.1 Principais programas e apresentadores _____________ 20Capítulo II - Radiojornalismo Hoje _____________________________ 30 2.1 Emissoras e programas __________________________ 32 2.1.1 Rádio Bandeirantes AM ________________________ 33 2.1.2 Rádio Jovem Pan AM __________________________ 34 2.1.3 Rádio Eldorado AM ___________________________ 35 2.1.4 Rádio Gaúcha AM ____________________________ 36Capítulo III - Rádio All News __________________________________ 38 3.1 Rádio CBN ____________________________________ 39 3.2 Jornalismo da CBN _____________________________ 41Capítulo IV - BandNews FM __________________________________ 43 4.1 Jornalismo da BandNews FM _____________________ 46Considerações finais __________________________________________ 49Referências Bibliográficas _____________________________________ 51Anexos _____________________________________________________ 54
  • 10 INTRODUÇÃO A rádio foi e continua sendo o veículo de comunicação mais ágil epopular que conhecemos. Por não ter imagens, apresenta em suas linguagens,uma certa incompletude, que faz com que o seu ouvinte se torne ativo,complementando assim o discurso veiculado com sua própria imaginação. Éatravés do som que recebe de seu aparelho, que o receptor cria em sua mente,imagens interiores, tornando assim a comunicação mais rica. Pesquisas sobre a recepção de notícias junto ao público mostram que o rádio é considerado a fonte mais pura de informações jornalísticas, e isso é atribuido à rapidez com que as notícias são transmitidas. Segundo essas pesquisas, o público vê as notícias dos jornais como uma ampliação do que já foi divulgado pela rádio e pela televisão. (CHANTLER; HARRIS, 1998, p. 20). A radiodifusão nasceu em 02 de novembro de 1920 em Pittsburgh,quando graças ao Harry P. Davis, vice-presidente da Westinghouse, a primeiraemissora KDKA, foi ao ar. (JUNG, 2004, p. 24). Essa mesma empresa, dois anos mais tarde, traria equipamentos para a Exposição Internacional do Rio de janeiro, ao lado da Western Eletric. Harry acompanhava com entusiasmo o resultado do trabalho artesanal de Frank Conrad, que transmitia músicas e notícias captadas por receptores de galena, inicialmente construídos pelos próprios usuários e, em seguida, produzidos em série pela empresa. (Ibidem).
  • 11 Hoje, é um veículo que está presente em todas as partes do territórionacional. Mesmo as pequenas cidades, têm sua emissora de rádio, assegurando àpopulação a informação local, a prestação de serviço, o entretenimento. A veiculação de notícias tem um caráter eminentemente local. Os ouvintes buscam o noticiário nacional e internacional só se houver grandes temas. O que mais prende o ouvinte é a notícia local e regional. Daí o desinteresse da grande maioria por noticiário captado em onda curta. Passou o tempo que as comunidades do interior ficavam ligadas nas notícias das capitais. Aquele sentido do rádio de integração nacional acabou. Hoje, existem emissoras locais quase em todos os municípios, tanto em AM como FM. (PRADO, 1989, p.12). Até pouco tempo, informação era produto do rádio AM, ficandoreservado ao rádio FM a função de oferecer música, em razão de sua melhorqualidade de som. Aos poucos, as emissoras de freqüência modulada estãoincorporando a informação em suas programações. A rede Jovem Pan FM, porexemplo, retransmite diariamente o Jornal da Manhã, gerado pela Rádio JovemPan AM, das 06h00 às 07h00. Uma inovação no rádio FM, considerando que aJovem Pan FM tem sua programação baseada na música pop e segmentada nopúblico jovem. A facilidade de transportar um aparelho de rádio e o alcance de suas ondas sonoras fazem com que ele esteja em toda parte, dentro e fora de casa; no centro da cidade e no meio do campo. Acrecenta-se a isso o fato de qualquer pessoa, mesmo analfabeta, poder escutar rádio. E também o fato de isso poder ser feito a qualquer momento: quando acorda, trabalha ou adormece. (PORCHAT, 1993, p.99).
  • 12 A rádio conta apenas com a ajuda do som para passar sua mensagem.Isto exige que os locutores utilizem uma linguagem mais clara para suprir a faltade imagens. Mas, assim como o locutor passa informações aos ouvintes, osouvintes também dispõe deste recurso. As informações fornecidas por ouvintes podem ser importantes pontos de partida para a cobertura de determinado acontecimento. Por exemplo, um ouvinte que telefona informando sobre a ocorrência de um grande incêndio pode vir a ser uma importante testemunha do que ocorreu. Muitas rádios estimulam seus ouvintes a telefonar dando informações. Contudo, cuidado com trotes. Busque sempre uma confirmação oficial antes de pôr uma notícia no ar. São muito raras as situações em que você pode dar a informação sem confirmá-la antes. (CHANTLER; HARRIS, 1998, p. 42). A JB do Rio se aventurou ao trazer para o Brasil um modelo, all newsaté então desconhecido pelas pessoas, mas já consolidado nos Estados Unidos.Mas, a sua programação não veiculava apenas notícias, ela ainda utilizava orecurso de intercalar músicas durante programas jornalísticos. Foi só em 1980que sua programação dedicou quase que exclusivamente à notícia. (JUNG,2004, p. 42). Em 1983, a rádio Gaúcha também investiu no sistema de notícias,caminho que encontrou para enfrentar a concorrência no mercado, Guaíba, atéentão era a maior referência do radiojornalismo do Sul do país. A experiência dos gaúchos, contudo, ainda não era o all news, como nos Estados Unidos. Não havia música, mas os programas eram do estilo talk show, com muita entrevista e pouca reportagem, ou, como seus próprios diretores definiram certa vez, usavam o modelo talk and news. (JUNG, 2004, p. 43).
  • 13 A mais nova emissora dedicada ao sistema all news, no Brasil, é aBandNews FM que fez sua primeira transmissão em 20 de maio de 2005. Ela seapresenta com uma grande novidade no mercado radiofônico brasileiro, por sera primeira FM com conteúdo de notícias 24 horas e com a proposta de formaruma rede nacional. Uma verdadeira revolução no conteúdo do rádio FMbrasileiro. A Rádio BandNews FM, mais uma iniciativa do Grupo Bandeirantes de comunicação, entra no ar nesta sexta-feira, voltada para o público jovem. A emissora terá jornalismo 24 horas no 96,9 do dial e âncoras que se revezarão no estúdio a cada 20 minutos na apresentação das notícias. O presidente do Grupo Bandeirantes, João Carlos Saad, destacou a importância da chegada de um veículo com foco em um público diferenciado. A Rádio Bandnews FM estréia nesta sexta em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Até o final do ano, serão incluídas as praças de Brasília, Curitiba, Recife, Salvador e Santos. (RADIO BANDEIRANTES, NET, 2005). Através da pesquisa, procuraremos responder à questão que emergiujuntamente com a emissora: a BandNews FM apresenta um diferencial emrelação às demais emissoras segmentadas no radiojornalismo? Ou reprodruz asestratégias e grade de programação das demais emissoras all news brasileiras? Por outro lado, o presente estudo tem como proposta reunirinformação sobre a BandNews FM, sua estrutura e objetivos. Pretende resgataras principais referências históricas e a trajetória do radiojornalismo no Brasil.Busca apresentar as principais emissoras, programas e profissionais, doradiojornalismo. Um trabalho que se apresenta como relevante pela ausência deestudos sobre o tema no universo acadêmico brasileiro.
  • 14 METODOLOGIA A pesquisa utiliza a documentação indireta, com a realização depesquisa bibliográfica, em livros, artigos de jornais, sites da internet e adocumentação direta, através de entrevista padronizada com diretores dasemissoras. Foi realizada ainda, uma análise e sistematização das informaçõescom aplicação do método comparativo. O método predominante utilizado é o dedutivo, uma vez que oraciocínio vai do geral para o particular.
  • 15 CAPÍTULO I IMPLANTAÇÃO DO RADIOJORNALISMO NO BRASIL No Brasil, foi em 1922 que a radiodifusão sonora foi apresentada. Oprimeiro contato com uma estação transmissora de rádio ocorreu no Rio deJaneiro. A então capital da República festejava o Centenário da Independênciado Brasil. Todas as atenções estavam voltadas para a Exposição do Centenárioda Independência, onde cada país amigo apresentava em um stand, umanovidade. À empresa norte-americana Westinghouse Electric coube a missão dedemonstrar a montagem e o funcionamento de uma emissora de rádio,desembarcando no Rio, uma estação completa. O estúdio foi montado nopavilhão norte-americano da feira, na Praia Vermelha e o transmissor instaladono alto do Corcovado. Através desta estrutura, ocorreu a primeira transmissão radiofônica noBrasil, em caráter experimental. No dia 7 de setembro de 1922, o discurso doentão Presidente da República, Epitácio da Silva Pessoa, chegou ao grandepúblico por intermédio de um sistema de alto-falante e a um grupo de brasileirosprivilegiados, através de aparelhos receptores de rádio.
  • 16 Aquele mesmo discurso foi ouvido em São Paulo, Petrópolis e Niterói, graças a instalação de uma potente “estação transmissora” (torres, transmissor, etc.) no alto do Corcovado, a SPC, contando com o auxílio de 80 “aparelhos receptores” (que foram trazidos pelos americanos) distribuídos nas cidades já mencionadas, sendo muitos deles instalados nas vias públicas da capital paulista, no centro de Petrópolis e nas principais avenidas de Niterói. (TAVARES, 1999, p.47). Depois do sucesso da Exposição do Centenário, a estaçãotransmissora foi utilizada pelos Correios, para transmissões de boletins sobre oclima e sobre os preços do açúcar e do café, entre outras informações. É aprimeira referência na utilização do rádio para transmissão de informação noBrasil. Compreendendo a importância do sistema de radiodifusão decomunicação para o povo brasileiro, o professor e pesquisador Roquette Pinto,com ajuda do presidente da Academia de Ciências, Henrique Morize, obtevejunto ao governo brasileiro equipamentos para colocar no ar uma emissora derádio. O professor Edgard Roquette-Pinto, que era um homem de grande largueza empresarial, conseguiu sensibilizar o Presidente da Academia brasileira de Ciências, Dr. Henrique Morize, e seus companheiros, Laboriau, Álvaro e Miguel Osório, Álvaro Alberto e outros, nascendo, assim, no dia 20 de abril de 1923, a primeira estação de rádio no Brasil, a PRA-2, Sociedade rádio do Rio de Janeiro, que iniciou seu período regular de funcionamento em primeiro de maio daquele ano. (TAVARES, 1999, p.50).
  • 17 As estações de rádios foram sendo instaladas durante toda a década de20, do século passado, e tiveram características muito semelhantes comoempreendimentos comerciais de grupos aficionados do rádio, geralmente declasses mais abastadas. “Uma vez que pagavam mensalidades para manter asestações e cuidavam de fazer a programação doando discos, escrevendo,tocando, cantando e ouvindo eles mesmos”, conforme constata Tavares (1999,p.52). Era como um circuito fechado, que aos poucos foi abrindo suas portaspara a participação ser mais popular, começando assim uma nova época, onde oBrasil entrava para a era das comunicações de massa, dos ídolos e mitospopulares. Para Roquette Pinto, o rádio é muito mais do que um simples veículode comunicação: O rádio é o jornal de quem não sabe ler; é o mestre de quem não pode ir a escola; é o divertimento gratuito do pobre; é o animador de novas esperanças; o consolador do enfermo; o guia dos são, desde que o realizem com espírito altruísta e elevado. (ROQUETTE PINTO, Apud, FERRARETTO, 2000, p.97). Até os anos 30, do século passado, o rádio expandiu-se por todo o país,transmitindo música e informação. A partir de experiências registradas naEuropa, especialmente o movimento nazista na Europa e, nos Estados Unidos,com a campanha de Franklin Roosevelt à presidência da República, o governobrasileiro começou a demonstrar interesse pelo meio.
  • 18 Em 1932 Getúlio Vargas autorizou, através de decreto, acomercialização de espaços publicitários pelas emissoras e passou a utilizar orádio para veicular suas realizações e idéias. Com a receita da publicidade, asemissoras investiram em equipamentos e nos funcionários. A conseqüência foi apopularização da programação, o que possibilitou ao rádio viver sua época deouro, entre os anos 30 e 40, oferecendo, principalmente, entretenimento einformação. A radiodifusão passou a ser uma grande influência em todos oscampos, tendo poder decisivo quer no campo econômica, político, social,religioso, cultural e educativo. Na língua portuguesa, o jornalismo produzido e veiculado no rádio, édesignado por radiojornalismo. Privada de mímicas, cenários e fisionomia, apalavra sonora é o elemento principal da linguagem do rádio informativo, queno início, procurava em tudo reproduzir características da imprensa. Já há muito tempo que creio, e continuo acreditando, que o rádio é mágico. A televisão não é ruim, mas o rádio é mágico. Se a televisão tivesse sido inventada antes, a chegada da radiodifusão teria feito as pessoas pensarem: Que maravilhoso que é o rádio! É como a televisão, só que nem é preciso olhar! (SCHULBERG, Apud, MEDITSCH, 2001, p. 282).
  • 19 O primeiro jornal de rádio que se tem conhecimento foi emitido peloaparelho transmissor da torre Eiffel em Paris em 25 de janeiro de 1925, segundoo registro da Enciclopédia Delta Larousse. (FELICE, 1981, p.40). Gisela Swetlana Ortriwano (1985, p.17) ressalta que dois fatosmarcantes ocorreram para o desenvolvimento da programação nas emissorasbrasileiras. A rádio Kosmos, de São Paulo, depois Rádio América, cria o, primeiro auditório e, a partir daí, “vulgarizaram-se as transmissões com a participação do público, inclusive os programas de auditório”. Paralelamente, é inaugurada no Rio de Janeiro a rádio Jornal do Brasil, que estabeleceria uma sistemática de programas fundamentada na informação, dentro da conduta austera, que a norteia até os dias presentes. (Ibidem). O rádio foi o primeiro dos meios de comunicação de massa a darimediatismo à notícia, graças a possibilidade de divulgar fatos no exatomomento em que eles ocorrem. No entanto, a transmissão da informação pelorádio sempre encontrou barreiras dos mais diversos tipos. Entre elas, que “ ojornalismo não dá lucro”, quando na verdade precisam ser feitos investimentosiniciais para que o produto jornalístico a ser apresentado tenha qualidade,conseguindo assim audiência e o retorno publicitário pretendido.
  • 20 A maioria das emissoras tem um grande receio pela informação, poisnão se conscientizaram de que a informação é sua matéria-prima mais rica paracumprir a função principal do meio que é informar. Só recentemente alguns empresários descobriram que o jornalismopode assegurar audiência à emissora e ser rentável. Com isto, aos poucos asituação do radiojornalismo no Brasil está sendo mudada. O jornalismo, a cada dia, está se tornando o setor mais importante do rádio, e acredito que nos próximos anos, aqui no Brasil, teremos emissoras como nos Estados Unidos que durante 24 horas transmitem apenas notícias, notícias e notícias... (ORTRIWANO, 1985, p.87). Aos poucos o radiojornalismo conquista espaço maior naprogramação das principais emissoras, superando a fase em que as transmissõeseram concentradas nos fatos esportivos, cujas jornadas conseguiam alcançaraltos índices de audiência da radiofonia brasileira.1.1 Principais programas e apresentadores Os programas jornalísticos começaram a ganhar destaque, como umaatividade mais estruturada, com lançamento de alguns jornais, explicaOrtriwano, (1985, p.20). Entre eles, merecem destaque, o Repórter Esso, oGrande Jornal Falado Tupi e o Matutino Tupi.
  • 21 Com a necessidade de manter a população brasileira informada sobreo que ocorria na Europa, durante a II Guerra Mundial, surgiu no dia 28 deagosto de 1941, o Repórter Esso. Exatamente às 12h45m do dia 28 de agosto, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, precedido do prefixo que se tornaria célebre, composto de fanfarras e clarins, de autoria do Maestro Carioca. Com seu slogan de “Testemunha ocular da história”, o Repórter Esso durante os 27 anos em que esteve o ar, deu em primeira mão as principais notícias do Brasil e do mundo. A voz grave e modulada de Heron Domingues, locutor exclusivo do Repórter Esso durante 18 anos, tornou-se popular em todo o Brasil. (ORTRIWANO, 1985, p.20). “Prezado ouvinte, bom dia. Aqui fala o Repórter Esso, testemunhaocular da história, apresentando as últimas notícias da UPI”. Como apresentaLuiz Artur Ferraretto (2000, p.127), este é o texto de abertura, que até os dias dehoje pemanece na memória de muitos ouvintes de todo o país. De acordo como pesquisador Paulo Tapajós o Repórter Esso foi o noticiário de maiorimportância da década de 40, do século passado. (FERRARETTO, 2000,p.128). Ele interrompia qualquer programa para dar uma notícia que fosse considerada de alta necessidade. Interrompia-se qualquer coisa: programa de música, programa de teatro, o que fosse. Se a notícia merecesse realmente isso, ele interrompia. Daí o fato de o Repórter Esso ter criado uma credencial tão grande que, quando a guerra acabou – a Rádio Tupi inclusive foi para o ar, anunciando que a guerra tinha acabado - ninguém acreditou porque o Repórter Esso não deu. (Op. cit.).
  • 22 O Repórter Esso é considerado um marco para o radiojornalismobrasileiro, fundamental para a definição de uma linguagem própria para oradiojornalismo, que deixou de ser apenas uma leitura das notícias, retiradas dosjornais, ao microfone. Mauro de Felice (1981, p.60), ressalta que Heron Domingues, um dosmaiores jornalistas que o Brasil já conheceu, criou uma redação deradiojornalismo, juntamente com Ruy Figueira, locutor do Repórter Esso dePorto Alegre. Heron mudou-se para o Rio de Janeiro em busca de maioresoportunidades, já que na ocasião, o Repórter Esso estava a procura de umrepórter exclusivo. Se submeteu a um teste e acabou conseguindo o primeirolugar. Heron Domingues foi o primeiro a propor o plantão de 24 horas por dia. O Repórter Esso foi transmitido pela Rádio Nacional do Rio deJaneiro, de 1941 a 1967, quando foi transferido para a Rádio Globo, onde ficouno ar até o dia 31 de dezembro de 1968. Coube ao radialista Roberto Figueiredoa missão de apresentar a última edição do Repórter Esso. E atenção! Durante 27 anos, o Repórter Esso, a testemunha ocular da história, esteve presente aos mais importantes acontecimentos no Brasil e no mundo, entretanto no ar, pela primeira vez, em agosto de 1941. Durante os primeiros quatro anos de vida, o Repórter Esso foi sempre o primeiro a dar as últimas da Segunda Guerra Mundial. Assim, nesta sua última edição radiofônica, pode o seu Repórter Esso recordar as mais sensacionais informações transmitidas para todo o Brasil e em toda a sua vida, autêntico recorde de manutenção no ar de um programa noticioso. (FERRARETTO, 2000, p.129).
  • 23 Outro marco importante no radiojornalismo foi o Matutino Tupi,transmitido pela manhã e também criado por Coripheu de Azevedo Marques.Foram 10.287 edições sendo a última em 31 de janeiro de 1977, segundo GiselaOrtriwano (1985, p. 21). No ano de 1942, a Rádio Tupi de São Paulo também começa a sua tradição colocando no ar o “Grande Jornal Falado Tupi, criado por Coripheu de Azevedo Marques e Armando Bertoni. O programa jornalístico tinha uma hora de duração diária. (Ibidem). O Matutino Tupi transmitia um modelo de apresentação imitado porvárias emissoras nacionais e ocupava quase todos os sessenta minutos deduração para repetir o que monstrava os jornais do dia, perdendo assim o seudinanismo. Com a morte de seu criador, Coripheu de Azevedo Marques, a RádioTupi de São Paulo foi a decadência. Apesar de muitos radialistas paulistas,afirmarem que o jornal tenha se acabado por causa de Ney Gonçalves Dias, queé acusado por alguns, de ter substituido o Matutino pelo Jornal da Terra. A Rádio Continental do Rio de Janeiro, também marcou sua épocacom transmissões externas na década de 50, do século passado. Ela foi aprimeira especializada em reportagens externas do Brasil e como consequência,as dificuldades aumentavam a cada dia para que este tipo de trabalho fosse
  • 24realizado. O serviço ao ouvinte, também foi implicito pela EmissoraContinental, como depõe o repórter Caringi. (FERRARETO, 2000, p. 139). Desde o momento que entramos no ar, a cidade do Rio de Janeiro passou a ser vigiada por equipe integrada, permanentemente sintonizada com hospitais, órgãos policiais e de trânsitos, controle de metereologia e hora certa, concorrendo ombro a ombro com as grandes emissoras da época: Nacional, Tupi, Mayrink Veiga,e rádio Clube do Brasil. Uma edição extraordinária do Repórter Esso tinha a sua suíte na Continental, emissora que não media esforços para transmitir detalhes diretamente dos locais onde os fatos ocorriam. (Ibidem). Outro grande marco da Continental, foi a cobertura de Carnaval.Chegavam a falar de mais de 40 pontos diferentes. Gagliano Neto, na época seuSuperintendente, dava muito apoio também as cobertura esportivas de váriasmodalidades como voleibol, futebol e basquete. Operadores e radiorepórteres saíam juntos para as tarefas, e a primeira providência era a instalação de microfones nos locais onde se realizariam as solenidades. Os telefones tinham de ser matados (expressão que significa bloquear os aparelhos de telefone, cujas linhas são utilizadas nas transmissões diretas). Como naquele tempo os aparelhos de gravação eram muito pesados, precisavam ser levados para vários funcionários. Muito trabalho tinha de ser gravado. (Ibidem). Durante muitos anos a Rádio Continental foi chamada de A Voz doPovo, denominação confirmada pelo Ibope da época.
  • 25 A Rádio Globo, fez sua primeira transmissão no dia 31 de dezembrode 1944, as nove horas da noite direto do Teatro Municipal do Rio de Janeiro,onde funcionava no Edifício Cineac . Segundo Mauro de Felice (1981, p.70), noinício da década de 60 a Rádio Globo passou para a Rua Irineu Marinho nomesmo prédio do jornal O Globo. Tendo Rubens Amaral como diretor, a Globocomeçou uma conquista sistemática do público. Com sua saída para a T VGlobo, a rádio passou a ser dirigida por Luís Brunini. Nesta época, a Rádio Globo possuía alguns dos excelentesprofissionais do jornalismo do Brasil, como Paulo Siqueira, Guilherme Souza,Tony Luna, Carlos Alberto Ponzo, Sílvio Darcy, Válter Bruno. A emissora resolveu então colocar os noticiários de hora em hora,transmitindo edições quatro vezes por dia, passando assim a valorizar mais osnoticiários, que tinha como carro- chefe o Globo no Ar. Mesmo não sendo líder em audiência, em 1960, a Rádio Globo jádesfrutava de grandes anunciantes e ouvintes. Diariamente, tinha 50 edições denoticioso sendo um deles O Globo no Ar, o mais tradicional informativo. Dentre todos os programas citados, não poderíamos deixar de falar daA Voz do Brasil, o mais tradicional noticiário de rádio do país, que está no ar háquase 70 anos, com objetivo de levar informação jornalística diária aos maisdistantes pontos do país. O programa começou a ser veiculado no dia 22 dejulho de 1935, no governo Getúlio Vargas. Sua primeira edição foi apresentadapelo locutor carioca Luiz Jatobá. (RADIOBRÁS, NET, 2005).
  • 26 De 1934 a 1962, o noticiário era levado ao ar com o nome de Hora doBrasil. “A transmissão obrigatória do programa por todas as emissoras de rádiodo país, em rede nacional, iniciou-se após 1938”. (RADIOBRAS, NET, 2005). Segundo o site da Radiobrás, algumas mudanças ocorreram ao longodos anos com o noticiário. Nos primeiros 25 anos, apenas os atos do Poder Executivo eram divulgados. Este perfil editorial mudou em 1962, quando o Congresso Nacional passou a integrar o noticiário. A partir daquele ano, o Senado e a Câmara dividiram a segunda meia hora do programa. Também em 1962 ocorre a mudança de nome, com o programa passando a chamar Voz do Brasil. Na década de 30, a geração do programa era responsabilidade do Serviço de Publicidade da Imprensa Nacional. No fim de 1939, passou a ser gerado pelo Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP). Em 1945, a geração ficou a cargo da Agência Nacional, órgão do Departamento Nacional de Informações, que substituiu o DIP. Em 1962, o noticiário oficial ficou sob responsabilidade da Empresa Brasileira de Notícias (EBN), que foi substituída em 1988 pela Radiobrás. Atualmente, a Voz do Brasil é regulamentada pelo Código Brasileiro de Telecomunicações. Atualmente, os primeiros 25 minutos da Voz do Brasil são produzidos pela Radiobrás - Empresa Brasileira de Comunicação, e gerados ao vivo, via Embratel, para todo o Brasil. (Ibidem). Durante o Governo Militar, A Voz do Brasil também sofreu algumasmudanças. A retirada de palavras e expressões que representassem algum tipode ameaça ideológica ao regime foi uma delas. Com o fim do regime Militar e a instalação da Nova República, a Vozdo Brasil começa a sofrer seus primeiros desgastes. “A queda de audiência epopularidade comprova o fato” (Ibidem). A justificativa era que a nação seempenhava na democracia, contestando os resquícios de autoritarismo.
  • 27 A Voz do Brasil passou a ser lembrada como a marca viva dosgovernos autoritários. O texto formal e o estilo de locução já não estavam maisagradando. Foi quando em 1998, a Radiobrás promove uma reformulação donoticiário, preservando a oficialidade. A Voz do Brasil passou a ser um radiojornal de grande qualidade,compatível até mesmo com outros noticiários de emissoras comerciaisbrasileiras. Modificou o texto, a saudação de abertura: “Em Brasília, 19 horas”.Trilhas sonoras e vinhetas curtas foram adicionadas, os fatos políticos ampliadoe uma locutora em 1998, desfazendo o padrão de quase 50 anos, quando só asvozes masculinas liam o jornal. O noticiário entrou para o Guiness Book (livro de registro dos maioresfeitos de pessoas e entidades no mundo inteiro) em 1995, como o programa derádio mais antigo do Brasil e também o mais antigo do Hemisfério Sul.(RADIOBRÁS, NET, 2005). Mas, a verdadeira mudança, ocorreu no ano de 2003, quando no dia01 de setembro, a Radiobrás colocou uma nova Voz do Brasil, como parte donovo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O programa iniciou umanova fase, de maior proximidade com o ouvinte e de linguagem menos formal,saindo dos gabinetes e indo para as ruas com matérias feitas a partir danecessidade do ouvinte, passando a ter uma maior participação do cidadão.Além de darem suas opiniões sobre os governantes, a população também éouvida. (Ibidem).
  • 28 A principal mudança ocorreu no conteúdo do texto e no editorial doprograma jornalístico. Antes, as matérias eram focadas nas atuações deministros e parlamentares, discursos, notícias da presidência e no dia-a-dia dapolítica em Brasília. Com a mudança de 2003, o foco passou a ser o cidadão. Até mesmo a música de abertura da Voz, “O Guarani”, recebeu novasversões pelo músico Sergio Sá. Hoje, a abertura e as vinhetas têm a música deCarlos Gomes aos ritmos de forró, samba, choro, bossa-nova, capoeira, moda deviola e até o som do techno e do ‘drum and bass’. (RADIOBRÁS, NET, 2005). Uma nova equipe passou a integrar os estúdios do noticiário. Oslocutores Sula Servilles e Airton Medeiros foram substituídos, entrando LucianoSeixas e Luiz Farah e os contextualizadores Leandro Fortes e Kátia Sartório,pessoas com a função de explicar ao ouvinte questões mais complexas danotícia, por meio de comparações ou entrevistas. João Lara Mesquita, então diretor da Rádio Eldorado, iniciou acampanha “Liberdade na Voz do Brasil” em 1995, para se discutir aobrigatoriedade da transmissão da Voz do Brasil por todas as emissoras de rádiodo país no mesmo horário. As 850 emissoras que participam, alegam que estaobrigatoriedade é inconstitucional e acaba agredindo aos artigos quinto e 220 daConstituição de 1988 que fala justamente da liberdade de comunicação einformação jornalística. Segundo o site da Radiobrás apenas as emissoras detelevisão são excluídas de transmitir a Voz do Brasil. (Ibidem).
  • 29 Quem fixa a obrigatoriedade da veiculação da Voz do Brasil é o Código Brasileiro de Telecomunicações, no art. 38 alínea E, que diz o seguinte: “as emissoras de radiodifusão, excluídas as de televisão, são obrigadas a retransmitir, diariamente, das 19 (dezenove) as 20 (vinte) horas exceto aos sábados, domingos e feriados, o programa oficial de informações dos Poderes da República, ficando reservados 30 (trinta) minutos para divulgação de noticiário preparado pelas duas Casas do Congresso Nacional". Várias rádios conseguiram liminar para não transmitir a Voz do Brasil, entre elas, Eldorado e Antena 1 de São Paulo com base na decisão da juíza Marisa Ferreira dos Santos, da 4ª Vara da Justiça Federal de SP. A instância foi confirmada em 1998 pelo juiz Pérsio Oliveira Lima e aguarda a decisão final do Supremo Tribunal Federal. ((RADIOBRÁS, NET, 2005). Vinte projetos sobre este assunto já tramitaram na Câmara dosDeputados e todos estão arquivados. Hoje o que tramita é o processo dadeputada Perpétua Almeida (PC do B-AC) que defende a continuação daobrigatoriedade, mas com uma flexibilização de horário, que seria das 19h às00h. O projeto que pede ainda a obrigatoriedade de um programa semelhante àA Voz do Brasil mas para as TVs, que também seja obrigatório, tenha uma horade duração e que a emissora também possa escolher de 19h a 00h para transmiti-lo. (Ibidem). Entre diferentes opiniões, uma apenas é correta, A Voz do Brasilnunca causou qualquer tipo de empecilho para o desenvolvimento do jornalismobrasileiro.
  • 30 CAPÍTULO II RADIOJORNALISMO HOJE Em uma rádio que toca notícias, todos os funcionários são repórteres,pois uma reportagem envolve desde quem está diretamente ligado a função decaptar e transmitir a informação até o dono da emissora. Esta é a diferença entreuma rádio de notícias e uma emissora burocrática. É normal que todos os funcionários de uma emissora de rádio colaborem com a produção de notícias. Os corretores de publicidade estão na rua durante o dia todo. Assim, encorage-os a informação qualquer coisa inusitada de que tenham conhecimento. Com frequência, eles são os primeiros a ouvir comentários sobre empresas fechando ou se expandindo. Outros funcionários que ocupem posições subalternas à do diretor da emissora ou do diretor administrativo, podem também se defrontar acidentalmente com algum fato que gere notícia. Dê a eles a certeza de que terá sempre prazer em ouvi-los. (CHANTLER; HARRIS, 1998, p. 42). O compromisso com a transmissão do fato, em tempo real, acabouganhando força com a chegada e a popularização do celular. Na década de 50, os repórteres da Rádio Record transmitiram um grande incêndio no centro de São Paulo indo ao lugar, fazendo anotações e voltando para o estúdio para relatar os fatos aos ouvintes. Era impossível qualquer forma de transmissão do local! Aliada à flexibilidade do rádio, a possibilidade de intervenções ao vivo de praticamente qualquer lugar e de forma instantânea tornou a reportagem uma função de toda na emissora. Editores, redatores,
  • 31 chefes de reportagem, produtores, radioescuta e até os ouvintes, todos são, acima de tudo, repórteres. Na prática, acabou a rádio clássica na qual uns falavam e outros escutavam. Agora, e cada vez mais, quem tiver a informação vai para o ar. (PARADA, 2000, p.31). A televisão tem imagem, revistas e jornais tem fotos, mas no rádio oque faz a diferença é o som. Não falamos da voz do repórter ou do apresentador,mas do ambiente, do bate-boca, do choro, de tudo o que cercar a situação, quenão deve simplesmente ser relatada por meio de textos e entrevistas. Com autilização de sons, o ouvinte acaba se sentindo mais próximo do local doacontecimento. Em 1996, houve uma fuga na Casa de Detenção de São Paulo. No meio da confusão, a namorada de um preso revelava toda a dor que cerca uma pessoa que está presa tentando se relacionar com outra, em liberdade. O som daquela conversa entre mulher e detento, tentando vencer a muralha do presídio e a distância, era emocionante. Os sinais, os gritos e murmúrio nascidos daquela comunicação rara marcaram a cobertura do acontecimento. O som às vezes, tem uma alta carga emocional e informativa. O impacto dele no ouvinte pode ser maior do que um longo relato, por mais bem escrito que seja. (PARADA, 2000, p.32). Nas rádios norte-americanas, o som é um recurso muito utilizado. Amaior parte das reportagens faz uso de uma ilustração sonora. Isto é o que faz adiferença de uma boa reportagem para uma média reportagem e faz o ouvinte sesentir próximo ao acontecimento.
  • 32 O modelo de radiojornalismo dos Estados Unidos, é diferente dolevado a cabo em emissoras brasileiras. No Brasil, nas emissoras jornalísticas, émisturado aos períodos de notícias em ritmo intenso, debates e programastemáticos. Acaba existindo uma certa flexibilidade nas durações de entrevistas eintervenções de repórteres. Chantler e Harris (1998, p.183), relatam em seu livro que “o futuro doradiojornalismo está assegurado. Haverá sempre um grande interesse pornotícias locais”. Preve que nos próximos anos o radiojornalismo crescerá aindamais e com isso aumentando também empregos para jornalistas. É um setor em crescimento. Na rádio comercial, particularmente, a audiência continua crescendo, como o aumento das possibilidades de escolha das emissoras por parte dos ouvintes, o que é também uma boa notícia para os anunciantes. (Ibidem). Segundo a jornalista Maria Elisa Porchat (1993, p.7), “trabalhar emrádio que faz jornalismo é conviver com exigências diversas, com o improviso,o imediatismo”.2.1 Emissoras e programas No universo das emissoras brasileiras, atualmente quatro delas sedestacam fazendo um radiojornalismo ágil e de qualidade. São elas a rádio
  • 33Bandeirantes AM, rádio Jovem Pan AM, rádio Eldorado AM e a rádio GaúchaAM. Destacamos seus principais programas e comunicadores.2.1.1 Rádio Bandeirantes AM A rádio Bandeirantes AM, apresenta notícias nacionais einternacionais sobre o esporte, política, trânsito, economia, música, dentreoutros (ver anexo C). Apresentadores como Cláudio Zaidan, Antônio Carvalho, SérgioPatrick, trazem as principais notícias, com a ajuda de profissionais de diferentesáreas como o Dr. Dráuzio Varella e Dr. José Bento na medicina. A rádio Bandeirantes conta em sua programação com um dos maistradicionais programas do radiojornalismo brasileiro, O Pulo do Gato. No diadois de abril o programa completou trinta e dois anos no ar. É o programarecordista de permanência no ar, no rádio brasileiro, com suas características:mesma emissora, mesmo horário e o mesmo apresentador José Paulo deAndrade. Entre seus quadros característicos, está o Boca no Trombone, comreclamações de ouvintes e as respostas de representantes de órgãos públicos e deempresas. Ciranda da Cidade é outro programa que também faz parte da históriada rádio Bandeirantes. No ar desde a década de setenta, o programa retrata São
  • 34Paulo de uma forma diferente com entrevistas, notícias do dia, da hora, domomento, do minuto, sobre diversos temas que vão da política aoentreterimento.2.1.2 Rádio Jovem Pan AM A rádio Jovem Pan AM, apresenta em seus programas, noticiários,fatos esportivos, fatos culturais, cinema, teatro, literatura, política, economia,moda, missas, lazer, dentre outros (ver anexo D). Antônio Freitas, Roberto Muller, José Luiz Menegatti, WanderleyNogueira, Paula Carvalho e Téo José são alguns dos apresentadores que fazemos programas da rádio Jovem Pan AM. O Jornal da Manhã é um dos destaques dos noticiáros da rádio.Apresenta acontecimentos do Brasil e do Mundo, além da participação derepórteres e entrevistados da área política, econômica e social do país.Participação de correspondentes em Nova Iorque, Washington, Paris, Londres eTóquio, além dos repórteres mantidos pela Jovem Pan nas sucursais de Brasíliae do Rio de Janeiro. Todos os relatos de forma direta e dinâmica, característicasdo jornalismo praticado pela rádio Jovem Pan AM. O Jornal Jovem Pan também ganha destaque, um noticiário comampla informação sobre acontecimentos ocorridos especialmente durante a
  • 35manhã na política e na economia. O jornal também informa sobre o trânsito,tempo, eventos e assuntos que fazem a vida do país, com entrevistas ecomentários.2.1.3 Rádio Eldorado AM A rádio Eldorado AM, aborda em seus programas notícias sobreeconomia, política, pais e filhos, animais de estimação, informática, dentreoutros (ver anexo E). Apresentadores como Caio Camargo, Gilson Monteiro, Luiz Motta,Leonardo Andrade, Gisele Kato, são alguns dos profissionais que fazem parte daequipe da rádio Eldorado AM. Um dos destaques da programação da rádio é o Jornal Eldorado -Segunda Edição. Jornal de fim de tarde com cobertura completa dos principaisacontecimentos do dia na política, na economia, nos esportes e na cidade. Orepórter aéreo Jair Rafael, indica os melhores caminhos para escapar doscongestionamentos, além das informações sobre estradas, sempre com aparticipação do ouvinte-repórter. Noticiário de Brasília, boletins do mercadofinanceiro e previsão do tempo.
  • 36 Navegação pela internet, instalação de programas e melhorias nodesempenho do Pc são os principais assuntos no primeiro Blog de informáticado rádio, apresentado no programa Plug 700.2.1.4 Rádio Gaúcha AM A rádio Gaúcha AM, apresenta em seus programas, assuntos comosaúde, direito, entreterimento, notícias agrícolas, política, economia, esporte,programação musical, dentre outros (ver anexo F). Rafael Colling, Antônio Carlos Macedo, Oziris Martins, MarcoAntônio Pereira, Armindo Antônio Razolin, Ruy Carlos Ostemann, NandoGross, Lauro Quadros, são apresentadores da rádio Gaúcha AM. Com uma história de mais de quarenta anos, o CorrespondenteIpiranga da Rede Gaúcha Sat, traz em cada uma das suas quatro edições osprincipais assuntos das últimas horas. Em apenas dez minutos o que de maisimportante ocorreu na política, economia, polícia, mundo ou esporte.Reestruturado em 2005, o noticiário ganhou em agilidade e mantem a mesmacredibilidade de sua trajetória. É retransmitido por todas as emissoras da RedeGaúcha Sat do Rio Grande do Sul. No ar há quinze anos, o programa Gaúcha Entrevista é um talk showno meio da tarde, com convidados que têm o que dizer de escritores a cineastas,
  • 37de músicos a pintores, de médicos a cozinheiros. O programa oferecerecomendações sobre os principais eventos culturais de Porto Alegre e,diariamente, colunistas fixos falam sobre músicas, livros, artes cênicas, DVDs,cinema e TV.
  • 38 CAPÍTULO III RÁDIO ALL NEWS O termo “rádio all news” é utilizado para classificar as emissoras quetem a informação como principal produto de sua programação. O conteúdo éapresentado no formato de programas, boletins e radiojornal. As primeiras experiências de rádio com programação feita no formatoall news, ou seja, com conteúdo exclusivamente noticioso, ocorreu nos EstadosUnidos em 1961. Em abril de 1965, a WINS, de Nova York, radicalizou: de especializada em rock passou para all news. Contratou 27 jornalistas de rádio e passou a transmitir notícias 24 horas por dia. Os locutores se revezavam a cada meia hora e 21 repórteres circulavam cidade em viaturas de reportagens dotadas de transmissores FM. Além de toda essa infra-estrutura, a WINS contava com correspondentes em várias partes do mundo, ligados a rede de comunicação Westinghouse (proprietária de WINS), e com a cesso aos serviços das principais das agências noticiosas (DEL BIANCO; MOREIRA, 1999, p.62). A rádio Jornal do Brasil, entrou no ar pela primeira vez em 1935,mas foi em 1980, no Rio de Janeiro, que ela começou a aproxima-se dosmodelos norte-americanos de rádio all news. Coloca no ar uma programaçãobaseada na dinâmica de fatos, com informações ao vivo. A JB, como era
  • 39chamada, resolveu sustentar sua programação no sistema all news, procurandoinduzir o seu ouvinte ao hábito de ouvir notícias sucessivas durante a maiorparte do dia, ganhando assim a frente das emissoras concorrentes. Já em 1983, a Rede L & C de Rádio “lançou o primeiro jornal emrede nacional de rádio, transmitido por 60 emissoras implantadas em 16Estados, via Embratel”, de acordo com Gisela Ortriwano (1985, p. 25). Hoje, a mais recente emissora a optar pelo sistema all news é aBandNews FM, cuja inauguração ocorreu no dia 20 de maio de 2005. A rádiotem jornalismo no ar 24 horas na frequência 96,9 MHz e âncoras que serevezam a cada 20 minutos para a apresentação das notícias.3.1 Rádio CBN A primeira emissora a transmitir no formato all news, no Brasil, foi arádio CBN. A emissora optou pela programção all news e 1991, ocupando afrequência da rádio Excelsior, pertencente ao sistema globo de rádio. Inicialmente existiam duas CBN – Central Brasileira de notícias, umana cidade de São Paulo e outra na cidade do Rio de Janeiro. As C B Nfuncionavam como se fossem uma única emissora, mas com dois estúdios emcidades diferentes. Segundo Kaplan (1994, p.13) formavam “dois pólossimultaneamente emissores e receptores de notícias”.
  • 40 É a única a operar no sistema all news, num projeto que aboliu completamente a fórmula da rádio revista, e duas circunstâncias estão abonando as pretensões dessa experiência: a CBN já disputa os primeiros lugares de audiência e é uma rádio superavitária. (DEL BIANCO; MOREIRA, 1999, p. 61). A CBN transmite via satélite, 24 horas de jornalismo, para cidades ecapitais como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo e Brasília. Com maisde duzentos jornalistas a rádio focaliza os principais assuntos nacionais einternacionais. No início de sua trajetória, esteve presente na conferência Rio-92,produzindo flashes ao vivo com o estúdio montado no Riocentro, sede dosprincipais eventos onde foram montadas as tendas do Fórum Global.Acompanhou também, momentos decisivos na política do país, como osdepoimentos da CPI de PC Farias e do impeachment do então Fernado Collor.(RADIOCLICK, NET, 2005). A emissora operava apenas em AM, em São Paulo, mas a partir denovembro de 1995, ganhou um espaço no dial das FMs, sendo assim lembradacomo a primeira emissora jornalística em FM da cidade. A CBN foi escolhida pela Associação Paulista de Críticos de Arte,como a de melhor cobertura jornalística do ano de 1996. Mas, foi em 97, que arádio sofreu grandes reformulações. Sua nova programação veio para mostrar oconceito de rede nacional de emissora e com isto ampliar o seu número deafiliadas, posicionando o meio radiofônico no mercado publicitário. (Ibidem).
  • 413.2 Jornalismo da CBN A rede CBN, conhecida como a “Rádio que Toca Notícias”, apresentadiferentes jornais, entre eles Jornal da CBN, Revista CBN, Almanaqueesportivo, Fato em Foco, dentre outros (ver anexo B). Heródoto Barbeiro, Alves de Mello, Ceci Mello, Juca Kfouri,Adalberto Piotto, Milton Jung, são alguns dos âncoras da emissora. Entre oscomentarista estão Arnaldo Jabor, Cony, Miriam Leitão, Merval Pereira,Armando Nogueira, Carlos A. Sardenberg, Celso Itiberê, Franklin Martins,dentre outros. (RADIOCLICK, NET, 2005). A rádio CBN têm afiliadas em quatorze diferentes Estados do Brasil.Estão elas espalhadas por vinte e duas cidades: Manaus-AM (91,5 FM); Cuiaba-MT (590 AM); Goiânia-GO (1.230 AM); Belo Horizonte-MG (106,1 FM);Vitória-ES (93,5 FM); Rio de Janeiro-RJ (860 AM – 92,5 FM); São Paulo-SP(780 AM – 90,5 FM), Campinas-SP (99,1 FM), Presidente Prudente-SP (1.010AM), Mogi Mirim-SP (610 AM), Ribeirão Preto-SP (96,9 FM); Curitiba-PR(90,1 FM), Londrina-PR (830 AM – 93,5 FM), Maringá-PR (95,9 FM), PontaGrossa-PR (1.300 AM); Blumenau-SC (820 AM), Florianópolis-SC (740 AM);Porto Alegre-RS (1.340 AM); Fortaleza-CE (1.010 AM); Natal-RN (1.190 AM);João Pessoa-PB (1.230 AM); Recife-PE (90,3 FM). (Ibidem).
  • 42 As principais editorias da rádio CBN- Central Brasileira de notícias-são a economia, país, internacional, cutura, ciência e saúde, esporte, mundocorporativo e reportagens especiais. Em seu formato all news, a CBN apresenta os principaisacontecimentos do país e do exterior. É também caracterizada por dar espaçopara as diversas vozes da sociedade em busca de credibilidade. A CBN é direcionada para ouvintes das classes A e B, com idadeacima de trinta anos e economicamente ativos. (RADIOCLICK, NET, 2005). Durante sua programação, boletins informativos são apresentado aosouvintes da emissora com o CBN Auto Esporte, CBN Energia, CBN Tecnologiada Informação, Ética nos Negócios, Galileu, Jingles Inesquecíveis, Meio eMensagem, Mundo Sustentável, Valor econômico, Responsabilidade Social,Saúde em Foco, Sessão de Cinema, Transparência Brasil e a Voz do Cidadão.(Ibidem).
  • 43 CAPÍTULO IV BANDNEWS FM Em 20 de maio de 2005, o Grupo Bandeirantes de Comunicaçãolançou a primeira rede de emissoras FM, e só FM, com programação jornalística24 horas a BandNews FM. Trata-se do maior esforço empresarial dos últimosanos para a construção de um projeto voltado para a informação, a prestação deserviços e a formação de opinião. A BandNews FM está no ar nas cidades deSão Paulo (96,9), Rio de Janeiro (94,9), Belo Horizonte (89,5), Porto Alegre(99,3) e Salvador (99,1). Até o final do segundo semestre serão integradas à rederádios em Brasília, Curitiba, Recife e Santos (litoral paulista). A BandNews FM , objetivo de análise desta pesquisa, é a emissoraque se encontra instalada na cidade de São Paulo na Rua Radiantes, 13 –Morumbi – São Paulo. Com o telefone (0xx11) 37457211 e o e-mail:cat@band.com.br. Na transmissão inaugural, o apresentador de televisão CarlosNascimento foi uma das atrações, atuando como âncora. A cerimônia contoutambém, com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e doSecretário de Comunicação do governo federal, Luiz Gushiken.
  • 44 De acordo com o presidente do grupo Bandeirantes, João Carlos Saad,a proposta da BandNews FM é modernizar o rádio brasileiro e atrair jovens emulheres que hoje em dia não são atendidos pela maioria das emissoras dosegmento. O Grupo Bandeirantes consolida sua liderança na mídia radiofônica nos principais mercados do País colocando sua marca de credibilidade na primeira rede genuinamente jornalística e somente no segmento FM”, afirma João Carlos Saad, presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação. (BANDNEWS FM, NET, 2005). A programação conta com colunistas consagrados como RobertoAvallone e Tostão (esportes), Ângela Bittencour (economia), Dora Kramer(política), entre outros. A informação é dirigida ao ouvinte jovem, na faixa etária de 25 a 55anos. Além desse enfoque, a BandNews FM também levará ao ar conteúdodirigido ao público feminino, hoje sem opção no dial. A emissora, tem um jornal completo a cada 20 minutos com âncorasse revezando na apresentação das notícias e na operação da mesa de transmissãoque também tem espaços padronizados para notícias, prestação de serviço eopinião.
  • 45 Pelo retorno de e-mails e contatos que vem recebendo o diretor deJornalismo André Luiz Costa, acredita estar alcançando os objetivos daemissora. Três meses após a estréia da emissora, chegaram ao mercado osíndices de audiência. A BandNews FM atinge quase 15 mil ouvintes por minutoem São Paulo, contra 34,2 da CBN FM. Apesar da distância entre as duasemissoras, o mercado considera positivo o desempenho do mais novoempreendimento do grupo Bandeirantes. O Ibope mostrou que a estréia da BandNews FM não tirou a audiênciadas demais emissoras de radiojornalismo, mas que a maior parte das 15 milpessoas que passaram a ouvir a nova rádio all news, antes não estavaminteressadas em notícias. Por outro lado, até mesmo a CBN, que transmite sua programaçãoatravés da FM desde 1995, ficou atenta com a chegada da BandNews FM. ACBN teve que retomar a briga judicial pela não-obrigatoriedade de transmitir a“Voz do Brasil” em São Paulo. Isto porque a FM da Band leva vantagens emrelação à rádio da Globo, por não veicular o programa do governo federal nahora do rush, das 19h às 20h. Esta liminar existe desde a extinta rádio Sucesso,que atuava na frequência, antes de chegada da BandNews FM. Se a TV Bandeirantes não incomoda diretamente a TV Globo, norádio esta história mostra-se diferente. A BandNews FM aproveita a entãoobrigatoriedade da transmissão da “Voz do Brasil” para a CBN, para conquistar
  • 46seus ouvintes neste horário, apresentando principalmente informações sobre otrânsito. “Buscamos justamente aqueles que começam a perceber a relevânciada informação. São pessoas que antes ouviam só música, jogavam videogame edespertam para a necessidade de estar atualizadas”. (MATTOS, 14 set. 2005).4.1 Jornalismo da Bandnews FM Todos os 72 jornais do dia da Bandnews FM são transmitidos em rede,mas cada um tem seu bloco de informações locais, produzido e transmitido emcada uma das praças. (BANDNEWS FM, NET, 2005). Em cada um deles, umcolunista diferente leva sua opinião, análise e informação da área em que atua. Mais do que levar ao ar notícias de relevância nacional, a BandnewsFM tem grande atuação local, com prestação de serviços, espaço para debatepolítico e fiscalização dos poderes públicos regionais. Entre nove e dez da manhã os jornalistas e também diretores daBandnews FM André Luiz Costa (Diretor de Jornalismo) e Marcello D’Angelo(Diretor Geral) fazem entrevistas ao vivo e recebem convidados no estúdio ondeo destaque é totalmente integral para os temas da cidade e de toda a regiãometropolitana. Nilo Frateschi Jr. (Diretor comercial) também colabora com osdemais diretores da emissora. (Ibidem).
  • 47 A emissora nasceu com a proposta de ter uma plástica mais moderna, mais leve e confirma alguma das informações que adiantamos nos textos anteriores. A programação é verdadeiramente allnews e o diferencial apresentado por ele é que temos jornais atrás do outro. A cada 20 minutos jornalistas se revezam e novos jornais se iniciam, no total 72 jornais. Os jornalistas da Bandnews FM, operam as mesas de transmissão e além de produzirem o jornal operaram a mesa como programa de FM. ( André Luiz Costa, entrevista em agosto de 2005). De acordo com o diretor de Jornalismo da BandNews FM, André LuizCosta, “quanto mais jovem e mulheres melhor para nós”, pois segundo ele asrádios são muito “masculinizadas”. Os 38 colunistas falam mais para as mulheres, para o universo feminino. O conteúdo é direcionado especialmente para o público feminino, ficando mais modernos e diferenciados das demais rádios que os brasileiros são acostumados a ouvir, com a voz de homem. ( André Luiz Costa, entrevista em agosto de 2005). A equipe que leva ao ar os programas tem um caráter inovador noradiojornalismo. A redação é composta por jornalistas com experiência emrádio, TV, internet, revista, jornal e comunicação empresarial. O editor-chefe e apresentador do Jornal da Band, Carlos Nascimentotambém faz parte da equipe e comanda o principal horário da programação(7h00 às 9h00) de segunda a sexta-feira, acompanhado por três apresentadoras,que trazem para o estúdio jornais atualizados a cada 20 minutos. Além de Carlos
  • 48Nascimento, existem mais sete âncoras que colaboram com a eficiência da rádio.Entre as mulheres estão Chiara Luzzati, Priscilla de Paula, Ana Lúcia MorettoFlávia Cavalcante e Patrícia Figueiredo. Dentre as 5 mulheres apresentadasexistem 2 homens que finalizam a equipe de âncoras que são Eduardo e MárcioFernandes. (BANDNEWS FM, NET, 2005). A equipe conta também com mais de 30 colunistas que são referênciana área em que atuam. E a rede inova neste time também: a maioria estáestreando no rádio. A equipe de colunistas conta com os jornalistas Marcelo Duarte, JimeSpitzcovsky, Ângela Bittencourt, Sérgio Dávila. A atriz Patrícia Travassos, Dr.José Bento, Dra. Shirlei Borelli, o fotógrafo J.R. Duran, dentre outros (ver anexoA). Cada um dos colunistas é especialista no assunto de seu programa,que vão desde informações sobre política, economia, mercado financeiro,mundo, literatura, cinema, filhos, futebol, saúde, etiqueta, dentre outros (veranexo A).
  • 49 CONSIDERAÇÕES FINAIS A rádio BandNews FM fez sua primeira transmissão em 20 de maio de2005 com uma nova proposta de radiojornalismo. Depois de três meses detrabalho, a emissora já pode apresentar seus primeiros índices de audiência, quecomprovam sua importância no meio radiofônico. Com 15 mil ouvintes porminuto, segundo dados do IBOPE - 2005, só na cidade de São Paulo, a rádioconquistou ouvintes antes desinteressados pelo sistema all news. De acordo com a pesquisa, a nova emissora não tirou a audiência dasdemais rádios all news. Jovens e mulheres são seu público alvo, diferente daCBN, por exemplo, que tem mais homens no seu público. Até mesmo a equipe da BandNews FM é formada, na sua maioria, pormulheres. Aquela prática antiga de que apenas vozes masculinas agregavamcredibilidade à informação, não prevalece na emissora. Com isso, o público esperado e conquistado pela BandNews FM, sãoos que antes ouviam apenas músicas e que passaram a sentir necessidade de semanterem atualizados, optando por um jornalismo de linguagem leve emoderna.
  • 50 Ao contrário da CBN, sua principal concorrente, a BandNews FM nãoé veiculada simultaneamente em AM, o que a rádio considera uma grandevantagem, pois sua programação fica mais dinâmica, arejada e com linguagemtotalmente adequada para o público FM. A BandNews FM utiliza também um formato inovador para o país,com jornais completos de 20 em 20 minutos, conceito inspirado em rádios deNova York. A proposta é levar ao ouvinte que está no trânsito, durante umtrajeto, as principais notícias do dia. Isto porque, pesquisas mostram que 20minutos é o tempo mínimo que uma pessoa permanece dentro de um veículo, notrânsito, em São Paulo. Não se pode afirmar que a BandNews FM, conseguiu consquistar osouvintes do público das FMs, por ser uma rádio que está apenas há cinco mesesno mercado. Mas o mercado considera positivo seu desempenho, relevandoassim a importância crescente do radiojornalismo na frequência FM, que atéentão, era tomada exclusivamente pela música.
  • 51 BIBLIOGRAFIAA PRIMEIRA COM PROGRAMAÇÃO REALMENTE ALL NEWS.Disponível em: <http://bandnewsfm.com.br/index.htm>. Acesso em: 15 deagosto de 2005.BANDNEWS FM É A PRIMEIRA REDE FM COM PROGRAMAÇÃOJORNALÍSTICA 24HS DO BRASIL. Disponível em:<http://www.bandnewsfm.com.br/index.htm>. Acesso em: 15 de agosto de2005.BANDNEWS FM ESTRÉIA A MEIA-NOITE. Disponível em:<http://www.radioagencia.com.br>. Acesso em: 19 de maio de 2005.BARBEIRO, Heródoto, LIMA; Paulo Rodolfo de. Manual de radiojornalismo– produção, ética e internet. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003.CALABRE, Lia. A era do rádio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.CHANTLER, Paul; HARRIS, Sim. Radiojornalismo. São Paulo: Summus,1998. V.57.DEL BIANCO, Nélia R., MOREIRA, Sônia Virgínia, organizadoras. Desafiosdo rádio no século XXI. São Paulo: INTERCOM; Rio de Janeiro: UERJ, 2001.DEL BIANCO, Nélia R.; MOREIRA, Sônia Virgínia, SANTIAGO, GeraldoJosé. Rádio no Brasil: tendências e perspectivas. Rio de Janeiro: Ed UERJ;Brasília, D.F.: UnB, 1999.EMISSORA JORNALÍSTICA ENTRA NO LUGAR DA SUCESSO.Disponível em: <hyyp://magalyprado.blog.uol.com.br>. Acesso em: 28 defevereiro de 2005.FELICE, Mauro. Jornalismo de rádio. Brasília: Thesaurus, 1981.FERRARETO, Luiz Artur. Rádio: o veículo, a história e a técnica. 2. ed. PortoAlegre: Editora Sagra Luzzatto, 2001.
  • 52JUNG, Milton. Jornalismo de rádio. São Paulo: Contexto, 2004.MATTOS, Laura. BandNews FM usa vácuo da “Voz do Brasil” contra CBN.Folha de São Paulo. Ilustrada, rádio. 22 de junho de 2005.______. Globo e Band trocam música por notícia. Folha de São Paulo.Ilustrada, rádio. 14 de setembro de 2005.MEDITSCH, Eduardo. O rádio na era da informação: teoria e técnica donovo radiojornalismo. Florianópolis: Inular. UFSC, 2001.ORTRIWANO, Gisela S. Informação no rádio: os grupos de poder e adeterminação dos conteúdos. 3. ed. São Paulo: Summus, 1985.______. radiojornalismo no Brasil: dez estudos regionais. São Paulo: Com-Arte, 1987.PARADA, Marcelo. Radio: 24 horas de jornalismo. São Paulo: Panda, 2000.PEROSA, Lilian Maria F. L. A hora do clique: análise do Programa de Rádio“Voz do Brasil” da Velha à Nova República. São Paulo: Annablume: Eca-Usp,1995.PERFIL DOS ÂNCORAS. Disponível em:<http://bandnewsfm.com.br/ancoras.htm>. Acesso em: 15 de agosto de 2005.PERFIL DOS DIRETORES. Disponível em:<http://www.bandnewsfm.com.br/equipe.htm>. Acesso em: 15 de agosto de2005.PORCHAT, Maria Elisa. Manual de radiojornalismo Jovem Pan. 3ª ed. SãoPaulo: Ática, 1993.PRADO, Emílio. Estrutura da informação radiofônica. São Paulo:Summus,1989. V.31.PROGRAMAÇÃO. Disponível em : < http://www.radiobandeirantes.com.br>.Acesso em: 12 de setembro de 2005.PROGRAMAÇÃO. Disponível em: < http://www.jovempan.com.br>. Acessoem: 12 de setembro de 2005.
  • 53PROGRAMAÇÃO. Disponível em: < http://www.radioeldorado.com.br>.Acesso em: 12 de setembro de 2005.PROGRAMAÇÃO. Disponível em: < http://www.radiogaucha.com.br>. Acessoem: 12 de setembro de 2005.PROGRAMAÇÃO. Disponível em: < http://www.radioglobo.com.br>. Acessoem: 12 de setembro de 2005.RÁDIO BAND NEWS ESTRÉIA PROGRAMAÇÃO NESTA SEXTA EM 4CAPITAIS. Disponível em: <http://www.radiobandeirantes.com.br>. Acessoem: 19 de maio de 2005.RADIOBRÁS. Disponível em: < http://www.radiobras.gov.br >. Acesso em: 14de setembro de 2005.RADIOCLICK. Disponível em: < http://radioclick.globo.com/cbn/ >. Acessoem: 27 de setembro de 2005.REZENDE, Sidney; KAPLAN, Sheila. Jornalismo eletrônico ao vivo.Petrópolis. Vozes, 1994.TAVARES, Reynaldo C. Histórias que o rádio não contou. 2. ed. São Paulo:Harbra, 1999.______. Rádio: o veículo, a história e a técnica. Porto Alegre: Editora SagraLuzzatto, 2000.VEM AÍ A REDE BANDNEWS DE RÁDIO. Disponível em:<http://jornallexpress.com.br/noticias>. Acesso em: 11 de abril de 2005.VENTOS COMEÇAM A SOPRAR A FAVOR. Disponível em:<http://www.tudoradio.com>. Acesso em: 27 de abril de 2005.
  • 54 ANEXO A BANDNEWS FM Frequência: 96,9 -- Programa: Política Na política está Dora Kramer jornalista especializada em política. -- Programa: Mania de São Paulo e Brasil Curioso Com o jornalista Marcelo Duarte -- Programa: Para ver e ler Com José Roberto Torero a arte do cinema, da literatura e até dofutebol. -- Programa: Estilo de Vida Com o fotógrafo J.R. Duran. -- Programa: Mercado Financeiro Com a jornalista especializada em economia e finanças, ÂngelaBittencourt, analisa o comportamento do mercado. -- Programa: Conexão Mundo Com o jornalista Jaime Spitzcovsky. -- Programa: Diário da América
  • 55 Com o correspondente do jornal Folha de São Paulo na Califórnia,Sérgio Dávila. -- Programa: Futebol Com Roberto Avallon. -- Programa: Sua Empresa Com o consultor especilalizado em motivação humana, AlexandreRangel. -- Programa: Etiqueta Empresarial Com a jornalista e também consultora de comportamento e etiqueta,Cláudia Matarazzo. -- Programa: Seus filhos Com Rosely Sayão, consultora educacional, psicóloga e colunista fala -- Programa: Saúde Alternativa de A a Z Com a atriz Patrícia Travassos. -- Programa: O Eco - meio ambiente e urbanismo Com o jornalista, também formado em história Marcos Sá Corrêa. -- Programa: Dentro do Espelho Jornalista de revistas femininas há mais de 20 anos, Inês de Castrofala de beleza. -- Programa: Beleza e Estética Com a médica dermatologista, Dra. Shirlei Borelli. -- Programa: Sua Carta de Vinhos
  • 56 Apesar de ser formado em engenharia civil, Jorge Lucki é famoso pordegustar e reconhecer vinhos, por isso comanda este quadro. -- Programa: Consumo Com a coordenadora Executiva do Instituto de Defesa do Consumidor(Idec), Marilena Lazzarini. -- Programa: Saúde da Mulher Com o Dr. José Bento Souza. -- Programa: Seu personal Trainer Com Yara Coltro, graduada em Educação Física. -- Programa: Artes e Espetáculos Com a jornalista Ana Paula Souza -- Programa: Suas Contas Com o comando do economista Marcos Silvestre. -- Programa: Sua próxima viagem Com Mário Viana, dramaturgo e jornalista. -- Programa: Costume e Comportamento Comandado pelo membro do Conselho do Museu de Arte de SãoPaulo (MASP), Walter Fontoura. -- Programa: Tecnologia Apresentado pelo gerente do Cietec, Sérgio Risola. -- Programa: Seu Amigo
  • 57 Com o médico veterinário e cirurgião dentista, Dr. Marco AntonioGioso. -- Programa: Falando de Luxo Com Carlos Ferreirinha, profissional com mais de 10 anos deexperiência no mercado de luxo. -- Programa: Moda Com a consultora de imagem e moda, Vanessa Barone, que atua nestaárea há 10 anos.âncoras da rádio BandNews FM.
  • 58Carlos Nascimento: apresentador e âncora da rádio BandNews FM.Colunista: Dora Kramer
  • 59Colunista: J.R. DuranColunista: Marcelo DuarteColunista: José Roberto Torero
  • 60 ANEXO B RÁDIO CBN Frequência: 780 kHz -- Programa: Jornal da CBN Horário: Segunda à Sexta das 06h às 09h30m/ Sábado e Domingo das06h às 09h Apresentação: Heródoto Barbeiro -- Programa: CBN Local Horário: Segunda à Sexta das 09h30m às 12h/ Sábado e Domingo das09h às 12h Apresentação: “Local” -- Programa: CBN Brasil Horário: 12h às 14h Apresentação: Carlos A. Sardenberg -- Programa: CBN Total – Rede Horário: 14h às 17h Apresentação: Adalberto Piotto -- Programa: Jornal CBN II Edição Horário: 17h às 19h
  • 61 Apresentação: Roberto Nonato -- Programa: CBN Esporte Clube Horário: 20h às 21h Apresentação: Juca Kfouri -- Programa: CBN Noite Total Horário: Segunda à Sexta das 21h às 00h/ Sábado das 21h às 00h/Domingo das 20h às 00h Apresentação: Roxane Ré -- Programa: CBN Madrugada Horário: Segunda à Sexta das 00h às 00h15m e das 01h15m às 04h/Sábado e Domingo das 04h às 06h Apresentação: Alves de Mello -- Programa: Programa do Jô Horário: 00h15m às 01h15m Apresentação: Jô Soares -- Programa: CBN Pimeiras Notícias Horário: todos os dias das 04h às 06h Apresentação: Ceci Mello -- Programa: Revista CBN Horário: Sábado das 09h às 12h Apresentação: Rodrigo Simon -- Programa: Show da Notícia/ Esporte
  • 62Horário: Sábado das 15h às 20h30mApresentação: “Rodízio”-- Programa: Fato em FocoHorário: Sábado das 20h30m às 21hApresentação: Roberto Nonato-- Programa: CBN EsportesHorário: Domingo das 09h às 12hApresentação: Carlos Eduardo Éboli-- Programa: Esporte na CBNHorário: Domingo das 15h às 19hApresentação: “Rodízio”-- Programa: Almanaque EsportivoHorário: Domingo das 19h às 20hApresentação: Carlos Eduardo Éboli
  • 63 ANEXO C RÁDIO BANDEIRANTES AM Frequência: 840 kHz -- Programa: O Pulo do Gato Horário: segunda a sábado das 6h às 7h Jornalismo e prestação de serviços. Apresentação: José Paulo de Andrade -- Programa: Arquivo Musical Horário: domingo das 6h às 9h Artistas de destaque no passado são encontrados pelo Arquivo Musicale falam o que andam fazendo no momento, relembram histórias das carreiras. Apresentação: Antônio Carvalho; programação musical: GilbertoFernandes -- Programa: Primeira Hora Horário: segunda a sábado das 7h às 8h O Primeira Hora oferece informações do trânsito e das estradas emSão Paulo, principalmente das 7h30 às 8h (com viaturas e helicóptero) e, aolongo de todo o jornal, também dos aeroportos, tempo e mercado financeiro. -- Programa: Jornal da Bandeirantes Gente
  • 64 Horário: segunda à sábado das 8h às 10h O jornal apresenta notícias seguidas de comentário e discussão. Háentrevistas com personalidades da política e da economia. Apresentação: Salomão Ésper, Maria Lydia, José Paulo de Andrade -- Programa: Domingo Esportivo Horário: domingo das 9h às 15) O Domingo Esportivo Bandeirantes, relembrando jogos, atletas efatos que marcaram época no futebol mundial. Apresentação: Milton Neves -- Programa: Manhã Bandeirantes Horário: segunda a sexta das 10h às 11h30 Destaque para os fatos que estão acontecendo na manhã. O programacomeça com uma crônica, com base numa notícia curiosa do dia. Em seguida,vem um grande giro de manchetes. Apresentação: José Nello Marques -- Programa: Você é curioso? Horário: sábado das 10h às 11h30 As respostas para diversas perguntas e curiosidades são tema doprograma Você é curioso? -- Programa: Memória Horário: sábados das 11h30 às 12h30
  • 65 Política, artes e espetáculos, esportes: os assuntos que marcaram omundo são abordados neste programa que recupera a história de São Paulo, doPaís e de todo o planeta. Apresentação: Milton Parron -- Programa: Esporte Notícia Horário: segunda à sexta das 11h30 às 13h Os resultados da rodada, as novidades do dia, as polêmicas da semana. Apresentação: Sérgio Patrick. -- Programa: Pole-position Horário: sábados das 13h às 14h O Pole, tem como alvo a F-1, cobrindo também outras categorias doautomobilismo nacional e internacional. Apresentação: Flávio Gomes -- Programa: Bandeirantes vai as compras Horário: segunda à sexta das 13h30 às 14h Um programa que discute as tendências do mercado do ponto de vistado consumidor. -- Programa: Ciranda da Cidade Horário: segunda à sexta das 14h às16h Notícias, análises do interesse de quem mora na capital ou no interior, polícia, política, cidades, economia, internacional. -- Programa: Esporte notícia Internacional
  • 66 -- Programa: Esporte Notícia Internacional Horário: sábados das 14h às 15h As principais notícias do esporte internacional. Apresentação: Sérgio Patrick. -- Programa: Jornal em três tempos Horário: segunda a sexta das 16h às 18h30 Os principais fatos do dia em São Paulo, no Brasil e no Exterior, napolítica, na economia, nos esportes. Apresentação: Muíbo Cesár Cury -- Programa: Na Geral Horário: segunda a sexta das 18h30 às 20h Humor e informação na hora que você mais precisa - a docongestionamento. Apresentação: Lélio Teixeira, Zé Paulo da Glória e Beto Hora -- Programa: Esporte em Debate Horário: segunda à sexta das 20h15 às 22h O Esporte em Debate abre espaço para a participação de ouvintes econvidados, sempre com os principais assuntos do dia. Apresentação: Silvio Luiz -- Programa: Bandeirantes Acontece Horário: domingo das 20h às 23 h
  • 67 Um resumo das principais notícias do fim de semana, no Brasil, noExterior e nos esportes, com análise e entrevistas ao vivo. Prestação de serviçosconcentrada nas estradas, para facilitar a volta do ouvinte que foi ao Litoral ouao Interior. -- Programa: Desafio Bandeirantes Horário: terça à sexta das 21h30 às 22h Desafio Bandeirantes apresenta um jogo de perguntas e respostassobre esportes. Apresentação: Silvio Luiz -- Programa: Porque hoje é Sábado Horário: sábado das 21h às 24h O programa traz uma seleção musical eclética, com informações sobreos cantores, conjuntos e compositores apresentados. Apresentação: Silvania Alves -- Programa: Fanáticos por futebol Horário: segunda a sexta , das 22h às 22h30 Entrevistas, testes, hinos e curiosidades sobre o futebol do presente edo passado. Apresentação: Marcelo Duarte -- Programa: Jornal de Amanhã Horário: segunda à sexta das 22h30 à 0h*
  • 68 Galvão antecipa o que será notícia em destaque no dia seguinte. Há aparticipação dos editores da primeira página dos principais jornais impressos doPaís. Apresentação: Paulo Galvão -- Programa: Caminhos do Sol Horário: segunda a domingo a partir da meia noite Primeiras notícias do dia e um resumo das principais entrevistasveiculadas no dia anterior pela Rádio Bandeirantes. Apresentação: Cláudio Zaidan; produção e coordenação: EduardoGuedes; redação: Daniel Batista; colaboração: Cláudio Junqueira; mesa desom: Pedro Luís, Aílton Dias; central técnica: Antenor Bicudo ,EmersonPereira. Um dos mais tradicionais do rádio, O Bandeirantes a Caminho do Solfoi apresentado por Douglas Ladeira entre os anos de 1972 e 1990. -- Programa: Concentração Horário: quartas e sábados antes dos jogos Antes da bola rolar, o Concentração traz todas as informações dasrodadas, um show de opiniões, entrevistas e polêmica sob o comando de MiltonNeves e a participação de Cláudio Zaidan e Sérgio Patrick -- Programa: Terceiro Tempo Horário: após as jornadas esportivas
  • 69 Tradicional programa pós-jogo do jornalismo brasileiro, comreportagens dentro de campo e nos vestiários. Apresentação: Milton Neves -- Programa: Grande Sampa Horário: segunda à sábado das 4h ás 6h As primeiras informações do dia. Apresentação: Antônio Carvalho
  • 70 ANEXO D RÁDIO JOVEM PAN AM Frequência: 660 kHz -- Programa: Show da Madrugada Horário: domingo à sexta das 01h00 às 05h00/ sábado das 01h00 às05h30 Programa de jornalismo e música, incluindo a área cultural e asentrevistas realizadas com personalidades da vida política e social brasileira. Apresentação: Antonio Freitas e Hilda Costa -- Programa: Jornal da Manhã Horário: segunda à sexta das 05h00 às 09h30/ Sábado das 06h00 às09h30 Noticiário sobre os acontecimentos do Brasil e do mundo, comcorrespondentes em Nova Iorque, Washington, Paris, Londres e Tóquio, alémdos repórteres em Brasília e no Rio e Janeiro. Apresentação: Franco Neto, Oliveira Junior, Roberto Muller, AntônioFreitas -- Programa: Show da Manhã Horário: segunda à sexta das 09h30 às 11h30
  • 71 Fatos culturais, consumo, música, teatro, cinema, literatura, serviços eentrevistas com personalidades dos vários setores da vida nacional. Apresentação: José Luiz Menegatti -- Programa: Hora da Notícia Horário: segunda à sexta das 10h00 / 11h00 / 15h00 / 16h00 / 17h00 Abordagem dos principais acontecimentos do momento e da horaanterior com a participação dos correspondentes no exterior, no Rio de Janeiro,em Brasília e outras capitais brasileiras. -- Programa: Jornal de Esportes Horário: segunda à sexta das 11h30 às 13h30 Os principais fatos esportivos do dia com entrevistas e comentários,além de reportagens envolvendo jogadores e dirigentes do esporte no país, Apresentação: Wanderley Nogueira -- Programa: Jornal Jovem Pan - 1ª Edição Horário: segunda à sexta das 13h30 às 14h30 Política, economia, trânsito, tempo e eventos são apresentados noJornal Jovem Pan. Apresentação: Antonio Freitas, Ciro César e Davi Roque -- Programa: São Paulo Agora Horário: segunda à sexta das 14h30 às 16h00 Programa de jornalismo e variedades das áreas de consumo, saúde,educação e comportamento.
  • 72 Apresentação: Fernando Zamith -- Programa: Ligação Jovem Pan Horário: segunda à sexta das16h15 às 16h30 Programa feito com a participação dos ouvintes da Jovem Pan, aovivo, sobre variados temas, que são destaque no Brasil e no mundo, desdeEsportes até Política. Apresentação: Adriana Sheldon -- Programa: Planeta Jovem Pan Horário: segunda à sexta das 16h30 às 17h00 Programa voltado para o público jovem sobre esporte, moda e lazerem geral. Apresentação: Paula Carvalho -- Programa: Rico Dinheirinho Horário: segunda a sexta das 17h10 às 17h30 Programa de economia com matérias sobre a melhor maneira de lidarcom o seu dinheiro. Apresentação: Denise Campos de Toledo -- Programa: Jornal Hora da Verdade Horário: segunda à sexta das 17h30 às 19h00 Acontecimentos do dia, na cidade, no país e no mundo. Apresentação: Nelo Rodolfo -- Programa: Pique da Pan
  • 73 Horário: segunda a sexta das 19h00 às 21h00 Programa de esportes relatando todos os fatos do dia com entrevistas,comentários e reportagens especiais com os principais personagens do futebol eoutras modalidades. Apresentação: Wanderley Nogueira. -- Programa: Voz do Brasil Horário: segunda à sexta 21h00 às 22h00 -- Programa: Rádio ao Vivo Horário: segunda à sexta das 22h00 à 01h00 Programa de variedades com entrevistas ao vivo com artistas,concurso de novos talentos Apresentação:Thiago Gardinali. -- Programa: Jornal Jovem Pan - 2ª Edição Horário:domingo à sexta das 23:30 à 00:00 h - dentro do programaanterior Informativo com os fatos que marcaram o dia no Brasil e no mundo,apresentando também as últimas notícias da noite e fornecendo uma agenda dodia seguinte Apresentação: Mauro Machado e Sandra Capomaccio -- Programa: Jogo Rápido Horário: sábado das 5h30 às 6h Revista esportiva que antecipa os eventos do fim de semana
  • 74 Apresentação: Felipe Motta -- Programa: Jovem Pan no Mundo da Bola Horário: sábado das 09h30 às 13h00 Panorama sobre os fatos envolvendo o futebol em vários países comdestaque à Itália, França, Alemanha, Espanha, Portugal, Inglaterra, Argentina,Uruguai e Japão. Apresentação: Flávio Prado. -- Programa: Fórmula Jovem Pan Horário: sábado 13h00 às 13h30 Amplo noticiário e análises sobre o esporte a motor com destaqueespecial à Fórmula 1, Fórmula Indy e Motociclismo. Apresentação: Felipe Motta e Téo José -- Programa: Espírito Esportivo Horário: sábado das 13h30 às 15h00 Você acompanha as principais informações do esporte, entrevistas eos assuntos que foram destaque durante a semana. Apresentação: João Antonio de Carvalho e Equipe Esportiva -- Programa: Jornada Esportiva / Fim de Jogo Horário: sábado, domingo e demais dias da semana em que haja jogodas 15h00 às 19h00
  • 75 Transmissão dos principais jogos de futebol do Campeonato Paulista,Campeonato Brasileiro e demais praças esportivas do país. Apresentação:Equipe de esportes da Jovem Pan. -- Programa: Tarde Esportiva Horário: sábado e domingo das 14h30 às 19h00 Programa realizado quando não há jornada esportiva. Apresentação: Equipe de esportes da Jovem Pan. -- Programa: Jovem Pan e Nossa Música Horário: sábado das 19h00 às 20h00 As músicas da atualidade e também as que fizeram sucesso nopassado, incluindo a MPB e composições internacionais com o roteiroabrangente a todos os ritmos. Roteiro Musical: Discoteca Jovem Pan -- Programa: É Noite, Tudo se Sabe Horário: Sábado das 20h00 às 22h00 As músicas que fazem sucesso no momento, agenda cultural eentrevistas com personalidades também estão no programa. Apresentação: Ana Maria Penteado. -- Programa: São Paulo Agora à Noite Horário: sábado das 22h00 à 00h00 Programa de jornalismo e variedades, com a reportagem da JovemPan circulando nas ruas e conferindo o que acontece na noite paulistana.
  • 76 Apresentação: Thiago Gardinali -- Programa: Som Brasil Especial – Musical Horário: domingo das 05h00 às 05h50 Os grandes sucessos da MPB, amplo espaço à música instrumental eritmos de todas as regiões brasileiras. Roteiro Musical: Discoteca Jovem Pan -- Programa: Programa de Educação Horário: Domingo das 05h50 às 06h00 Onde a educação é o assunto em destaque. -- Programa: Missa Dominical Horário: domingo 06h00 às 07h00 Momentos de reflexão e fé - transmissão da missa de domingo. -- Programa: Domingo Esporte Horário: domingo das 07h00 às 09h00 Amplo noticiário sobre todos os esportes amadores do Brasil e doexterior Apresentação: João Antonio de Carvalho -- Programa: Plantão de Reportagem Horário: 09h às 11h Matérias especiais e entrevistas com os nomes mais importantes doesporte brasileiro.
  • 77 Apresentação: Reportagem Jovem Pan – Wanderley Nogueira, LuisCarlos Quartarolo, Israel Gimpel, Fábio Seródio, Marcelo Lima, Fred Júnior,Felipe Motta, Renato Otranto, Weber Lima e Rodrigo Viga. -- Programa: Comentarista do Plantão Horário: 11h às 12h A análise e a opinião com credibilidade. Os ouvintes participam dasdiscussões mais importantes do esporte brasileiro. Apresentação: Flávio Prado -- Programa: Jornal do Plantão Horário: 12h às 12h20 As notícias do Brasil e do mundo. Prestação de serviço nas estradas eaeroportos e a previsão do tempo para o domingo. -- Programa: Plantão Internacional Horário: 12h20 às 13h Notícias e análises dos times europeus. Placar dos jogos emandamento e um resumo das principais rodadas. Entrevistas especiais com osjogadores brasileiros que fazem sucesso no exterior. Apresentação: Claudio Carsugh -- Programa: Plantão da Rodada Horário: domingo das 13h às 15h
  • 78 Os jogos, os destaques dos clubes, as notícias da concentração e dosvestiários, o esquema tático dos treinadores e as últimas informações dasequipes que estarão em campo. Apresentação: Nelo Rodolfo, Fernando Sampaio e César Sampaio -- Programa: Plantão de Domingo 2ª Edição Horário: domingo das 20h15 às 01h00 Programa que apresenta comentários e entrevistas com personalidadesdo esporte e reportagens realizadas depois dos jogos, ouvindo jogadores edirigentes de clubes Apresentação: Thiago Gardinali
  • 79 ANEXO E RÁDIO ELDORADO AM Frequência: 700 Khz -- Programa: Jornal Eldorado Horário: segunda a sábado das 6 às 10 horas Os destaques dos maiores jornais do país, o giro de correspondentesinternacionais e a participação do Ouvinte-Repórter. Apresentaçõa: Caio Camargo -- Programa: Panorama Eldorado Horário: segunda a sexta-feira - das 10 às 15 horas/ Sábados - das 10às 12 horas Destaques nacionais, economia, mercado financeiro, noticiáriopolítico desde Brasília, informações do noticiário . Apresentação de Thays Freitas. -- Programa: Panorama Metrópole Horário: segunda a sexta das 13h às 14h/ sábado das 17h30 às 18h30 O Panorama Eldorado Metrópole acompanha o dia-a-dia da grandecidade, o cotidiano de quem vive na metrópole. Apresentação: Gilson Monteiro
  • 80 -- Programa: Observatório Eldorado Horário: segunda a sexta-feira das 15 às 17 horas O programa de entrevistas aborda assuntos como relacionamento entrepais e filhos, dúvidas sobre aposentadoria e previdência, curiosidades do mundoweb e animais de estimação, além da análise de temas da atualidade. Apresentação: Tatiana Ferraz -- Programa: Jornal Eldorado 2ª edição Horário: segunda a sexta-feira das 17 às 20 horas Principais acontecimentos do dia na política, na economia, nosesportes e na cidade. Apresentação: Luiz Motta -- Programa: Plantão Paulista Horário: segunda a sábado das 0 à 1 hora/ reprise das 3 às 4 horas O Plantão Paulista traz destaques dos maiores jornais do país, e areapresentação das melhores entrevistas do dia que passou. Também, direto dasredações do Estadão e do JT, as informações dos principais cadernos antes dosjornais chegarem às bancas. -- Programa: Eldorado à noite Horário: segunda a sexta-feira das 20 às 24 horas O programa resume todo o noticiário do dia, antecipa o noticiário dosjornais do dia seguinte, acompanha os resultados do futebol, com jogos em
  • 81andamento, mostra a noite paulistana, com seus espetáculos teatrais e musicais.Lazer, cultura, entretenimento, personagens. Apresentação: Leonardo Andrade -- Programa: De olho nas cidades Horário: segunda a sábado - das 5 às 6 horas Notícias em andamento, destaques dos grandes jornais de todo o país,a situação de momento nas ruas da cidade e nas estradas, manifestações ereclamações de ouvintes sobre serviços públicos e problemas urbanos em geral. -- Programa: Agência eldorado Horário: sábado das 09h30 às 10h Com o objetivo de fornecer informações culturais e de entretenimento,com dicas para quem passa o final de semana na cidade, além de uma agendacompleta para a semana seguinte com assuntos ligados à cultura e ao lazer. Apresentação: Neila Carvalho -- Programa: Pesquisa Brasil Horário: sábado às 12h30 e 19h30/ domingo às 20h30 O Pesquisa Brasil é baseado no conteúdo editorial da revista erecheado com depoimentos de cientistas, entrevistas, perguntas de ouvintes epromoções. Apresentação: Taiana Ferraz -- Programa: Terra, fogo, mar e ar
  • 82 Horário: sábados das 13h às 14h/ domingos (Reprise) das 00h à 01h e09h às 10h O programa Terra, Fogo, Mar E Ar é voltado às questões ambientais. Apresentação: Patrícia Palumbo e Samuel Roiphe Barrêto. -- Programa: Conexão 2 Horário: sábados das 14 às 15 horas/ domingos das 8 às 9 horas e das14 às 15 horas Conexão 2 é o programa dos bastidores, tendências e perspectivas dacultura e das artes no Brasil e no mundo. Apresentação: Gisele Kato -- Programa: Revista Eldorado Horário: sábados das 16 às 20 horas/ domingos das 18 às 21 horas O programa Revista Eldorado trata de vários assuntos, como cidade,política, economia, cultura saúde e educação com convidados no estúdiorespondendo perguntas de ouvintes. Prestação de serviço de trânsito e deestradas, além da participação do ouvinte-repórter. O ouvinte tambémacompanha a agenda cultural da cidade no fim de semana. -- Programa: Plug 700 Horário: sábados das 13 às 14 horas e às 20 horas/ domingos - às 21horas Os ouvintes e internautas tem espaço reservado na programação daEldorado Estadão para a solução dos seus problemas de informática. -- Programa: Eldorado esporte
  • 83 Horário: sábado das 15 às 16 horas/ domingo - das 15 às 16 horas Todos os esportes têm espaço garantido na Eldorado AM. Asmodalidades náuticas, a aventura, o automobilismo, os esportes olímpicos e ofutebol. Apresentção: Ary Pereira Jr. -- Programa: São Paulo de todos os tempos Horário: sábados das 22 à 0 h/ Domingos das 6 às 8 horas e das 12 às14 horas As histórias da cidade e os paralelos entre o passado e o presente estãono programa semanal São Paulo de Todos os Tempos. Em reportagens eentrevistas com personalidades marcantes, historiadores e pesquisadores. Apresentação: Geraldo Nunes
  • 84 ANEXO F RÁDIO GAÚCHA AM Frequência: 600 kHz -- Programa: Brasil na madrugada Horário: meia-noite às 5h Assuntos variados com a presença de um profissional das áreas desaúde, direito ou entretenimento. Apresentação: Rafael Colling e Sara Bodowsky -- Programa: Chamada Geral 1ª Edição Horário: segunda à sábado, a partir das 11h Durante 55 minutos, o ouvinte fica sabendo tudo o que estáacontecendo no Rio Grande do Sul, no Brasil e no mundo, medicina, culináriatrânsito, previsão do tempo e notícias do esporte. Apresentação: Antonio Carlos Macedo e Oziris -- Programa: Chamada Geral 2ª Edição Horário: todos os dias entre 17h e 18h Informação, serviço e participação do ouvinte, assim como previsãodo tempo e informações de trânsito, direto do helicóptero da RBS do rush. Há
  • 85também os quadros Carros e Motoristas com Marcelo Matusiak, e ChamadaGeral Vida com Rafael Cechin. Apresentação: Oziris Marins -- Programa: Correspondente Ipiranga Horário: em quatro edições Política, economia, polícia, mundo ou esporte. É retransmitido portodas as emissoras da Rede Gaúcha Sat do Rio Grande do Sul. -- Programa: Esportes ao meio dia Horário: meio-dia Os principais destaques ao vivo dos estádios e/ou das concentraçõesde Grêmio e Inter. O programa conta também com as opiniões de Pedro ErnestoDenardin e Wianey Carlet e o acompanhamento do noticiário da Dupla Caju eda CBF. Apresentação: Marco antonio Pereira -- Programa: Gaúcha atualidade Horário: segunda à sexta Notícias locais, nacionais e internacionais, política, economia eatualidade como o próprio nome define. Apresentação: Armindo Antonio Ranzolin -- Programa: Gaúcha hoje Horário: segunda a sábado entre 5h20min e 8h
  • 86 Previsão do tempo, trânsito, situação nas ruas e notícias do que estáocorrendo ou ocorreu no dia anterior em todo o mundo. Apresentação: Antonio Carlos Macedo e Flávio Martins -- Programa: Gaúcha entrevista Horário: segunda a sexta das 16 às 17h O programa oferece recomendações sobre os principais eventosculturais de Porto Alegre e, diariamente, colunistas fixos falam sobre música,livros, artes cênicas, DVDs, cinema e TV. Apresentação: Ruy Carlos Ostemann -- Programa: Hoje nos esportes A Esporte, interatividade e música. As últimas notícias da Dupla Gre-Nal são o principal destaque do programa. Apresentação: Nando Cross -- Programa: Plantão Gaúcha A recuperação dos principais fatos do dia e a projeção do dia seguinte -- Programa: Polêmica Durante uma hora e meia, Quadros comanda um debate destacando aprincipal polêmica do dia. A mesa é formada, normalmente, por quatroconvidados, sempre buscando o equilíbrio entre os debatedores. Apresentação: Lauro Quadros -- Programa: Show dos esportes
  • 87 Na noite da Gaúcha, o futebol é um show de apresentação. Umprograma de esportes que leva a sério o bom-humor. Apresentação: Pedro Ernesto Denardin e Nando Gross. -- Programa: As Ruas de Porto Alegre Horário: sábado às 8h10min A história, a origem e as curiosidades sobre as principais ruas eavenidas de Porto Alegre. Produção de Eloy Terra. Apresentação: Renata Amaro -- Programa: Balanço Final Horário: logo após a jornada de domingo A repercussão imediata dos principais resultados do final de semana,entrevistas e muita informação. A participação direta dos ouvintes. Apresentação: José Alberto Andrade -- Programa: Bom-Dia, Segunda-Feira Horário: segunda às 0h Notícias, entretenimento e serviço estão sempre na pauta.Programação musical, sempre temática e vinculada a cada época do ano. Apresentação: Cláudio Brito -- Programa: Campo e Lavoura Horário: Segunda à Sábado ás 5h
  • 88 Entrevistas, notícias e os indicadores sobre a área agrícola, pesquisas,novas tecnologias e novas culturas. Destinado tanto ao proprietárioagropecuarista quanto ao pequeno agricultor. Apresentação: Marcelo Drago -- Programa: Conta-Giros Horário: Sábado às 21h05/Domingo às 21h30 As notícias do automobilismo nacional e internacional estão noConta-Giros em duas edições. Apresentação: Marcelo Matusiak -- Programa: Destaque Empresarial e Negócios Horário: domingo às 9h10 Entrevista com empresários, perfil de uma grande empresa gaúcha. Apresentação: Domingos Martins -- Programa: Domingo Esporte Show Horário: domingo às 9h30min A recuperação dos principais eventos esportivos do sábado e aprojeção do domingo. Entrevistas, curiosidades, o noticiário da dupla Gre-Nal edos principais clubes do interior. Apresentação: Sérgio Boaz -- Programa: Faixa Especial Horário: domingo às 21h
  • 89 O departamento de Jornalismo da Gaúcha recupera, atualiza e projetaos fatos que serão manchete dos jornais do dia seguinte. Os destaques dasprincipais revistas nacionais brasileiras. Apresentação: Leandro Staudt -- Programa: Falcão na Gaúcha Horário: sábado às 13h Falcão conversa de maneira descontraída, mas franca, compersonalidades de destaque do esporte brasileiro. Apresentação: Paulo Roberto Falcão -- Programa: Galpão do nativismo Horário: Domingo às 6h10 As músicas do Rio Grande, o folclore e o tradicionalismo, debatescom convidados especiais. Apresentação: Dorotéo Fagundes -- Programa: Gaúcha Comportamento Horário: Sábado às 8h30 Carvalho entrevista médicos, psicólogos, psicanalistas e estudiosos docomportamento humano. Apresentação: Tânia Carvalho -- Programa: Gaúcha Fim de Semana Horário: sábado ás 10h30
  • 90 Um roteiro das principais atividades do final de semana nas áreas delazer e cultura. Dicas de cinema e vídeo e os lançamentos musicais da semana. -- Programa: Giro do Placar Horário: logo após o Notícia na Hora Certa Todos os dias em que houver Jornada Esportiva com um resumo dosprincipais resultados esportivos do dia. -- Programa: Jogo Rápido Horário: segunda a sexta às 20h10 A equipe de repórteres atualiza de forma objetiva o noticiárioesportivo do dia, com destaque para a dupla Gre-Nal, o futebol gaúcho, nacionale internacional. Apresentação: José Aldo Pinheiro -- Programa: Jornadas Esportivas Horário: madrugada de sábado e Domingo às 0h Todos os jogos da dupla Gre-Nal, acompanhamento permanente daSeleção Brasileira e do futebol do interior gaúcho, as principais decisões dofutebol brasileiro e mundial. -- Programa: Notícia na Hora Certa Horário: todos os dias em 20 edições diárias – todas as horas cheias,com exceção das 8h, 13h, 19h e 20h. A atualização resumida dos principais fatos das últimas horas -- Programa: Os Gaúchos e o Rio Grande
  • 91 Horário: sábado às 9h30 O assunto da semana no Rio Grande do Sul é analisado de formaprofunda e crítica. Políticos, empresários, economistas e muito debate. Apresentação: Lasier Martins -- Programa: Placar Geral Horário: Domingo às 20h10 A recuperação de todos os jogos e principais destaques esportivos dofim de semana. Classificações, próximos jogos, o futebol nacional einternacional. Apresentação: Fabiano Baldasso e Luciano Périco -- Programa: Plantão de Domingo Horário: domingo às 23h30min Um resumo dos principais fatos esportivos do fim de semana. Apresentação: Carlos Guimarães -- Programa: Pré-Jornada Horário: domingo às 14h Show de informações que antecedem as emoções da Jornada daGaúcha. Notícias, entrevistas, a participação dos ouvintes e de toda a equipe dereportagem da Rádio Gaúcha. Apresentação: Silvio Benfica -- Programa: Sábado Esporte Horário: sábado às 18h
  • 92 A recuperação completa dos principais fatos esportivos do sábado e aprojeção dos jogos do domingo. Entrevistas e a participação interativa dosouvintes. Apresentação: Fabiano Baldasso -- Programa: Sala de Domingo Horário: Domingo às 13h Gross recebe convidados para discutir os principais fatos esportivosda semana. Apresentação: Nando Gross -- Programa: Sala de Redação Horário: segunda a sexta às 13h Debate reunindo os comentaristas da Gaúcha – Paulo SantAna, LauroQuadros, Kenny Braga, Cacalo e Guerrinha. Apoiador: Wianey Carlet. Apresentação: Ruy Carlos Ostermann -- Programa: Sem Fronteiras Horário: sábado às 21h As músicas que fizeram história, os intérpretes que marcaram época.Entrevistas e lançamentos. Apresentação: Glênio Reis
  • 93