18/09/2009                                                                              Hipersensibilidade Alimentar      ...
18/09/2009                                 Hipersensibilidade Alimentar                                                  E...
18/09/2009  Hipersensibilidade Alimentar                                     Hipersensibilidade AlimentarTabela 01.   Vant...
18/09/2009    Hipersensibilidade Alimentar                                                                           Diagn...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Hipersensibilidade alimentar marconi

425

Published on

hipersensibilidade ali

Published in: Lifestyle
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
425
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Hipersensibilidade alimentar marconi

  1. 1. 18/09/2009 Hipersensibilidade Alimentar Etiologia Hipersensibilidade ♦Barreira gastroentérica Flora comensal Mecanismos inespecíficos Alimentar Peristaltismo Acidez gástrica Muco Epitélio Mecanismos imunológicos- IgA Prof. Marconi Rodrigues de Farias ♦ Fatores genéticos Hipersensibilidade Alimentar Hipersensibilidade Alimentar Trofoalérgenos Sintomas ♦ Dermatológicos♦ Glicoproteínas- Tropomiosinas, profilinas, proteínas transportadoras de lipídes, pavalbumina, α, β e ♦ Gastroentéricos у globulinas, caseína, lactona ♦ Respiratórios ♦ Neurológicos bovina- Proteína de origem bovina-♦ Peso- 10000-70000 kd♦ Isoelétricas Proteína de origem de frango Proteína do ovo Mecanismos IgE Mediado Mecanismos não IgE Mediado♦ Termoestáveis♦ Resistentes à proteases Caseína e lactona♦ Epítopos resistentes Proteína de soja Urticária/ Dermatite atópica ♦ Lipídios, carboidratos e aditivos Angioedema Dermatite herpetiforme Doença intestinal inflamatória 1
  2. 2. 18/09/2009 Hipersensibilidade Alimentar Etiologia ♦Lipo/ glicoproteínas Proteína de origem bovina Proteína de origem de frango Proteína do ovo Caseína e lactona Proteína de soja ♦Lipídios, carboidratos e aditivos Sinais clínicos ♦Dermatológicos ♦Gastroentéricos ♦NeurológicosHipersensibilidade Alimentar Diagnóstico Sinais clínicos • Terapia antisseborreica, antimicrobiana,♦ Prurido umectante e antipruriginosa♦ Eritema♦ Escoriações • Exclusão dietética♦ Pápulas e placas Dieta comercial X Dieta caseira♦ Hiperceratose e/ou lignificação Período: 6-8 semanas • Desafio dietético 2
  3. 3. 18/09/2009 Hipersensibilidade Alimentar Hipersensibilidade AlimentarTabela 01. Vantagens comparadas da instituição de dieta Tabela 02. Desvantagens comparadas da instituição de dieta caseira ou hidrolisada durante a fase de exclusão caseira ou hidrolisada durante a fase de exclusão Dieta caseira Dieta comercial Dieta caseira Dieta comercial Envolvimento do proprietário Praticidade Tempo de preparo Nenhum controle da fonte protéica Ausência de aditivos Balanceamento dietético Desequilíbrio nutricional Presença de aditivos Controle da origem protéica Alta digestibilidade Custo Eficácia Baixa alergenicidade Efeitos colaterais Difícil acesso de cães grandes Maior diversidade protéica Palatabilidade Palatabilidade Palatabilidade Palatabilidade Hipersensibilidade Alimentar Diagnóstico Dieta caseira:Tabela 03. Fontes protéicas e de carboidratos comumente utilizadas em dieta de exclusão. • Arroz integral, batata ou mandioca Fonte protéica Carboidratos • Fonte protéica que o animal não tenha Pato Arroz entrado em contato Salmão Batata Peixes brancos Mandioca • Óleo de canola e/ou semente de girassol Cordeiro Tapioca • Água mineral Banana Coelho Período: 6- 8 semanas Cavalo Desafio dietético 3
  4. 4. 18/09/2009 Hipersensibilidade Alimentar DiagnósticoTabela 04. Quantidades requeridas de dieta caseira de exclusão Peso (Kg) Fonte protéica (g) Carboidratos (g) 3kg 100g 150g 4kg 125g 160g 5kg 150g 200g 10kg 230g 250g 15kg 310g 350g 20kg 380g 500g 25kg 450g 600g 30kg 500g 600g 40kg 700g 700g 50kg 800g 900g Hipersensibilidade AlimentarTabela 05. Rações com restrição protéica e hidrolisadas Ração Fonte protéica Carboidratos Canine d/d Ovo Arroz Canine d/d Salmão Arroz Canine d/d Pato Arroz DR21 / DR25 Soja hidrolisada Arroz Proplan skin/ Salmão Arroz stomach fórmula Pedigree sensitive Cordeiro Arroz Eukanuba FP Peixe Batata e polpa de beterrebaFonte: Nascente et al. Hipersensibilidade alimentar em cães e gatos, Clínica Veterinária, n.64, p.60-66, 2006. 4
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×