• Save
sexualidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

sexualidade

on

  • 3,259 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,259
Views on SlideShare
3,259
Embed Views
0

Actions

Likes
5
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

sexualidade sexualidade Presentation Transcript

  • Autora: Vithória Karollyne
  • O homem, ontem ehoje, sempre sepreocupou com suasexualidade. O sexo,que antes servia apenascomo um meio dereprodução, hoje é omeio de comunicaçãoentre casais.
  • A sexualidade abrange muito mais do que apenas o sexo genital e asexigências na expressão e comunicação.Tornou-se a forma mais humana de convívio entre as pessoas.Mais regras e formas de expressão foram criadas para estabelecer oslimites éticos e a nossa vida sexual.A relação entre sexo, sexualidade e, ainda, a reprodução semostra tanto mais estreita quanto mais se sobe na escala zoológica.No homem, no entanto,em virtude de elementos culturais , as questões ligadas à sexualidadese libertaram das determinações do sexo e da reprodução, e sesituaram principalmente na esfera da afetividade.
  • Vamos tentar definir e diferenciar o sexo dasexualidade.Ato sexual propriamente dito, sendo um impulso primitivo e asexualidade é a forma de expressar o ato e a atração sexual, pois asexualidade está sempre ligada a circunstâncias emocionais, a cultura decada pessoa, a educação recebida, do ambiente que habita, da culturaque o cerca e de sua personalidade.O chamado diencéfalo ou cérebro primitivo, intervém, atravésdo hipotálamo, no desejo, no interesse sexual e também recolhe asinformações que chegam do exterior e dos hormônios, controlando-os edando as respostas da excitação sexual, ejaculação, sensações de prazere regulando as respostas emocionais e afetivas no comportamentosexual.O chamado sistema límbico do nosso cérebro discrimina eseleciona os estímulos, reconhecendo os sinais de saciedadeinibindo o comportamento sexual.
  • SEXOConjunto de caracteres estruturais e funcionaissegundo os quais um ser vivo se classifica comomacho ou fêmea e desempenha papel específico deuma dessas condições na reprodução da espécie.No que se refere aos aspectos psicossociais dasexualidade, desde os primeiros meses, os paisorientam o comportamento da criança para torná-locondizente com seu respectivo sexo, fazendo com queo menino e a menina acabem por considerar-secomo tais e assim serão considerados pelos outros.
  • SEXUALIDADEModo como o ser humano responde a estímulos eróticos e obtémprazer por meio de atividade sexual com outra pessoa, em grupo ousozinho (masturbação).A sexualidade envolve todas as zonas erógenas do corpo, nãosomente os órgãos genitais, além de impulsos, desejos e fantasiasassociados ao sexo.A capacidade de ter sensações eróticas está presente no serhumano desde os primeiros momentos de vida e compõe sua libido(termo que designa, na psicanálise, a energia do impulso sexual).O comportamento sexual humano é determinado por três fatores:Herança genética: que caracteriza biologicamente o indivíduo;Fator social: composto por influências da sociedade (educação, família)sobre o indivíduo;Fator psicológico: formado pelos mecanismos psíquicos inconscientes.
  • SEXO E PERSONALIDADEA personalidade de cada pessoa seja introvertida (tímido)ou extrovertida, está marcada pela genética que, por sua vezdetermina sua resposta sexual.Os introvertidos costumam caracterizar-se por retração doimpulso sexual. Buscar satisfações solitariamente sejatocando um instrumento, colecionando obras de arte emuitas vezes a masturbação é frequente.A expressão das emoções costuma ser mais fácil para osextrovertidos, principalmente para os jovens. Os movimentoscorporais de exibição, os atos sinuosos da corte amorosa, nasquais os jovens se aproximam e se afastam uns dos outros,constituem uma forma manifesta de excitar o parceiro e levá-lo a uma comunicação mais íntima.
  • O Precocemente, mais variadas e variáveis,sua frequência será provavelmente maior quenos introvertidos, é mais provável que penseme queiram atos sexuais mais persistentementeque os introvertidos e têm, em geral, umasexualidade mais "poderosa".O extrovertido excita-se sexualmente commais facilidade, temem pouco as relaçõessexuais, e têm pouca dificuldade na expressãode fortes sentimentos sexuais.O comportamento extrovertido se adapta eé mais apropriado para a juventude.
  • ]Com o passar da idade e com oamadurecimento sexual, as diferençassexuais entre os entro e extrovertidosdesaparecem e o desempenho e asatisfação sexual podem ser muitobons, dependendo da cabeça abertado homem e da mulher, para possíveismudanças sexuais, sempre paramelhor, e como resultado ter uma vidamais prazerosa e feliz.
  • Diferença entre amor, paixão eatraçãoQuando se fala de sentimentos nos confundimosde tal maneira que não sabemos exatamente aquiloque estamos sentindo e ficamos sem saber seestamos amando, ou se estamos apaixonados ou seestamos atraído por alguma pessoa. Desde aexistência da civilização já se tem essa duvida doamor, paixão e atração e pensando nisso o Alienadotrouxe uma explicação tendo assim o significado decada um dos abstratos, ai sim você pode saber o queestá sentindo de verdade, então se liga nossignificados de cada um:
  • AMOR : É um sentimento duradouro,sempre calmo, quando ambos sabem oque o outro gosta ou pensa, aceita a outrapessoa assim como ela é e não querermudá-la para o seu jeito de agir e pensar,amor é um sentimento verdadeiro, é saberque você quer aquela pessoa pra vida toda,que você aceita amá-la na saúde e nadoença, na riqueza e na pobreza até que amorte os separe, amor é eterno.
  • PAIXÃO: É um sentimento passageiro,paixão vem todo aquele fogo e euforia,é passageiro, mas é eterno enquantodura, pois você até sente um poucodaquele abstrato de amor, mas você vêmais tarde que não era verdade, éapenas um fogo de palha, queresplandece quando acende, masacaba rápido.
  • ATRAÇÃO: como a própria palavra já diz, você sesente atraído por alguém, mas você não amaessa pessoa, talvez o porte físico desta pessoaque chamou a sua atenção e como o serhumano é um ser possessivo você começa aidealizar a posse de tal pessoa, mas ai nestecaso o amor e a paixão podem vir depois de umtempo se houver o convívio dessas pessoas,mas em relação ao sentimento é somente umaatração física, esse é o sentimento da atração,que pode virar paixão e mais tarde amor.
  • Sexualidade de forma positiva
  • O autor queria dizer que.Quando falamos em sexualidade, é comum imaginarmosa fase da adolescência. Puro engano. A sexualidade é umatributo dos sereshumanos, experimentada e expressa por meio depensamentos,fantasias, desejos, crenças, atitudes, valores, atividadespráticas, papéise relacionamentos. Envolve o corpo, a história, os costumes,as relaçõesafetivas e a cultura de cada um, além das concepçõesprovenientes dareligião, da moral e de relações ao longo do desenvolvimentohumano.
  • Identificamos a imagem com o temasexualidade por que.Asexualidade, sendo parte da construção da identidadeda criança, é também uma construção social relacionadaàs ideias de gênero (menino/menina) e poder que temos ecompartilhamos com as crianças. Por isso,mesmo depois de muitos avanços nas discussões sobresexo/sexualidade, esse continua sendo um assunto polêmico.É polêmico porque adiscussão sobre esse tema envolve valores, crenças,religiosidades e tabusfamiliares e pessoais e, na verdade, não há consenso. Aspessoas nãoconcordam com uma única visão sobre a aceitação dasexualidade.
  • Sexualidade de forma negativa
  • O autor queria dizer que.A gravidez na adolescência tem se destacado como um problema de saúde pública emdiversos países devido ao elevado risco de morbimortalidade materna e infantil e por constituirum possível evento desestruturado da vida das adolescentes.Complicações na gestação e parto têm sido a principal causa de morte de adolescentesentre 15 e 19 anos em diversos países do mundo. No Brasil, estudos têm observado maiorprobabilidade de óbito entre mães adolescentes, quando comparadas àquelas com idadesuperior a 20 anos.Além disso, bebês de mães adolescentes têm maior risco de apresentar baixo peso aonascer, prematuridade e, consequentemente, maior chance de morte do que filhos de mãesadultas. Esses riscos se devem em parte a fatores biológicos como a imaturidade fisiológica e odesenvolvimento incompleto da pelve feminina e do útero das adolescentes.Ao mesmo tempo, a imaturidade emocional do adolescente pode levar a dificuldades emestabelecer relações afetivas com o seu filho, baixa autoestima e despreparo no cuidado dacriança, que podem aumentar os riscos de agravos à saúde física e emocional da adolescente edo bebê.Ainda, a gravidez nessa fase da vida pode levar a problemas sociais, como a evasão escolar,redução das oportunidades de qualificação profissional e consequente dificuldade no acesso aomercado de trabalho, instabilidade conjugal e preconceito por parte da sociedade.
  • Identificamos a imagem com o temasexualidade por que.A adolescência representa uma fasede descobertas, mudanças e expansãoda vida social da mulher. Porém,muitas jovens acabam engravidando, enão apenas interrompem essa etapacomo assumem uma granderesponsabilidade, para a qual nemsempre estão preparadas.
  • Sexualidade de forma negativa
  • O autor queria dizer que.A violência sexual pode ser considerada uma das violências de gênero já que estábaseada na desigualdade entre homens e mulheres.É importante salientar que a dominação do sexo masculino em relação do sexofeminino se expressa na forma como meninos e meninas são educados e socializados,os meninos aprendem a ter comportamentos agressivos de domínio do mundopúblico, enquanto, espera-se que as meninas sejam sensíveis e capazes dedesempenhar funções domésticas.Os impactos da violência sexual na saúde física e mental nas mulheres apresentam-se nas formas de: DST, lesões de maior ou menor gravidade, inflamações pélvicas,gravidez indesejada, aborto espontâneo, dor pélvica crônica, dores de cabeçapersistentes, problemas ginecológicos, abuso de álcool e drogas, asma, síndrome deirritação intestinal, stress, depressão, ansiedade, disfunções sexuais, distúrbiosalimentares, tentativa de suicídio, entre outras.A maioria das mulheres foi educada achando que o sexo faz parte das obrigaçõesdo sexo feminino nas relações afetivas, dessa forma, acabam por naturalizar o sexoforçado, não identificando as situações de violência sexual. Para prevenir a violênciasexual, é importante buscar ouvir as mulheres e identificar se estão em situação deviolência sexual, além de suspeitar de sinais desse tipo de violência
  • Identificamos a imagem com o temasexualidade por que.A violência sexual é considerada grave violação de direitos humanos.As evidências científicas mostram incidência elevadaentre as mulheres, comimpactos severos para a saúde sexual e reprodutiva. As mulheresapresentamriscos de traumas físicos, doenças sexualmente transmissíveis, infecçãopeloHIV, e a gravidez resultante do estupro. Além disso, elas sofremconsequênciasPsicológicas devastadores, muitas vezes irreparáveis. Neste artigo, aviolênciasexual é abordada como problema de saúde pública e como violência degênero. São analisadas medidas de proteção e de redução de danos, e aresponsabilidade dos serviços de saúde.
  • Sexualidade de forma positiva
  • Sexualidade de forma negativa