Plano curso refrigeracao_2009_1 ifpe

  • 614 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
614
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
16
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO PLANO DE CURSO SUBSEQUENTE TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO RECIFE/ 2009.1_PC 10475689 TEC.SUB.REF 1
  • 2. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO CNPJ 10475689000164 Razão Social: Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco Nome de Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco Fantasia Esfera Federal Administrativa: Endereço (Rua, Avenida Prof. Luiz Freire, 500 – Recife UF: PE Nº) CEP: 50740-540 Telefone: (81) 2125-1600 Fax: (81) 2125-2338 E-mail de gd@cefetpe.br Site da unidade: www.cefetpe.br contato: DADOS GERAIS DO CURSO PROPOSTO Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Denominação: Curso Técnico em Refrigeração e Climatização Regime de Matrícula: Por Módulos Periodicidade Letiva: Semestral Carga Horária Total do Curso: 1283 Horas/Relógio Estágio Supervisionado: 420 Horas/Relógio Certificação Final: Técnico em Refrigeração e Climatização 1.1. Módulo I Fundamentos de Ciências Térmica Qualificação Sem qualificação — Carga Horária 270 h/relógio 1.2. Módulo II Introdução à Manutenção de Sistemas Térmicos Qualificação: Sem qualificação Carga Horária 337,5 h/relógio 1.3. Módulo III Manutenção e Instalações de Sistemas Térmicos Qualificação: Sem qualificação Carga Horária: 337,5 h/relógio 1.4. Módulo IV Assistência Técnica em Projetos Térmicos Qualificação: Sem qualificação Carga Horária: 338 h/relógio_PC 10475689 TEC.SUB.REF 2
  • 3. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EQUIPE DIRIGENTEDireção Geral: Sergio Gaudêncio Portela de MeloVice-direção Geral: Cláudia da Silva SantosDiretoria de Ensino: Maria Tereza Duarte DutraDiretoria de Administração e Planejamento: Maria José Amaral MoraisDiretoria de Extensão: Elba Maria Nogueira Ferraz RamosDiretoria de Desenvolvimento Institucional: Adriana Félix de OliveiraDiretoria de Pesquisa e Pós-graduação: Sofia Suely Ferreira Brandão RodriguesDiretoria da Unidade Recife: Oscarino Lins BastosDepto. Acadêmico Sistemas, Processos e Controles Industriais: Wilson Soares de LimaAssessoria Pedagógica: Ruth Malafaia Pereira_PC 10475689 TEC.SUB.REF 3
  • 4. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCOEquipe de elaboração e implantação do Curso de Refrigeração e ClimatizaçãoAno: 2009 Eudes dos Santos Oliveira Wilson Soares de Lima Ruth Malafaia PereiraColaboradores Earlyson Moreira Gonçalves Kilvio Alessandro Ferraz Luiz Galiza Santiago NetoAssessoria PedagógicaRuth Malafaia Pereira_PC 10475689 TEC.SUB.REF 4
  • 5. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO SUMÁRIO Página1. Justificativa e Objetivo do Curso: ............................................................. 6 1.1. Justificativa ........................................................................................ 6 1.2. Objetivo Geral ................................................................................... 7 1.3. Objetivos Específicos ......................................................................... 72 Requisitos de Acesso .................................................................................. 73 Perfil Profissional de Conclusão ................................................................ 7 3.1. Competências Gerais da área..................................... 8 3.2. Fundamentação Legal 84. Organização Curricular: ............................................................................. 9 4.1. Práticas Pedagógicas Previstas ......................................................... 9 4.2. Prática Profissional ........................................................................... 10 4.3. Plano de Realização do Estágio Supervisionado .............................. 10 4.4. Campo de Atuação ............................................................................. 11 4.5. Estrutura Curricular - Fluxograma de Diplomação ... 12 4.6. Matriz Curricular ................................................................................ 135. Critérios de Aproveitamento de Conhecimentos e Experiências Anteriores..................................................................................................... 146. Critérios de Avaliação ................................................................................ 147. Instalações e Equipamentos 15 7.1 Laboratórios e equipamentos..................................................................... 15 7.1. Acervo Bibliográfico ............................................................................ 218. Docente e Pessoal Técnico Administrativo ................................................ 239. Certificados e Diplomas ............................................................................. 2410. Anexos ........................................................................................................ 25_PC 10475689 TEC.SUB.REF 5
  • 6. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO1. Justificativa e Objetivo do Curso1.1. Justificativa: A realidade atual apresenta-se de forma dinâmica e complexa, dado aos avançoscientíficos e a implementação de novas tecnologias aplicadas ao processo de produção e detrabalho. Nesse contexto, se faz necessária uma atuação eficiente e eficaz das escolasresponsáveis pela formação profissional dos nossos cidadãos face às exigências do mercado,redirecionando sua prática educativa para se adequar aos novos paradigmas, numa―perspectiva de uma aprendizagem permanente, de uma formação continuada, visando aodesenvolvimento de competências e habilidades que auxiliem aos alunos a melhor serelacionarem com as exigências presentes hoje na sociedade, condição básica para favorecer aempregabilidade ou empreendedorismo. Assim sendo, atendendo aos anseios dos que procuram uma Instituição reconhecida,capaz de oferecer a educação profissional de qualidade, que tem por objetivo o empenho, avalorização e a execução de uma sólida qualificação profissional do trabalhador, e respaldadopela legislação que regulamenta a educação profissional em nosso país, o DepartamentoAcadêmico de Sistemas, Processos e Controles Industriais, em consonância com osprofessores elaborou o presente plano de curso subseqüente de Refrigeração e Climatização,baseando-se na infra-estrutura disponível na escola e na qualificação do seu pessoal docente.Amparado no decreto n° 5154/04, na resolução CEB/CNE N° 04/99, no catálogo Nacional deCursos Técnicos (eixo de controle e processos industriais) e nas Diretrizes Curriculares da áreada Indústria. O curso está inserido num contexto que possibilita a crescente expansão daspeculiaridades regionais de clima, que favorecem o desenvolvimento do setor de arcondicionado e de conservação de alimentos por refrigeração, na armazenagem, transporte eexportação da produção agrícola. Foram contatadas diversas empresas (ver relação das empresas em anexo), que atuamno mercado regional em serviços de refrigeração e climatização, onde se pesquisou o perfilprofissional desejado para o técnico da área._PC 10475689 TEC.SUB.REF 6
  • 7. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 1.2. Objetivo Geral Formar Técnicos em Refrigeração e Climatização, de nível médio, aptos a exercerem suas atividades profissionais por competência na concepção e projeto, na execução (instalação) e na manutenção de sistemas de refrigeração climatização e afins.1.3. Objetivos Específicos Fornecer ao aluno os princípios básicos do ensino profissionalizante que lhe darão suporte para receber as bases tecnológicas específicas da habilitação profissional proposta. Tornar o aluno apto para elaborar e supervisionar projetos de instalação de equipamentos e sistemas de refrigeração e climatização conforme normas técnicas e de segurança. Elaborar e executar planos e rotinas de manutenção, além da comercialização de sistemas de refrigeração e climatização. Formar profissionais aptos a atuar como Técnico em Refrigeração e Climatização. 2. Requisitos de Acesso Para integração ao Curso Técnico subseqüente em Refrigeração e climatização, o candidato deverá ter concluído o Ensino Médio ou equivalente e admissão ocorrerá através de: a) Exame de seleção aberto, onde os classificados serão matriculados obrigatoriamente em todos os componentes curriculares do primeiro módulo; b) Transferência de alunos oriundos de outras instituições de ensino profissional, mediante a existência de vagas, salvo nos casos determinados por Lei, respeitando-se as competências adquiridas na Unidade de origem; c) Convênios com instituições públicas e/ou privadas regulamentados na forma da Lei; d) Transferência de estudantes de outros estabelecimentos congêneres para o CEFET-PE desde que haja vaga; e) Reintegração para conclusão do curso; 3. Perfil Profissional de Conclusão: O curso de Técnico em Refrigeração e climatização, fornece os conhecimentos necessários para o profissional qualificado com base nos procedimentos e técnicas adequadas à realizar a montagem dos Sistemas Térmico de refrigeração; Instalação de Equipamentos de Refrigeração e climatização;e executar Projetos Térmicos. De acordo com as normas de segurança, saúde e ambiente. _PC 10475689 TEC.SUB.REF 7
  • 8. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO3.1. Ao concluir todos os módulos do curso e após o estágio curricular, o aluno deveráapresentar um conjunto de competências para planejar a instalação de sistemas térmicos,executar projetos de sistemas térmicos, realizar a manutenção de eletrodomésticos,equipamentos de ar condicionado e equipamentos de refrigeração comercial e refrigeraçãoindustrial, que permitem a sua atuação na área industrial, respeitando as atribuições legais eatendendo às exigências no mundo do trabalho, que requer uma sólida base de conhecimentostecnológicos, aliados ao desempenho com competência, vocação para qualidade, custo esegurança e receberá o Diploma de Técnico em Refrigeração e Climatização. 3.1.1. Competências Gerais da Área: Conhecer a correlacionar as formas de gestão administrativas; Avaliar a capacidade das equipes de trabalho; Interpretar catálogos, manuais e tabelas; Conhecer e avaliar tipos e características de máquinas e equipamentos utilizados nas instalações; Conhecer os princípios da automação das instalações; Conhecer e avaliar as propriedades e aplicações dos materiais; Conhecer e avaliar as propriedades e aplicações de ferramentas, instrumentos e equipamentos utilizados em instalações; Identificar, selecionar e classificar o material bibliográfico pertinente ao assunto pesquisado; Elaborar texto técnico, planilhas formulários, esquemas e gráficos, Selecionar métodos de avaliação e da obra; Identificar os materiais que causam agressão ao meio ambiente; Analisar os indicadores de produção; Sintetizar os processos para otimização de procedimentos; Construir manuais de procedimento; Elaborar relatórios; Interpretar as normas técnicas.3.2 Fundamentação Legal Este plano de curso encontra-se definido a partir da observância aos princípiosnorteadores da educação profissional, segundo critérios estabelecidos pela seguinte legislação: - LDB nº 9394 / 96 Decreto nº 5154/2004 - Parecer CNE / CEB nº 16 / 99 - Resolução CNE/ CEB nº 04 / 99 - Portaria SEMTEC nº 30 / 00 - Parecer CNE / CEB nº 35 / 03 - Parecer CNE/CEB nº 40/2003_PC 10475689 TEC.SUB.REF 8
  • 9. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO - Resolução CEN/CEB nº 01/2005 - Resolução CNE/CEB nº 03/20084. Organização Curricular O Curso Técnico em Refrigeração e Climatização, a ser oferecido pelo CEFETPE apartir do primeiro semestre de 2009, está organizado em 04 (quatro) módulos distintos,verticalizados e sem saída intermediária de qualificação. A carga horária total do curso é de1.283 horas relógio ou 1.710 horas aulas (h/a) de atividades curriculares (fluxograma). Cadamódulo está organizado em 18 semanas letivas de efetivo trabalho escolar e será desenvolvidopor componentes curriculares estruturados sobre as bases científica e tecnológica. Os conteúdos das bases tecnológicos estão organizados de modo a facilitar o processode aprendizagem, respeitando a seqüência lógica didaticamente recomendada e visando àformação completa do Técnico em Refrigeração e Climatização. Para o aluno adquirir o diploma de Técnico em Refrigeração e Climatização deverácursar obrigatoriamente todos os módulos, adquirir todas as competências pré-estabelecidas. O CEFETPE poderá aproveitar conhecimentos e experiências adquiridas anteriormente,conforme o art. 11 da resolução CNE / CEB Nº 04/99, DE 05.10.99 e o Parecer CNE/CEB nº40/2003 e a Organização Didática do CEFET-PE.4.1. Práticas Pedagógicas Previstas Adoção da Pedagogia de Projetos como procedimento metodológico compatível comuma prática formativa, contínua e processual, na forma de instigar sujeitos a procederem cominvestigações, observações, confrontos e outros procedimentos decorrentes das situações –problema propostas e encaminhadas. Aulas teóricas com utilização de retroprojetor, vídeos, slides, data-show, visando aapresentação do assunto (problematização) a ser trabalhado e posterior discussão e troca deexperiências.. Aulas práticas em laboratório e instalações industriais para melhor vivência e compreensãodos tópicos teóricos, tais como:. Seminários.. Pesquisas.. Elaboração de projetos diversos.. Visitas técnicas a empresas e indústrias da região.. Palestras com profissionais da área._PC 10475689 TEC.SUB.REF 9
  • 10. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO4.2. Prática Profissional O curso Técnico Subseqüente em Refrigeração e Climatização optou pela práticaprofissional Estágio supervisionado (obrigatório). O estágio supervisionado visa integrar o aluno em formação profissionalizante ao mundoprodutivo, de forma a consubstanciar o saber com o saber fazer e com o saber ser, com umaduração de 420 horas relógio. O mesmo poderá ser realizado a partir do 4º módulo, desde queo(a) aluno(a) tenha sido aprovado(a) em todas as disciplinas anteriores da formaçãoprofissional ou posteriormente à conclusão de todos os componentes curriculares. O estágio curricular (obrigatório) visará à complementação do ensino e da aprendizageme será planejado, executado, acompanhado e avaliado através da supervisão de um professorresponsável pela atividade curricular de Estágio Supervisionado, determinado pelacoordenação do curso e interveniado pela Coordenação de Integração Escola-Empresa CIE-Edo CEFETPE. O acompanhamento, o controle e a avaliação das atividades desenvolvidas noestágio será feita em visitas técnicas às empresas, caracterizadas como campo de estágio, eem reuniões mensais pré-agendadas com o supervisor de estágio. O estágio somente poderá ser realizado em unidades que tenham condições deproporcionar experiência prática na linha de formação do estudante. O estágio opcional (não obrigatório) poderá ser realizado a partir do segundomódulo e também será supervisionado e acompanhado por um professor indicado pelacoordenação do Curso e o aluno envolvido deve obrigatoriamente participar das reuniõesagendadas pelo referido supervisor. O estágio opcional deverá seguir o disposto na regulamentação de estágio do CIEE-ECEFET-PE e a legislação específica vigente.4.3. Plano de Realização do Estágio Supervisionado Plano de Estágio Supervisionado - Técnico em Refrigeração e ClimatizaçãoLocal: Empresas ou instituições que tenham condições de proporcionar experiência prática na linha de formação profissional do estudante.Período Concomitante com o 4º módulo, ou após a conclusão do Curso.Entrega do relatório O relatório de conclusão de estágio/curso é obrigatório para todosfinal os alunos estagiários e alunos profissionais da área. Em ambos os casos, o referido relatório deve ser entregue num prazo máximo de seis meses. Para alunos estagiários, o prazo é contado após a conclusão de estágio obrigatório. No caso de alunos que já exercem atividades na área, o prazo também é de seis meses, contado a partir do último emprego.Responsável no Um professor determinado pela coordenação do Curso._PC 10475689 TEC.SUB.REF 10
  • 11. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCOCEFETPE:Responsável na Um técnico ou engenheiro formado na área específica do CursoEmpresa realizado pelo aluno. O responsável deverá apresentar comprovação de formação: diploma reconhecido pelo MEC ou CREA.Carga Horária Total: 420 horas/relógio.Critério de Avaliação: O desempenho do aluno será avaliado pelo professor supervisor através do relatório de conclusão do estágio e entrevista técnica. Serão avaliados somente alunos após ter concluído estágio obrigatório ou alunos que já trabalham na área relacionada ao Curso.Fonte: regimento interno sobre estágios supervisionados (CIEE do CEFET-PE).4.4 Campo de Atuação O Técnico em Refrigeração e climatização estará habilitado para atuar nas: Empresas de projetos e instalações de sistemas térmicos; Empresas prestadoras de serviços térmicos de manutenção preventiva e corretiva; Empresas usuárias como bancos, escritórios comerciais, hospitais, hotéis, shoppings e supermercados. Indústrias alimentícias (laticínios, bebidas, pescados, etc.), Petroquímica e Usinas Térmicas; Serviços como empreendedor autônomo. Assistência Técnica_PC 10475689 TEC.SUB.REF 11
  • 12. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Ano de Implantação:Curso: Técnico em Refrigeração e Climatização 2009.1Carga Horária Total: 1.710 hora/aula = 1.283 hora/relógio 4.5. Estrutura Curricular - Fluxograma de Diplomação Entrada Módulo I Fundamentos de Ciências Térmicas Sem certificação 270 horas/relógio M ó d u l o II Introdução á Manutenção de Sistemas Térmicos Sem certificação 337,5 horas /relógio M ó d u l o III Manutenção e Instalações de Sistemas Térmicos (sem certificação) 337,5 horas/relógio M ó d u l o IV Assistência Técnica em Projetos Térmicos Com certificação 338 horas/relógio ((318,75 horas/relógio horas/relógio) Conclusão Estágio Supervisionado (420 horas/relógio) _PC 10475689 TEC.SUB.REF 12 Diploma
  • 13. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCOAula de 45 minutosFundamentaçãoLegal: LDB 9394/96; Decreto 5154/04; Parecer E/CEB Nº 16/99; Parecer CNE/CEB 40/03 Resolução Nº04/99;DCN; Parecer CNE/CEB Nº035/03; Resolução 1/2005 Matriz Curricular Módulos (18 semanas letivas) MÓDULOS Componentes Curriculares I II III IV *CHT Transmissão de Calor O3 54 Ciências Térmicas I Fundamentos de Eletricidade 05 90 Administração Geral O2 36 Eletrônica básica O3 54 Informática O2 36 Termodiâmica O3 54 Higiene e Segurança do Trabalho O2 36 Acionamento e Controles Elétricos O4 72 Inglês Técnico O2 36 Introdução á de Sistemas Manutenção Marketing O3 54 Térmicos Tecnologia dos Alimentos O2 36 II Mecânica dos Fluidos O3 54 Eletrônica Digital O3 54 Gestão de Negócios O3 54 Manutenção de Sistemas Térmicos Residencial O5 90 Desenho Mecânico Computacional O5 90 Manutenção e Instalações Térmicos Sistemas Manutenção de Sistemas Térmicos Comercial O5 90 de III Desenho de Arquitetura Computacional O3 54 Conforto Térmico O5 90 Automação Eletrônica O4 72 Instalações de Refrigeração O3 54 Manutenção de Sistemas Térmicos Industrial O5 90 Assistência Técnica em Térmicos Projetos Projeto Integrado de Climatização O5 90 IV Projeto Integrado de Refrigeração Industrial O5 90 Instalação e Balanceamento dos Sistemas O5 90 Otimização Energética de Sistemas Térmicos O5 90Carga horária total emhoras/aula 20 25 25 25 1.710carga horária total em horas/relógio 1.283Pratica Profissional (**Estágio Supervisionado) 420Total Geral ( **em hora relógio) 1.703* Carga Horária Total dos componentes curriculares é produto da carga horária semanal X 18 semanaslefetivas de trabalho escolar em cada módulo.** Estágio supervisionado com duração de 420 horas/ relógio ( a partir do modulo IV ou posterior ). 5. Critérios de Aproveitamento de Conhecimentos e Experiências Anteriores _PC 10475689 TEC.SUB.REF 13
  • 14. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO O CEFETPE seguirá o exposto no artigo 11 da Resolução CNE/CEB No 04/99 e o ParecerCNE/CEB nº 40/2003, 2003 e respectivos Artigos da Organização Didática vigente, aprovadapor resolução do CONDIR, que estabelece que a instituição poderá aproveitar conhecimentos eque estabelece que a escola poderá aproveitar conhecimentos e experiências anteriormenteadquiridos desde que diretamente relacionados com o perfil profissional de conclusão darespectiva habilitação profissional: No Ensino Médio; Em qualificações profissionais e etapas ou módulos de nível técnico concluídos em outros cursos; Em cursos de Educação Profissional de nível básico, mediante avaliação do aluno; No trabalho ou por outros meios informais, mediante avaliação do aluno; Mediante reconhecimento em processos formais de certificação profissional. Para tanto, será criada uma comissão formada por professores especialistas na área docurso e, quando se fizer necessário, com membros que compõem o Conselho Técnico-Profissional de cada área, os quais elaborarão mecanismos de avaliação dos conhecimentose/ou experiências adquiridas anteriormente.6. Critério de Avaliação O sistema de avaliação a ser adotado neste projeto, levará em consideração o aspectoformativo. A avaliação escolar será realizada através de atividades que expressem o grau dedesenvolvimento das competências de cada componente curricular adquirida pelo aluno emseu desempenho acadêmico. Como estratégia de avaliação do desenvolvimento de competências, deverão serusados um ou mais dos seguintes instrumentos; - Trabalhos de pesquisa; - Trabalhos de campo; - Projetos interdisciplinares; - Resolução de situações-problema; - Apresentação de seminários; - Entrevista com especialista; - Avaliação escrita ou oral; - Apresentação de artigos técnico/científicos_PC 10475689 TEC.SUB.REF 14
  • 15. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO - Relatórios - Simulações - Observação com roteiro e registros. Levando em consideração a organização didática do CEFETPE, deverão serobservados os seguintes aspectos: Os resultados das avaliações serão editados da seguinte forma: O resultado da avaliação da aprendizagem escolar de cada componente curriculardeverá exprimir o grau de desempenho acadêmico dos alunos no desenvolvimento dascompetências trabalhadas, expressas por nota de 0 (zero) a 10 (dez), considerando até aprimeira casa decimal. Poderão ser aplicados quantos instrumentos de avaliação forem necessários aoprocesso de aprendizagem, cabendo, no mínimo, duas verificações por componente curricular,e essas que deverão ser obrigatoriamente registradas nos quadros de notas semestrais.7. Instalações e Equipamentos Serão utilizados os laboratórios e equipamentos do atual curso de Refrigeraçãoe Climatização desta Instituição Federal de Ensino, além dos laboratórios das empresasconveniadas ligadas à área de Refrigeração e dos laboratórios das áreas de Eletrônicae Eletrotécnica, Desenho e Informática. A tabela abaixo resume os laboratórios e osprincipais recursos didáticos disponíveis. 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 1 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Refrigeração Comercial Laboratório de Refrigeração Comercial Itens Descrição Quantidades 01. Balcões Frigoríficos 03 02. Unidades Condensadoras 04 03. Bancadas não energizadas 03 04. Unidades evaporadoras 03 05. Mini-split 02 06. Estande de aço 01 07. Bancos 09 08. Bancada móvel 02 09. Morsa 01 10. Carteiras 05 11. Birô 01 12. Cadeira acolchoada 01 13. Quadros para testes elétricos 03_PC 10475689 TEC.SUB.REF 15
  • 16. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 14. Armário 01 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 1 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Refrigeração Industrial (amônia) Laboratório de Refrigeração Industrial: (Amônia) Itens Descrição Quantidades 01. Bancadas móveis 02 02. Bancos 03 03. Motores 02 04. Trocadores de calor 02 05. Estante de aço 02 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 1 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Microondas e Máquina de Lavar Laboratório de Microondas e Máquinas de Lavar Itens Descrição Quantidades 01 Máquinas de lavar 11 02 Condicionador de Ar condicionado para estudo 07 03 Bancadas 04 04 Bancada móvel 01 05 Bancos 13 06 Estante de aço 02 10 Botijão de gás 02 11 Alicates 02 12 Multímetros 03 13 Chave de fenda 05 14 Alicate universal 03 15 Testes néon 02 16 Maçaricos alimentados por centrais 02 17 Armário 02 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 2 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Assistência Técnica, Indústria, Comércio e Vendas. Laboratório de Refrigeração 02 Itens Descrição Quantidades 01 Termômetro digital tipo termopar 01 02 Vacuômetro analógico 01 03 Conj. analisador de pressão 03 04 Conj. flangeador 02 05 Cortadores de tubo 02_PC 10475689 TEC.SUB.REF 16
  • 17. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 06 Saca polias 01 07 Martelos 03 08 Chaves de regulagem nº 8 03 09 Chave de cano 02 10 Alicate universal 07 11 Alicate de pressão 02 12 Alicate estrangulador 01 13 Chaves fixas (boca) 16 14 Chaves fixas (estria) 09 15 Chave fixa (Philips) 05 16 Chave fixa (fenda) 07 17 Conj. chave Allen 01 18 Condicionador de Ar cond .p/ estudo 08 19 Bancadas energizadas 09 20 Central self 02 21 Resfriador de líquido 01 22 Fancol 05 23 Torre de resfriamento 01 24 Split sistem 03 25 Kit de ar cond. automotivo 01 26 Compressores didáticos 11 27 Rede de tubos com difusores de grelha 02 28 Cilindro de nitrogênio com regulador 01 29 Painéis didáticos 06 30 Bomba de Auto VÁCUO 02 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 3 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Refrigeração Residencial, Geladeira e Freezer Laboratório de Refrigeração Residencial Itens Descrição Quantidades 01 Bancada com tomada 04 02 Refrigerador de 340 litros 02 03 Freezer horizontal 546 litros 01 04 Refrigerador de 250 litros 01 05 Refrigerador de 340 litros 01 06 Freezer vertical da 260 litros 01 07 Freezer horizontal da 530 litros 01 08 Refrigerador duplex 320 litros 01 09 Refrigerador frost free 01 12 Freezer refrigerador 01 13 Refrigerador 3T duplex 01 14 Split 01_PC 10475689 TEC.SUB.REF 17
  • 18. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 15 Bancos 09 16 Carteiras 15 17 Refrigerador e freezer 01 18 Maçaricos alimentados por central 02 19 Cilindro de freon R-12 01 20 Garrafas de gás 03 21 Estante de aço 01 22 Birô 01 23 Carteira giratória 01 24 Bebedouros 01 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 2 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Assistência Técnica, Indústria, Comércio e Vendas. Laboratório de Refrigeração 02 Itens Descrição Quantidades 01 Megômetro analógico 01 02 Alicate amperímetro analógico 03 03 Alicate amperímetro digital 02 04 Teste neon 03 05 Multímetro analógico 02 06 Esmeril 01 07 Mossa nº 5 01 08 Carteiras 50 09 Kit de lavagens p/ ar cond. 01 10 Birô 01 11 Cadeira giratória 01 12 Bancos 08 13 Tela p/ retroprojetor 01 14 Armários de madeira 02 15 Estantes de aço 02 16 Self com condensação à água 01 17 Cond. Shell and tube 01 1º Laboratório Experimental 4 - Área: 60 M² Áreas De Atuação: Laboratório Experimental Laboratório de Refrigeração Experimental Itens Descrição Quantidades 01 Teste de escoamento de fluidos 01 02 Sistema didático de refrigeração 03 03 Aparelho para medição de condutividade térmica 01_PC 10475689 TEC.SUB.REF 18
  • 19. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 04 Unidade de laboratório didático 01 05 Timer 01 06 Testadores de baixa tensão 04 07 Higrômetro 02 08 Waltímetro 01 09 Analisador de pressão 01 10 Motores elétricos 06 11 Umidostato 04 12 Tacômetro 02 13 Estante de aço 01 14 Bancos 30 15 Birô 01 16 Cadeiras 02 17 Bancadas 04 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 7 - Área: 60 M² Áreas de Atuação: Refrigeração Comercial / Industrial Laboratório de Refrigeração Comercial / Industrial Itens Descrição Quantidades 01 Balcões frigoríficos 03 02 Unidades condensadoras 04 03 Bancadas não energizadas 03 04 Unidades evaporadoras 03 05 Mini-slit 02 06 Estante de aço 01 07 Bancos 09 08 Bancada móvel 01 09 Morsa 01 10 Carteiras 05 11 Birô 01 12 Cadeira acolchoada 01 13 Quadros para testes elétricos 03 14 Maletas de ferramentas equipadas 05 15 Manômetros 02 16 Bombas de vácuo de dois estágios 02 17 Flangeadores 02 18 Cortadores de tubos 02 19 Ferro de solda 01 20 Testes neon 03 21 Cilindro de nitrogênio 01 22 Alicates amperímetros 03 23 Multímetros 02 24 Lâmpadas em série para testes 01_PC 10475689 TEC.SUB.REF 19
  • 20. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 5 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Sala de Aula Eletrolux Laboratório de Refrigeração Residencial Itens Descrição Quantidades 01 Condicionador de Ar condicionado 3000 BTU 02 02 Mostruários de equipamentos de distribuição de ar 02 03 Bancada móvel 02 04 Computador 02 05 Impressora 01 06 Freezer 01 07 Carteiras 37 08 Banco 01 09 Armário 01 10 Posto mix 02 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 1 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Laboratório Multibras sala 26 Laboratório de Refrigeração Multibras Itens Descrição Quantidades 01 Refrigeradores duplex 03 02 Freezer vertical 01 03 Refrigerador a gás 02 04 Refrigerador de 420ltr twinsystem 01 05 Condicionador de Ar condicionados para uso 02 06 Refrigerador twinsistem de 420 ltr 01 07 Birô 01 08 Cadeira giratória 01 09 Mini split 01 10 Maçarico alimentado por central 01 11 Carteiras 50 1º Laboratório de Manutenção de Sistemas Térmicos 6 - Área: 60 m² Áreas de atuação: Sala de Solda Laboratório de Refrigeração Sala de Solda Itens Descrição Quantidades 01 Bancada de ferro para solda 08 02 Maçaricos ligados a central 08 03 Bancos 17 04 Estante de aço 01_PC 10475689 TEC.SUB.REF 20
  • 21. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 05 Armário de aço 01 06 Birô 01 07 Martelos 05 08 Alicate universal 03 09 Cortador de tubo de solda 04 10 Flageadores 06 11 Alicates estranguladores 02 12 Chave de regulagem 01 13 Banqueiros 08 14 Tenaz 03 15 Óculos protetores 088. Acervo BibliográficoANDERSON, Edwin P. Manual de geladeiras residenciais comerciais e industriais. São Paulo:Hemus 1983.ANDERSON, M.E. Refrigeracão. Lisboa: Presença,1977.BATURIN, V. U. Fundamentos de ventilacion industrial. Barcelona: Labor, 1976.BRAN, Richar. Máquinas de fluxo. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1969.BRASIL. DIRETORIA DE ENSINO INDUSTRIAL. Reparador de aparelhos domésticos derefrigeração. São Paulo: Edart, 1968.CALVELO, Julio P. La técnica del aire acondicionado. Bueno Aires: Pan América, 1954.CHAMBADAL, P. Los compressores. Barcelona: Labor, 1973.COSTA, Enio Cruz da. Compressores. São Paulo: Edgard Blucher, 1978.COSTA, Enio Cruz da. Refrigeração. São Paulo: Edgard Blucher, 1982.COVO, Mino. Filtragem de ar. São Paulo: Luwa, 1977.CREDER, Hélio. Instalações de ar-condicionado. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos,1980.CROISET, Maurice. Humidad y temperatura em los edifícios. Barcelona: TécnicosAssociados,1970.DOSSAT, Roy J. Manual de refrigeracao. São Paulo: Hemus, 1980.DOSSAT, Roy J. Principles of refrigeration. New York: John Wiley and sons, 1961.DOSSAT, Roy J. Principios de refrigeracão. São Paulo: Hemus, 1978.DUNHAM, Mario. Refrigeração: domestica e comercial. Rio de Janeiro: s.e. 19(?).ELONKA, Stephen Michel. Manual de instrumentação. São Paul: MacGraw Hill, 1978ELONKA, Stephen Michel. Manual de refrigeração e ar condicionado. São Paulo: MacGrawHill, 1978._PC 10475689 TEC.SUB.REF 21
  • 22. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCOESCOLA TECNICA FEDERAL DE PERNAMBUCO. Torres de refriamento. Recife: Supervisãode refrigeração, s.d.ESCUDER, Jose Vives. Instalaciones de acondicionamento de aire. Barcelona: Bueno Aires,1955.FERRERO, José H. Manual de bombas centrífugas. Madrid: Alhambra, 1969.FMA POKORNY. Manual de las tecnicas del aire comprimido . BARCELONA: BLUME, 1969.FUCHSLOCHER, Schulz. Bombas. Brcelona: Labor, 1964.HERNANDEZ GORIBAR, Eduardo. Fundamentos de aire acondicionado y refrigeracion.México: Limusa, 1975.JONES, W. P. Engenharia de ar-condicionado. Rio de Janeiro: Campus, 1983.JORDAN, Richard C & PRIESTER, Gayle B. Refrigeration and air conditioning. Nova Delhi:Prentice-Hall, 1969.KADAMBI, V., HUTCHINSON, F. W. Refrigeration, air conditiomirg and enviromental control inÍndia. New Dellir: Prentice-Hall, 1968.KOMAROV, N.S. Tratado de refrigeracion: teoria y tecnologia frigorifica . Bueno Ayres: cartago,1958.LAUAND, Carlos Antonio. Manual de prático de geladeiras: refrigeracao industrial e domiciliar.São Paulo, Hemus, 1976.MANUAL prático de geladeiras. São Paulo : Hemus, 1976MENDES, Luiz Magno de Oliveira. Refrigeração e ar condicionado. S. l.: Tecnoprint, 1984.PFLEIDERER, Carl. Bombas centrifugas y turbocompressores. Barcelona: Labor, 1960.POHLMAN, Walter. Manual de técnica frigorífica. Barcelona: Omega, 1971.SILVA, Remi Benedito. Ar-condicionado. São Paulo: Escola Politécnica da Universidade de SãoPaulo, 1969.SILVA, Remi Benedito. Manual de refrigeração e ar condicionado. São Paulo: Depto de livros epublicações do grêmio politécnico, 1970.STEPANOFF, A J. Centrifugal and axial flow pumps. New York: John Wiley & Sons, 1967.STOECKER, W.F. Refrigeração e ar condicionado. São Paulo: McGraw-Hill, 1985.TORREIRA, Raul Peragallo.Elementos básicos de ar-condicionado. São Paulo: Hemus, 1979.TORREIRA, Raul Peragallo. Isolamento térmico. São Paulo: Fulton, 1979.TORREIRA, Raul Peragallo. Refrigeração e ar condicionado. São Paulo: Fulton, 1979.TULLIO, Luiz P. de. Curso simplificado para mecânicos de refrigeração doméstica. Rio deJaneiro: Ed. Refrigeração, 1975.U.S. NAVY. Refrigeracão e condicionamento de ar. São Paulo: Hemus, 1980.WOODS OF COLCHESTER – Guia practica de la ventacion. Barcelona: Blume, 1970._PC 10475689 TEC.SUB.REF 22
  • 23. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCOSilva, José de Castro – Refrigeração Comercial/ Climatização Industrial9. Pessoal DocenteA tabela abaixo mostra a qualificação do corpo docente ligado ao curso de Refrigeração e ArCondicionado: Docente Formação Péricles Borba Araquan Especialização Ageu de Almeida Matos Mestrado Earlyson Moreira Gonçalves Especialização Eudes dos Santos Oliveira Espaecialização Francisco José do Nascimento Especialização Frederico Gonzalez Silva Ferreira Especialização Luciano Torres Prestrelo Engenheiro Mecânico e Técnico em Mecânica. Janaína Mirses de Souza Cruz Engenheira elétrica Luís de Lavor Teles Engenheiro Agrônomo. Luís Carlos Barbosa Mestrado. Nivaldo Gregório de Oliveira Filho Especialização Luiz Galiza Santiago Neto Mestrado Marivaldo Rosas da Silva Licenciado em Física José Duarte da Silva Mestrado Kilvio Alessandro Ferraz Especialização_PC 10475689 TEC.SUB.REF 23
  • 24. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO10. Certificados e Diplomas: A emissão de Diploma: será conferido, ao aluno que concluir todos os módulos docurso e o estágio supervisionado, a habilitação profissional de Técnico em Refrigeração eClimatização, no Eixo Tecnológico de Controle e Processos Industriais._PC 10475689 TEC.SUB.REF 24
  • 25. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO ANEXOS_PC 10475689 TEC.SUB.REF 25
  • 26. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO11. Anexos: 11.1. Pesquisa de mercado citada na justificativa do Plano de Curso: 1. AR CONDICIONADO - PEÇAS E INSTALAÇÃO 2. ARTIGOS E EQUIPAMENTOS DE AR CONDICIONADO 3. CONSERTOS DE AR CONDICIONADO 4. LOCAÇÃO, PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO 5. AR CONDICIONADO PARA VEÍCULOS 6. BALCÕES FRIGORÍFICOS 7. REFRIGERAÇÃO COMERCIAL - ARTIGOS E EQUIPAMENTOS 8. REFRIGERAÇÃO INDUSTRIAL - ARTIGOS E EQUIPAMENTOS 9. REFRIGERADORES - ARTIGOS E PEÇAS 10. REFRIGERADORES - ATACADO E FABRICAÇÃO 11. REFRIGERADORES – CONSERTO 12. FÁBRICAS DE REFRIGERANTES 13. INDÚSTRIAS FRIGORÍFICAS 14. SUPERMERCADOS 1. AR CONDICIONADO - PEÇAS E INSTALAÇÃO Climafrio Comercial Ltda. Totaline Supermercado de Refrigeração e Ar condicionado Ltda. Aba Frio Ar Condicionado Ltda. Air House Ar Condicionado Central e SPLIT Ltda. Clima frio Ltda. Eletrotérmica Ar Condicionado Ltda. Soclima Ltda. CTR Comercial térmico (refrigeração e serviços) Ltda. Secol Ar Condicionado Ltda. Padron Ar condicionado Ltda. Termo Eletro Ltda. Tecline Ltda. Engefrio Ltda. Orgatec Refrigeração Ltda. Peça frio Ltda. Arccutron Ltda. Arcenter Ltda. Arclima Engenharia Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 26
  • 27. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Arclin Ar Cind Climat Manut Com Ltda. Arcongel Assistência Tec Com Ltda. Arsistemas Térmicos Ltda. Artech-Ar Condicionado Projetos e Consultoria Ltda. Artsul Engenharia e Instalação Ltda. Assistência Técnica Bem Frio Ar Condicionado Ltda. Caxangá Refrigeração ltda. Center Frio Ltda. Cifrio Ltda. Clima Center Ltda. Climática Refrigeração Ltda. Climatec Refrigeração Ltda. Comercial Técnica Ltda. Comercial Térmico Ltda. Comtel – Comercial Técnico Ltda. Conforto Térmico Refrig Com Rep Ltda. Eletroclima Ltda. Eletrotérmica Ar Condicionado Ltda. Engefrio Industrial Ltda. Fic Frio Ltda. Figueiredo Paes Eng Ind e Com Ltda. GR Refrigeração Ltda. Indústria Comércio Norfrio Ltda. Klima Ltda. Multiar Ltda. Noar Nordeste Ar Condicionado Ltda. Orgatec Refrigeração. Padron Ar Condicionado Ltda. Palmeiras Refrigeração Ltda. Progefrio Equipamentos e Serviços Ltda. Refram refrigeração Ltda. Refriclima Ar Condicionado Ltda. Refrimatel Ltda. Repense Engenharia Ltda. Secol Ltda. Senpre Engenharia Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 27
  • 28. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Sertac – Ar Condicionado Ltda. Servmaster Ltda. Soclima Comércio Serviço Ltda. Springer Carrier S/A. Tecline Comércio e serviços Ltda. Termo Eletro Ltda. Termoelétrico Ltda. CDP Ar Condicionado/limpeza Conserto e Manutenção Ltda. 2. ARTIGOS E EQUIPAMENTOS DE AR CONDICIONADO Ar Condicionado e Refrigeração Totaline Ltda. Bom Ar Com. Ltda. Eletrotérmica Comécio Serv. Ltda. Garcia Leite Representação Ltda. Mavi Refrigeração Ltda. Secol Serviço Com Eletrodoméstico Ltda. 3. CONSERTOS DE AR CONDICIONADO Super Frio Conserto e Manutenção em Ar Condicionado de todas as Marcas Ltda. Confiança Assistência Técnica autorizada. Consul e Brastemp Ltda. Amorin Refrigeração Instalação e Manutenção Ltda. Antárctica Refrigeração Ltda. Ar Refrigeração Serviços e Manutenção Ltda. Arcenter Ar Condicionado Ltda. Artec Sociedade Técnica Gonçalves Ltda. Atac Ar Condicionado Ltda. Atac Comécio Serv Ltda. Bom Frio Ltda. Btu Serviços em Refrigeração Ltda. Centro frio Comércio Rep Ltda. Ciclar Refrigeração Ltda. Confiança Eletrodoméstico Ltda. Conforto Térmico Refrigeração Ltda. Conserpart Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 28
  • 29. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Confiança Assistência técnica Ltda. Delta Refrigeração Conserto e Pintura Ltda. Electrolux/Prosdócimo Serviço Autorizado Ltda. Eletroguia Manutenção Ltda. Eletrotérmica Ar Condicionado Ltda. Expansão Refrigeração Ltda. Expansão Refrigeração Cabanga Ltda. (manutenção e vendas). Frimac - Refrigeração Ltda. (assistência técnica e manutenção). Ki -Frio Assistência Técnica em Refrigeração Ltda. Multiar Ltda. Multiplic -Refrigeração Reforauto serviços Ltda. Oficina do Índio Ltda. (montagem/reforma, manutenção em geral). Orgatec Refrigeração Ltda. Pingel Ltda. Real Frio Ltda. Refram Refrigeração Ltda. Refriar Ltda. Refriclima Ar Condicionado Manutenção e Instalação Ltda. Refrigeração Concórdia Ltda. RentAr Norte e Nordeste Ltda. Santana, Altair J. Ltda. Santos, Jactoil J. Ltda. Santos, Severina N. Ltda. Secol Serviços Com. Eletrodoméstico Ltda. Sempre Frio Ar Condicionado e Refrigeração Ltda. Zé Gordo Serviços Gerais Refrigeração e Consertos Ltda. Refricenter Igarassu Ltda. 4. LOCAÇÃO, PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO Aba Frio Ar Condicionado Ltda. Artec-Ar Condicionado Projetos e Consultoria Ltda. Colortel - Aluguel de Aparelhos Ltda. Interplan - Plan Term Int Consultoria Ltda. Projetar Engenharia Instalações Ltda. Sempre Engenharia Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 29
  • 30. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Termo Eletro Ltda. 5. AR CONDICIONADO PARA VEÍCULOS ABG Ltda. (reparo e carga). Ar Som Associados em Refrigeração de Veículos Ltda. (revendedor e assistência técnica). Auto Ar Refrigeração de veículos Ltda. Euroar- Marcelo Nogueira Ltda. Evar Eletrônica Veículos Ar Condicionado Ltda. Friauto Ltda. Fricar - Refrigeração Automóveis Ltda. Frio Leste Ltda. Klimacar Ar Condicionado Para Veículos Ltda. (venda, conserto e manutenção). M. Nogueira Ltda. Polocar Ltda. Polocar - Ar condicionado Automotivo Ltda. Reciclima Ltda. (venda, instalação e manutenção). Refrescar Ltda. (instalação e manutenção). Refrivel Ltda. Só Ar Ltda ME (assistência técnica, peças e serviços). 6. BALCÕES FRIGORÍFICOS Caran Comécio Rep. Ltda. Dacal, Francisco H. C. Ltda. R & L-Refrigeração e Eletricidade Ltda. 7. REFRIGERAÇÃO COMERCIAL - ARTIGOS E EQUIPAMENTOS A Totaline Supermercado de Refrigeração e Ar Condicionado Ltda. Agora Refrigeração Ltda. Almeida, Adiel B. Ltda. Aqui Refrigeração Ltda. Ar Sistemas Térmicos Ltda. Arccutron Ar Condicionado Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 30
  • 31. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Campos frio Refrigeração Ltda ME. Casa do gabinete Ltda. Casa Rural Refrigeração Ltda. Central Elétrica Refrigeração Ltda. Climática Refrigeração Ltda. Didier Fo, Mário Ltda. Eletrotérmica Ar Condicionado com Representação Ltda. Engefrio Industrial Ltda. Frio Gel Ltda. Frio Shopping Ltda. Imosa Ltda. Jafrio Refrigeração Ltda. Lojas Peletro Refrigeração Ltda. Lucena Engenharia Refrigeração e Comércio Ltda. Mavi Refrigeração Ltda. Max Frio Ltda. Opção Refrigeração Ltda. Orgatec Refrigeração Ltda. Padron Ar Condicionado Ltda. Polar Refrigeração e Equipamentos Ltda. Polifrio do Nordeste S/A. Projefrio Ltda. RM Farias & Cia Ltda. (tubos e conexão de cobre, isolante térmico,poliuretano/água,quente). Refricar Refrigeração Ltda. (conserto e manutenção). Refrigas Com. Rep. Ltda. Refrigeração Pólo Norte Ltda. Refrigeral Ltda. Silva, Isolda C. Ltda. Silva, Juarez S. Ltda. Superclima Ltda. Tec-Line Com. e Serviço Ltda. Termotec Ltda. Total Refrigeração Ltda. Unidades Refrigeração Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 31
  • 32. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO 8. REFRIGERAÇÃO INDUSTRIAL - ARTIGOS E EQUIPAMENTOS Aba Frio Ltda. Asstecman Manutenção Ltda. Central Elétrica Eletrofrio Ltda. Cifrio Maco Mercantil Ltda. Evil Comércio Rep. Ltda. Frio Geral Nordeste Ltda. Icrm-ind Com Rep Montagens Ltda. Nippon Refrigeração Ltda. Plano Engenharia Ltda. RMI - Refrigeração e Montagem Industrial Ltda. Refrigas Com. e Rep. Ltda. Refrigeração Industrial Ltda. Santos, Bismarck Ltda. SOS Frio Refrigeração Ltda. Wintfrios Comércio e Serviços Ltda. Remontec Ltda. Polifrio Nordeste S/A. Springer Carrier S/A. 9. REFRIGERADORES - ARTIGOS E PEÇAS Cifrio Maço Mercantil Ltda. Frio Peças Ltda. Campos Frio Refrigeração 10. REFRIGERADORES - ATACADO E FABRICAÇÃO Brasinox - Brasil Inoxidáveis Ltda. Gama Refrigeração Ltda. Fricon S/A. Refribra Ltda. Renol Refrigeração Nogueira Ltda. Whirlpool-Multibras S/A – Eletrodomésticos. 11. REFRIGERADORES – CONSERTO_PC 10475689 TEC.SUB.REF 32
  • 33. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO ACS Refrigeraçãoe Ar Condicionado Ltda. Ar Refrigeração Serviços e Manutenção Ltda. Assimaq - Assistência Técnica Ltda. Assistencia Técnica - SEB Ltda. Asteclima Peças Serv Ltda. Castec Refrigeração Ltda. Cavalcanti, Maria G S Ltda. Caxangá Refrigeração Ltda. Center Frio Ltda. Climax Refrigeração Ltda. Clismaq Refrigeração Ltda. Confiança Eletrodoméstico Ltda. Correia, Delone M P Ltda. Delta Refrigeração Ltda. Determine Refrigeração Ltda. Eletrolux/Prosdócimo/White westinghouse Ltda. Eletrotérmica Ar-Condicionado Com Representação Ltda. Especializado Brastemp-SEB White-Westinghouse Ltda. Expansão Refrigeração Cabanga Ltda. Nordeste Frios Ltda. Oficina Bergen Refrigeração Ltda. Orgatec Refrigeração Ltda. Pronto socorro das Bombas Ltda. Qgd Comercial Técnica Ltda. Refram Refrigeração Ltda. Refrigeração Massaranduba Ltda. Refrigeração Olinda Ltda. Refrigeração Santana serviços autorizados Ltda. Reprofrio Peças e Serviços Ltda. SEB Frio Tecs Ltda. SEB Serviço Especializado Brastemp Ltda. Sebracom - Serviços Especializados Brastemp, Consul e Prosdócimo Ltda. Souza, Moisés J Ltda. Tecline Comécio & Serviços Ltda. Termo Frigor Ltda._PC 10475689 TEC.SUB.REF 33
  • 34. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Vera Refrigeração Ltda. Eletrorefrigeração Serviços e peças Ltda. Embrafrio Motores Assistência Autorizada. Esmaltec, Elgin GE & Dako Ltda. Ar Condicionado Ltda. Elbra Refrigeração Ltda. 12. FÁBRICAS DE REFRIGERANTES Raimundo da Fonte Ind S/A. Refrigerantes Imperial S/A. Setabel S/A Sidney C. Dore Ind. de Refrigerantes Ltda. 13. INDÚSTRIAS FRIGORÍFICAS Bom Apetite Agreste Alimentos Ltda. Cecane Ltda. Comercial Alimentos Recife Ltda. Domingos castro CIA Ltda. Empaf –Empresa PE Armaz. Frigorífica. Fipel –Frigorífico Industrial Pe Ltda. Friaves – Comércio de Carnes. Fribesa –Frigorífico Belo Jardim S/A. Frigoserv PE S/A. Frigorífico Frutos do mar Ltda. Frigorifíco Ibérico Ltda. Frigorifíco J. ª Farinha Ltda. Frigorífíco Kennedy Ltda. Frigorífico Ibérico Ltda. La Carne Distribuidora Atacadista de Alimentos Ltda. Frutipel Comercial Ltda. Frutibras Fruticultura Brás Ltda. 14. SUPERMERCADOS Carrefour._PC 10475689 TEC.SUB.REF 34
  • 35. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO Grupo Bompreço Wall Mart Brasil Extra Makro._PC 10475689 TEC.SUB.REF 35
  • 36. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO11.2 Competências Específicas de Cada Módulo: 1 . Módulo I: Fundamentos de Ciências Térmicas Componentes Competências curriculares Transmissão de Calor Aplicar os fundamentos da física para compreensão dos sistemas. Identificar e aplicar os princípios básicos da eletricidade na Eletricidade resolução dos circuitos elétricos. Identificar e aplicar os princípios básicos de relações humanas no Administração Geral mundo do trabalho. Eletrônica Básica Identificar o funcionamento dos dispositivos eletrônicos. Utilizar computadores pessoais na produção de textos, fazer Informática planilhas e pesquisar na internet. Aplicar os fundamentos termodinâmicos para compreensão dos Termodinâmica sistemas. Aplicar normas técnicas e leis associadas à saúde, segurança e Higiene e Segurança qualidade ambientais. Definir medidas preventivas de combate a do Trabalho incêndios. Utilizar técnicas de primeiros socorros em situações de emergência._PC 10475689 TEC.SUB.REF 36
  • 37. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO2. MÓDULO II: Introdução à Manutenção de Sistemas Térmicos Componentes Competências curriculares Acionamentos e Dimensionar componentes elétricos. Controle Elétrico Analisar o comportamento de componentes digitais básicos; Eletrônica Digital Utilizar os princípios da eletrônica digital. Aplicar os fundamentos de mecânica dos fluidos para compreensão Mecânica dos Fluídos dos sistemas. Caracterizar os sistemas de controle da manutenção; Organizar o controle estatístico da manutenção; Gestão de Negócios Emitir ordens de serviços; Elaborar relatórios de serviço; Analisar a dinâmica de funcionamento de uma empresa. Tecnologia dos Analisar e avaliar as propriedades dos produtos armazenados. Alimentos Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e Manutenção de gráficos. Sistemas Térmicos Interpretar e aplicar planos de manutenção. Residencial Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos residências. Marketing Identificar e avaliar as técnicas de venda e propaganda. Inglês Técnico Ler e interpretar textos técnicos em língua inglesa._PC 10475689 TEC.SUB.REF 37
  • 38. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO3. Módulo III: Manutenção e Instalações de Sistemas Térmicos Componentes Competências curriculares Desenho Mecânico Aplicar as normas técnicas; Computacional Aplicar software específico. Desenho de Ler, interpretar e representar projetos arquitetônicos. Arquitetura Computacional Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e Manutenção de gráficos. Sistemas Térmicos Interpreta e aplicar planos de manutenção. Comercial Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos comerciais. Automação Eletrônica Aplicar os princípios da automação nas instalações. Elaborar texto técnico, planilhas formulários, esquemas e gráficos; Conforto Térmico Otimizar a instalação. Identificar e avaliar as propriedades e aplicações dos materiais. Instalações de Acompanhar cronogramas; Refrigeração Realizar pesquisa de mercado para orçamento da instalação; Elaborar propostas técnicas._PC 10475689 TEC.SUB.REF 38
  • 39. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO4. Módulo IV: Assistência Técnica em Projetos Térmicos Componentes Competências curriculares Interpretar projetos e layout, diagramas e esquemas; Ler e interpretar catálogos, manuais e tabelas; Projeto Integrado de Elaborar cronogramas físicos – financeiros; Climatização Desenvolver estudos preliminares de projetos, custos e prazos; Realizar acompanhamento de cronograma. Realizar acompanhamento de projetos de sistemas afins; Projeto Integrado de Operar máquinas e equipamentos; Refrigeração Industrial Viabilizar estudos de sistemas térmicos; Desenvolver memorial, especificação e projetos executivos. Avaliar as técnicas de conservação de energia; Otimização Energética Atuar na concepção de projetos. de Sistemas Térmicos Aplicar software específico; Otimizar a instalação. Identificar e avaliar os tipos e características de máquinas, Instalação e materiais, instrumentos e equipamentos utilizados nas instalações; Balanceamento dos Elaborar relatórios técnicos; Sistemas Instalar equipamentos; Realizar vistorias técnicas. Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e Manutenção de gráficos. Sistemas Térmicos Interpretar e aplicar planos de manutenção. Industrial Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos industriais._PC 10475689 TEC.SUB.REF 39
  • 40. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente Curricular: Transmissão de Calor CHT: 54COMPETÊNCIAS: Aplicar os fundamentos da física para compreensão dos sistemas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1 . Fundamentos de transmissão de calor: 03 1.1 Transferência de calor por condução; 1.2 Condutividade térmica; 1.3 Transferência de calor por convecção; 1.4 Transferência de calor por radiação. 2. Condução unidimensional em regime permanente: 24 2.1 A parede plana; 2.2 Isolantes e o fator R; 2.3 Sistemas radiais e cilíndricos; 2.4 Coeficiente global de transferência de calor; 2.5 Espessura critica de isolamento. 3. Sistemas de condução e convecção. 08 4. Resistência térmica de contato. 03 5. Transferência de calor por radiação: 08 5.1 Mecanismos físicos; 5.2 Propriedades da radiação; 5.3 Fator de forma de radiação. 6. Trocadores de calor: 08 6.1 Coeficiente global de transferência de calor; 6.2 Fatores de incrustação; 6.3 Tipos de trocadores de calor; 6.4 O método da efetividade; 6.5 Caldeiras e condensadores.BIBLIOGRAFIA:KREITH, Frank. Princípios da Transmissão de Calor. São Paulo: Ed. Edgard Blücher, 1997.BENEDITO, Remio. Manual da termodinâmica e transferência de calor. São Paulo: Ed:Escola Politécnica de São Paulo, s.d.HOLMAN, J. P. Transferência de Calor. São Paulo: Ed. McGraw-Hill. 6ª edição, 1983._PC 10475689 TEC.SUB.REF 40
  • 41. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente Curricular: Administração Geral CHT: 36COMPETÊNCIAS: Aplicar os princípios básicos de relações humanas no mundo do trabalho. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Conceito histórico da administração. 02 2. Unidade de produção. 02 3. Níveis empresariais. 02 4. Funções administrativas. 06 5. Áreas empresariais. 04 6. Ambiente empresarial. 03 7. Estratégia. 04 8. Relações humanas. 04 9. Motivação e liderança. 03 10. O Trabalho em equipe. 06BIBLIOGRAFIA:CHIAVENATO, I. Teoria Geral da Administração.São Paulo: Ed. marrom, 1993.MAXIMIANO, C.A. Introdução á Administração. São Paulo: Ed. Atlas, 2000.VERGARA, S.C. Gestão de Pessoas. São Paulo: Ed. Atlas, 1999.KARLOF, B. Conceitos Básicos de Administração. São Paulo: Ed. Nobel, 1994._PC 10475689 TEC.SUB.REF 41
  • 42. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente curricular: Higiene e Segurança do Trabalho CHT: 36COMPETÊNCIAS: Aplicar normas técnicas e leis associadas à saúde, segurança e qualidade ambientais. Definir medidas preventivas de combate a incêndios. Utilizar técnicas de primeiros socorros em situações de emergência. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA1. Antecedente histórico / História de Segurança do Trabalho; 022. Introdução à Segurança e Higiene do Trabalho: 08 Conceituação; Estatística de acidentes no Brasil; Técnicas de Segurança do Trabalho: médicas, industriais e educacionais; Aspectos negativos do acidente (fatores sócio-econômicos); Teoria de Henrich; Conceito e causa de acidentes do trabalho. 103. Riscos profissionais: Riscos profissionais; Riscos operacionais / ambientais (químicos, físicos, biológicos e ergonômicos); Insalubridade e periculosidade – NR15 e NR16. 054. Normas e Leis direcionadas ao curso: NR4, NR5, NR6 e outras daABNT específicas à Segurança do Trabalho. 055. Prevenção e combate a incêndios: Definição de fogo / triângulo de fogo; Propagação do fogo; Pontos de combustilidades; Técnicas de extinção; Agentes extintores; Extintores portáteis. 066. Primeiros Socorros: Caixa de primeiros socorros; Parada cárdio- respiratória; RCP; Queimaduras; Transporte de acidentados; Fraturas, entorses e luxações.BIBLIOGRAFIA:CAMPANHOLE, Hilfo Lobo. Consolidação das Leis e Trabalho e Legislação. EdiçãoComplementa.São Paulo: Ed. Atlas. 100ª edição, 1998.GONÇALVES, Eduardo Abreu. Segurança no Trabalho em 1.200 Perguntas e Respostas.São Paulo: LTR. 2ª edição, 1998.PIAZA, Fábio de Toledo. Informações básicas sobre Segurança e Saúde no Trabalho.SãoPaulo: CIPA, 1997._PC 10475689 TEC.SUB.REF 42
  • 43. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente curricular: Eletrônica Básica CHT: 54COMPETÊNCIAS: Identificar o funcionamento dos dispositivos eletrônicos. Analisar os princípios do funcionamento dos dispositivos eletrônicos. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Componentes eletrônicos básicos. 03 2. Diodos: tecnologia e tipos. 03 3. Diodo zener. 03 4. Diodo retificador em CC. 06 5. Fontes lineares de alimentação com diodos retificadores (com e 06 sem filtro capacitivo). 6. Tecnologia dos semicondutores. 12 7. Fabricante e aplicações dos componentes. 12 8. Técnicas de montagens das placas eletrônicas. 09BIBLIOGRAFIA:MALVINO, Albert Paul. Eletrônica. São Paulo: Ed. McGraw-Hill. Vol. I, 1987.FERREIRA, Altanpóvoavas. Curso Básico de Eletrônica. Rio de Janeiro: Ed: Freitas Bastos.Vol. I, 1979.VALKENBURGH, Van. Eletrônica Básica. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 1974._PC 10475689 TEC.SUB.REF 43
  • 44. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente curricular: Informática CHT: 36COMPETÊNCIAS: Utilizar computadores pessoais na produção de textos, fazer planilhas e pesquisar na internet. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Conceitos básicos em hardware. 02 2. Conceitos básicos em software. 02 3. Windows-ícones, janelas, pastas, e atalhos. 03 4. Windows, Windows-Painel de controle: Vídeo. 03 5. Explore: Copiar, Mover, Apagar. 02 6. Windows–Painel de Controle: Mouse, Relógio, Configurações 04 Regionais, Menu iniciar. 7. Word-Barra de Ferramentas Padrão e Formatação. 04 8. Word-Menu Arquivo: Abrir, Novo, Salvar. 03 9.Word-Menu Editar: Copiar, Recortar, Colar, Localizar, Substituir, 03 Selecionar. 10.Word-Menu Formatar: Fonte, Parágrafo, Tabulação. Word-Menu 06Arquivo: Configurar Impressão, Visualizar, Imprimir. 11.Word-Menu tabela. 04BIBLIOGRAFIA:STINSON, Craing. Microsoft Windows nt Workstation 4.0 guia autorizado. São Paulo: Ed.Makron Books, 1998.GORKI, stalin. Internet Netscap Comunicador 4.0. São Paulo: Ed. Érica, 1997.FIALHO JR, Mozart. Microsoft – Windows 98 – Passo a Passo. São Paulo: Ed. Terra, 1998._PC 10475689 TEC.SUB.REF 44
  • 45. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e Ar CondicionadoMÓDULO I .ANO: 2009.1DISCIPLINA: Eletricidade CHT: 90COMPETÊNCIAS: Identificar os tipos de instrumentos para medição elétrica. Identificar o funcionamento dos dispositivos eletrônicos. Aplicar as leis básicas da eletricidade. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Teoria atômica da matéria. 02 2. Processos de obtenção de corrente elétrica. 03 3. Corrente elétrica. 05 4. Tensão Elétrica. 05 5 Resistências. 05 6. Lei de OHM. 05 7. Circuito série e paralelo. 10 8. Potência e energia elétrica. 05 9. Magnetismo. 05 10. Eletromagnetismo. 05 11. Indutância e auto-indução de uma bobina. 05 12. Indução eletromagnética e lei de Lens. 05 13. Corrente de Foucault. 05 14. Transformador. 05 15. Corrente Alternada-CA . 05 16. Circuito de C.A. e C.C. 05 17. Potência em C.A. e C.C. 05 18. Noções do sistema trifásico. 05BIBLIOGRAFIA:GUSSON, Milton. Eletricidade Básica. São Paulo: Ed. McGraw-Hill do Brasil, 1985.VAN, Valkenburgh. Eletricidade Básica. São Paulo: Ed. Nooger & Neuville.Vol.I, 1982.LIMA, Edmundo Simões M.. Eletricidade sem Mestre. São Paulo: Ed. Nacional, 1968._PC 10475689 TEC.SUB.REF 45
  • 46. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO I .ANO: 2009.1Componente curricular: Termodinâmica CHT: 54COMPETÊNCIAS: Aplicar os fundamentos termodinâmicos para compreensão dos sistemas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Histórico e conceituação das leis termodinâmicas. 03 2. Princípios gerais dos gases ideais. 09 3. Teoria cinética dos gases ideais. 06 4. Primeira lei da termodinâmica. 06 5. Transformações Termodinâmicas. 03 6. Gases reais. 03 7. Segunda lei de termodinâmica. 03 8. Máquinas térmicas e frigoríficas. 03 9. Entalpia e Entropia. 06 10. Propriedades dos gases. 06 11. Refrigerantes – Propriedades. 06BIBLIOGRAFIA:ABBOTT, M. M; VAN NESS, H. C. Termodinâmica. São Paulo: Ed. McGraw-Hill. Vol. 2, 1972.MACEDO, Horacio. Problemas de Termodinâmica Básica. São Paulo: Ed. Edgard Bücher,1976.VAN WYLEN, G. J; SONNATAG, R. E; BORGNAKKE, C. Fundamentos da Termodinâmica.São Paulo: Ed. Edgard Bücher, 1998._PC 10475689 TEC.SUB.REF 46
  • 47. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Inglês Técnico CHT: 36COMPETÊNCIAS: Ler e interpretar textos técnicos em língua inglesa. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA Tradução e interpretação de textos técnicos. 36BIBLIOGRAFIA:FURESTENAL, Eugenio. Dicionário de Termos Técnico - Inglês-português. São Paulo: Ed.Globo, 1970.Vários. DICIONÁRIOS DE TERMOS TÉCNICOS (inglês-português). São Paulo: Ed.LEP,1968.EVANS. STOECKER, Wilbert F. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed McGraw-Hill, 1985.Techinical Dictionary With Portuguese Glossar. Rio de Janeiro: Ed. Ao Livro Técnico,2000._PC 10475689 TEC.SUB.REF 47
  • 48. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Marketing CHT: 54COMPETÊNCIAS: Identificar e avaliar as técnicas de venda e propaganda. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Ambiente empresarial. 06 2. Estratégia. 06 3. Marketing. 06 4. Conceito. 03 5. Elementos. 03 6. Composto de marketing. 06 7. Mix promocional. 06 8. Planejamento estratégico. 03 9. Pesquisa de mercad. 12 10. Plano de marketing . 03BIBLIOGRAFIA:KINGISTON, P. Como Utilizar o Marketing no seu Próprio Negócio. São Paulo: Ed.Publifolha, 2001.KOTLER, P. Administração de Marketing. São Paulo: Ed. Prentice Hall, 2000.MAXIMIANO, C. Introdução à Administração. São Paulo: Ed. Atlas, 2000.LONGENEKEER, J.G. Administração de Pequenas Empresas. São Paulo: Ed. Makron, 1998._PC 10475689 TEC.SUB.REF 48
  • 49. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Tecnologia dos Alimentos CHT: 36COMPETÊNCIAS: Analisar e avaliar as propriedades dos produtos armazenados. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Conservação de gêneros alimentícios. 02 2. Enzimas, microorganismos, bactérias, fermentos e fungos. 08 3. Método de conservação de alimentos. 08 4. Armazenamento de produtos resfriados e congelados. 02 5. Embalagens. 02 6. Conservação de alimentos por refrigeração. 02 7. Leite e derivados: manteiga, queijo, iogurte e sorvetes. 04 8. Operação da indústria de laticínios. 10BIBLIOGRAFIA:Textos pesquisados na internet.Manuais do SEBRAE.GAVA, Altamir. Princípios da Tecnologia dos Alimentos. São Paulo: Ed. Nobel, 1978._PC 10475689 TEC.SUB.REF 49
  • 50. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Acionamento e Controle Elétrico CHT: 72COMPETÊNCIAS: Dimensionar componentes elétricos. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Motor de indução - Principio de funcionamento - Tipos e 02 característica C.A. e C.C. 2. Instalação dos motores elétricos (acionamento e proteção). 02 3. Chaves especiais de comando de partida e controle de velocidade. 04 4. Leitura de instrumento de medida. 5. Teoria do capacitor. 04 6. Condutores elétricos de baixa tensão. 04 7. Dimensionamento de condutores. 04 8. Choque elétrico. 04 9. Comando e proteção -chave selecionada, fusível e disjuntor. 04 10. Proteção por aterramento. 04 11. Medição de resistência elétrica e de isolação. 04 12. Motores elétricos usados em refrigeração e ar condicionado. 02 13. Partes construtivas e dados de placas de motores de indução. 02 14. Instalação de motores elétricos e acoplamentos. 02 15. Ligação dos motores elétricos. 04 16. Símbolos gráficos para instalações elétricas industriais. 04 17. Partida e proteção dos motores elétricos em um e em dois 04 sentidos de rotação. 04 18. Montagem da chave partida direta em único sentido de rotação. 19. Montagem da chave reversora. 04 20. Redução do pico de corrente dos motores de rotor gaiola. 21. Montagem da chave estrela –triângulo. 04 04 02BIBLIOGRAFIA:CREDER, HELIO. Instalações Elétricas. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 1995.GUSSON, Milton. Eletricidade Básica. São Paulo: Ed. McGraw–Hill, 1985.MARCUS, Abraham. Eletricidade Básica. São Paulo: Ed. Best-seller, 1968._PC 10475689 TEC.SUB.REF 50
  • 51. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Mecânica dos Fluidos CHT: 54COMPETÊNCIAS: Aplicar os fundamentos de mecânica dos fluidos para compreensão dos sistemas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Propriedades dos fluidos -força e tensões. 02 2. Estática dos fluidos -Vasos comunicantes. 03 3. Escoamento de fluídos reais. 03 4. Números de Reynolds e tipos de escoamento de fluídos. 03 5. Equação de continuidade de Bernoulli. 03 6. Equações e gráficos para cálculo de perda de carga de fricção, 03 localizada e comprimento equivalente. 7. Escoamento em encanamento e dutos de ar. 03 8. Velocidade de escoamento em tubulações. 03 9. Encanamentos Compostos. 03 10. Escoamento externo -Camada limite. 03 11. Dimensionamento de bombas hidráulicas. 03 12.Golpe de líquido ou golpe de aríete. 02 13. Cavitação. 02 14. Medição de escoamento de fluidos. 03 15. Curvas características de sistemas de bombeamento - NPSH 03 disponível. 16. Ponto de operação de uma bomba de fatores que deslocam. 02 17. Perfil da perda de carga no bocal de 50mm-Experiência 1. 02 18. Perfil da velocidade do Ar no bocal de 50mm-Experiência 2. 02 19. Perfil da perda de carga no duto de ar com bocal de 50mm 02 Experiência 3. 20. Perfil da velocidade no duto de ar com 50mm -Experiência 4. 02 21. Perfil da pressão através da secção transversal do duto de ar - 02 Experiência 5.BIBLIOGRAFIACREDER, Helio.Instalações Hidráulicas. Rio de Janeiro: Ed: LTC, 1978.SHAMES, Irvingherman. Mecânica dos Fluidos - princípios básicos. Vol. 1. São Paulo: Ed:Edgard Blücher, 1973.FOX, R. W; MCDONALD, A. T. Introdução à Mecânica dos Fluidos. Rio de Janeiro: Ed. LTC.5ª edição, 2001._PC 10475689 TEC.SUB.REF 51
  • 52. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Eletrônica Digital CHT: 54COMPETÊNCIAS: Analisar o comportamento de componentes digitais básicos. Utilizar os princípios da eletrônica digital. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Eletrônica digital. 06 2. Sistema de Numeração. 06 3. Álgebra boleana. 06 4. Circuitos lógicos combinacionais. 06 5. Famílias lógicas. 09 6. Introdução aos sistemas microprocessador. 12 7. PLC. 09BIBLIOGRAFIA:IDOETA, Ivan Valeije. Elementos de Eletrônica Digital. São Paulo: Ed. Érica. 30ª edição,2000.MALVINO, Albert Paul. Eletrônica Digital: Princípios e Aplicações. São Paulo: Ed. McGraw-Hill. Vol. 2, 1987.MORDAKA, Szajnberg. Eletrônica Digital. Rio de Janeiro: Ed. LTC, 1988._PC 10475689 TEC.SUB.REF 52
  • 53. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Gestão de Negócios CHT: 54COMPETÊNCIAS: Caracterizar os sistemas de controle da manutenção. Organizar o controle estatístico da manutenção. Emitir ordens de serviços. Elaborar relatórios de serviço. Analisar a dinâmica de funcionamento de uma empresa. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Princípios de administração com qualidade total (TQM). 06 2. Fundamentos com diversos cronogramas de qualidade aplicados 09 na indústria (5S, ISO 9000, ISO 14000, etc.). 3. Leitura e interpretação de procedimentos, manuais técnicos e 12 literatura específica (português e inglês). 4. Tipos de documento de comunicação interna (memorandos, 12 instruções operacionais, relatórios, ofício de turno, ordem de serviço, contratos de prestação de serviços e instalação). 5. Tipos de empresas. 03 6. Abertura de micro, pequena e média empresa. 12BIBLIOGRAFIA:PALMER, Colin F. Controle Total de Qualidade. São Paulo: Ed. Edgard Blüncher, 1988.DURCKER, P. F. A Prática da Administração de Empresas. São Paulo: Ed. Pioneira, 1997.DORNELAS, José Carlos de A. Transformando Idéias em Negócios. Rio de Janeiro: Ed.Campos, 2001._PC 10475689 TEC.SUB.REF 53
  • 54. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO II .ANO: 2009.1Componente curricular: Manutenção de Sistemas Térmicos Residenciais CHT: 90COMPETÊNCIAS: Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e gráficos. Interpretar e aplicar planos de manutenção. Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos residências. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Normas de segurança do equipamento de solda. 01 2. Nomenclatura e funcionamento do processo de solda 03 oxiacetilênica. 01 3. Regulagem da chama. 05 4. Varetas e fluxos. 05 5. Solda em tubos. 02 6. Ferramentas específicas. 03 7. Instrumentos específicos. 05 8. Principio de funcionamento do equipamento. 05 9. Tipos e modelos dos equipamentos térmicos residenciais. 02 10. Componentes do Sistema de Gabinete. 03 11. Componentes do sistema elétrico e eletrônico. 05 12. Componentes do sistema frigorífico. 02 13. Componentes do sistema hidráulico. 10 14. Montagem dos componentes: Elétricos e eletrônicos. 01 15. Teste de vazamento. 02 16. Aplicação do vácuo. 02 17. Gases refrigerantes, aplicação e segurança no manuseio. 10 18. Carga de gás refrigerante. 05 19. Identificação e solução de defeitos no sistema de refrigeração. 10 20. Identificação e solução de defeitos no sistema elétrico e 02 eletrônico. 03 21. Identificação e solução de defeitos no sistema hidráulico. 03 22. Consumo de energia. 23. Manutenção Preventiva.BIBLIOGRAFIA:DORSSAT, Roy J. Princípios da Refrigeração. São Paulo. Ed. Hemus, 1978.ELONKA, Stefhen. Manual de Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. McGraw-Hill,1978.Manuais do fabricante._PC 10475689 TEC.SUB.REF 54
  • 55. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III .ANO: 2009.1Componente curricular: Desenho Mecânico Computacional CHT:90COMPETÊNCIAS: Interpretar as normas técnicas. Aplicar software específico. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Simbologia Mecânica. 15 2. Dutos de ar condicionado e tubulações. 15 3. Corte total. 10 4. Corte em desvio. 10 5. Planificação de dutos. 15 6. Isometria hidráulica. 15 7. Auto cad e cad cam. 20BIBLIOGRAFIA:COUTO, ANDRÉ. Desenho Técnico Mecânico. Recife: Ed. CEFET-PE, s.d.ABNT. Coletânea de Normas de Desenho Técnico. São Paulo: SENAI – DTE – DMD, 1990.FRENCH, T. E. & VIERCK, C. J. Desenho Técnico e Tecnologia Gráfica. São Paulo: Ed.Globo. 5ª edição, 1995._PC 10475689 TEC.SUB.REF 55
  • 56. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III .ANO: 2009.1Componente curricular: Manutenção de Sistemas Térmicos Comerciais. CHT: 90COMPETÊNCIAS: Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e gráficos. Interpreta e aplicar planos de manutenção. Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos comerciais. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Tipos e modelos dos equipamentos térmicos comerciais. 02 2. Principio de funcionamento dos equipamentos térmicos 05 comerciais. 02 3. Ferramentas e instrumentos específicos. 01 4. Componentes do Sistema de Gabinete. 05 5. Componentes do Sistema elétrico e eletrônico. 05 6. Componentes do sistema frigorífico. 05 7. Componentes do sistema hidráulico. 10 8. Montagem dos componentes: Elétricos. 05 9. Montagem dos componentes Eletrônicos 05 10. Montagem dos componentes frigoríficos. 02 11. Montagem dos componentes hidráulicos 05 12. Reoperação do sistema frigorífico. 05 13. Identificação e solução de defeitos no sistema frigorífico. 05 14. Identificação e solução de defeitos no sistema elétrico. 05 15. Identificação e solução de defeitos no sistema eletrônico. 05 16. Identificação e solução de defeitos no sistema hidráulico. 03 17. Recuperação e Reciclagem de Gases Refrigerantes. 10 18. Manutenção Preventiva. 01 19. Consumo de energia. 01 21. Óleo uso e aplicação. 01 22. Características dos produtos químicos para limpeza. 01 23. Aplicação dos produtos químicos. 01 24. Relatórios técnicos.BIBLIOGRAFIA:DORSSAT, Roy J. Princípios da Refrigeração. São Paulo. Ed. Hemus, 1978. ELONKA,Stefhen. Manual de Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. McGraw-Hill, 1978.Silva, José de Castro- Refrigeração comercial/ Climatização Industrial – Editora Hemus 2004_PC 10475689 TEC.SUB.REF 56
  • 57. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III .ANO: 2009.1Componente curricular: Desenho de Arquitetura Computacional CHT: 54COMPETÊNCIAS:Ler, interpretar e representar projetos arquitetônicos. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Introdução e normas do desenho. 06 2. Introdução das convenções arquitetônicas básicas, leitura 12 e interpretação. 3. Geometria do desenho. 06 4. Leitura e interpretação de um projeto arquitetônico. 12 5. Representação em planta/corte total/corte de desvio. 6. 09 Sistema métrico/Escalas gráficas. 06 7. Formato das plantas. 03BIBLIOGRAFIA:MONTENEGRO, Gildo de Azevedo. Desenho Arquitetônico. Recife: Ed. Da UFPE, s.d.REGO. Rejane de Moraes. Autocad 2000. Recife: CEFET-PE, s.d._________________ . Introdução ao Desenho Técnico Auxiliado por ComputadorUtilizando o Autocad 2000. . Recife: CEFET-PE, s.d._PC 10475689 TEC.SUB.REF 57
  • 58. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III ANO: 2009.1Componente curricular: Automação Eletrônica CHT: 72COMPETÊNCIAS: Aplicar os princípios da automação nas instalações. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Controladores lógicos programáveis. 08 2. Portas lógicas. 08 3. Comunicação de dados. 16 4. Interface homem-máquina. 16 5. Sensores. 12 6. Inversores de freqüência e sofistart. 12BIBLIOGRAFIA:GEORGINI. Marcelo, Automação Aplicada. São Paulo: Ed. Érika. 2ª edição, 2002.SILVEIRA. Paulo R.da. Automação e Controle Discreto. São Paulo: Ed. Érika. 2ª edição,1998.NATALE, Ferdinando. Automação Industrial. . São Paulo: Ed. Érika,2000._PC 10475689 TEC.SUB.REF 58
  • 59. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III ANO: 2009.1Componente curricular: Conforto Térmico CHT: 90COMPETÊNCIAS: Elaborar texto técnico, planilhas formulários, esquemas e gráficos. Otimizar a instalação. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Psicrométria. 20 2. Carga térmica. 25 3. Vazão de ar. 10 4. Distribuição de ar. 10 5. Dutos de condução de ar. 05 6. Propriedades do ar. 05 7. Tratamento do Ar. 15BIBLIOGRAFIA:DOSSAT, Roy. Princípios da Refrigeração. São Paulo: Ed. Hemus,1978.WILBERT, F. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed: McGrew-Hill, 1985.CREDER, Helio. Instalação de Ar-Condicionado. Rio de Janeiro: Ed. LTC. 4ª edição,1990.STOECKER, F. Wilbert. Refrigeração e Ar-Condicionado. São Paulo: Ed: McGrew-Hill, 1985.TORREIRA, Raul Pergallo. Elementos Básicos de Ar Condicionado. São Paulo: Ed.Hemus,1983.TORREIRA, Raul Pergallo. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. Fulton, 1979.MANUAL DA CARRIER.REVISTA CLIMATIZAÇÃO._PC 10475689 TEC.SUB.REF 59
  • 60. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO III .ANO: 2009.1Componente curricular: Instalações de Refrigeração CHT: 54COMPETÊNCIAS: Realizar pesquisas de mercado para orçamento da instalação. Redigir propostas técnicas. Identificar e avaliar as propriedades e aplicações dos materiais. Realizar acompanhamento de cronogramas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Cadeia do frio. 03 2. Visita técnica às instalações. 06 3.Técnicas de isolamento térmico de câmara frigorífica. 12 4. Carga térmica e dimensionamento de equipamentos para o 12 projeto com software. 5. Dimensionamento dos acessórios frigoríficos para o projeto. 12 6. Levantamento e especificação dos materiais para orçamento. 09BIBLIOGRAFIA:WILBERT, F. Stoecker. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. McGraw-Hill, 1985.DOSSAT, Roy. Manual de Refrigeração. São Paulo: Ed. Hemus,1980.SILVA, Remir Benedito da.Instalações de Refrigeração. São Paulo: Ed. Da Escola Politécnicade São Paulo, 1970.APOSTILAS DE FABRICANTES.APOSTILAS DE CÁLCULO DE CAEGA T.REVISTA DO FRIO.PROGRAMAS R-2000 (MCQUAY)._PC 10475689 TEC.SUB.REF 60
  • 61. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO IV ANO: 2009.1Componente curricular: Instalações e Balanceamento dos Sistemas CHT: 90COMPETÊNCIAS: Identificar e avaliar os tipos e característica de máquinas, materiais, instrumentos e equipamentos utilizados nas instalações. Elaborar relatórios técnicos. Instalar equipamentos. Realizar vistorias técnicas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Aparelho condicionador de ar de janela: 20 .Tipos de instalações; .Instalações elétricas. 2. Aparelho condicionador de ar split: 15 .Tipos de instalações; .Instalações elétricas; .Instalações frigoríficas; .Balanceamento. 3. Condicionadores de ar Self Contarned: 30 .Tipos de instalações; .Instalações elétricas; .Instalações frigoríficas; .Instalações hidráulicas; .Rede de dutos ; .Balanceamento. 4. Condicionadores de ar Resfriadores de Líquido: 25 .Tipos de instalações; .Instalações elétricas; .Instalações hidráulicas; .Rede de dutos; .Balanceamento.BIBLIOGRAFIA:CREDER, Helio. Instalação de Ar Condicionado. Rio de Janeiro: LTC, 1987.TORREIRA, Raul Pergallo. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. Fulton, 1979.Manuais de Instalação, Operação e Manutenção de Resfriadores de Liquido Self, e Splitdos Fabricantes Traine do Brasil e Sprinter Carrier._PC 10475689 TEC.SUB.REF 61
  • 62. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO IV .ANO: 2009.1Componente curricular: Manutenção de Sistemas Térmicos Industriais. CHT: 90COMPETÊNCIAS: Interpretar textos técnicos, planilhas, formulários, esquemas e gráficos. Interpretar e aplicar planos de manutenção. Interpretar resultado de ensaios e testes. Corrigir defeitos nos sistemas térmicos industriais. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Tipos e modelos dos equipamentos térmicos industriais. 05 2. Principio de funcionamento dos equipamentos industraisl. 05 3. Ferramentas específicas. 02 4. Instrumentos específicos. 03 5. Componentes do Sistema de Gabinete. 05 6. Componentes do sistema elétrico e eletrônico. 05 7. Componentes do sistema frigorífico. 05 8. Componentes do sistema hidráulico. 05 9. Identificação e solução de defeitos no sistema de refrigeração. 10 10. Identificação e solução de defeitos no sistema elétrico. 10 11. Identificação e solução de defeitos no sistema eletrônico. 05 12. Identificação e solução de defeitos no sistema hidráulico. 05 13. Plano de manutenção, operação e controle. ( PMOC ) 10 14. Características dos produtos químicos para limpeza. 05 15. Aplicação dos produtos químicos. 05 16. Relatórios técnicos. 05BIBLIOGRAFIA:DOSSAT, Roy J. Princípios da Refrigeração. São Paulo. Ed. Hemus, 1978.ELONKA, Stefhen. Manual de Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed. McGraw-Hill,1978.Silva, Jose de Castro. Refrigeração Comercial e Climatização Industrial. Ed. Hemus,2004Manuais de instalação, operação e manutenção do fabricante._PC 10475689 TEC.SUB.REF 62
  • 63. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO IV ANO: 2009.1Componente curricular: Projeto Integrado de Climatização CHT: 90COMPETÊNCIAS: Interpretar projetos e layout, diagramas e esquemas. Ler e interpretar catálogos, manuais e tabelas. Interpretar cronogramas físico–financeiros. Desenvolver estudos preliminares de projetos, custos e prazos. Acompanhar cronogramas. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Qualidade do ar interior (IAQ). 05 - Estudo da portaria ministerial. 2. Ventilação - Ventilação natural e forçada. 05 - Renovação do ar; - Ventiladores tipos e características. 10 3. Nível de ruído - Vibração Mecânica – características e tipos. 10 4. Tipos de instalações de ar condicionado. 10 5. Visita as instalações de ar condicionado. 10 6.Características das instalações com VRV (volume de refrigerante variável) e VAV (volume de ar variável ). 20 7.- Análise do projeto de um sistema de água gelada bombas, tubulações e acessórios. 20 8. Projeto intergrado de um sistema de ar condicionado central.BIBLIOGRAFIA:DOSSAT, Roy J. Princípios da Refrigeração. São Paulo: Ed. Hemus, 1978.STOECKER, Wilbert F. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed McGraw-Hill, 1985._PC 10475689 TEC.SUB.REF 63
  • 64. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO IV .ANO: 2009.1Componente curricular:Projeto Integrado de Refrigeração Industrial CHT:90COMPETÊNCIAS: Realizar acompanhamento de projetos de sistemas afins. Viabilizar estudos de sistemas térmicos. Desenvolver memorial, especificação e projetos executivos. Dimensionar máquinas e equipamentos. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA 1. Ciclo de processo de refrigeração. 05 2. Tabelas de propriedade do vapor saturado e do vapor 10 superaquecido. 3. Sistema saturado simples estágio de refrigeração. 05 4. Sistema de duplo estágio. 10 5. Sistema de multipressão. 10 6. Operação de sistema industrial por amônia. 10 7. Projeto de uma instalação frigorífica, tipo industrial com 15 refrigerante amônia. 8. Relatórios técnicos. 05 9. Comparação com os dados projetados. 05 10. Ferramentas específicas. 05 11.Componentes e funções de um sistema de geração de ar 10 comprimido.BIBLIOGRAFIA:DOSSAT, Roy J. Princípios da Refrigeração. São Paulo: Ed. Hemus, 1978.STOECKER, Wilbert F. Refrigeração e Ar Condicionado. São Paulo: Ed McGraw-Hill, 1985.MANUAL DA CARRIER.APOSTILAS DE FABRICANTES (SABROE, YORK, MADEF, CARRIER).REVISTA DO FRIO._PC 10475689 TEC.SUB.REF 64
  • 65. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PERNAMBUCO EMENTACURSO: Refrigeração e ClimatizaçãoMÓDULO IV ANO: 2009.1Componente curricular: Otimização Energética de Sistemas Térmicos CHT: 90COMPETÊNCIAS: Avaliar as técnicas de conservação de energia. Atuar na concepção de projetos. Aplicar software específico. Otimizar a instalação. BASES TECNOLÓGICAS CARGA HORÁRIA1 . Cenário de produção e consumo de energia no mundo atual. 052. Principais fontes alternativas de energia térmica. 053. Instalações de cogeração. 104 . Instalações de trigeração. 105. Sistemas distribuídos de energia. 106. Sistemas de acumulação de energi. 107. Análise energética das instalações. 058. Otimização das instalações com VRV (volume de refrigerante 10variável e VAV 9 volume de ar variável).9. Otimização das instalações de ar condicionado com aplicação da 05automação.10. CLP (controlador lógico programável). 0511. Inversores de freqüência e soft start. 0512. Sensores, transdutores e atuadores. 0513. Redes de comunicação. 05BIBLIOGRAFIA:GEORGINI, Marcelo. Automação Aplicada: Descrição e Implementação de Sistemas deSeqüências com C.P. São Paulo: Ed. Érika. 2ª edição, 2002FIALHO, Arivelton. Automação Hidráulica, São Paulo: Ed. Érika, 2002.SITES: www.ambientebrasil.com.br, www.eletrobras.gov.br/procel.REVISTA CLIMATIZAÇÃO._PC 10475689 TEC.SUB.REF 65