Your SlideShare is downloading. ×
Conhecendo o mundo da informática
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Conhecendo o mundo da informática

109
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
109
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CONHECENDO O MUNDO DA INFORMÁTICA Professor Wesley Germano
  • 2. INFORMÁTICA * Informática é a ciência que estuda os dados e sua transformação em informação, buscando formas de melhorar cada vez mais tal processo. Também se preocupa com a segurança e a precisão dessas informações. Curiosamente, a palavra informática vem do francês “information automatique”, - informação automática.
  • 3. O QUE É COMPUTADOR? * O computador é uma máquina que lê dados, efetua cálculos e fornece resultados. * Assim como uma calculadora, ele lê os números (dados) que o usuário digita, efetua os cálculos e fornece o resultado. * O primeiro computador eletrônico era uma super calculadora que efetuava cálculos balísticos. (ENIAC)
  • 4. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES A capacidade humana de calcular quantidade dos mais variados modos foi um dos principais motivos que possibilitaram o desenvolvimento da matemática e da lógica como conhecemos hoje. O primeiro instrumento conhecido para efetuar cálculos foi o ábaco, invenção atribuída a habitantes da Mesopotâmia, por volta de 3000 a.C. Exemplo do ábaco romano Exemplo do ábaco chinês
  • 5. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 1ª Geração – Válvulas Termoiônicas (1943 – 1957) O Eletronic Numeric Integrator And Calculator(ENIAC), capaz de fazer quinhentas multiplicações por segundo. Foi projetado para calcular trajetórias balísticas. Também foram criados nesta geração o MARK I e o EDVAC. Na segunda Guerra foi que realmente nasceram os computadores.
  • 6. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 2ª Geração – Transistores(1958 – 1963) Em 1958, pesquisas realizadas por William Shockley levam ao surgimento de um novo componente que revolucionou a eletrônica: o TRANSISTOR, usado nos computadores IBM 1401 e IBM 360.
  • 7. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 3ª Geração – Circuitos Integrados (1964 – 1969) Um componente eletrônico de aproximadamente cinco milímetros quadrados de área, contendo diversos transistores e outros componentes eletrônicos, usados no computador PDP-5.
  • 8. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 4ª Geração – Circuitos Integrados (1970 – 1980) Os computadores desta fase apresentam mais de 100.000 elementos diversos. É nesta fase de desenvolvimento da microeletrônica surgem os primeiros microprocessadores usados nos computadores (PDP- 8, ALTAIR 8800, IBM PC/XT, OSBURN I.
  • 9. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 5ª Geração – Inteligência Artificial (1980 – 1990) Em 1981 os japoneses anunciaram o inicio de pesquisas destinadas à produção de um computador de quinta geração, máquinas capazes de entender diversos idiomas, diagnosticar doenças, fazer analises econômicas, interpretar gráficos, jogar cartas, xadrez, etc.
  • 10. HISTÓRIA DO COMPUTADOR E SUAS GERAÇÕES 6ª Geração – Reconhecimento de Escrita e Voz (1990 - Atual) Os computadores utilizam sistemas de reconhecimento de escrita, voz, forma, inteligência artificial (I.A), Robótica. Na virada do milênio, alguns pesquisadores notaram que o modelo descrito pela mecânica quântica poderia ser visto como elemento computacional, com um poder de computação excedendo qualquer um dos computadores mencionados anteriormente, a computação quântica.
  • 11. LINHA DO TEMPO DA EVOLUÇÃO DO MICRO
  • 12. OS COMPUTADORES PODEM SER CLASSIFICADOS QUANTO AO SEU TAMANHO * Portátil – Tablet * Pequeno – Notebook * Médio – Computador pessoal, ou desktop, ou pc. * Grande – Main Frame
  • 13. PROCESSOS BÁSICOS DE UM COMPUTADOR Entrada de Dados * Ao digitar uma tecla, ao clicar o mouse, ao apenas movimentar o mouse, é enviado um sinal de entrada ao computador. “Lendo os Dados” Processamento * O computador efetua as tarefas necessárias para entender qual foi o sinal enviado e executar o serviço, através dos cálculos para fornecer o resultado. “Fazendo os Cálculos”
  • 14. PROCESSOS BÁSICOS DE UM COMPUTADOR Saída de Dados Quando aparece na tela do computador a tecla a qual foi digitada, o computador está enviando um sinal de saída, quando uma música escolhida pelo usuário começa a ser executada é um sinal de saída, ou seja quando o resultado das contas efetuadas pelo processamento é a saída de dados. “Fornecendo Dados” Entrada Processamento Saída
  • 15. O QUE É UM SISTEMA? Definição * É qualquer coisa que para um input(entrada) provoca um output(saída). * Um sistema de mola, quando se aplica uma força(input), a mola vai ficar oscilando(output) * Um sistema químico (uma experiência), quando se coloca os reagentes (input) acontece uma reação(output).
  • 16. O QUE É UM SISTEMA? O computador é uma máquina programável? * O computador é programado pelos homens para que execute uma determinada ação, uma sequência de operações é considerada um programa. O computador pode ser considerado totalmente burro, pois ele só faz aquilo que é programado para fazer.
  • 17. O QUE É UM SISTEMA? Como funciona o computador? Para o computador funcionar ele precisa de duas partes essenciais, Hardware e software.
  • 18. O QUE É UM SISTEMA? O que é Software? * Software é toda a parte lógica do comutador. Tudo o que não podemos tocar, os programas instalados no computador são softwares. O que é Hardware? * Hardware é toda parte física que está ligada ou conectada ao computador. Tudo o que podemos tocar e que está conectado com o computador pode ser considerado hardware.
  • 19. HARDWARE Centrais São responsáveis pelo processamento da informação Periféricos Solicitação de Usuário dur o peç a
  • 20. HARDWARE CENTRAIS Processador é o hardware mais importante do computador. Ele controla todas as tarefas e solicitações do usuário. É o cérebro do Computador CPU (Processador) Central Processing Unit Unidade Central de Processamento
  • 21. HARDWARE CENTRAIS - PROCESSADOR Sistemas de 32(x86) e 64 bits Quando nos referimos a processadores de 32 bits ou 64 bits estamos falando dos bits internos do chip - em poucas palavras, isso representa a quantidade de dados e instruções que o processador consegue trabalhar por vez. um chip trabalha a 32 bits, ele pode manipular números de valor até 4.294.967.296 em uma única operação.
  • 22. HARDWARE CENTRAIS - PROCESSADOR Clock O clock é basicamente usado para medir os ciclos de transferência de arquivos para o computador. Esta frequência é medida em ciclos por segundo. A capacidade de processamento do processador não esta relacionada exclusivamente a frequência do clock, mas a outros fatores como a largura dos barramentos, quantidade de memoria cachê, a arquitetura do processador, entre outros fatores. A unidade de medida que determina a quantidade de clock presente em cada CPU, chama-se HERTZ, e através dela podemos determinar a velocidade do processador. Quanto mais Hertz, mais rápido é trabalho do processador, e as tarefas que ele executa.
  • 23. HARDWARE CENTRAIS - PROCESSADOR Clock 1 Hertz 1 ciclo por segundo 1KiloHertz(kHz) 1.000 de ciclos por segundo 1MegaHertz(MHz) 1.000.000 de ciclos por segundo 1GigaHertz(GHz) 1.000.000.000 de ciclos por segundo 1TeraHertz(THz) 1.000.000.000.000 de ciclos por segundo Exemplo: uma CPU de frequência de 2.8 GHz, é capaz de interpretar 2.800.000 ciclos por segundo, Esta é a quantidade de informações que este processador consegue interpretar a cada segundo.
  • 24. HARDWARE CENTRAIS - PROCESSADOR Núcleos(Dual core, Quad core, Octa Core) Essa tecnologia baseia-se na utilização de 2 ou mais núcleos. O computador interpreta cada núcleo como se fosse um processador.
  • 25. HARDWARE CENTRAIS - PROCESSADOR Como trabalha um microprocessador? Sistema Binário Bem, os computadores se comunicam e processam as informações através de Códigos Binários. Ou seja, os computadores só utilizam dois dígitos, como por exemplo: 0 ou 1 e passa corrente ou não. No entanto, como é possível, utilizando somente os números binários, estabelecer comunicação entre os computadores? É interessante entender como se estabelecem essa comunicação.
  • 26. GRANDEZAS - BINÁRIO Bits, bytes e afins Nos computadores, representar 256 números binários é suficiente para que possamos lidar a contento com estas máquinas. Assim, os bytes possuem 8 bits. É só fazer os cálculos: como um bit representa dois tipos de valores (1 ou 0) e um byte representa 8 bits, basta fazer 2 (do bit) elevado a 8 (do byte) que é igual a 256. 1 Byte = 8 bits 1 kilobyte (KB ou Kbytes) = 1024 bytes 1 megabyte (MB ou Mbytes) = 1024 kilobytes 1 gigabyte (GB ou Gbytes) = 1024 megabytes 1 terabyte (TB ou Tbytes) = 1024 gigabytes 1 petabyte (PB ou Pbytes) = 1024 terabytes 1 exabyte (EB ou Ebytes) = 1024 petabytes 1 zettabyte (ZB ou Zbytes) = 1024 exabytes 1 yottabyte (YB ou Ybytes) = 1024 zettabytes 1 2 4 8 16 32 64 128 256
  • 27. HARDWARE CENTRAIS Cooler * Ventoinha + dissipador de calor * Sua função é refrigerar os hardwares. Memória RAM * Memória principal, é utilizada pelo processador “Leva e trás” as informações necessárias ao processamento. * Ela é uma Memória Volátil.
  • 28. HARDWARE CENTRAIS – MEMÓRIA ROM As memórias ROM (Read Only Memory, Memória Somente de Leitura), não é necessariamente um tipo de memória, e sim uma característica presente em alguns tipos de memórias. O conteúdo das memórias ROM geralmente não pode ser apagado, apenas lido. Um CD-ROM contendo um programa, por exemplo, não pode ser excluído, mas pode ser executado.
  • 29. HARDWARE CENTRAIS – MEMÓRIA ROM PROM (Progammable Read Only Memory) Pode ser gravada por um dispositivo especial, mas não podem mais ser apagadas ou modificadas após a gravação. Exemplo: CD-ROM, DVD-ROM EPROM (Ereseable Progammable Read Only Memory) Pode ser alterada depois de gravada por dispositivos através de luz ultravioleta. Exemplo: CD-RW, DVD-RW EEPROM (Eletrically Ereseable Progammable Read Only Memory) Exemplo: BIOS
  • 30. HARDWARE CENTRAIS Placa Mãe * Sua função é conectar e criar comunicação entre todos os hardwares. Hard Disk(HD) * Armazém do computador. Onde fica armazenado todos os arquivos. Memória Cache É uma memória de acesso rápido, que tem por finalidade auxiliar o processador, efetuando buscas dentro da memória RAM e carregando parte dos processos a fim de tornar menor o trabalho do processador
  • 31. HARDWARE CENTRAIS – TIPOS DE PLACA MÃE ON-BOARD Possuem conectores responsáveis pela conexão de diversos periféricos como teclado, mouse, monitor, impressora e dispositivos de áudio. A placa mãe on-board tem velocidade reduzida, pois todos os conectores presentes na placa mãe são controlados pelo processador, diminuindo assim a velocidade de processamento de outros tipos de informação. OFF-BOARD Não possuem conectores para alguns periféricos, sendo necessário comprar placas avulsas para conecta-los. Como as informações dos periféricos de placas controladoras avulsas são processadas pela própria placa, na placa mãe offboard o processador não necessita interpretar as informações dos periféricos, melhorando o desempenho do computador no geral.
  • 32. HARDWARE CENTRAIS –PLACA MÃE Barramentos O Barramento de uma placa é um conjunto de circuitos que fazem comunicação de todas as partes da placa mãe, basicamente é um conjunto de trilhas que levam as informações para as peças internas, são controlados pela BIOS, que define qual trilha será utilizada por cada tipo de informação.
  • 33. HARDWARE CENTRAIS –PLACA MÃE (BARRAMENTOS DE EXPANSÃO) Barramentos de Expansão Também conhecidos como slots de expansão, são responsáveis por adicionar novas funções ao computador. Através dos slots é possível adicionar novas placas e dispositivos ao computador.
  • 34. HARDWARE CENTRAIS –PLACA MÃE (BARRAMENTOS DE EXPANSÃO) PCI É um modelo de barramento considerado padrão mundial até alguns anos atrás, o slot PCI e utilizado para adicionar quase todo tipo de placa ao computador, principalmente placas de vídeo, rede, som e modem. * A velocidade de transferência de dados em um slot PCI é de 508 MB/Segundos. PCI EXPRESS É a atualização do slot PCI padrão. Os slots PCI Express estão substituindo aos o modelo antecessor e próximo de se torna o padrão mundial. Os Slots PCI Express podem ser até 6 vezes mais rápidos que um Slot PCI padrão.
  • 35. HARDWARE CENTRAIS –PLACA MÃE (BARRAMENTOS DE EXPANSÃO) AGP Os slots AGP são específicos para placas aceleradoras de vídeo. Introduzidos na Informática o final da década de 90, tornaram se referência no uso de placas de vídeo. AGP é um dos poucos slots que servem apenas para uma placa especifica sendo impossível encaixar qualquer outo tipo de placa. Sua velocidade de transmissão é de 2,1 GHz/Segundos. USB É o único barramento esterno ao computador, sendo utilizado para adicionar funções fora do computador, como a conexão de pendrive, câmeras digitais, celulares e outros dispositivos. Sua velocidade pode ir de 480MB/Segundo, até 4,8 GHz/Segundo.
  • 36. HARDWARE CENTRAIS – TIPOS DE PLACA MÃE ON-BOARD OFF-BOARD
  • 37. HARDWARE CENTRAIS – ENERGIA E FONTES DE ALIMENTAÇÃO Tipos de Correntes elétricas Corrente alternada: Existe para transmissão de energia elétrica a longas distâncias devido a suas alterações frequentes. Corrente Contínua: É uma corrente que mantem o mesmo fluxo de Energia (pilhas , baterias).
  • 38. HARDWARE CENTRAIS – ENERGIA E FONTES DE ALIMENTAÇÃO Eletricidade Estática É a carga elétrica em todos os corpos que contém massa segundo a física, é gerada através do atrito, conforme é acumulada se dissipa de um corpo à outro. * Nunca toque em um componente interno do computador sem antes ter descarregado sua energia estática, pois poderá ocorrer a perda permanente ou temporária Aterramento É um dispositivo de segurança que consiste em uma haste de cobre enterrada no solo e ligada as instalações elétricas de uma residência ou estabelecimento, o aterramento tem como função neutralizar qualquer carga em excesso de eletricidade presente na rede elétrica do local.
  • 39. HARDWARE CENTRAIS – ENERGIA E FONTES DE ALIMENTAÇÃO Pulseira anti-estatica Aterramento
  • 40. HARDWARE CENTRAIS - ENERGIA E FONTES DE ALIMENTAÇÃO Fontes de Alimentação A fonte de alimentação é usada para transformar a corrente alternada da rede elétrica em uma corrente continua, que é utilizada por todos os componentes internos do computador. AT = Controle feito por um botão ATX = Controla pela placa mãe, e possui maior carga de
  • 41. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS Placa de Vídeo Placa Controladora é um dispositivo hardware utilizado para estender as funcionalidades e o desempenho do computador. Placa de vídeo ou gráfica é o componente de um computador que envia sinais deste para o monitor, de forma que possam ser apresentadas imagens.
  • 42. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES)
  • 43. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES) Conector VGA (Vídeo Graphics Array) O conector desse padrão é composto por 3 “fileiras” de 5 pinos. Esses pinos são conectados a um cabo cujos fios transmitem, de maneira independente, informações sobre as cores vermelha(red), verde(green) e azul(blue) – isto é o conhecido esquema RGB. * Mais conhecido e usado
  • 44. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES) Conector DVI (Digital Vídeo Interface) O conector DVI proporciona qualidade superior ao VGA, por mão ter que converter as imagens, pois o DVI trabalha diretamente com sinais digitais, fazendo que a qualidade da imagem seja mantida. * Criada para substituir o VGA
  • 45. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES) COMPOST VIDEO(Vídeo Composto)/RCA Geralmente, equipamentos com RCA fazem uso de três cabos, sendo dois para áudio(canal esquerdo e canal direito) e o terceiro para o vídeo, sendo este que realmente faz parte do padrão. Esse cabo é constituído de dois fios, um para a transmissão da imagem e outro que atua como terra. * Mais utilizado em TVs, DVDs, Filmadoras, entre outros.
  • 46. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES) Conector S-VIDEO (Separated Video) O conector do Padrão S-VIDEO usado atualmente possui quatro pinos e carrega dados de vídeo com dois sinais separados (brilho e cor), diferentemente do vídeo composto, que carrega o sinal inteiro em um pacote. *Mais usado em sistemas de monitoramento com câmeras
  • 47. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS PLACA DE VÍDEO(CONECTORES) Conector HDMI (High-Definition Multimedia Interface) O conector HDMI é uma interface condutiva totalmente digital de áudio e vídeo capaz de transmitir dados não comprimidos, representando, por isso, uma alternativa melhorada aos padrões analógicos * Transmite áudio e vídeo em alta qualidade por somente um cabo.
  • 48. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS Placa de Rede A placa de rede é um componente de hardware responsável pela comunicação entre os computadores em uma rede. É o hardware que permite aos computadores conversarem entre si através da rede, sua função é controlar todo o envio e recebimento de dados através da rede.
  • 49. HADWARE – PLACAS CONTROLADORAS Placa de Som A placa de som é um dispositivo de hardware que envia e recebe sinais sonoros entre equipamentos de som e um computador executando um processo de conversão com um mínimo de qualidade e também para gravação e edição.
  • 50. HARDWARE PERIFÉRICOS O que são periféricos Periféricos são os equipamentos que circulam o computador e que estão conectados a ele. Periféricos de Entrada Os periféricos de entrada são aqueles que enviam informações(dados) para a CPU. Periféricos de Saída Os periféricos de saída são aqueles que enviam informações(dados) para o usuário. É através deles que adquirimos os dados que foram processados pela cpu. Periféricos de Entrada e Saída Os periféricos de entrada/ saída são aqueles que tanto enviam informações(dados) para serem processadas e recebem estas informações e
  • 51. HARDWARE PERIFÉRICOS Periféricos de Entrada
  • 52. HARDWARE PERIFÉRICOS Periféricos de Saída
  • 53. HARDWARE PERIFÉRICOS Periféricos de Entrada e Saída(armazenamento)
  • 54. HARDWARE PERIFÉRICOS Periféricos de Proteção Os periféricos de proteção estabilizam a energia, enviando energia estabilizada para a fonte, sem picos e quedas de energia. *OBS: O Nobreak, além de estabilizar a energia, possui uma bateria, caso ocorra a interrupção de energia, terá uma carga por um pequeno período de tempo. Exemplos: filtro de linha, nobreak e estabilizador
  • 55. HARDWARE E SOFTWARE BIOS (Basic Input/Output System) O BIOS é um programa de computador pré-gravado em memória permanente executado por um computador quando ligado. Ele é responsável pelo suporte básico de acesso ao hardware, bem como por iniciar o sistema operacional.
  • 56. HARDWARE E SOFTWARE POST(Power on self test = Auto teste de inicialização) É uma sequência de testes ao hardware de um computador, realizada pelo BIOS, responsável por verificar preliminarmente se o sistema se encontra em estado operacional. Se for detectado algum problema durante o POST a BIOS emite uma certa sequência de bips sonoros, que podem mudar de acordo com o fabricante da placa-mãe. 1. Identificação da configuração instalada; 2. Inicialização de todos os dispositivos periféricos de apoio da placa-mãe; 3. Inicialização da placa de vídeo; 4. Teste de memória, teclado; 5. Carregamento do sistema operacional para memória; 6. Entrega do controle do microprocessador ao sistema operacional. Alguns dos testes do POST incluem:
  • 57. HARDWARE E SOFTWARE Bips •bip curto – POST Normal - sistema esta ok. •2 bips curto – erro no POST – um código de erro é mostrado na tela. •Não bip – fonte de alimentação, sistema com problema, CPU desconectada, ou som desconectado. •Bip Contínuo – fonte de alimentação, sistema, ou problema no teclado. •Repetidos bips curtos – fonte de alimentação ou problema no sistema ou no teclado. •1 longo bip, 1curto bip – sistema com problema. •1 bip longo, 2 bips curtos – adaptador de vídeo com problema; •3 Bips longos: Falha nos primeiros 64 KB da memória RAM (Base 64k memory failure) Foi detectado um problema grave nos primeiros 64 KB da memória RAM. •4 Bips Longos: Timer não operacional: O Timer 1 não está operacional ou não está conseguindo encontrar a memória RAM. •5 Bips: Erro no processador. •7 Bips: Processor exception (interrupt error): o processador gera uma interrupção •8 Bips: Erro na memória da placa de vídeo (display memory error). •9 Bips: Erro na memória ROM (ROM checksum error).
  • 58. HARDWARE E SOFTWARE Boot Processo de iniciação do computador que carrega o sistema operacional quando a máquina é ligada. Formas de boot: Via HD(convencional); Via CD, DVD; Via pendrive; Via HD Externo.
  • 59. FORMATAÇÃO A formatação de um HD é realizada para que o sistema operacional seja capaz de gravar e ler dados no disco, criando assim estruturas que permitam gravar os dados de maneira organizada e recuperá-los mais tarde. *Em computadores que já se possui um Sistema Operacional instalado, a formatação faz com que ele seja desabilitado e cria-se um novo. Física Cria a estrutura do HD, com as trilhas, setores e divisões. *Feita na fabrica. Lógica Instala o sistema operacional, ou limpa ou modifica uma partição *Feita pelo usuário
  • 60. PARTIÇÕES Particionar significa “partir”, ou seja, dividir virtualmente o Disco rígido(HD) em duas ou mais partes. A principal vantagem de se particionar um HD é: * Maior Segurança * Melhor Organização dos Dados Partição Primaria = Fica armazenado o sistema operacional Partição Secundarias ou Estendida = Fica armazenado dados, ou Sistemas Operacionais Secundários.
  • 61. SISTEMA DE ARQUIVOS O sistema de arquivo é um método utilizado para armazenar dados em unidades de memórias auxiliares. Todas as memórias auxiliares precisam de um sistema de arquivo para definir de que forma os dados serão armazenados e organizados. HFS – Hierarchical File System (Sistema de Arquivos Hierárquico), sistema usado para computadores com sistema Mac OS ReiserFS – Raiser File System ( Sistema de Arquivos Raiser), Usado nas distribuições atuais de linix. NTFS – New Technology File System (Sistema de Arquivos de Nova Tecnologia) usado nos Sistema W FAT – File Allocation Table (Tabela de Alocação de Arquivos) usado em dispositivos de armazenamento com memória flash. Exemplo: Pendrive e Disquete.CDFS – Compact Disk File System ( Sistema de Arquivos de Discos Compactos) Sistema de arquivos utilizado em CDs/DVDs HPFS – High Performance File System (Sistema de Arquivos de alta performance) Criado pela Ibm e utilizado em seus computadores
  • 62. DRIVERS Drivers são os programas responsáveis por fazer a comunicação entre o Sistema Operacional e os componentes do hardware do computador, ou seja, são instruções logicas responsáveis por fazer com que o Sistema Operacional saiba para que serve cada dispositivos de hardware. *Sem os drivers, o Sistema Operacional não pode acessar um dispositivo corretamente, e o computador fica sem determinadas funções.
  • 63. SOFTWARE Sistema Operacional Software mais importante do computador responsável pela comunicação entre usuário e maquina, pelo gerenciamento e organização do computador.
  • 64. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL S.O Texto É baseado em caracteres. Necessita de usuário avançado com conhecimento especifico em linhas de comando – Má qualidade em programas gráficos e jogos. S.O Gráfico É baseado em desenhos. Facilita ao máximo a interface com o usuário – representação de objetos através de ícones, não há necessidade em conhecimento em linhas de comando – Desempenho mais satisfatório para programas gráficos e jogos.
  • 65. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL Exemplo Sistema Operacional Texto DOS – Primeiro grande sistema operacional muito utilizado até meados da década de 90.
  • 66. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL Exemplo Sistema Operacional Gráfico Na década de 80 a Microsoft comprou o DOS e começou o desenvolvimento de um gerador de interfaces para o mesmo, tornando possível então, a utilização do mouse em uma nova interface gráfica organizada em janelas.
  • 67. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL Kernel *O kernel é o núcleo do sistema operacional, a parte principal. * O kernel conecta um software “aplicativo” ao hardware de um computador.
  • 68. SOFTWARE – CLASSIFICAÇÃO DE UM S.O Multiusuário Permite que diversos usuários utilizem simultaneamente os recursos do computador. O Windows e o Linux são exemplos de sistemas multiusuários. Monousuário Permite que tenhamos um único usuário conectado ao sistema. É muito comum em aparelhos celulares.
  • 69. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL Login e Logoff Nos sistemas operacionais multiusuário, antes de iniciar nosso trabalho é necessário nos identificarmos. O ato desta identificação chama-se LOGIN, onde devemos colocar o usuário e a senha.
  • 70. SOFTWARE – TIPOS DE SOFTWARES Sistema Operacional São os construtores de programas, literalmente são programas que criam programas. Aplicativos Nos ajudam a realizar tarefas com praticidade e tornam o computador mais util. Utilitários Linguagens Auxiliam na manutenção do computador tornando-o mais eficiente. Comanda o funcionamento do computador
  • 71. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL LINUX O que é Linux Linux é um sistema operacional gratuito que foi desenvolvido pelo estudante finlandês Linus Torvalds em 1991. Seus estudos foram baseados através do sistema operacional Unix.
  • 72. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL LINUX O que é software Livre? Software livre nada mais é do que o software que possui o seu código “aberto”, ou seja, livre para que seja modificado. * Ao contrário do que se pensa, software livre não é sinônimo de software gratuito.
  • 73. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL LINUX Distribuição Cada distribuição tem sua característica. Empresas montam distribuições em torno do kernel do Linux. Para facilitar a vida dos usuários criam instalações fáceis, com vários programas incluídos, área de trabalho mais apresentável, manuais entre outros. Exemplos de Distribuições 1. Slackware 2. Suse 3. Mandriva 4. Debiam 5. Kurumim 6. Fedora
  • 74. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL LINUX Licença GPL Além de livre, o Linux é gratuito e sua licença é GPL(General Public License) que garante a liberdade de compartilhar e alterar o seu código.
  • 75. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS O que é Windows? Windows é um sistema operacional multiusuário criado por Bill Gates e Paul Allen da Microsoft na década de 80. * É baseado em janelas
  • 76. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Desktop ou área de trabalho? É a tela inicial do sistema operacional onde se apoiam os objetos de trabalho(ícones). * Traduzido ao pé da letra significa tampo de mesa.
  • 77. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Ícones Ícones são símbolos gráficos para representar um software ou um arquivo, é muito utilizado na área de trabalho como atalho, sendo a forma mais fácil de se encontrar um programa, também é utilizado para representar uma pasta ou configurações do sistema operacional.
  • 78. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Arquivo Um arquivo ou ficheiro é um agrupamento de registros que seguem uma regra estrutural e que contém informações(dados) sobre uma área especifica registrados no disco rígido de um computador. * Estes arquivos podem conter informações de qualquer tipo de dados que se possa encontrar em um computador: texto, imagens, vídeos, programas, etc.
  • 79. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Diretórios Como os arquivos em um computador são muitos, esses arquivos são armazenados em diretórios (também denominados pasta). Para visualizar melhor a hierarquia das pastas podemos apertar no teclado a combinação das teclas: Windows + E Salvando em um diretório Podemos salvar qualquer tipo de arquivo dentro de um diretório basta sabermos o que gostaríamos de salvar e escolher o diretório correto.
  • 80. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Criando Pastas Para criar pastas existem algumas formas praticas: oBotão direito do mouse => Novo => Pasta oArquivo => Novo => Pasta Copiar, Colar e Recortar Podemos copiar e colar o que quisermos do computador, basta copiar (ctrl + C) e depois colar (ctrl + V) * Muito cuidado ao recortar (ctrl + X) qualquer coisa, pois você estará MOVENDO o arquivo e não copiando.
  • 81. SOFTWARE – SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS Exclusão de Arquivos/Pastas Para se enviar um arquivo para a lixeira basta seleciona-lo e apertar a tecla delete, porém para excluir um arquivo permanentemente, ou seja sem passar pela lixeira, basta selecionar o arquivo e utilizar a combinação de teclas: “SHIFT + DELETE”