Trabalhos em grupos no ensino online

3,186 views

Published on

Trabalhos em grupos no ensino online

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,186
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
105
Actions
Shares
0
Downloads
48
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalhos em grupos no ensino online

  1. 1. Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF [email_address] Adriana Clementino/ SENAC-SP [email_address] TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ONLINE
  2. 2. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP O CONTEXTO: Sociedade do conhecimento + TICs = problemas organizacionais e pedagógicos em direções novas e promissoras  relações colaboradoras Para se obter o máximo dos recursos oferecidos pelas TICs e alcançar os objetivos propostos, um dos fatores de eficiência e eficácia das dinâmicas de grupo em cursos online é, sem dúvida, a sua GESTÃO. Modelo horizontal: Professor: parceiro, encaminhando e orientando o aluno diante das múltiplas possibilidades e formas de se alcançar o conhecimento e de se relacionar com ele. Aluno: naturalmente ativo.
  3. 3. Profª Dra Ana Cristina Barbosa / UFJF Disciplina “Teorias de Aprendizagem e EaD”, ministrada no Curso de Especialização em Gestão da Educação a Distância (GEAD), oferecido pela UFJF Carga horária: Equivalente a 30 horas, desenvolvida a distância, durante 30 dias corridos. Com 32 alunos. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Campo de pesquisa: Profª Dra. Adriana Clementino / SENAC-SP Curso de Capacitação de Tutores do Sebrae-SP , elaborado e desenvolvido pela empresa SITE Educacional Ltda. Carga horária: Equivalente a 33 horas, duração de 45 dias corridos Com 36 alunos.
  4. 4. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Abordagem sistêmica: Todas as partes têm um papel a desempenhar para fazer o todo operar eficazmente. <ul><li>Um sistema de educação a distância inclui os subsistemas </li></ul><ul><li>(MOORE; KEARSLEY, 2007): </li></ul><ul><li>Fontes de conhecimento </li></ul><ul><li>Criação </li></ul><ul><li>Transmissão </li></ul><ul><li>Interação </li></ul><ul><li>Aprendizado </li></ul><ul><li>Gerenciamento . </li></ul>Na prática, quanto mais integrados os subsistemas estiverem, maior será a eficácia da organização da educação a distância. Gestão de dinâmicas de grupo
  5. 5. Gerenciar: Ato de administrar, coordenar um empreendimento por meio da aplicação de técnicas, conhecimento e/ou habilidades, a fim de se atingir os seus objetivos. <ul><li>Gestão das atividades de grupo experienciadas – descritores: </li></ul><ul><li>Planejamento das atividades </li></ul><ul><li>Formação dos grupos </li></ul><ul><li>Ações colaborativas e cooperativas </li></ul><ul><li>Estratégias de integração </li></ul><ul><li>Acompanhamento </li></ul>TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Gestão de dinâmicas de grupo
  6. 6. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Gestão de dinâmicas de grupo Planejamento das atividades Deve ser delineado previamente , para que os alunos possam se organizar: conteúdos, mídias, tipo de tarefas, processo de avaliação, prazos definidos etc. Adequação ao tipo de curso e ao público-alvo : tipo de conhecimento, nível de complexidade, tempo disponível. Não formular “missões impossíveis”: a opção por um modelo depende do conteúdo em questão e do projeto do curso. Aprendizagem significativa: informação relevante a uma tarefa de aprendizagem específica. Cada tarefa relacionada com as anteriores: transição clara de uma discussão ou etapa para outra. O planejamento prévio da atividade assegura, antes de tudo, segurança, tanto para o professor como para o aluno.
  7. 7. Formação dos grupos TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Formação de grupos pelo professor (a distância) - Organização por habilidades e competências - Organização imparcial (Ex: ordem alfabética) - Organização por região - não recomendado - Organização por afinidades (Ex: casais, amigos, profissionais) - não recomendado Formação de grupo pelos alunos (presencialmente) Formação de grupo pelos alunos (a distância) - Corre-se o risco de “perda de tempo”. <ul><li>Organização das tarefas </li></ul><ul><li>As atividades de grupo devem ser organizadas e com regras preestabelecidas. </li></ul><ul><li>(que podem ser estabelecidas pelos próprios membros do grupo) </li></ul><ul><li>Definição de papéis dentro do grupo (liderança, coordenação etc.). </li></ul><ul><li>Definição de como as tarefas serão distribuídas e realizadas </li></ul> Um fórum específico para cada grupo Gestão de dinâmicas de grupo
  8. 8. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Cooperação e colaboração, embora distintas, são dinâmicas que podem ser trabalhadas concomitantemente. Há que se considerar, porém, os fins a que se queira atingir. Gestão de dinâmicas de grupo Aquisição de conhecimentos de parte do conteúdo estudado Aquisição de conhecimentos de todo o conteúdo estudado Auto-avaliação Cada integrante do grupo lê apenas uma parte do material Todos os membros lêem todo o material Leitura do material Cada item é desenvolvido por um dos membros do grupo Cada item recebe a contribuição de todos os membros do grupo Desenvolvimento do texto coletivo Parcial e consecutiva Integral e associativa Procedimento da ação Ação cooperativa Ação colaborativa
  9. 9. Estratégias de integração TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Os participantes da comunidade de aprendizagem devem se sentir confortáveis – tanto em termos de interatividade como de interação – e se sentir acolhidos e reconhecidos pelas suas contribuições. Destacam-se como inerentes às estratégias de integração: a interação e a motivação . Gestão de dinâmicas de grupo
  10. 10. <ul><li>Estratégia de Interação: </li></ul><ul><li>Ferramentas de interação : a critério de cada grupo, à escolha do que eles se sentem mais confortáveis – fórum, chat, e-mail, MSN, etc. </li></ul><ul><li>Interação entre professora/aluno : no fórum geral da disciplina ou por correio interno da sala, quando em caso particular. </li></ul><ul><li>Criação de um fórum para cada grupo : facilitar a interação aluno/aluno e aluno/professor (número menor de participantes e tema específico) </li></ul><ul><li>Sessões síncronas ( chat ): usada entre os componentes de cada grupo, quando esses sentirem necessidade. </li></ul>Estratégias de integração TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Gestão de dinâmicas de grupo
  11. 11. Estratégias de integração TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP 2. Estratégia de motivação: <ul><li>“ Frases da semana” : </li></ul><ul><li>“ Falas” capturadas nos arquivos da sala de aula virtual e acompanhadas da foto do autor, postadas no fórum geral da disciplina. </li></ul><ul><li>Os alunos são motivados a participar dos fóruns e ficam na expectativa de ter suas contribuições selecionadas. </li></ul><ul><li>Com a foto acompanhando as “falas”, os colegas remetem a imagem ao seu autor, “conhecendo” melhor o colega. </li></ul>Gestão de dinâmicas de grupo
  12. 12. Acompanhamento  aprendizagem online centrada no aluno TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP <ul><li>Oferecer um conjunto de estruturas que permita ao estudante resolver sozinho um problema ou empreender uma tarefa. </li></ul><ul><li>Buscar estratégias e avaliar as soluções encontradas. </li></ul><ul><li>Interagir com a comunidade de aprendizagem diariamente. </li></ul><ul><li>Estabelecer um “horário comercial eletrônico”: horários determinados de sua inserção na sala de aula virtual. </li></ul><ul><li>Postura de observador: estimular os alunos a responder aos colegas antes do professor ( proporção de 1 para 10). </li></ul><ul><li>Monitoramento comedido: para não minar sua dinâmica ou o processo de descoberta e aprendizagem </li></ul><ul><li>Otimizar as inserções no fórum, mas sempre direcionando o comentário ao respectivo autor da contribuição. </li></ul>Gestão de dinâmicas de grupo
  13. 13. TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP <ul><li>Preleções breves e focadas: com comentários abertos e perguntas interessantes, controversas ou pontos de vista diferentes para estimular a discussão. </li></ul><ul><li>Facilitar situações, fornecer informações: atenção e sensibilidade no desenvolvimento do curso, para que sejam construídas impressões interessantes, úteis e bem humoradas. </li></ul><ul><li>Intervir e esclarecer ou corrigir o equívoco: “correção de percurso” antes da entrega final das atividades. </li></ul><ul><li>Responder a situações problemáticas de metacomunicação : desarmar uma possível crise por causa de comentários hostis ou sugerir mudanças nos procedimentos da discussão. </li></ul>A construção de uma comunidade de aprendizagem requer a participação de todos os seus membros, não com hierarquia, mas em harmonia, em colaboração. Acompanhamento  aprendizagem online centrada no aluno Gestão de dinâmicas de grupo
  14. 14. Considerações finais TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ON LINE Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF – Adriana Clementino / SENAC-SP Os resultados obtidos pelos trabalhos realizados em grupo em ambos os cursos comprovam que a realização de atividades em grupo é um elemento crucial para a integração da turma, além de uma forma eficaz de proporcionar aprendizado. No aprender “não há, realmente, pensamento isolado, na medida em que não há homem isolado” (PAULO FREIRE, 1977, p.66) “ As atividades virtuais colaborativas põem em prática os princípios da inteligência coletiva, apontados por Pierre Lévy, que correspondem à reunião em sinergia dos saberes, das imaginações, das energias espirituais (...) de um grupo humano” (VANI KENSKI, 2003, p.112). Gestão de dinâmicas de grupo
  15. 15. Ana Cristina Lima Santos Barbosa / UFJF [email_address] Adriana Clementino/ SENAC-SP [email_address] TRABALHOS EM GRUPO NO ENSINO ONLINE Obrigada!

×