O PASSE NA HISTÓRIA

2,090 views
1,856 views

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,090
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O PASSE NA HISTÓRIA

  1. 1. O PASSE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE
  2. 2. O PASSE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE A técnica de cura pela imposição de mãos remonta os horizontes primitivos da pré-história. ... o passe nasceu nas civilizações antigas, como um ritual das crenças primitivas. A agilidade das mãos sugeria a existência de poderes misteriosos, praticamente comprovados pelas ações cotidianas da fricção que acalmava a dor. As bênçãos foram as primeiras manifestações típicas dos passes. O selvagem não teorizava, mas experimentava, instintivamente, e aprendia a fazer e a desfazer as ações, com o poder das mãos .
  3. 3. No antigo Testamento em II Reis.. . <ul><li>Encontramos a expectativa de Naamá: </li></ul><ul><li>P ensava eu que ele sairia a ter comigo, por-se-ia de pé, invocaria o nome do Senhor seu Deus, moveria a mão sobre o lugar da lepra e restauraria o leproso. </li></ul>
  4. 4. Na Caldéia e na Índia... Magos e brâmanes Curavam pela aplicação do olhar, estimulando a letargia e o sono
  5. 5. <ul><li>no templo da deusa Ísis </li></ul>NO EGITO ANTIGO ... multidões aí acorriam, procurando o alívio dos sofrimentos junto aos sacerdotes, que lhes aplicavam a imposição das mãos.
  6. 6. Os gregos aprenderam a curar com os egípcios... <ul><li>Heródoto destaca em suas obras os santuários que existiam nessa época para a realização de FRICÇÕES MAGNÉTICAS </li></ul>
  7. 7. EM ROMA A saúde era recuperada através de operações magnéticas Galeno, um dos pais da medicina moderna, devia sua experiência na supressão de certas doenças de seus pacientes à inspiração que recebia durante o sono . Outros nomes vivenciaram esses momentos trancendentais: Hipócrates, Avicena, Paracelso...
  8. 8. <ul><li>Com o passar dos tempos, </li></ul><ul><li>curandeiros, bruxas, mágicos, </li></ul><ul><li>faquires e, até mesmo, reis: </li></ul><ul><li>Eduardo, O Confessor </li></ul><ul><li>Olavo, Santo Rei da Noruega </li></ul><ul><li>e vários outros </li></ul><ul><li>utilizavam os toques reais </li></ul>Idade Média
  9. 9. Depreendemos que : <ul><li>A ARTE DE CURAR ATRAVÉS DA INFLUÊNCIA MAGNÉTICA ERA PRÁTICA NORMAL DESDE OS TEMPOS ANTIGOS, SOBRETUDO NO TEMPO DE JESUS, QUANDO OS SEUS SEGUIDORES EXERCITAVAM A TÉCNICA DA CURA FLUÍDICA ATRAVÉS DAS MÃOS. </li></ul>
  10. 10. Novo Testamento... ... Senhor se quiseres podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe, dizendo: Quero! Fica limpo! E imediatamente ele ficou limpo da lepra. ... A uma ordem do Mestre, levanta-se a menina dada como morta, pranteada por parentes e amigos
  11. 11. MESMER <ul><li>nascido a 23.05.1733 em Weil, Áustria. Educado em colégio religioso, estudou Filosofia, Teologia, Direito e Medicina, dedicando-se também à Astrologia. </li></ul>No séc. XVIII Ápós estudar a cura mineral magnética do astrônomo Maximiliano Hell, professor da Universidade de Viena, bem como trabalhos de cura magnética de JJ.Gassrer, divulgou uma série de técnicas relativas à utilização do magnetismo humano pelas mãos.
  12. 12. <ul><li>TESE DE DOUTORADO </li></ul><ul><li>De Influxo Planetarium </li></ul><ul><li>In Corpus Humanum </li></ul><ul><li>em 1766 </li></ul>Mesmer admitia a existência de uma força magnética que se manifestava através da atuação de um fluido universalmente distribuído, que se insinuava na substância dos nervos e dava, ao corpo humano, propriedades análogas ao do imã. Esse fluido, sob controle, poderia ser usado com finalidade terapêutica. MESMER Mais tarde assumiram destaque as experiências do Barão de Reichenbach e do Coronel Alberto Rochas
  13. 13. Em 1779- publicou: A memória sobre a descoberta do Magnetismo Animal grande repercussão surpreendentes experiências práticas de terapia. Curas consideráveis. (Na época tidas como maravilhosas ) Passou então a ser alvo de hostilidades e transformar-se em tema de discussões e estudos
  14. 14. Em breve, formaram-se dois campos : <ul><li>O Magnetismo era alvo de estudos por parte de leigos e sábios... </li></ul>Os que negavam obstinadamente os fatos e os que admitiam com fé cega, levada, algumas vezes à exageração.
  15. 15. A Faculdade de Medicina de Paris proibia qualquer médico declarar-se partidário do Magnetismo Animal, sob pena de ser excluído do quadro de doutores da época. Um movimento favorável às idéias de Mesmer levava à formação das Sociedades de Harmonia, que tinham por fim tratar de moléstias .
  16. 16. Diria Du Potet... Nunca a medicina ordinária ofereceu ao público o exemplo com tantas garantias.
  17. 17. Em 1831, a Academia de Ciências de Paris reestudando os fenômenos, reconhece os fluidos magnéticos como realidade científica Em 1837 porém, retrata-se da decisão anterior, e nega a existência dos fluidos Provável Causa : Os procedimentos adotados pelos magnetizadores para tornar esta Doutrina popular. Teatralizando a série de fenômenos que ocorriam, com encenações ruidosas...
  18. 18. O BRAQUET DE MESMER Consistia de uma tina de carvalho cheia de água e limalha de ferro, onde repousavam garrafas com água magnetizada, deitadas em série e com os seus gargalos apontando para o centro do conjunto. Por aberturas na tampa, saiam varas, cintas e pulseiras de ferro moveis para serem aplicadas nas partes doentes.
  19. 19. Todo esse aparato, porém, não era apropriado para convencer os observadores do efeito eficaz e positivo das imposições e dos passes. Mesmer.. . em 1792 vê-se forçado a deixar Paris instala-se em uma cidadezinha na Suíça onde vive modestamente durante 20 anos
  20. 20. <ul><li>1812 </li></ul><ul><li>Aos 78 anos recusa convite da Academia de Ciências de Berlim para prestar esclarecimento sobre suas teses. </li></ul><ul><li>Então o Prof. Wolfart é </li></ul><ul><li>encarregado de entrevistá-lo. </li></ul>MESMER
  21. 21. O depoimento do Prof. Wolfart <ul><li>Encontrei-o dedicando-se ao hospital por ele mesmo escolhido. Acrescente-se a isso um tesouro de conhecimentos reais em todos os ramos da Ciência, tais como dificilmente acumula um sábio; uma bondade imensa de coração que se revela em todo o seu ser, em suas palavras e ações, e uma força maravilhosa de sugestão sobre os enfermos. </li></ul>Prof. Wolfart Cientista e pioneiro da Moderna Terapia corporal
  22. 22. As Comissões optaram pela condenação do Magnetismo. Os seguidores de Mesmer, entretanto continuaram a pesquisar e experimentar. O Marquês de Puységur descobre o estado sonambúlico do hipnotismo Barão du Potet Charles Fontaine Seguem-lhe os passos:
  23. 23. Outros pesquisadores seguiram-no: Charcot, Janet, Myers, Ochorowicz, Binet e outros. Charcot Hyppolyte Léon Denizard Rivail Rivail integrava o grupo de pesquisadores formado pelo Barão du Potet, dirigente da Sociedade Mesmeriana Em Paris, o magnetismo atrairá a atenção do pedagogo Professor Rivail
  24. 24. <ul><li>Escreveu Kardec na Revista Espírita </li></ul><ul><li>de Março 1858: </li></ul><ul><li>&quot;O Magnetismo preparou o caminho do Espiritismo(...). Dos fenômenos magnéticos, do sonambulismo e do êxtase às manifestações espíritas(...) sua conexão é tal que, por assim dizer, é impossível falar de um sem falar de outro&quot;. </li></ul>Os vínculos do futuro Codificador com o magnetismo iniciam-se quando em 1854 interessa-se pelas informações que lhe são transmitidas pelo magnetizador Fortier , sobre as mesas girantes
  25. 25. Kardec abordaria ainda em A Gênese a questão das ...”curas através da ação fluídica”. Os passes Tem percorrido um longo caminho desde as origens da humanidade . .. ex: magnoterapia, fluidoterapia, bio-energia, imposição das mãos, tratamento magnético, transfusão de energia psi... Praticado, estudado, observado sob variáveis nomes
  26. 26. Pioneiros do Passe no Brasil :   Por volta de 1 840, ao influxo das falanges de Ismael, chegavam dois médicos humanitários ao Brasil. Bento Mure e Vicente Martins que fariam da medicina homeopática verdadeiro apostolado. Muito antes da Codificação Kardequiana, conheciam ambos os transes mediúnicos e o elevado  alcance da aplicação do magnetismo espiritual.&quot; &quot;Foram eles, os médicos homeopatas que iniciaram aqui ospasses magnéticos, como imediato auxílio das curas.&quot;             
  27. 27. O PASSE... possui excelentes qualidades terapêuticas Com a contribuição da Kirliangrafia de que tem se ocupado pesquisadores da área de parapsicologia e às novas descobertas da Física no campo da energia podemos afirmar que o passe é amparado por suporte científico.
  28. 28. Bibliografia <ul><li>O Túnel e a Luz, Carlos Bernardo Loureiro </li></ul><ul><li>A Gênese, Allan Kardec </li></ul><ul><li>Obras Póstumas, Allan Kardec </li></ul><ul><li>As Mesas Girantes e o Espiritismo, Zeus Wantuil </li></ul><ul><li>O Espiritismo Perante a Ciência, Gabriel Delanne </li></ul><ul><li>Parapsicologia Didática, Raul Marinuzzi </li></ul><ul><li>Curas Espirituais, George W. Meek </li></ul><ul><li>Magnetismo Curativo, Alphonse Bué </li></ul><ul><li>Boletim Médico Espírita, AME/SP - 1985 </li></ul><ul><li>O Passe, Jacob Melo </li></ul><ul><li>11. Do Sistema Nervoso à Mediunidade, Ary Lex </li></ul>
  29. 29. 12. Diretrizes de Segurança, Divaldo P. Franco e J. Raul Teixeira 13. À Luz do Espiritismo, Vianna de Carvalho/Divaldo P. Franco. 14. Entre a Matéria e O Espírito, A. César Perri de Carvalho e Osvaldo Magno Filho 15. Terapia pelos Passes – Projeto Manoel P. Miranda – Editora Leal - Adilton Pugliese 16. Palestra: Breve Histórico sobre o Magnetismo – Adilton Pugliese Pesquisa, e compilação de fotos: Arlete Länzlinger Editoração gráfica: Edith Burkhard Seminário Sobre Passes e Passistas CEEAK- Centro de Estudos Espíritas Allan Kardec- Winterthur -Suíça .

×