Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
primeiro encontro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

primeiro encontro

  • 672 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
672
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
13
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EMALFABETIZAÇÃO E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA FACCAMP E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE CAMPO LIMPO PAULISTA Primeiro encontro 2007 1
  • 2. Célia Maria Carolino Pires Professora do Departamento de Matemática da PUC/ SP. Mestra em Matemática. Doutora em Educação. Coordenadora dos PCN do E. Fundamental e da equipe de elaboração da área de Matemática. Co-autora da coleção Matemática no Planeta Azul (em re-elaboração) e do “Atividades Matemáticas” (CENP/SEE). Co-autora da coleção Ponto de partida: Educação Matemática (5ª a 8ª) – Ed. Sarandi. 2
  • 3. EDUCAÇÃO MATEMÁTICA A formação na área de Educação Matemática tem como objetivos: Avançar na construção de propostas para os anos iniciais do ensino fundamental em que a Matemática possa ser usada pelos alunos como instrumento da construção de sua cidadania, fazendo largo uso daresolução de investigações e resolução de problemas. Contribuir para que o professor produza conhecimentos sobre sua prática e constitua em sua escola grupos colaborativos de estudo, formação e trabalho, com condições de se apropriar de aportesteóricos que sustentem a construção de novas práticas pedagógicas. 3
  • 4. “Seminários de Educação Matemática”. 19/03 – Trajetória do Ensino de Matemática. Problemas e Perspectivas da Educação Matemática. 23/04 - Teoria dos Campos Conceituais, Teoria dos Van Hiele e outros resultados de pesquisa em sala de aula. 21/05 - Resolução de problemas e Investigações nas aulas de matemática. 18/06 - Modalidades organizativas: projetos, atividades seqüenciais, rotineiras e ocasionais. 20/08 - Jogos e outros recursos didáticos. 17/09 - Avaliação em Matemática 22/10 - O professor como pesquisador de sua prática 19/11 - O professor como pesquisador de sua prática 4
  • 5. Combinados (1) Os slides serão disponibilizados. Com base nos slides, nas anotações de aula, cada participante organiza um registro de cada um dos seminários em seu portfólio. Deve ainda acrescentar textos, artigos referente ao que foi debatido, com comentários. No final de cada semestre, o portfólio será entregue para avaliação. 5
  • 6. Combinados (2) Os seminários do dia 22/10 e 19/11 têm como tema “O professor como pesquisador de sua prática”. Assim, serão constituídos grupos de 5 pessoas (16 grupos), para o desenvolvimento de uma investigação coletiva.Os temas serão posteriormente escolhidos. Nessas datas cada grupo terá 20 minutos para expor seu trabalho. 6
  • 7. Primeira reflexão O que um(a) professor(a) precisa saber para ensinar Matemática? 7
  • 8. Tempo para discussão... 8
  • 9. Hora do debate... 9
  • 10. Para ensinar Matemática, é fundamental que,além de outros conhecimentos profissionais,o professor tenha• conhecimento dos conteúdos matemáticosque vai trabalhar;• conhecimento didático dos conteúdos(ensinar e aprender matemática,transposição didática, contrato didático,hipóteses das crianças etc);•o conhecimento curricular (formas deseleção e organização dos conteúdos,aspectos metodológicos, formas de avaliação. 10
  • 11. Segunda reflexão Quais são os principais  problemas do ensino de matemática? 11
  • 12. Tempo para discussão... 12
  • 13. Hora do debate... 13
  • 14. Dentre os principais problemas, os mais que mais se destacam são... Em geral a matemática assusta as pessoas e isso faz com que as crianças cheguem à escola com muito medo da matemática ... Os métodos de ensino são bastante inadequados; a mera repetição de regras, fatos e fórmulas ainda predominam no ensino... A matemática não é vista pelos alunos como um jogo interessante nem como algo que faz parte de seu cotidiano... 14
  • 15. Terceira reflexão  Existem perspectivas para solucionar os problemas do do ensino de matemática?  Quais? 15
  • 16. Tempo para discussão... 16
  • 17. Hora do debate... 17
  • 18. As perspectivas positivas são... O tema vem sendo debatido com intensidade e hoje dispomos de muitas pesquisas sobre ensinar e aprender matemática, que podem nos ajudar muito. Essas pesquisas constituem uma nova área de conhecimentos denominada “Educação Matemática”... 18
  • 19. Durante muito tempo... EDUCAÇÃO MATEMÁTICA 19
  • 20. O que vem a ser Educação Matemática?As chamadas dificuldades de aprendizagem emMatemática foram registradas pela literatura,desde as mais antigas experiências educacionaismundiais.No Brasil, em particular, Anais de Congressos deEnsino de Matemática das décadas de 50 e 60,já revelam as preocupações com a qualidade dodesempenho dos estudantes nessa disciplina,embora o número de alunos fosse restrito e acompetência Matemática dos professores, tidacomo inquestionável. 20
  • 21. Até que finalmente...EDUCAÇÃO MATEMÁTICA 21
  • 22. Quais as principais escolas na área deEducação Matemática?Processo Currículos,ensino Formação deaprendizagem professores Escola Escola francesa saxônica Etnomatemática Aspectos sócio- 22 culturais
  • 23. Nas últimas décadas... ... ampliaram-se os estudos sobre o ensinar e o aprender matemática; ...foram propostas inovações curriculares no mundo inteiro e, particularmente, no Brasil; ...multiplicaram-se as pesquisas sobre o aluno, o professor e o saber. 23
  • 24. Anos 60 e70 Influência do Movimento Matemática Moderna ênfase na linguagem matemática, no rigor; ênfase na teoria dos conjuntos como eixo articulador; ênfase na abordagem algébrica; abandono do ensino da Geometria; descuido com as questões de natureza prática: medidas, proporcionalidade etc; avanços: pesquisa de materiais didáticos. 24
  • 25. Anos 80 ênfase na aprendizagem com compreensão, na aprendizagem significativa; investimento nas explicações dos “porques” e na busca de procedimentos que pudessem ser justificados para o aluno; investimento na proposição de aulas por meio de atividades, experiências, descobertas pelos alunos: o fazer Matemática na sala de aula; menor preocupação com a linguagem formal e diminuição da ênfase anteriormente dada à Teoria dos Conjuntos e tentativa de recuperar o ensino de geometria e de outros temas de caráter aplicativo 25
  • 26. Anos 90 ênfase na problematização como ponto de partida da atividade matemática: o recurso à resolução de problemas; ênfase na contextualização dos temas matemáticos: cotidiano, realidade, interdisciplinaridade, modelagem, etnomatemática; investimento no estabelecimento de conexões entre temas matemáticos; investimento no uso das novas tecnologias como ferramentas importantes para o ensino de matemática e na comunicação matemática; 26
  • 27. Anos 2000 Maior atenção aos conhecimentos prévios e hipóteses que as crianças formulam. Maior atenção à discussão de expectativas de aprendizagem. Retomada e re-significação dos conteúdos matemáticos. 27