Lean Software Development

2,150 views
2,014 views

Published on

Palestra sobre Lean ministrada por Samuel Crescêncio da OnCast (www.oncast.com.br) na PHPSC Conf 2009

Published in: Technology, Business

Lean Software Development

  1. 1. LEAN SOFTWARE DEVELOPMENT by Samuel Crescêncio Agile Evangelist
  2. 2. Sumário <ul><li>Lean e suas origens </li></ul><ul><li>Software & Desenvolvimento </li></ul><ul><li>Princ ípios do Lean </li></ul><ul><ul><li>Vendo o desperd ício </li></ul></ul><ul><ul><li>Construa com integridade </li></ul></ul><ul><ul><li>Crie conhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconheça o comprometimento </li></ul></ul><ul><ul><li>Entregue rápido </li></ul></ul><ul><ul><li>Respeite as pessoas </li></ul></ul><ul><ul><li>Otimize o todo </li></ul></ul>
  3. 3. Origens do Lean Supply Chain Management Just-in-Time Manufacturing Lean Software Development Lean Operations Lean Product Development Keiretsu (Virtual Integration) Precursor of Lean Thinking Toyota Product Development System Toyota Production System Lean Logistics
  4. 4. Origens do Lean <ul><li>Os Toyoda’s: </li></ul><ul><li>Sakichi Toyoda (1867 – 1930) </li></ul><ul><ul><li>Grande inventor: criou o conceito de automa ção para tecelagem </li></ul></ul><ul><ul><li>Idéia crucial: Stop-the-Line </li></ul></ul><ul><li>Kiichiro Toyoda (1894 – 1952) </li></ul><ul><ul><li>Inovador e empreendedor apostou a fortuna da família na fabricação de carros </li></ul></ul><ul><ul><li>Idéia crucial: Just-In-Time </li></ul></ul><ul><li>Eiji Toyoda (1913 – presente) </li></ul><ul><ul><li>50 anos de liderança na Toyota </li></ul></ul><ul><ul><li>Liderou o desenvolvimento do The Toyota Production System </li></ul></ul>
  5. 5. Origens do Lean <ul><li>Fluxo Just-In-Time </li></ul><ul><li>Foco no fluxo de trabalho, não na utilização de máquinas/pessoas </li></ul><ul><li>Foco no fluxo de informações, não na completude delas </li></ul><ul><li>Cultura Stop-The-Line </li></ul><ul><li>1920 - Invenção: Teares elétricos detectam automaticamente quando uma linha se rompe e param a máquina imediatamente, evitando a produção de tecidos defeituosos </li></ul><ul><li>1950 – Invenção: Linhas de montagem de automóveis param completamente sempre que um defeito é identificado </li></ul>
  6. 6. Origens do Lean Knowledge-Based-Engineering (The Lean Development System) Operational Value Stream to Customer System Designer Entrepreneurial Leadership Expert Engineering Workforce Set-Based Concurrent Engineering Responsibility-Based Planning & Control
  7. 7. Eliminate Waste <ul><li>Princ ípio 1: </li></ul><ul><li>“ Eliminar absolutamente todas as formas de desperd ício” </li></ul><ul><li>Desperd ício é tudo o que esgota recursos financeiros, de tempo, esforços e de espaço sem adicionar valor ao cliente </li></ul><ul><li>Valor é visto pelos olhos de quem paga, usa e deriva valor dos sistemas que criamos </li></ul><ul><li>Ponha os óculos do seu cliente! </li></ul><ul><li>Taiichi Ohno: “Tudo o que fazemos é olhar para a linha do tempo desde o momento em que o cliente nos dá uma ordem de compra, até o momento em que recebemos o dinheiro e eliminamos todo o desperdício que não gera valor” </li></ul>
  8. 8. Eliminate Waste “ Lean foca na redu ção da linha do tempo removendo todo o desperdício” Value Stream Mapping - Desenvolvimento Tradicional Value Stream Mapping - Desenvolvimento Ágil
  9. 9. Eliminate Waste <ul><li>7 Desperdícios fatais em desenvolvimento de software : </li></ul><ul><li>Trabalho parcialmente feito, ex.: </li></ul><ul><ul><li>Documentação não codificada </li></ul></ul><ul><ul><li>Código não sincronizado </li></ul></ul><ul><ul><li>Código não testado </li></ul></ul><ul><ul><li>Código não documentado </li></ul></ul><ul><ul><li>Código sem deployment </li></ul></ul><ul><li>Funcionalidades extras </li></ul><ul><li>Processos extras </li></ul><ul><li>Troca constante de tarefas </li></ul><ul><li>Atrasos nas entregas </li></ul><ul><li>Defeitos nas entregas </li></ul><ul><li>Complexidade </li></ul>
  10. 10. Eliminate Waste Standish Group Study Reported at XP2002 A maior oportunidade para aumentar a produtividade em Desenvolvimento de Software : Escreva Menos Código!
  11. 11. Build Integrity In Princípio 2 “ Construa com Integridade” Integridade Percebida “ A totalidade do produto alcança um equilíbrio de funcionamento, usabilidade, confiabilidade e economia que dá prazer ao cliente final.” Integridade Conceitual “ O sistema funciona de forma coesa como um todo, alcançando um balanço efetivo entre flexibilidade, manutenibilidade, eficiência e responsividade.”
  12. 12. Build Integrity In “ Integridade é alcançada com um excelente e detalhado fluxo de informações entre cliente, usuários e desenvolvedores”
  13. 13. Build Integrity In <ul><li>Verdades </li></ul><ul><li>Se você tem ciclos de teste ao final de um ciclo de desenvolvimento você está testando muito tarde </li></ul><ul><li>Debug é uma boa maneira de desperdiçar tempo </li></ul><ul><li>BugTracking Systems são sistemas para empilhar desperdício </li></ul><ul><li>Estratégias para Construir com Integridade </li></ul><ul><li>Compartilhe a visão integridade percebida constantemente </li></ul><ul><li>Inspecione antes e depois com TDD ( Test Driven Development ) </li></ul><ul><li>O melhor design emerge durante o desenvolvimento </li></ul><ul><li>Faça o trabalho e entregue em lotes pequenos (diariamente) </li></ul><ul><li>Mantenha simples e faça refactoring </li></ul>
  14. 14. Amplify Learning <ul><li>Princípio 3 </li></ul><ul><li>“ Crie Conhecimento” </li></ul><ul><li>A natureza do desenvolvimento de software exige conhecimento </li></ul><ul><li>Ou pagamos o preço para ter o conhecimento ou ficamos em débito </li></ul><ul><li>Estratégias para Criar Conhecimento </li></ul><ul><li>Proporcione feedback constante através de iterações curtas </li></ul><ul><li>Execute a suite completa de testes diariamente </li></ul><ul><li>Sincronize o código diariamente </li></ul><ul><li>Utilize documentação embarcada </li></ul><ul><li>Crie um repositório de informações dinâmico </li></ul><ul><li>( knowledge-base sharing systems ) </li></ul>
  15. 15. Amplify Learning <ul><li>Estratégias para Criar Conhecimento </li></ul><ul><li>Sugestão Lean para resolução de problemas com o ciclo PDCA </li></ul>Atividade Etapa Identifique o problema Procure a causa pela raiz Proponha uma solu ção Especifique os resultados esperados P lan Implemente a solu ção D o Verifique os resultados C heck Siga Institucionalize Pepertue o conhecimento A ct
  16. 16. Amplify Learning <ul><li>Estratégias para Criar Conhecimento </li></ul><ul><li>Use o método científico </li></ul><ul><ul><li>Observe e descreva um fenômeno ou grupo de fenômenos </li></ul></ul><ul><ul><li>Formule uma hipótese que explique os fenômenos </li></ul></ul><ul><ul><li>Use a hipótese para prever algo como a existência de outro fenômeno ou os resultados de novas observações </li></ul></ul><ul><ul><li>Execute experimentos para ver se as previsões se mantém </li></ul></ul><ul><ul><li>Se os experimentos confirmarem a hipótese, então isto pode ser considerado uma teoria ou regra </li></ul></ul><ul><ul><li>Se não, rejeite ou modifique </li></ul></ul>
  17. 17. Defer Commitment <ul><li>Princípio 4 </li></ul><ul><li>“ Reconheça o Comprometimento” </li></ul><ul><li>Previsibilidade de resultados ou resultados emergentes? </li></ul><ul><li>“ Dê à sua equipe o que eles precisam, o melhor espaço, </li></ul><ul><li>os melhores equipamentos e ferramentas, confie neles e eles lhe entregarão o melhor trabalho!” </li></ul>
  18. 18. Defer Commitment <ul><li>Estratégias com base em comprometimento </li></ul><ul><li>Tome decisões com base em um conjunto de opções </li></ul><ul><li>( option-thinking & set-based approach & concurrent development ) </li></ul><ul><li>Decida no último momento responsável, não antes, nem depois </li></ul><ul><li>( The last responsible moment ) </li></ul><ul><li>Forme equipes capazes e multi-disciplinares </li></ul><ul><li>Delegue responsabilidade e autonomia à sua equipe </li></ul><ul><li>Quebre dependências </li></ul><ul><li>Deixe os resultados emergirem </li></ul>
  19. 19. Deliver as Fast as Possible <ul><li>Princípio 5 </li></ul><ul><li>“ Entregue Rápido” </li></ul><ul><li>Entregas rápidas possibilitam </li></ul><ul><li>Maximizar o feedback e diminuir a incerteza </li></ul><ul><li>Diminuir o time-to-market </li></ul><ul><li>Aumentar e antecipar o ROI </li></ul><ul><li>Desenvolver produtos mais assertivos </li></ul><ul><li>Adicionar vantagem competitiva aos clientes </li></ul><ul><li>Aumentar a visibilidade do processo de desenvolvimento </li></ul><ul><li>Postergar decisões para o último momento responsável </li></ul>
  20. 20. Deliver as Fast as Possible <ul><li>Estratégias para entregar mais rápido </li></ul><ul><li>Reduza o ciclo de tempo </li></ul><ul><li>Equalize a chegada de trabalho </li></ul><ul><li>Minimize o número de estórias em processo </li></ul><ul><li>Minimize o tamanho das estórias em processo </li></ul><ul><li>Estabeleça uma cadência regular </li></ul><ul><li>Limite a quantidade de trabalho à capacidade </li></ul><ul><li>Use o POOL SYSTEM (originário do Kan Ban ) </li></ul>
  21. 21. Respect People <ul><li>Princípio 6 </li></ul><ul><li>“ Respeite as Pessoas” </li></ul><ul><li>“ Use todos os princípios do Lean menos este, e você conseguirá alcançar apenas a sombra do que poderia alcançar!” </li></ul><ul><li>Pessoas são movidas por motivação </li></ul><ul><li>Pessoas são movidas por realizações </li></ul><ul><li>Pessoas são movidas por amor </li></ul><ul><li>Pessoas são movidas por desejo </li></ul><ul><li>“ Em tratando-se de pessoas, os números não fazem a diferença, </li></ul><ul><li>mas sim as habilidades, o orgulho, a perícia a confiança e a cooperação!” </li></ul>
  22. 22. Respect People <ul><li>Institua as seguintes estratégias de Respeito para sua Equipe </li></ul><ul><li>Compartilhe antes, compartilhe sempre </li></ul><ul><li>Teste antes e falhe rápido </li></ul><ul><li>Troque gerentes por líderes </li></ul><ul><li>Treine continuamente - líderes e liderados </li></ul><ul><li>Fora com o medo - institua segurança </li></ul><ul><li>Quebre as barreiras - crie equipes multi-disciplinares </li></ul><ul><li>Não meça performance de pessoas, não premie isoladamente </li></ul><ul><li>Problemas não são criados por pessoas mas pelo “Sistema de Produção” </li></ul><ul><li>Motive a edução e o auto-aprendizado - desenvolva pessoas </li></ul><ul><li>Mova responsabilidade e tomada de decisão para os níveis mais baixos </li></ul><ul><li>Faça, não dê apenas apoio </li></ul>
  23. 23. See the Whole <ul><li>Princípio 7 </li></ul><ul><li>“ Veja o Todo” </li></ul><ul><li>“ Para aprimorar o processo você precisa ver de ponta a ponta - do usuário ao desenvolvedor - do banco de dados à tela, e NENHUM detalhe pode ser esquecido nesta jornada!” </li></ul><ul><li>Ver o todo significa </li></ul><ul><li>Ver a equipe não o fulano </li></ul><ul><li>Ver o problema não o culpado </li></ul><ul><li>Ver o modelo de colaboração não as penalidades </li></ul><ul><li>Ver a longo prazo </li></ul><ul><li>Ver todos vendo o todo </li></ul>
  24. 24. See the Whole <ul><li>Estratégias para ver o todo </li></ul><ul><li>Defina um Value Stream Leader que assuma responsabilidade em ver de uma ponta a outra da empresa </li></ul><ul><li>Foque no produto como um todo não apenas no software </li></ul><ul><li>Implemente Lean por todo o Value Stream da sua empresa </li></ul><ul><li>Re-estruture as métricas, esqueça os métodos convencionais e foque no Value Stream </li></ul><ul><li>Reduza os pontos de desperdício e foque no valor </li></ul>
  25. 25. Lean Software Development <ul><li>“ Uma jornada de mil milhas começa </li></ul><ul><li>com um simples passo!” </li></ul>Samuel Crescêncio Obrigado! [email_address]

×