Plano de contas

903
-1

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
903
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plano de contas

  1. 1. Certamente se você já possui qualquer contato com as Ciências Contábeis, também já utilizouou ouviu falar em um Plano de Contas.O Plano de Contas também pode ser conhecido como Elenco de Contas, apesar de estaúltima nomenclatura não ser tão popular quanto a primeira dentro do meio contábil.Sua meta é estabelecer regras para o registro das operações de uma empresa ou organizaçãoe deve estar embasado em três pilares fundamentais:Primeiro: Possuir as informações necessárias para que a empresa/organização possa dispôrdas mesmas a qualquer momento.Segundo: Possuir um formato de acordo com os princípios da contabilidade e com a lei deconstituição do balanço patrimonial e das demais demonstrações contábeis (Lei 6.404/76).Terceiro: Adequar-se ao que é exigido pelos agentes externos, principalmente no que se refereàs leis inerentes ao Imposto de Renda.Abaixo segue um exemplo geral de Plano de Contas:PLANO DE CONTAS – GERALNota: estruturação de contas já ajustada conforme MP 449/2008, que alterou a Lei 6.404/1976.1. ATIVO1.1 ATIVO CIRCULANTE1.1.1 Disponível1.1.1.01 Caixa1.1.1.02 Banco c/Movimento1.1.1.02.01 Banco X1.1.1.02.02 Banco Y1.1.1.03 Aplicação de Liquidez Imediata1.1.1.04 Cheques em Cobrança1.1.1.05 Numerários em Trânsito1.1.2 Realizável a Curto Prazo1.1.2.01 Duplicatas a Receber1.1.2.02 (-) Duplicatas Descontadas1.1.2.03 (-) Provisão p/Devedores Duvidosos1.1.2.04 Impostos a Recuperar1.1.2.04.01 ICMS a Recuperar
  2. 2. 1.1.2.05 Cheques a Receber1.1.2.06 Adiantamento a Fornecedores1.1.2.07 Adiantamento a Empregados1.1.3 Estoque1.1.3.01 Matérias – Primas1.1.3.02 Material Secundário1.1.3.03 Produtos em Elaboração1.1.3.04 Produtos Acabados1.1.3.05 Mercadorias1.1.3.06 Material de Expediente1.1.4 Despesas Antecipadas1.1.4.01 Seguros a Vencer1.1.4.02 Encargos Financeiros a Apropriar1.1.4.03 Assinaturas e Anuidades1.2 ATIVO NÃO CIRCULANTE1.2.1 Realizável a Longo Prazo1.2.2 Títulos a Receber1.2.3 Depósitos Judiciais1.2.4 Adiantamentos a Sócios1.2.5 Adiantamentos a Acionistas1.2.6 Empréstimos a Coligadas1.2.7 Empréstimos a Controladas1.2.8 Investimentos1.2.8.01 Ações de Controladas1.2.8.02 Ações de Coligadas1.2.8.03 Ações de Outras Empresas1.2.9 Imobilizado1.2.9.01 Edificações1.2.9.02 Móveis e Utensílios1.2.9.03 Veículos1.2.9.04 Ferramentas1.2.9.05 Máquinas e Equipamentos1.2.9.06 Reflorestamentos…………………………1.2.9.XX (-) Depreciação Acumulada Edificações1.2.9.XX (-) Depreciação Acumulada Móveis e Utensílios1.2.9.XX (-) Exaustão Acumulada Reflorestamentos1.2.10 Intangível1.2.10.01 Fundo de Comércio Adquirido1.2.10.02 Marcas e Patentes1.2.10.03 Benfeitorias em Prédios de terceiros1.2.10.04 Demais bens incorpóreos1.2.10.XX (-) Amortização Acumulada2. PASSIVO2.1 PASSIVO CIRCULANTE2.1.1 Fornecedores2.1.2 Duplicatas a Pagar2.1.3 Salários a Pagar
  3. 3. 2.1.4 INSS a Recolher2.1.5 FGTS a Recolher2.1.6 Provisão p/ 13º Salário2.1.7 Dividendos a Pagar2.1.8 Imposto de Renda a Recolher2.1.9 Contribuição Social a Recolher2.1.10 Provisão p /Férias2.1.11 ICMS a Recolher2.1.12 PIS Receita Bruta a Recolher2.1.13 Cofins Receita Bruta a Recolher2.1.14 PIS Importação a Recolher2.1.15 Cofins Importação a Recolher2.1.16 Empréstimos Bancários……2.2 PASSIVO NÃO CIRCULANTE2.2.1 Adiantamento de Sócios2.2.2 Adiantamento de Acionistas2.2.3 Empréstimos de Coligadas2.2.4 Empréstimos de Controladas2.3 PATRIMÔNIO LÍQUIDO2.3.1 Capital Social Subscrito e Integralizado2.3.1.01 Capital Subscrito2.3.1.02 (—) Capital a Integralizar2.3.1.02.01 (—) Sócio 12.3.1.02.02 (—) Sócio 22.3.2 Reservas de Capital2.3.3 Ajustes de Avaliação Patrimonial2.3.4 Reservas de Lucros2.3.4.01 Reserva Legal2.3.4.02 Reserva de Incentivos Fiscais2.3.4.03 Reserva Estatutária2.3.4.04 Reserva para expansão2.3.4.05 Reserva para contingências2.3.5 (-) Ações em Tesouraria2.3.6 (-) Prejuízos Acumulados2.3.7 Resultado Transitório do Exercício em Curso3. RECEITAS3.1 Receitas Operacionais3.1.1 Vendas3.1.1.01 Receita de Vendas de Produtos3.1.1.02 Receita de Vendas de Mercadorias3.1.1.03 Receita de Prestação de Serviços3.1.2 Financeiras3.1.2.01 Juros Ativos3.1.2.02 Juros de Aplicações Financeiras3.1.2.03 Descontos Obtidos3.1.2.04 Variação Monetária Ativa3.1.3 Outras Receitas Operacionais3.1.3.01 Alugueis e Arrendamentos
  4. 4. 3.1.3.02 Vendas Acessórias3.1.3.03 Dividendos e Lucros Recebidos3.2 Receitas Não-Operacionais3.2.1 Diversas3.2.1.01 Lucro na Venda de Bens3.2.1.02 Lucro na Alienação de Imóveis3.2.1.03 Lucro na Alienação de Veículos3.2.1.03 Lucro na Alienação de Móveis e Utensílios3.2.1.03 Indenizações Recebidas4. DESPESAS4.1 Despesas Operacionais4.1.1 Despesas Administrativas4.1.1.01 Honorários da Diretoria4.1.1.02 Salários e Ordenados4.1.1.03 Encargos Sociais4.1.1.04 Energia Elétrica4.1.1.05 Material de Expediente4.1.1.06 Indenizações e Aviso Prévio4.1.1.07 Manutenção e Reparos4.1.1.08 Serviços Prestados por Terceiros4.1.1.09 Seguros4.1.1.10 Telefone4.1.1.11 Propaganda e Publicidade4.1.2 Despesas com Vendas4.1.2.01 Honorários da Diretoria4.1.2.02 Salários e Ordenados4.1.2.03 Encargos Sociais4.1.2.04 Energia Elétrica4.1.2.05 Material de Expediente4.1.2.06 Indenizações e Aviso Prévio4.1.2.07 Manutenção e Reparos4.1.2.08 Serviços Prestados por Terceiros4.1.2.09 Seguros4.1.2.10 Telefone4.1.2.11 Propaganda e Publicidade4.2 Despesas Não-Operacionais4.2.1. Perdas na Alienação de Imóveis4.2.2 Perdas na Alienação de Móveis e Utensílios4.2.3 Perdas na Alienação de Veículos4.2.3 Outras Baixas do Ativo Não Circulante4.2.4 Provisões para Perdas Permanentes

×